Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

Vasectomia

on

  • 5,075 views

 

Statistics

Views

Total Views
5,075
Views on SlideShare
5,075
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
47
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Vasectomia Vasectomia Presentation Transcript

  • Jennifer Cristina Paniago Priscilla de Lima FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS – FUPAC FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS SAÚDE E LETRAS DE UBERLÂNDIA
  •  
  •  
    • Consiste num corte nos canais deferentes, em que após o corte os mesmos são amarrados, cauterizados ou fechados com grampos, assim o espermatozóide produzido no testículo não chegará mais ao sêmen.
    • É uma cirurgia simples, que pode ser feita em ambulatório, com anestesia local e o homem não precisa ficar internado.
  • Indicação
    • É uma cirurgia realizada em homens maiores de 25 anos, que tenham pelo menos dois filhos.
    • É uma cirurgia simples, segura e rápida, que se faz em homens que não desejam mais ter filhos. É um método anticoncepcional considerado permanente ou irreversível, pois, depois de feita a cirurgia, é muito difícil recuperar a capacidade de ter filhos.
    Para optar pela vasectomia como método anticoncepcional, o homem precisa estar seguro de que não quer mais ter filhos.
    • O granuloma do esperma é um nódulo que aparece no local onde o canais deferentes foi amarrado e é causado pelo vazamento de esperma. Esse nódulo em geral se dissolve naturalmente, mas em certos casos uma cirurgia se torna necessária para removê-lo.
    • A congestão é um acúmulo de esperma no epidídimo e pode causar a inflamação e um pouco de dor em 3 ou 12 semanas após a cirurgia.
    • O desconforto nos testículos durante vários anos após a cirurgia é uma ocorrência rara.
    • A vasectomia é realizada sem a necessidade de internação hospitalar, podendo ser feita no próprio consultório médico. Geralmente leva de 15 a 20 minutos. O médico aplica uma anestesia local em dois lugares na bolsa escrotal, realiza um pequeno corte na pele de cada lado, os ductos deferentes são expostos no lado de fora, onde em seguida de cada um deles é retirado um fragmento, desta forma cada pedaço do ducto remanescente é amarrada com o propósito de não haver uma possível recanalização. Este procedimento é feito nos dois ductos, um de cada vez. Após esta etapa os ductos são colocados de volta na bolsa escrotal e a pele é fechada por pontos.
  •  
    • O profissional de enfermagem deve preparar a paciente para a realização de exames físicos e laboratoriais; Ficar atento aos sinais vitais e dar apoio psicológico; Verificar roupa cirúrgica (de acordo com a instituição); Anti-sepsia da pele, tricotomia, jejum e preparo intestinal.
    • Constitui-se no conjunto de medidas que inicia-se no ato de entrada da paciente no centro cirúrgico, até ao término da cirurgia.
    • Transportar o paciente e mantê-lo em decúbito dorsal;
    • Verificar os sinais vitais de duas em duas horas;
    • Observação constante;
    • Atenção a hemorragias;
    • Apoio emocional ao paciente
    • Observar nível de consciência;
    • Aquecer o paciente, de acordo com suas necessidades;
    • Instalar balanço hídrico.
    • Controlar e anotar parâmetros vitais de acordo com evolução clínica do paciente e/ou prescrição médica;
    • Controle da hidratação venosa;
    • Mudança de decúbito;
    • Prestar higiene;
    • Trocar o curativo de 12 em 12horas, e ou após o banho.
    • Ficar atento ao aparecimento de alterações como:
    • Dor;
    • Alteração da temperatura;
    • Náuseas e vômitos;
    • Sede;
    • Soluços;
    • Hemorragias;
    • Alterações urinárias.
    • O cliente pode ir embora após o término da cirurgia. Pode haver um pouco de dor no local por 3 ou 4 dias após a operação. Um pouco de sangue ou outro líquido pode escorrer pelo corte. A área em volta do corte pode inchar um pouco e a pele poderá ficar levemente azulada ou escurecida.
    • O enfermeiro pode recomendar o seguinte: - Colocar uma bolsa de gelo no local da cirurgia por duas horas após o procedimento. - Permanecer em casa por 2 ou 3 dias. - Evitar carregar peso por no mínimo 1 semana. - Usar uma cueca mais justa de modo a conter a bolsa escrotal por 4 ou 6 semanas. - Tomar um analgésico simples como o Paracetamol (Tylenol) para aliviar a dor no período pós-operatório, de acordo com a prescrição do médico.
  • Referências
    • Brunner &Suddarth. Tratado de Enfermagem Médico Cirúrgico. 10.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009. p. 1502 e 1503.
    • http://boasaude.uol.com.br , 24 de Outubro de 2005.
    • http://adam.sertaoggi.com.br/encyclopedia/ency/article/002995.htm
    • Dicionario Brasileiro de saude 3º edição Genilda ferreira
    • http://www.ebah.com.br/vasectomia-v674.html
  •