Avaliação p4 9° ano química prof waldir montenegro novembro

  • 131 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
131
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
3
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Aluno (a): ___________________________________________ 9° Ano/turmas A/B Professor: Data: _____/_____/2013. Avaliação de: Química Tipo : P4 Conteúdos: Objetivos: Drogas;  Bim: 4 °  Reconhecer os tipos de drogas psicotrópicas e os seus efeitos ; Articular a Prevenção do Uso de Drogas NOTA: _____ Critérios:  Preencher corretamente o cabeçalho;  Ler atentamente o enunciado das questões antes de respondê-las;  Responder às questões com clareza e sem rasuras;deixando os cálculos na prova;  Proibido o uso de corretivo e empréstimo de material;  Usar caneta azul ou preta; QUESTÕES RASURADAS NÃO SERÃO VÁLIDAS PARA FINS DE CORREÇÃO Drogas lícitas e ilícitas As drogas, substâncias naturais ou sintéticas que possuem a capacidade de alterar o funcionamento do organismo, são divididas em dois grandes grupos, segundo o critério de legalidade perante a Lei: drogas lícitas e ilícitas. As drogas lícitas são aquelas legalizadas, produzidas e comercializadas livremente e que são aceitas pela sociedade. Os dois principais exemplos de drogas lícitas na nossa sociedade são o cigarro e o álcool. Outros exemplos de drogas lícitas: anorexígenos (moderadores de apetite), benzodiazepínicos (remédios utilizados para reduzir a ansiedade), etc. Já a cocaína, a maconha, o crack, a heroína, etc., são drogas ilícitas, ou seja, são drogas cuja comercialização é proibida pela legislação. Além disso, as mesmas não são socialmente aceitas. É importante ressaltar que não é pelo fato de serem lícitas, que essas drogas são pouco ameaçadoras; a alerta é da Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo o órgão, as drogas ilícitas respondem por 0,8% dos problemas de saúde em todo o mundo, enquanto o cigarro e o álcool, juntos, são responsáveis por 8,1% desses problemas. Nesse sentido, muitos questionam a aceitação, por parte da sociedade, das drogas lícitas, uma vez que as mesmas são prejudiciais para a saúde e também causam dependência nos usuários. Assim, o critério de legalidade ou não de uma droga é historicamente variável e não está relacionado, necessariamente, com a gravidade de seus efeitos. Alguns até mesmo afirmam que esse critério é fruto de um jogo de interesses políticos, e, sobretudo, econômicos. http://www.mundoeducacao.com/drogas/drogas-licitas-ilicitas.htm Com base na leitura do texto,responda as questões: 1°)O que são drogas lícitas? 2°)O que são drogas ilícitas? 3°)As drogas ilícitas são mais perigosas que as drogas lícitas?
  • 2. Drogas leves e pesadas Esta é uma questão que sempre causa discussões e, por isso, há mais de uma posição a respeito. Do ponto de vista da lei, não há diferença entre drogas leves e pesadas, mas apenas entre drogas legais e ilegais (ou lícitas e ilícitas). Fumar maconha ou injetar cocaína, por exemplo: as duas atitudes infringem igualmente a lei. Na prática, porém, o uso de maconha raramente chega a ter as mesmas conseqüências perigosas à saúde que o de cocaína. Além disso, sabemos que os riscos relacionados ao consumo de drogas dependem mais da maneira e das circunstâncias em que elas são usadas do que do tipo de droga utilizado. Mesmo para os dependentes, os perigos dependem do grau de dependência e não da natureza da droga e de ela ser lícita ou ilícita. A morfina, substância legalizada, cujos efeitos são muito semelhantes aos da heroína, poderia ser considerada uma droga pesada, e, apesar disso,ela é receitada para pacientes com câncer, sem que necessariamente eles se tornem dependentes. Na verdade, não deveríamos falar em drogas leves e pesadas, mas sim em uso leve e uso pesado de drogas. Com relação ao álcool, por exemplo, existem dependentes que nunca conseguem beber moderadamente; ao mesmo tempo, existem usuários ocasionais, que jamais se tornarão dependentes de álcool. Para os primeiros, o álcool é uma droga extremamente perigosa (droga pesada), enquanto para os últimos o álcool é um produto inofensivo (droga leve). Fonte: CEBRID-Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas Com base na leitura do texto,responda as questões: 4°)Do ponto de vista da lei,existe diferença entre drogas leves e pesadas? 5°)Segundo o texto , falar em drogas leves e pesadas é inadequado.Por quê? O Que é Dependência Química? Dependência Química representa uma doença incurável de origem psiquiátrica. Cientistas desenvolvem periodicamente novos métodos de tratamentos para amenizar as síndromes de abstinência. Dependência Química representa uma doença incurável de origem psiquiátrica. Cientistas desenvolvem periodicamente novos métodos de tratamentos para amenizar as síndromes de abstinência que podem surgir durante toda a vida dos dependentes químicos. Uma pessoa não é considerada dependente química quando ingere bebida alcóolica poucas vezes por mês, ou mesmo fuma cigarro de nicotina ou maconha raramente. Entretanto, aqueles que não conseguem viver seus cotidianos naturais sem a presença de alguma droga lícita ou ilícita já podem ser considerados.
  • 3. Dependentes químicos precisam rotineiramente aumentar as dosagens para conseguir raciocinar sem tremulações, evitar perdas súbitas de memória e gerar vontade de prosseguir na trilha da vida. Muitos deles começam com o cigarro, depois passam para a bebida alcoólica, maconha, cigarro. Usuários começam a subir os degraus das escadas cujo topo simboliza início da sua própria queda mundana e espiritual. Das drogas correntes na atualidade, o crack certamente simboliza a composição que mais acaba com vidas humanas em curto espaço de tempo. A vida dos dependentes químicos normalmente acaba justamente no estágio “noia”, no qual encontrar salvação acaba sendo missão praticamente impossível depois deste nível de vício. Socialmente estes dependentes químicos não possuem mais respeitos pela sociedade, inclusive pelos donos das biqueiras onde esta droga diabólica é comercializada. O tratamento da dependência química crônica possui longo prazo para ser encerrado, seno que na prática muitos especialistas apontam que o mesmo nunca se acaba, dependendo do organismo de cada paciente. Neste sentido, não tenha dúvidas, jamais experimente nenhum tipo de drogas e conte com uma vida saudável e realmente livre. Quem usa drogas está preso para sempre! http://www.dependentequimico.net/o-que-dependencia-quimica.html Com base na leitura do texto,responda as questões: 6°)Quem pode ser considerado dependente químico ? 7°)Quando uma pessoa não é considerada dependente química ? 8°)Todo dependente químico que passa por tratamentos se recuperam? O QUE LEVA UMA PESSOA MESMO APÓS UM LONGO TRATAMENTO TER UMA RECAIDA?