boletim_unificado_trabalhadores_ lanxess_elastomeros
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

boletim_unificado_trabalhadores_ lanxess_elastomeros

on

  • 5,209 views

A multinacional alemã de especialidades químicas Lanxess Elastômeros, que neste 1º de abril celebra cinco anos de aquisição do controle acionário da brasileira Petroflex, está sendo muito ...

A multinacional alemã de especialidades químicas Lanxess Elastômeros, que neste 1º de abril celebra cinco anos de aquisição do controle acionário da brasileira Petroflex, está sendo muito criticada pelos trabalhadores, principalmente os que atuam na fábrica no município do Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco. Os funcionários, através do Sindborracha-PE, criticam o que chamam de "intransigência" da empresa, afirmando que há sete meses tentam negociações salariais sem sucesso.

Statistics

Views

Total Views
5,209
Views on SlideShare
386
Embed Views
4,823

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

3 Embeds 4,823

http://jc3.uol.com.br 4800
http://blogs.ne10.uol.com.br 19
http://m.blogs.ne10.uol.com.br 4

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

boletim_unificado_trabalhadores_ lanxess_elastomeros boletim_unificado_trabalhadores_ lanxess_elastomeros Presentation Transcript

  • Há muito a avançar TERCEIRIZAÇÃO DO SINDIPOLO CNQ - CUT SINDBORRACHA - PE Filiado a CNQ - CUT TERCEIRIZAÇÃO: RH – TRATAMENTO DE Exploração «legalizada» PRIMEIRO MUNDO? Informativo Unificado dos Sindicatos dos Trabalhadores da Lanxess - PE/RJ/RS 1º DE ABRIL: CINCO ANOS DE LANXESS Inúmeros transtornos e graves falhas tem se notado em todo o pais: entrega do contracheque sempre depois do dia do pagamento; não entrega do contracheque referente ao E adiantamento das férias, com isto o empregado m 1º de abril de 2008 a n o s s ã o ca ra s e n ã o não tem como conferir se o pagamento está correto, pois o mesmo só irá tomar expecta va dos trabalhadores podemos abrir mão delas. conhecimento das verbas recebidas no mês do era bastante posi va. Primeiro Os trabalhadores têm gozo das férias e com a folha já fechada; cálculos respondido à altura dos de pagamentos de empregados e pensão por haver certa fama de que o capital ataques recebidos. Temos alimen cia errados; erro nos cálculos de 13º alemão é “mais justo e humano” com os nos man do coerentes salário, transferindo o recebimento desta verba trabalhadores. Por outro, por que era e incidência sobre o IR, para o exercício seguinte; desde o início dizendo SIM di cil imaginar uma realidade pior do A prá ca desta moderna ferramenta de denunciar as ilegalidades, tentamos negociar atraso na emissão de Perfil Profissiográfico ao diálogo, mas um grandeexploração e precarização não é exceção na nacionalmente a questão com a empresa, mas em Previdenciário (PPP), em flagrante desrespeito à que a an ga Petroflex representava. NÃO às descabidas intençõesLANXESS. E é pra cada em larga escala em todas um determinado momento esta declarou que não Instrução Norma va 29/2008, que determina a Tivemos dificuldades desde o início de re radas de direitos. Aas unidades. Denunciada a ilegalidade ao vê irregularidades nas contratações e encerrou as entrega do Documento no ato da Rescisão do com a LANXESS. O diálogo nas reuniões categoria tem sido pacienteMinistério Público do Trabalho, em Triunfo a negociações deste tema. Contrato de Trabalho ou sempre que oLanxess foi fiscalizada pela SRTE. As maiores Mesmo assim, recentemente a empregado solicitar; falta de informações para nacionais com apoio da Fundação com a inflexibilidade e asirregularidades foram detectadas na área de LANXESS “primeirizou” boa parte do setor de os trabalhadores sobre Previdência Social e Friedrich Ebert (F E S), C N Q e incoerentes decisões daacabamento entre os trabalhadores da IN HOUSE. manutenção. Certamente tanto a empresa Complementar, tais como: solicitação de empresa que mais parecem, às Observatório Social do Brasil foram Importante lembrar que antes de quanto os trabalhadores só tem a ganhar, pois bene cios, emprés mos, contagem de tempo importantes, e apontavam de início vezes, um descontrole admi- melhoram as condições de trabalho e ganha a de contribuição. nistra vo. PARTICIPAÇÃO empresa pelo maior compromisso dos Para completar o úl mo informe de rendimento para uma relação posi va, logo trabalhadores. O que mais se evidencia, porém, para fins do IR, foi entregue com vários erros e a frustrada pela falta de palavra de NOS LUCROS E antes de se verificar algum ganho, é uma grande empresa só reconheceu o fato no dia 15 de negociadores da época. Vieram RESULTADOS sensação de jus ça, por vermos este compa- março, após o ques onamento de alguns demissões que a ngiram tanto diretos ATAQUE A nheiros trabalhando ao nosso lado. Outros empregados. Isto implicará no atraso da entrega A LANXESS tem comportamentoigual às demais empresas no trato desta setores, no entanto, merecem este tratamento, da Declaração de Rendimento dos empregados e quanto terceirizados em todas as ORGANIZAÇÃO mas provavelmente um terceiro (a jus ça) terá na entrega de Declaração Re ficadora, por parte unidades. Apesar das denúncias equestão. O acordo de PLR apesar de não que determinar que assim seja. dos empregados que já transmi ram suas DOSter acidentes do trabalho como indica-dores a serem considerados no pagamen- A terceirização, que chega a ser Declarações. alertas dos sindicatos, graves acidentes Trabalhadores TRABALHADORES defendida como incrementadora da eficiência, Diante destes fatos, no chão da fábrica de Duque vieram a acontecer e a insegurança nato, não é fruto de negociações de fato.Apesar das comissões, nos úl mos anos, nada mais é do que a exploração levada ao extremo de forma «legalizada». Tem contri- de Caxias, foi decifrado mais um ENIGMA, o significado de NGA (nome da empresa): Não área aumentou. Reaprendemos a lição disseram NÃO FOI BARRADAterem solicitado negociações nacionais, a buído de maneira decisiva para a precarização Garanto Acertar! Até quando receberemos este de que jamais haverá sinal de bondadeempresa não tem aceitado. do ambiente de trabalho. tratamento de “Primeiro Mundo”? na relação capital x trabalho. à retirada de À frase ameaçadora e de efeito dita aos trabalhadores “O Nas negociações uma forte Boatos na imprensa direitos sindicato quer mandar na sua vida”, vinculação aos índices de São Paulo foi internacional as direções sindicais responderam: notada desde o início, e como lá a data “QUEM MANDA NO SINDICATO Agencias de no cia internacionais vincularam por duas base é novembro, vemos atrasos nas Ataque impiedoso aos nossos vezes informação de que uma grande empresa norte SÃO OS TRABALHADORES, E negociações. A LANXESS não quer direitos é o resumo dos úl mos anos de americana estaria interessada na compra da LANXESS. A USAREMOS DE TODAS AS PRER- negociações com a LANXESS. Por isso empresa nega. Análises permitem chegar à conclusão de negociações nacionais para os ROGATIVAS DA REPRESENTAÇÃO cabe um alerta em especial aos novos que tanto pode ser verdade quanto não. 1º DE ABRIL de trabalhadores, mas usa de referências PARA DEFENDER OS SEUS DIREI- novo? A única certeza que temos é que, seja quem for o trabalhadores, já que a categoria vem nacionais quando quer impor TOS HISTÓRICOS CONQUISTADOS dono dos meios de produção, os trabalhadores não se renovando: Todas as nossas conquis- abrirão mão de seus direitos e este recado já foi dado nas rebaixamentos. COM MUITA LUTA”. tas foram resultado de lutas. Por isso úl mas negociações04 NÃO À PRECARIZAÇÃO E AO DESRESPEITO 01
  • SIM VALORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES CONSTANTE ATAQUE ÀS NOSSAS CONQUISTAS A negociação de 2010 – um marco Cabo de Santo Agostinho PERNAMBUCO DUQUE DE CAXIAS Rio de Janeiro Em uma só negociação a L A N X E S S Triunfo, fomos obrigados a apelar ao MTE para Uma das primeiras medidas da Lanxess foi demi r trabalhadores. Ex nguiu 30% dos postos de Na unidade de Duque de Caxias, o quadro foi dras camente reduzido em 30% de 2008 conseguiu reunir truculência, falta de compe- intermediação (inédito), pela absoluta indispo- trabalho da área de produção, alegando a velha história da crise econômica. Pela mesma crise para 2012. Além disso, aumentou em muito a rota vidade, foram 154 rescisões de Contrato de tência negocial e ataques inimagináveis a sição ao diálogo e não aceitação da empresa ao paralisou a área 2700 e demi u os trabalhadores - prometendo recontratar na reabertura da área. Trabalho, por inicia va da LANXESS e inúmeros pedidos de demissão de empregados que se direitos históricos superando os feitos “maquia- SINDIQUIM como intermediador. Promessa obviamente descumprida, uma vez que o setor hoje funciona como antes e ninguém foi desiludiram com a polí ca de RH da mul nacional, com as más condições de trabalho, com os vélicos” da Petroflex. Com métodos de dar Assumindo postura an -sindical, a LAN- recontratado. baixos salários ou por não vislumbraram possibilidade de crescimento profissional na empresa. inveja aos que estavam à frente da ditadura no XESS pressionou trabalhadores, e tentou até Brasil, a LANXESS através de seus negociadores mesmo comprar votos indiretamente antes das No quesito segurança no trabalho, a Lanxess também se esmera em dizer uma coisa e fazer o Outro fato marcante é que grande parte dos demi dos eram profissionais com mais de 10 provou de todos os modos como uma empresa assembleias que rejeitaram a proposta. No Rio contrário. Em todas as palestras e treinamentos, seus execu vos sempre iniciam falando que “a anos de experiência, nos diversos setores da fabrica, o que nos leva a crer que a empresa não NÃO deve se comportar numa negociação. O de Janeiro ajuizou dissídio, fato que afetou e prioridade da empresa é a segurança dos trabalhadores”. Mas no dia a dia verifica-se que esse tem preocupação com a chamada “retenção de talentos”. desa no começou com a própria proposta atrasou as negociações de 2011. Depois jogou a discurso é totalmente descolado da realidade: além da precarização dos quesitos de segurança, A maior unidade de produção da empresa vem sendo abandonada à sua própria sorte, absurda de re rada de direitos históricos e responsabilidade aos sindicatos e a negociação evidencia-se o descaso com as ví mas, nos inúmeros casos de pequenos a grandes acidentes. uma vez que não recebe inves mentos ou manutenção preven va, em uma fábrica que seguiu-se pela falta de capacidade de negociar e nacional, como se regionalmente pudéssemos Destacamos os que seguem. funciona há meio século. As consequências vieram com os dois vazamentos de produtos ao ataque aos trabalhadores e a sua organi- ter postura diferente frente à lista de re radas Em dezembro de 2008, um trabalhador, recém contratado, teve o braço esmagado por uma ocorridos este ano (um vazamento de gás e outro de óleo). As condições de segurança e a zação. Em um apenas um ano, a LANXESS de direitos que a empresa queria impor aos prensa. No dia seguinte, a Lanxess obrigou-o a voltar ao trabalho, sem que tenha emi do a CAT com promoção da saúde dos trabalhadores têm deixado muito a desejar, inclusive com supressão deixou a Petroflex “no chinelo”. trabalhadores. afastamento. No mês seguinte, o trabalhador foi forçado a afastar-se para realizar cirurgia para re rar de substancias tóxicas que estão no processo produ vo que deixaram de constar do Atestado Foi um teste para os trabalhadores e às Protagonista de uma verdadeira coleção es lhaços de metal do seu braço. O SINDBORRACHA fez cobranças constantes pela emissão da CAT, de Saúde Ocupacional - ASO, por ocasião dos exames médico periódico e demissional. direções de suas en dades representa vas em de fatos inéditos nega vos, esta negociação Pernambuco, Rio de Janeiro e no Rio Grande do manchou a imagem da empresa. A que até que, durante reunião da Rede dos Trabalhadores da Lanxess, no ano de 2010, o gerente da época Nas negociações de 2010 foram re rados os dias de bonificação (crédito) para os Sul – desnecessário, vale dizer. Numa nego- propósito serviu? falou que a empresa estava isenta de culpa, “pois o trabalhador fazia musculação e por isso teve tais membros da Brigada de Emergência; o Auxilio Excepcional foi reduzido de 80% para 58,54% ciação que se arrastou por mais de 10 meses, em problemas”. Por fim, o trabalhador voltou à empresa no ano de 2012, encontrando-se atualmente em do Piso Salarial; o Cartão alimentação foi reajustado para R$ 175,00 porem, foi suprimida a função bem diferente da sua, trabalhando escondido no almoxarifado. possibilidade de o empregado optar pala cesta básica; a relação de produtos químicos a que os TRIUNFO Rio Grande do Sul No dia 27 de junho de 2010 houve mais um acidente grave, quando explodiu um filtro que jogou trabalhadores estão expostos, deixa de ser enviada para o Sindicato; em função do impasse Durante a longa negociação de 2010, que pra camente se dois trabalhadores pra fora da plataforma. Sete meses depois, em 25 de janeiro de 2011, rompeu-se a que se estabeleceu em torno da Previdência Complementar, esta foi suprimida do ACT de emendou a de 2011, a LANXESS adquiriu a DSM em triunfo. Se já é junta de outro filtro ocasionando um incêndio de grande proporção e repercussão na população, Duque de Caxias. Em 2012 houve aumento no Auxilio Creche, desvinculando-o do piso Salarial di cil negar negociações nacionais, mesmo que em termos de conforme foto. e o auxilio pré-escolar foi suprimido. índices e PLR´s pagas haja uma mesma proposta, o que pensar se a Em março de 2013 dois trabalhadores sofreram queimaduras com vapor e foram hospitalizados. Outro fato preocupante é o estado precário do sistema de combate a emergências da empresa tem unidades na mesma região e quer manter cada uma A falta de manutenção preven va, o fábrica, com tubulações que não suportam a pressão, quando as bombas são acionadas; em data base diferente? Esta é a situação de hoje TRIUNFO. baixo efe vo e o verdadeiro massacre dos linhas dos sprays furadas ou entupidas, câmaras espuma obstruídas etc. Fato inusitado, LANXESS TRP com data base outubro, com acordo em separado acrescentando vantagens. E a LANXESS PBR com data base setembro terceirizados estão entre as causas de também, foi o surgimento de BARATAS no lanche e recipiente guarda dos talheres; diz-se que e cláusulas sociais inferiores a TRP. Há entre as duas unidades gritantes tantos acidentes. Recentemente denun- no lanche com oito itens foi inserido mais um, sem custo. O que seria um “tremendo Barato” diferenças, herdadas das prá cas gerenciais anteriores, tanto na relação ciamos irregularidades na área de inspeção este contrato ou sua fiscalização? com os trabalhadores quanto nos acordos e reflexos salariais. de equipamentos à SRTE. Caldeiras que Para não dizer que não houve melhorias nestes anos, vale citar que a deveriam ter sido inspecionadas até 2010, separação do acordo de turno do Geral em 2010 e a equiparação deste e até o momento não houve comunicação com a prá ca da TRP em 2012, foram importan ssimas conquistas. ao sindicato e outras caldeiras das quais Perderam, no entanto os novos contratados, pois não levam o plano sequer foram enviados relatórios de de saúde no caso de aposentadoria. O congelamento do auxílio inspeção e/ou desa vação.Como se não odontológico e do cartão alimentação (incorporado em bastassem todas estas condições a empresa ainda ataca a organização dos trabalhadores demi ndo 2012 em D. de Caxias e Triunfo) a vários anos também podem ser caracterizados como perdas. Em 2012 houve dirigentes sindicais. aumento no Auxilio Creche, desvinculando-o do piso Salarial e o auxilio pré- Acordo Coletivo de Trabalho escolar foi suprimido. Em 2010, passou a defender negociações por região alegando que “fica mais fácil negociar um Sendo a única planta a ter aumentado o seu efe vo nos úl mos dois anos (muito em função da nova unidade anunciada) nem por isso está isenta das mazelas da sua gestão. Histórias como a recente acordo respeitando as especificidades de cada região”. Na hora de negociar, no entanto, a vontade paralização dos trabalhadores da portaria por falta de pagamento de horas extras (há meses) parecem dos trabalhadores de Pernambuco não é respeitada, tanto é que o acordo de 2012, até a presente revelar que não existe o “caminho do meio”. Não há flexibilidade, prevenção e a atenção para resolver data não foi fechado pelos perversos mo vos de sempre: tenta vas da empresa em re rar prontamente questões tão básicas dentro da área de sua responsabilidade. conquistas.02 NÃO À PRECARIZAÇÃO E AO DESRESPEITO 03