005

145 views
105 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
145
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

005

  1. 1. Baseado em Martho e Amabis,“Biologia da Célula”, v.1, p.55-65
  2. 2. A queda definitiva da teoria da geração espontânea levou a uma nova questão:Como surgiram os seres vivos na Terra?A ciência admite 2 hipóteses:- Panspermia- Evolução Química
  3. 3. Segundo a panspermia, a vida na Terra originou-se a partir de substâncias precursoras de vida, ou mesmo de seres vivos, provenientes de outros locais do cosmo. (fim do séc, XIX e início do XX)Voltou a ganhar forças com a descobertas de moléculas orgânicas em cometas e outros corpos celestes.
  4. 4. Retomada e apoiada em 1920 por: Oparin e Haldane Oparin e Haldane A vida é resultado de um processo de evolução química. Moléculas Moléculas Estrtuturas comCompostos orgânicas orgânicas capacidade deinorgânicos simples complexas autoduplicação (ex: aas) (ex: PTNs) e metabolismo
  5. 5.  Temperatura altíssima (fusão de rochas) Bombardeamento de asteróides (mais calor e massa na Terra; descobertas recentes sugerem que água e C também chegaram assim)
  6. 6.  Tempestades torrenciais (dezenas de milhões de anos) Resfriamento e acumulação da água liquida na crosta (oceanos).
  7. 7.  Em 1953 Miller e Urey construíram (raios das tempestades) um aparelho tentando recriar as condições da Terra primitiva. (resfriamento nas altitudes) (formação dos (formação de oceanos) vapor d’água)
  8. 8.  Após uma semana, testes revelaram a presença de: aminoácidos, ácidos graxos, uréia, e gases (CO, CO2 e N2). Porém dados recentes dizem que a atmosfera não era redutora, impossibilitando a formação de compostos. Em 1969, caíram meteoritos na Austrália com aminoácidos.
  9. 9.  Nos seres vivos atuais, os processos químicos que caracterizam a vida ocorrem sempre no interior de células. Sistemas com membrana foram etapa fundametal para origem da vida.
  10. 10.  Oparin viu que a mistura de proteínas e substâncias orgânicas produz aglomerados de moléculas orgânicas envoltos numa película de água, chamados COACERVADOS. Fox aqueceu aminoácidos e adicionou água levemente salgada e observou glóbulos delimitados por membranas proteicas, chamados MICROSFERAS.
  11. 11.  Teste de laboratoriais sustentaram a hipótese de que o RNA foi o primeiro material genético das células quando pode ser sintetizado abioticamente. Na década de 1980 Cech et al. ganharam prêmio Nobel por descobrir a participação da RIBOZIMAS em reações importantes, como união de aminoácidos
  12. 12. ARGUMENTOS: Moléculas orgânicas acumuladas eram fonte de alimento. Eram simples e incapazes de produzir o próprio alimento O processo hetrotrófico mais simples seria a fermentação.
  13. 13.  Não haveria moléculas orgânicas suficientes para multiplicação dos seres. Seriam quimiolitoautotróficos, fazendo reações químicas com compostos inorgânicos, como ferro e enxofre. Descoberta das arqueas, que usam gás sulfídrico
  14. 14.  No início os compostos eram CO2 e H2S, depois substituído por H2O.  No início apenas a radiação UV quebrava a H2O.  Holocausto do
  15. 15.  Sistemas químicos antioxidantes Uso do poder oxidante Ozônio
  16. 16.  Origem da célula eucarióticaOs primeiros seres deviam ser muitos simples, semelhantes às arqueas ( procariota).
  17. 17. Os compartimentos membranosos da célulaeucariota surgiu por invaginação da membranaplasmática – aumento da superfície de contatoda célula com o ambiente, facilitando as trocasde substâncias.
  18. 18.  Hipótese endossimbiótica. Origem das mitocôndrias e dos cloroplastosEvidências:. Dupla membrana;. DNA próprio;. Ribossomos de pequenoPeso molecular.
  19. 19.  Origem da multicelularidade. Células resultantes da multiplicação de uma célula inicial passam a viver juntas e dividir as tarefas de sobrevivência, constituindo tecidos e órgãos.
  20. 20. FIM

×