Palestra Nutricao

17,515 views
17,077 views

Published on

3 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
17,515
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
75
Actions
Shares
0
Downloads
361
Comments
3
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Palestra Nutricao

  1. 1. DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS X ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
  2. 2. <ul><li>Quais são as principais </li></ul><ul><li>Doenças Crônicas Não Transmissíveis? </li></ul><ul><ul><ul><li>Obesidade; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Diabetes tipo 2; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Alguns tipos de câncer; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Doenças Cardiovasculares . </li></ul></ul></ul><ul><li>Quadro Epidemiológico </li></ul><ul><li>60% da mortalidade mundial; </li></ul><ul><li>2/3 do total de óbitos no Brasil; </li></ul><ul><li>69% dos gastos referentes a atenção à saúde no Brasil. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Objetivos da Nutrição </li></ul><ul><li>Reduzir fatores de risco de doenças não transmissíveis associadas a alimentação não saudável e a falta de atividade física; </li></ul><ul><li>Promover a conscientização e conhecimento da população da importância da alimentação saudável e da atividade física para saúde; </li></ul><ul><li>Fortalecer e implantar políticas de alimentação e nutrição . </li></ul>
  4. 4. P ACIENTE EQUIPE MULTIDISCIPLINAR TRABALHADORES ÁREA DA SAÚDE Nutricionistas, Médicos, Enfermeiros, Prof ed física, Psicólogos e demais profissionais PROMOTORES Estratégia Global em Dieta, Atividade Física e Saúde
  5. 5. <ul><li>OBESIDADE </li></ul><ul><li>o que é obesidade e excesso de peso: são avaliadas pelo IMC (Peso/altura x altura)– pode variar de acor do com as populações e com a idade </li></ul><ul><li>O problema: + de 1 bilhão de adultos com excesso de peso no mundo; 17,6 milhões de crianças obesas com – de 5 anos; </li></ul><ul><li>A obesidade é responsável por 2 a 6% do custo to t al de atenção à saúde em vários países em desenvolvimento. </li></ul><ul><li>O impacto do excesso de gordura para a saúde: produzem efeitos metabólicos adversos sobre a pressão arterial, níveis de colesterol e triglicérides sangüíneos e a resistência à insulina. </li></ul><ul><li>Conseqüências: DCV, DM tipo 2, Câncer (mama, cólon, próstata, endométrio, rim e vesícula biliar), osteoartrite. </li></ul><ul><li>Relatório sobre saúde no mundo (OMS, 2002): 58% do diabetes, 21% das cardiopatias isquêmicas, 8 a 42% de certos tipos de câncer – atribuíveis a IMC > 21 kg/m2. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>OBESIDADE </li></ul><ul><li>O que fazer : estratégias a longo prazo que inclui prevenção, manutenção do peso, por meio de ações multisetoriais e integradas (alimentação + atividade física). </li></ul><ul><li>- criação de políticas públicas que promovam a disponibilidade e o acesso a alimentos com baixo teor de gordura e alto teor de fibras e que promovam oportunidades para atividade física; </li></ul><ul><li>- engajamento em atividade física moderada por, pelo menos, 30 min diários; </li></ul><ul><li>- promoção de comportamentos saudáveis para incentivar, motivar e permitir que as pessoas percam peso: </li></ul><ul><ul><ul><li>Consumo de + frutas , verduras e cereais integrais; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Diminuição de alimentos gordurosos e açucarados; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Estimular atividades físicas. </li></ul></ul></ul>
  7. 7. <ul><li>DIABETES </li></ul><ul><li>o que é: doença crônica, causada por uma deficiência do pâncreas na produção de insulina, ou por incapacidade da insulina exercer adequadamente suas funções. </li></ul><ul><li>A insulina é o principal responsável pelo metabolismo e pelo aproveitamento da glicose pelas cél ulas do organismo, com finalidade de gerar energia. Sua ausência ou atuação deficiente, resulta num excesso de açúcar no sangue, causando alterações no metabolismo do açúcar, das gorduras e das proteínas, ocasionando muitos prejuízos para o corpo, particularmente para os sistemas vascular e nervoso . </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Cerca de 177 milhões de pessoas sofrem de diabete no mundo e isso deverá dobrar até 2030. </li></ul><ul><li>Boa parte dessa expansão ocorrerá em países em desenvolvimento, devido ao crescimento demográfico, ao envelhecimento da população, aos hábitos alimentares pouco saudáveis, à obesidade e aos estilos de vida sedentários. </li></ul><ul><li>Os casos do tipo 2 são crescentes – quase 90% dos casos. </li></ul><ul><li>Complicações: </li></ul><ul><li>DCV – 70% das mortes de diabéticos em países industrializados; </li></ul><ul><li>Neuropatia, causando lesões nas extremidades e até impotência; ulcerações das extremidades e amputações; </li></ul><ul><li>Retinopatia; </li></ul><ul><li>insuficiência renal. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>O que fazer: </li></ul><ul><li>A prevenção primária - por meio de alimentação saudável e atividade física regular – reduz ou adia as necessidades de atenção à doença. Deve ser enfatizada nas regiões mais pobres do mundo, onde os recursos são excassos. </li></ul><ul><li>A prevenção secundária inclui diagnóstico precoce e tratamento apropriado. Controlar a hipertensão, o colesterol, os níveis de glicemia pode reduzir substancialmente o risco de complicações e desacelerar sua progressão. </li></ul><ul><li>Vários estudos demonstram que, mais da metade das pessoas com excesso de peso e com tolerância diminuída à glicose conseguiram reduzir incidência de DM, por meio da diminuição do peso – meia hora de caminhada diária. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>DOENÇAS CARDIOVASCULARES </li></ul><ul><li>Doenças coronarianas (ou doença isquêmica ou infarto); </li></ul><ul><li>Doenças vascular cerebral (derrame); </li></ul><ul><li>Hipertensão (pressão alta); </li></ul><ul><li>Doença reumática cardíaca. </li></ul><ul><li>1/3 dos óbitos ocorridos no mundo em 2001 são devidos às DCV; </li></ul><ul><li>Há também sérios problemas de incapacidade por causa de cardiopatias ou AVC; </li></ul><ul><li>Cerca de 80% dos óbitos por DCV ocorrem em países em desenvolvimento, de baixa e média renda. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>O que acontece: </li></ul><ul><li>O aumento das DCV no mundo reflete uma mudança significativa nos hábitos alimentares nos níveis de atividade física e no consumo de cigarros no mundo. </li></ul><ul><li>Tais mudanças resultam dos processos de industrialização, urbanização, desenvolvimento econômico e globalização do mercado de alimentos. </li></ul><ul><li>Hoje em dia, a alimentação das pessoas se caracteriza por um alto teor calórico e baixo nível de nutrientes. Além disso, as pessoas são muito menos ativas. </li></ul><ul><li>Principais fatores de risco: cigarro, atividade física reduzida e desequilíbrio nutricional. </li></ul><ul><li>Isso resulta em : hipertensão, alto nível de colesterol no sangue, excesso de peso e obesidade e DM tipo 2. </li></ul><ul><li>Os hábitos alimentares pouco saudáveis incluem grande consumo de gorduras saturadas, sal e carboidratos refinados e baixo consumo de frutas e verduras. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>O que fazer: </li></ul><ul><li>Manter peso saudável; </li></ul><ul><li>Não fumar; </li></ul><ul><li>Atividade física de, pelo menos 30 min/dia; </li></ul><ul><li>Evitar excesso de alimentos salgados e açucarados; </li></ul><ul><li>Substituir gorduras saturadas por gorduras instauradas; </li></ul><ul><li>Consumir frutas, verduras, cereais integrais e poucos alimentos feitos com farinha refinada; </li></ul><ul><li>Aumentar consumo de alimentos ricos em ômega-3 (peixes e óleos vegetais). </li></ul><ul><li>Quem já sofreu infarto ou derrame deve também combinar medicamentos de acordo com a prescrição médica. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Principais recomendações sobre Alimentação </li></ul><ul><li>Alcançar balanço energético e peso saudável </li></ul><ul><li>Aumentar o consumo de frutas, hortaliças, </li></ul><ul><li>cereais integrais e frutos secos </li></ul><ul><li>Reduzir o consumo de gorduras saturadas e </li></ul><ul><li>trans e substituí-lo por gorduras insaturadas </li></ul><ul><li>Reduzir o consumo de açúcares livres </li></ul><ul><li>Reduzir o consumo de sal e que este seja </li></ul><ul><li>iodado </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Ler os rótulos dos produtos alimentícios para a seleção de alimentos saudáveis </li></ul><ul><li>Estimular o aleitamento materno exclusivo até o </li></ul><ul><li>6º mês, introdução de alimentos adequados ao </li></ul><ul><li>lactente compatibilizando com o aleitamento até </li></ul><ul><li>o 2º ano de vida </li></ul>
  15. 15. ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL <ul><li>O que é??? </li></ul>Depende se você é uma pessoa normal, saudável, com o peso correto e quer apenas conservar este &quot;status&quot;, ou se pelo contrário, você tem problemas de saúde, ou tendências hereditárias a tê-los, se é obeso, ou se tem propensão a engordar...
  16. 16. <ul><li>Comece por reduzir o consumo de carne vermelha, comendo mais as partes magras. Dê preferência as carnes de aves e peixes (sem as peles). </li></ul>   2.     Diminua o consumo de queijos, dê preferência aos menos gordurosos: ricota, branco (queijo de minas) ou cottage. (Existem ótimas receitas com estes queijos)    3.    Substitua o leite e o iogurte integral, pelos seus equivalentes desnatados.
  17. 17.  4.    As receitas que contém óleo podem ser facilmente adaptadas; diminua a sua quantidade ou até elimine-o completamente, que muitas vezes o sabor do prato não se altera muit o .    6.    Substitua molhos mais calóricos (maionese, cremes, etc) pelos menos calóricos, como os feitos com iogurte diet, sucos de tomates, mostarda, ou pelo menos corte as quantidades ao meio.    5.    Quando sua receita pedir &quot;frituras&quot; (batatas fritas, por exemplo) troque-as por &quot;assadas&quot; (batatas assadas).
  18. 18.  .    Não refogue os seus &quot;pratos&quot;, ponha todos os ingredientes: óleo, cebola, água e o que for necessário juntos na panela.(o arroz e o feijão ficam bons feitos assim) .  8.    Se você tem problemas com colesterol substitua um ovo inteiro por 2 claras, ou pelo menos diminua o nº de gemas de suas receitas.
  19. 19. <ul><li>Completando o poeta </li></ul><ul><li>Fernando Pessoa , que dizia: </li></ul><ul><li>&quot; Feliz o homem... </li></ul><ul><li>Que come comida, </li></ul><ul><li>Que bebe bebida, </li></ul><ul><li>e por isso tem alegria&quot; </li></ul><ul><li>Podemos hoje dizer: </li></ul><ul><li>&quot; Feliz o homem... </li></ul><ul><li>Que come comida (sadia), </li></ul><ul><li>Que bebe (pouca) bebida, </li></ul><ul><li>e por isso tem (saúde ) e alegria“ </li></ul>

×