POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DA CRIANÇAPOLÍTICA ESTADUAL DE ALEITAMENTO MATERNOAlunos: Rafael Alves Mata de OliveiraWaded Sc...
POLÍTICA NACIONAL DA SAÚDE DA CRIANÇAEstratégia de pautada na:• promoção à saúde;• prevenção de agravos;• assistência à cr...
LINHAS PRIORITÁRIAS DA SAÚDEDA CRIANÇA E DO ALEITAMENTOPolítica Nacional de SaúdeESTRATÉGIA INSERIDA NAREDEDE ATENÇÃO DE S...
PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E APOIO AOALEITAMENTO MATERNORede Amamenta BrasilRede Brasileira de Banco de Leite HumanoIniciativa Hos...
Rede Amamenta Brasil Estratégia de promoção, proteção e apoio à praticado aleitamento materno na Atenção Básica; Objetiv...
"Dia Nacional deDoação do LeiteHumano“1 -10Data utilizada parasensibilizar acomunidade para aimportância dadoação do leite...
ALEITAMENTO MATERNO – 10 PASSOS1. Ter uma política de aleitamento materno escrita: Implantá-lae implementá-la;2. Capacitar...
7. Praticar o alojamento conjuntopermitindo que mães e bebêspermaneçam juntos - 24 horas por dia;8. Incentivar o aleitamen...
ATENÇÃO A SAÚDE DO RECÉM NASCIDOMétodo Canguru: possibilitando o contato pele a peleentre a mãe e o bebê.Promove:Vínculo a...
O aleitamento materno é a estratégia isolada que maisevita mortes infantis.Promove a saúde física, mental, psíquica, afeti...
ACOMPANHAMENTO AO CRESCIMENTOE AO DESENVOLVIMENTOCaderneta de Saúde da Criança documento de controle doacompanhamento da s...
PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA E PROMOÇÃODA CULTURA E PAZFormulação de diretrizes, estratégias e metodologias paraapoiar os Estado...
PRIMEIRA CAUSA DE ÓBITO DE CRIANÇAS APARTIR DE 1 ANO DE IDADE.
RECURSO DE AJUDAEM TODOS OS POSTOS 24 HORASPROTOCOLO:-acolhimento registro e comunicação aos órgãoscompetentes; IMPORTÂNCI...
Conselhos de direitos da criança e doadolescenteEscolas e outras instituições educativasCentros de referência deassistênci...
VIGILÂNCIA DA MORTALIDADEEstratégia para a redução da mortalidade fetal infantil, adotamedidas de prevenção de óbitos evit...
PROGRAMA ESTADUAL DE ASSISTÊNCIAE CAPTAÇÃO DELEITE HUMANOCriado pela Lei Celina Jallad em atenção aodesmame precoce e ao í...
AÇÕES DO PROGRAMA NO ESTADOBanco de Leite Humano;Cidadania Expressa;Projeto Capacitação em Libras;Projeto Home CareAmament...
BLH – CIDADANIA EXPRESSAParceria com os Correio:O carteiro entrega em domicílio uma carta desensibilização a gestantes e a...
REDE AMAMENTA BRASILProjeto de inclusão à informação e assistênciaa saúde dos povos indígenas
PROJETO CAPACITAÇÃO EM LIBRASOperacionalizaçãoParceria com o CAS – Centro de Capacitação deProfissionais da Educação e de ...
Propõe a inclusão ainformação umsegmento socialtradicionalmentemarginalizadoPROJETO EMLIBRAS:
PROJETO HOME CARE AMAMENTAÇÃOConvênioParceria com a Secretaria do Estado de Saúde e aUNIDERP;Proporciona à comunidade acad...
Operacionalização: Conta com 5 pontos decoleta - BANCO DE LEITEEquipe de saúde que conta um bombeiro,respondem por:1- sens...
Captação de leite materno emdomicílio: Em 2002 foram829,99 litros doados. Em 2004saltou para 1.580 litros, e atésetembro d...
BANCOS DE LEITE EM CAMPO GRANDE/MSBanco de Leite Humano Irmã Maria José Machado -Santa Casa Campo GrandeBanco de Leite Hum...
REFERÊNCIASSite da Secretaria de Estado de Saúde de MS:http://www.saude.ms.gov.brSite do Ministério da Saúde: http://www.s...
OBRIGADO!
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Trab final de aleitamento [salvo automaticamente]

139

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
139
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Trab final de aleitamento [salvo automaticamente]

  1. 1. POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DA CRIANÇAPOLÍTICA ESTADUAL DE ALEITAMENTO MATERNOAlunos: Rafael Alves Mata de OliveiraWaded Schabib HanySaúde Coletiva IIProfª Osvaldinete OliveiraMINISTÉRIO DA EDUCAÇÃOUNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SULPRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃOCURSO DE NUTRIÇÃOCampo Grande, 26-04 2013
  2. 2. POLÍTICA NACIONAL DA SAÚDE DA CRIANÇAEstratégia de pautada na:• promoção à saúde;• prevenção de agravos;• assistência à criança.• tratamento• recuperaçãoFinalidade:Promoção da qualidade de vida da criança – de 0 a9 anos – para que cresça e se desenvolver comsaúde.
  3. 3. LINHAS PRIORITÁRIAS DA SAÚDEDA CRIANÇA E DO ALEITAMENTOPolítica Nacional de SaúdeESTRATÉGIA INSERIDA NAREDEDE ATENÇÃO DE SUSINTEGRALIDADEINTERDISCPLINRIDADEINTERSETORIALIDADOTRANSVERSALIDADE
  4. 4. PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E APOIO AOALEITAMENTO MATERNORede Amamenta BrasilRede Brasileira de Banco de Leite HumanoIniciativa Hospital Amigo da CriançaProteção legal ao aleitamento MaternoMobilização SocialMonitoramento dos IndicadoresSociais e EpidemiológicoAleitamento Materno
  5. 5. Rede Amamenta Brasil Estratégia de promoção, proteção e apoio à praticado aleitamento materno na Atenção Básica; Objetivo: é aumentar os índices de aleitamentomaterno no País; Aleitamento exclusivo até os seis meses de vida ede forma continuada por dois anos ou mais, após aintrodução de novos alimentos; Intensifica ações de sensibilização e orientaçãosobre a importância do aleitamento durante o pré-natal e após o nascimento do bebê.
  6. 6. "Dia Nacional deDoação do LeiteHumano“1 -10Data utilizada parasensibilizar acomunidade para aimportância dadoação do leitehumanoDIA NACIONAL DE DOAÇÃO DE LEITE HUMANO
  7. 7. ALEITAMENTO MATERNO – 10 PASSOS1. Ter uma política de aleitamento materno escrita: Implantá-lae implementá-la;2. Capacitar toda a equipe de cuidados de saúde ;3. Informar todas as gestantes sobre os benefícios e o manejodo aleitamento materno;4. Ajudar as mães a iniciar o aleitamento materno na primeirameia hora após o nascimento;5. Mostrar às mães comoamamentar e como mantera lactação, mesmo sevierem a ser separadas dosseus filhos
  8. 8. 7. Praticar o alojamento conjuntopermitindo que mães e bebêspermaneçam juntos - 24 horas por dia;8. Incentivar o aleitamento materno soblivre demanda;9. Não oferecer bicos artificiais ouchupetas a crianças em amamentação;10. Promover a formação de grupos deapoio à amamentação com as mães naalta da maternidade.6. Não oferecer a recém-nascidos bebida ou alimento quenão seja o leite materno, a não ser que haja indicaçãomédica;
  9. 9. ATENÇÃO A SAÚDE DO RECÉM NASCIDOMétodo Canguru: possibilitando o contato pele a peleentre a mãe e o bebê.Promove:Vínculo afetivoEstabilidade térmica corporalOxigenação adequadaDiminuição dos episódios de apneiaAumenta o estímulo à amamentaçãoMenor tempo de internação
  10. 10. O aleitamento materno é a estratégia isolada que maisevita mortes infantis.Promove a saúde física, mental, psíquica, afetiva ecognitiva da criança e com a nutriz.OBSERVAÇÕESAÇÕESExclusivo nosPRIMEIROS SEISMESES.
  11. 11. ACOMPANHAMENTO AO CRESCIMENTOE AO DESENVOLVIMENTOCaderneta de Saúde da Criança documento de controle doacompanhamento da saúde, do crescimento e do desenvolvimentoda criança - do nascimento até os 9 anos de idade.
  12. 12. PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA E PROMOÇÃODA CULTURA E PAZFormulação de diretrizes, estratégias e metodologias paraapoiar os Estados, Municípios e o Distrito Federal, para:1-Prevenção de acidentes doméstico e violências da criança;2- Atenção integral à saúde de crianças e suas famílias comdireitos violados.Sistema de Informação sobre Mortalidade –SIM: Notificaçãode acidentes e atos domésticos violentosGARANTIA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS
  13. 13. PRIMEIRA CAUSA DE ÓBITO DE CRIANÇAS APARTIR DE 1 ANO DE IDADE.
  14. 14. RECURSO DE AJUDAEM TODOS OS POSTOS 24 HORASPROTOCOLO:-acolhimento registro e comunicação aos órgãoscompetentes; IMPORTÂNCIA DA NOTIFICAÇÃOTratamento imediato das lesões;Tratamento de possíveis infecções (hepatites; DST’s / HIV);Prevenção de gravidez.AJUDA E PROTEÇÃO:SOS Criança – 3381-6000Conselho tutelar sul: 3314-6367Conselho tutelar norte: 3314-6366Delegacia Especializada de Proteçãoà Criança e do Adolescente: 3385-3456
  15. 15. Conselhos de direitos da criança e doadolescenteEscolas e outras instituições educativasCentros de referência deassistência especializados- CREASSistema de justiçaREDES INTERSETORIAIS
  16. 16. VIGILÂNCIA DA MORTALIDADEEstratégia para a redução da mortalidade fetal infantil, adotamedidas de prevenção de óbitos evitáveis, através dosserviços de saúdeA PORTARIA Nº 116, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2009.NOTIFICAÇÃO DOS CASOS, ESTUDOS EPIDEMIOLÓGICCOS,DEFINIÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS
  17. 17. PROGRAMA ESTADUAL DE ASSISTÊNCIAE CAPTAÇÃO DELEITE HUMANOCriado pela Lei Celina Jallad em atenção aodesmame precoce e ao índice de mortalidade emorbidade em crianças;O NUTRICIONISTA TEM PAPELIMPORTANTE NESSA TAREFA
  18. 18. AÇÕES DO PROGRAMA NO ESTADOBanco de Leite Humano;Cidadania Expressa;Projeto Capacitação em Libras;Projeto Home CareAmamentação.
  19. 19. BLH – CIDADANIA EXPRESSAParceria com os Correio:O carteiro entrega em domicílio uma carta desensibilização a gestantes e a nutrizes cominformações sobre a importância daamamentação e doação de leite humano;Objetivo: 1-resgatar a prática da amamentação2-recrutar doadoras de leite humano.
  20. 20. REDE AMAMENTA BRASILProjeto de inclusão à informação e assistênciaa saúde dos povos indígenas
  21. 21. PROJETO CAPACITAÇÃO EM LIBRASOperacionalizaçãoParceria com o CAS – Centro de Capacitação deProfissionais da Educação e de Atendimento àsPessoas com Surdez, com objetivo de:Capacita equipes multiprofissionais que trabalhamcom o Aleitamento Materno no Estado para assistiràs gestantes e nutrizes surdas;
  22. 22. Propõe a inclusão ainformação umsegmento socialtradicionalmentemarginalizadoPROJETO EMLIBRAS:
  23. 23. PROJETO HOME CARE AMAMENTAÇÃOConvênioParceria com a Secretaria do Estado de Saúde e aUNIDERP;Proporciona à comunidade acadêmica dos cursosde nutrição e enfermagem a participação emprojetos de extensão e de pesquisa;Aumenta a oferta de experiência prática em saúdecoletiva;Capacita o acadêmico para atendimento domiciliare orientação das nutrizes e doadoras de leite, emtodo processo de amamentação.
  24. 24. Operacionalização: Conta com 5 pontos decoleta - BANCO DE LEITEEquipe de saúde que conta um bombeiro,respondem por:1- sensibilização das puérpera,2- cadastramento de doadoras,3- coleta do leite doado,4- processamento de pasteurização,5- estocagem.PROJETO BOMBEIRO AMIGO DA AMAMENTAÇÃO
  25. 25. Captação de leite materno emdomicílio: Em 2002 foram829,99 litros doados. Em 2004saltou para 1.580 litros, e atésetembro de 2006 foram coletados3.371,50...Parceria entre o Corpo de Bombeiros Militar de MS e a SecretariaEstadual de Saúde/Comitê de Estímulo ao Aleitamento Materno.Objetivo: aumento da coleta de leite humano em domicílioPROJETO BOMBEIRO AMIGO DA AMAMENTAÇÃO
  26. 26. BANCOS DE LEITE EM CAMPO GRANDE/MSBanco de Leite Humano Irmã Maria José Machado -Santa Casa Campo GrandeBanco de Leite Humano do Hospital Universitário MariaAparecida PedrossianBanco de Leite Humano Dr. João - MaternidadeCândido MarianoBanco de Leite Humano Hilda Burgo Duarte - HospitalEvangélico Dr. e Sr.ª Goldsby King (Dourados – MS)
  27. 27. REFERÊNCIASSite da Secretaria de Estado de Saúde de MS:http://www.saude.ms.gov.brSite do Ministério da Saúde: http://www.saude.gov.brSite Aleitamento.com http://www.aleitamento.com/banco-leite/conteudo.asp?cod=1348
  28. 28. OBRIGADO!
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×