Vanessa padua voip_analisedemercado_nov2011

481 views

Published on

Apresentação sobre VoIP com uma visão de mercado .. conceitos, segmentos residencial e corporativo e desafios

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
481
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • http://unified-communications.tmcnet.com/topics/unified-communications/articles/72678-unified-communications-rise-50-percent-30-billion-2013.htmThe UC (Unified Communications) marketisprojectedtoreach $30 billionby 2013.Business VoIP; VoIP transit; VoIP over PSTN, cable, DSL or mobile; orVoIP embedded in web pagesor online games.
  • Estudos comprovam que as empresas se tornam mais eficientes quando utilizando serviços de mensagens unificadas (Fonte: www.radicati.com).
  • Forrester Research, 2002Deployment and maintenance cost scenarios for PBX and IP PBX replacementsDocumento Microsoft-Windows CESavings apply not only to enterprises but also to consumers, because service providers can pass the savings resulting from lower network deployment and maintenance costs on to subscribers.
  • Voice over Internet Protocol: Enemy or Ally? - Author: Phillippa Biggs, Economist, ITU/CSD Serviços Bundles .. Agregando VoIPle, in Egypt’s delay in fully legalizing VoIP for residential use – despite VoIP’s growing popularity there.
  • Emsetembro de 2005, o Skype foivendidopara a eBayporUS$ 2,6 Bilhões.[1] Com essedinheiroosfundadores do Skype começaram a desenvolver o Joost, um projeto de IPTV.A empresafoicompradapelaMicrosoftem 10 de maio de 2011 pelaquantia de US$8,5 bilhões. Com a aquisição, o Skype passa a fazer parte da estratégia da multinacional de software e hardware no crescente e bilionáriomercadoon-line,
  • Skype said that it had 663 million registered users at the end of 2010 (up 89 million over the year), with 145 million registrants using Skype at least once a month. However, only 8.8 million Skype registrants pay any money for the services, generating revenues of $859.8 million. That represents an ARPU of just over $8 per user per month assuming a constant rate of ARPU growth. Skype also said that 42% of its minutes in Q4 2010 were video telephony. Skype also plans
  • This means that France has a very high penetration of VoIP services. Around 93% of broadband subscribers in France also have a VoIP service. That is higher than either the USA or Japan, where the figures are 30% and 72% respectively. USA – 26 milhoes de assinantes. 20 milhõessao de companhias de cabeamentocomoComCast,TimeWarner e CableVision
  • http://www.teleco.com.br/voip_estatis.asphttp://www.teleco.com.br/opvoip.aspProvedores de telefoniafixa VoIP. Estasprestadoraspossuemautorização de STFC no Brasil e podemoferecer um númerotelefonicoparareceberchamadascomoaconteceem um telefoneconvencional. prestamserviçosemelhanteaooferecidopelaVonage nosEstadosUnidos. O Serviço de TelefoniaFixaComutado (STFC) éprestado no Brasilporconcessionárias, empresasespelhos e outrasoperadorasquereceberamautorizações. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), osprovedores VoIP precisamterlicençasSCMouSTFC, dependendo da abrangência do serviçoqueprestam. Ambassãoobtidas com a agência. A SCM, quesignificaServiços de ComunicaçãoMultimídia, destina-se àquelesquepretendemexplorar e proverserviços de telecomunicaçõesadvindos do uso da internet. Na prática, permiteaoprovedor VoIP fazer as conexões entre pontos de umamesmarede, ouseja, entre osramaisconectados a umamesmaredeou central VoIP.Osprovedores com licença SCM tambémconseguemfazer a chamada "sair" da redeprivada VoIP e chegar a um destino final foradela (um número de celular, porexemplo). Para isso, osprovedoresfazemumaponte entre a redeprivada e a redepública de telefonia, através de seuspontos de presença (POPs, espaçosfísicosquecombinamequipamentos, conexão internet e conexãoàrede de telefonia local), normalmentedistribuídosporváriascidades. Nos POPs, chamadas VoIP, transmitidasatéentãopelosinal de internet, sãoconvertidas e transmitidaspelaslinhastelefônicasconvencionais da cidade e se tornamchamadaslocais.Já a licença STFC, siglaparaServiçoTelefônicoFixoComutado, émaisabrangente. Permitequeosprovedores VoIP, além de realizarosserviçosincluídosnalicença SCM, façam a integraçãoàrede de telefoniapública e ofereçamnumeraçãoconvencional.Emoutraspalavras, a licença STFC permitequeosprovedoresfaçam as ligaçõessaírem da internet e chegaremaodestino final de forma integradaàredepública (semprecisar de conversoresouadaptações) e possibilita a atribuição de números de telefone "normais" paraosramais VoIP. Este fatoréespecialmenteimportanteparaquem tem interesseempossuir e/oudivulgarnúmeros de telefones da redepúblicaatravés dos quaisreceberáchamadas. Tudosempreintegradoàrede VoIP privada.Éimportanteressaltarque, embora a Anatelestabeleça a necessidade de se obter, no mínimo, a licença SCM paratodosaquelesinteressadosemproverserviços VoIP, hámuitosprovedoresquesubcontratamdata centers (obrigados a ter a mesmalicença) e operamapenas o serviço de PABX virtual (distribuição e serviçospararamais VoIP). Algunsargumentamque, sendo a infra-estrutura de conectividade do data center − e tendoeste a licença SCM −, o provedornãoprecisariater a suapróprialicença, poroferecerapenas o serviçológico (ser a sede de um servidor de PABX virtual). O debate emtornodestaquestãoaindaestáemandamento, tendoosprovedores VoIP de um lado e a Anatel do outro.
  • http://www.bnamericas.com/news/telecommunications/VoIP_market_estimated_to_generate_revenues_of_US*355mn_in_2011Withthedevelopmentofthe federal broadbandplan, beingsponsoredbythegovernment, weexpect VoIP servicesto continue expanding for thenexttwoyears." A entrada da Telefônica na Vivo e a compra de uma fatia de 22,38% da Oi pela Portugal Telecom (PT) reduziu a um terço o número de holdings vendidas com a privatização do Sistema Telebrás, em 1998. As 12 holdings originais de telefonia fixa e móvel agora se transformaram em quatro grupos dominantes: Vivo/Telefônica, Oi, Claro/Embratel/NET e TIM/Intelig. Com menos competição, quem sai perdendo é o consumidor.…Sua importância está diretamente relacionada aos serviços de voz sobre redes IP (VoIP), uma vez que um valor muito elevado de jitter pode comprometer essas comunicações.” 05/08/11 –
  • http://www.producaoonline.org.br/index.php/rpo/article/view/308/684Para a IDC (International Data Corporation) Brasil (2006), “não há mais como excluir VoIP das estratégias corporativas, seja nas empresas participantes do cenário de Telecom, como provedoras ou nas companhias usuárias de tecnologia”.
  • http://www.infonetics.com/pr/2011/Mobile-VoIP-Services-and-Subscribers-Market-Highlights.asp
  • http://www.pbxsystems.org/virtual-pbx-vs-self-hosted/
  • http://www.pbxsystems.org/virtual-pbx-vs-self-hosted/(They sell minutes & rate plans and will connect you via SIP trunks)
  • http://www.radicati.com/wp/wp-content/uploads/2011/10/Unified-Communications-Market-2011-2015-Executive-Summary.pdfThe UC market, including the On-premises UC, Hosted UC, and Telecom UC segments, will grow from over $4 billion in 2011, to $7.7 billion in 2015. Figure 1 shows this growth.
  • If regulators find it difficult even to define VoIP as a service, technology or application, how much harder is it for them to accommodate VoIP within their competition rules? Australian VoIP service providers are generally categorized as carriage service providers (CSPs), which are subject to provisions of the Telecommunications Act 1997, the Telecommunications (Consumer Protection and Service Standards) Act 1999, and related legislation and standards. These include:
  • http://voip.about.com/od/security/a/SecuThreats.htmhttp://www.infosecurity-magazine.com/view/17676/voip-security-risks-are-often-overlooked-says-forrester-analyst/DoS - flooding a targetwithunnecessary SIP call-signalingmessages,
  • Vanessa padua voip_analisedemercado_nov2011

    1. 1. VOIP – VOICE OVER IP Uma Análise de MercadoVanessa Padua Muniz Nov/2011
    2. 2. 2Agenda Introdução Segmento Residencial Segmento Corporativo Conclusão
    3. 3. INTRODUÇÃO 3
    4. 4. 4VoIP• NIST (National Institute of Standards and Technology) • “Voz sobre Internet Protocol - Transmissão de voz sobre rede IP comutada por pacote”• Gartner • VoIP é uma categoria de hardware e software que permite às pessoas utilizar a Internet como meio de transmissão para chamadas telefônicas através do envio de dados de voz em pacotes usando IP e não circuitos de transmissão tradicionais – PSTN (Public Switched Telephone Network).• Outros conceitos: Telefonia IP – VoIP com serviços agregados como correio de voz, encaminhar chamadas etc
    5. 5. 5Serviços Agregados• VoIP gerou novos serviços de comunicação• Unified Communications (UC) tem sido o termo utilizado por institutos de pesquisas e fabricantes para soluções que integram características de voz, vídeo e dados. Exemplo de serviços agregados:  Detecção de Presença (exemplo serviço “find me”);  Siga-me;  Reuniões virtuais/colaboração;  Tradução de idiomas em tempo real;  Vídeo conferência multiponto;  Celular Push-to-talk;  Bate-papo com voz;  Educação à distância.  Dentre outros.
    6. 6. 6Vantagens• Integração do tráfego de dados, da comunicação de voz e vídeo em uma única rede, reduzindo o Custo Total de Propriedade (TCO)• Preços competitivos• Ganhos na produtividade dos funcionários• Escalabilidade, Flexibilidade, Interoperabilidade e Mobilidade• Para o mercado, VoIP pode ser visto como uma tecnologia para introduzir concorrência e ganhar vantagem competitiva. • Exemplo: serviços integrados como Triple Play: TV+Internet+VoIP
    7. 7. 7Cenário de Análise de Custo Fonte: Forrester Research, 2002
    8. 8. 8Crescimento de VoIP e Banda LargaLatência, QoS e jitter (variações de atraso) são os desafios
    9. 9. SEGMENTO RESIDENCIAL 9
    10. 10. 10 Cenário Residencial• Usuários residenciais tem a maior fatia do mercado de VoIP• No Brasil serviços como Skype, Viber, Nimbuzz apoiaram na disseminação deste mercado. • Skype integrado com Facebook• Operadoras começaram a oferecer serviços: • Dual Play (Voz+Internet) • Triple Play (Voz+Internet+TV)• Segundo a Infonetics Research, a previsão é que o número de assinantes de VoIP residencial/SOHO no mundo chegue a 225 milhões até 2013.
    11. 11. 11VoIP no Mundo Fonte: Point Topic - VoIP Q4 2010 Short ReportPoint Topic definiu VoIP neste relatório como um serviço de assinatura que nãorequer um PC para operá-lo. Por esta razão, os serviços do Skype não estãoadicionados. O serviço Skype tem 663 milhões de usuários registrados (2010).Destes, 145 milhões utilizam o serviço pelo menos 1 vez ao mês.
    12. 12. 12Principais Países Fonte: Point Topic - VoIP Q4 2010 Short Report
    13. 13. 13França – Pioneirismo• A França possui hoje a maior base de usuários de VoIP, acima de 18.6 milhões• Como: Adoção de fibra para a banda larga (QoS aplicado) - Fiber-to-the-Premises (FTTP) • Oferta de serviços Triple Play IP por um baixo preço, apoiou no crescimento acelerado de VoIP no País.• Em 2010 mais de 50% do tráfego de telefone, originou via telefone VoIP.• Cerca de 93% dos assinantes de banda larga na França também tem um serviço VoIP contratado.
    14. 14. 14Brasil – Provedores de Telefonia Fixa VoIP Assinantes de Telefonia Fixa VoIP no Brasil 3,500 3,153 3,000 2,557 2,500 23% 2,000 1,802 41% Net Fone 1,500 GVT 1,000 32% 500 47% 195 100 147 0 2008 2009 2010 Fonte: www.teleco.com.brFonte: www.teleco.com.br Legenda: % de Crescimento Os provedores VoIP precisam ter licenças SCM (Serviços de Comunicação Multimídia) ou STFC (Serviço Telefônico Fixo Comutado), dependendo da abrangência do serviço que prestam.
    15. 15. 15Crescimento de VoIP no Brasil• Plano Nacional de Banda Larga (PNBL)• Anatel apresentou uma proposta para melhoria da qualidade de internetfixa• Nesta mesma proposta as operadoras não poderão bloquear VoIP• Com o desenvolvimento do PNBL, a Frost & Sullivan menciona: “O mercado de VoIP está estimado para gerar US$355mn em 2012” • Crescimento esperado para pequenas e médias empresas com o objetivo de redução de custos e agregar novos serviços de comunicação• VoIP – Faz parte da estratégia das operadoras e provedores de serviços • Exemplo: Embratel, GVT, CTBC
    16. 16. 16Banda Larga - Brasil 16% 21% 14% Em milhares Legenda: % de Crescimento Banda Larga
    17. 17. 17O Caso CTBC• O artigo Tecnologia e Forças Competitivas: Estudo de Caso sobre o VoIP em uma concessionária de Telecomunicações (Prof. Msc. Renato Moraes, USP) 2010*.• Resultado: • Para clientes residenciais (65%), a tecnologia impactou Internet por banda larga e o consequente aumento da o do VoIP por meios o pagos. • A uma o de sobrevivência. *http://www.producaoonline.org.br/index.php/rpo/article/view/308/684
    18. 18. 18 VoIP – Dispositivos Móveis • Cada vez mais os dispositivos móveis do tipo smartphone adicionam novas aplicações de VoIP e suporte a rede sem fio (WiFi). • Segundo a Infonetics, o número de soluções VoIP para usuários de dispositivos móveis irá aumentar de 47 milhões em 2010 para 410 milhões em 2015(*); • Dificuldades: Conectividade utilizando 3G ainda dificulta a utilização de VoIP em dispositivos móveis • VoLTE – Voice over LTE (nativo para VoIP em dispositivos móveis); LTE (Long Term Evolution) e WiMAX (Worldwide Interoperability for Microwave Access) • Alternativa: utilizar VoIP em redes WiFi.*http://www.infonetics.com/pr/2011/Mobile-VoIP-Services-and-Subscribers-Market-Highlights.asp
    19. 19. SEGMENTO CORPORATIVO 19
    20. 20. 20Cenário Corporativo• VoIP tradicionalmente tem mais usuários residenciais.• No ambiente corporativo VoIP pode ser oferecido em 2 modalidades: • On-Premise IP PBX ou Self-Hosted IP PBX (private branch exchange) – Médias e Grandes Empresas • Hosted PBX ou Virtual PBX – Pequenas Empresas
    21. 21. 21Virtual IP PBX x Self Hosted IP PBXITSP = Internet Telephony Service Providers
    22. 22. 22Principais razões• A InformationWeek fez uma pesquisa com 280 empresas que utilizam ou planejam utilizar VoIP para entender as principais razões de VoIP:
    23. 23. 23O Caso General Motors• Interligação de 6.000 ramais (todas as suas unidades Brasil)• Voice Mail centralizado para 4.000 usuários• Conferências aumentaram de 223 para 794/mês “a tecnologia VoIP não veio só para baratear, ela pode inserir a comunicação no modo como as pessoas trabalham e garantir maior produtividade e colaboração” segundo Marcos Cunha, diretor de redes empresariais Siemens Mercosul
    24. 24. CONCLUSÃO 24
    25. 25. 25Crescimento Mundial - UC Pesquisas indicam que o mercado de UC continuará em crescimento contínuo Fonte: www.radicati.com
    26. 26. 26Desafios• Definição de Regulamentações • Na Austrália os provedores de serviço são definidos como carriage service providers (CSPs) que estão sujeitos ao Telecommunications Act 1997, the Telecommunications (Consumer Protection and Service Standards) Act 1999,• Portabilidade de números entre PSTN e VoIP• Acesso a números de emergência • Nos Estados Unidos, a FCC exigiu em 2005 que os provedores de VoIP devem fornecer um serviço 911 – E911.• Frameworks regulatórios para adoção de VoIP• Segurança
    27. 27. 27 Segurança VoIP • Segundo análise da Forrester a implantação de VoIP oferece riscos de segurança que muitas vezes não são observados* • Hoje algumas soluções de segurança como Firewalls, IPS (Intrusion Prevention Systems), já estão preparados para permitir e tratar conexões de VoIP. • Algumas ameaças: • Phreaking • DoS • SPIT (Spamming over Internet Telephony) ou phishing over VoIP • Call tampering (Alteração da chamada) • Ataques Man-in-the-middle • Vírus e malwares*http://www.infosecurity-magazine.com/view/17676/voip-security-risks-are-often-overlooked-says-forrester-analyst/
    28. 28. OBRIGADAvanessa.padua@gmail.com 28
    29. 29. 29Referências• Anatel – www.anatel.gov.br• Forrester - www.infosecurity-magazine.com• Gartner - www.gartner.com• Infonetics Research - www.infonetics.com• Ministério das Telecomunicações - www.mc.gov.br• NIST – www.nist.org• Point Topic - point-topic.com/dslanalysis.php• Radicati - www.radicati.com• Security Threats - voip.about.com• Teleco - www.teleco.com.br• Caso GM - 200.169.97.104/seer/index.php/RBGN/article/viewFile/61/55• Caso CTBC - http://www.producaoonline.org.br/index.php/rpo/article/view/30 8/684

    ×