Concelho de Vila Franca                                                    pags.: 2 e 4                                   ...
02                                                                      “ABERTURA                                         ...
PRÓXI                                                                 MA EDIÇÃ                                            ...
04                                                                                                           “  TODOS COM ...
05                                                                                                INQUÉRITO VOZ RIBATEJANA...
06                                                                            “ SOCIEDADE                                 ...
08                                                                    A III Mostra de Teatro de Alhandra arranca, às      ...
Quercus e Junta                                                                                    +Região                ...
02+ CERTAMES                                                                                                              ...
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011

1,991
-1

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,991
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Voz ribatejanaedicao 11 maio 2011

  1. 1. Concelho de Vila Franca pags.: 2 e 4 MAIO 16 DE ABRE 41 mil não têm médicoEm frente aos correios de Alvercatel: 21 958 45 37 Web: www.audiovital.pt de família Novo centro de saúde abre no domingo NÓS RESOLVEMOS! “ FINANCIAMENTOS | POUPANÇAS | SEGUROS GESTÃO DE CONDOMÍNIOS | ADMINISTRAÇÃO, MANUTENÇÃO E LIMPEZA VAMOS ONDE PRECISAR! R. Dr Miguel Bombarda, Loja 26 Alhandra Tlf: 218 081 171 - alhandra@conta-vencedora.pt“ Voz Ribatejana:: número 12 :: ano 1 :: 11 de Maio de 2011 :: quinzenário regional :: director Jorge Talixa :: preço 0,50 cêntimos ::Vialonga – multibanco e estrutura envidraçada destruídos Assalto explosivo Pela segunda vez em Portugal, uma agência bancária foi assaltada com recurso a materiais explosivos. Aconteceu no dia 4 em Vialonga e os assaltantes podem ter levado muitas dezenas de milhares de euros. O caso está a ser investigado pela Unidade Contra-Terrorismo da Polícia Judiciária. pág. 5Ne Semana Feira e sta Re Rib Linhas Tauromáquica ed giã ate Semana + de alta içã o sem Clube Taurina tensão o Taurino em levam 30 mil ameaçam Vila Franca a Samora Alenquer ja na pag.: 9 pag.: 5 + Região pag.: 13 +Região R u a J o s é F e r r e i r a Ta r r é 1 0 B l o j a 2 6 1 5 - 11 2 A l v e r c a www.ourinvest.pt e-mail: alverca@ourinvest.pt Tel./Fax: +351 219 571 734 ( P e r p e n d i c u l a r à Av e n i d a C a p i t ã o M e l e ç a s )
  2. 2. 02 “ABERTURA voz ribatejana #12Vila Franca de XiraNovo centro de saúde Vila Franca de Xira Menos 4 médicos e 41inaugurado no domingoAs novas instalações do Centro de Saúde de Vila Franca de mil utentes sem médico de famíliaXira (CSVFX) deverão ser inauguradas no próximo domingo.Um investimento de cerca de 2 milhões de euros desenvolvido Dos cerca de 140 mil habi-no âmbito de um acordo entre a Câmara vila-franquense e a tantes do Município deAdministração Regional de Saúde. Com o novo edifício, cons- Vila Franca de Xiratruído junto ao quartel dos bombeiros, vai ser possível con- inscritos nos centros decentrar todos os serviços do CSVFX, hoje dispersos por 7 saúde locais, 41 mil nãopisos adaptados em 4 edifícios de habitação. Em entrevista têm, neste momento, médi-por escrito ao Voz Ribatejana, Marília Alves, directora execu- co de família atribuído,tiva do Agrupamento de Centros de Saúde de Vila Franca, segundo revelou Maríliasublinha que o novo edifício foi construído com todos os re- Alves ao Voz Ribatejana.quisitos, incluindo meios de acessibilidade para cidadãos com De acordo com a directoradificuldade de mobilidade, que têm sido um dos grandes pro- executiva do Agrupamentoblemas das antigas instalações. Marília Alves admite, contu- de Centros de Saúde dedo, que o número de utentes do concelho sem médico de Vila Franca, desde o finalfamília tem aumentado e já vai em 41 mil. Ainda em Maio do ano passado saíram 4deverá começar a trabalhar na área do município um médico dos médicos colocadosde origem colombiana. nestas unidades de cuida- dos primários do concelho.Jorge Talixa cio foi construído com os requi- Como consequência sitos necessários, em termos de aumentou o número deVoz Ribatejana - A con- instalações e acessibilidade, utentes sem médico. Nostrução de novas instalações adequados a uma Unidade de quadro generalizado depara o Centro de Saúde de Saúde e irá permitir concentrar, carência de médicos, éVila Franca é uma aspiração num único espaço, os profis- difícil tomar medidas queantiga. O que é que o novo sionais e serviços da Unidade resolvam esta situação.edifício vai proporcionar em de Saúde de Vila Franca de Segundo Marília Alves, otermos de melhoria do Xira, actualmente dispersos por ACES tem autorizaçãoserviço prestado à população 7 pisos adaptados em 4 edifí- para contratar 137 horaslocal? cios de habitação, antigos e sem Novo Centro de Saúde semanais de serviços médi-Marília Alves - O novo edifí- elevador. custou 2 milhões de euros cos a empresas especia- lizadas de prestação deste Que recursos humanos vão da Administração Pública. passado dia 2 de Maio o tipo de serviços. Estas trabalhar nas novas insta- Despacho nº 6761/2011 de horas são distribuídas lações e até que ponto o novo O escasso estacionamento na autorização de celebração, pela pelas unidades de saúde edifício permite desactivar os zona envolvente parece ser Administração Regional de mais carenciadas, neste núcleos dispersos em que um problema. Há medidas Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, caso da Póvoa de Santa Acordos com: actualmente funciona o previstas para minimizar esse I.P., de contrato-programa com Iria, Alverca, Arcena e ADSE | ARS | ACS PT | ADM | Multicare | Zurich | Centro de Saúde de Vila problema? a Câmara Municipal de Vila Vila Franca de Xira. AXA | Fidelidade Mundial | Franca de Xira? O novo edifício tem uma zona Franca de Xira para cooperação Para tentar atenuar o Os recursos humanos são os de estacionamento dedicada relativamente à unidade de problema da falta de médi- Acidentes de Trabalho mesmos. Temos 9 médicos, aos utentes, ao nível do piso 1. saúde de Alhandra. cos de família, o (Acordo com várias companhias de seguros) mais 18 horas por semana de Esta situação constitui já uma Ministério da Saúde deci- prestação de serviços médicos, melhoria face à situação actual Relativamente ao atendimen- Agora com mais um novo diu contratar algumas 11 enfermeiros, 6 administra- dos vários edifícios. to complementar nas diver- dezenas de profissionais espaço de saúde e bem-estar tivos e 3 auxiliares. sas unidades de saúde do con- na América do Sul. Para Olhando para o panorama celho, que tem motivado Maio está prevista a geral do concelho, tem havido algumas críticas, especial- chegada de cerca de 40 Com o novo edifício haverá uma evolução muito grande mente na zona sul, prevê-se a médicos de origem colom- capacidade e autorização em termos de instalações. manutenção do actual sis- biana e, segundo Marília superior para tentar reforçar Falta o processo de Alhandra tema ou estão previstas algu- Alves, um deles deverá ser os recursos humanos? que poderá estar resolvido mas alterações? colocado no concelho de Esta autorização não depende em 2012? Pelo acima descrito não temos Vila Franca, ainda em da mudança de instalações, mas Quanto ao processo de condições para alargar este Maio, com um contrato de da conjuntura actual (nacional) Alhandra, é verdade. Foi publi- atendimento. A situação irá 3 anos.. de redução de despesas ao nível cado no Diário da República do manter-se. Caminhada Amor do Peito no dia 22 em Vila Franca A Caminhada Amor do A concentração está marcada Peito, organizada pela Liga para as 10h00, junto ao novo dos Amigos do Hospital de quartel dos Bombeiros Vila Franca de Xira e pelo Voluntários de Vila Franca, seu voluntariado, realiza-se, com partida às 10h30 em este ano, no próximo dia 22. direcção ao Parque Urbano Trata-se da quinta edição da do Cevadeiro. A exemplo dos Edifício Planície - Rua do Curado Lojas 101 e 115 Vila Franca de iniciativa, dedicada a todas anos anteriores, a caminhada Xira Tel: 263 270 272 - 912 247 171 as pessoas com cancro da contará com algumas cente- recuperaxira.be@gmail.com recuperaxira@gmail.com mama. nas de participantes.
  3. 3. PRÓXI MA EDIÇÃ BATEJ O DO ANA CA! 03 V OZ RI NÃ O PER 11 de Maio de 2011 EM AIO A 25 D Meninos de 5 anos “ensinam” condutores Forte da CasaCerca de 30 crianças de 5 anos, utentes do envolvidas, para terem cuidado no trans- escolas com mais população estudantil,Instituto de Apoio à Comunidade (IAC), porte dos alunos, aos próprios alunos para para que consigamos atingir o maiorparticiparam numa acção de sensibilização e, naturalmente, aos condutores, que são opara as questões da segurança rodoviária, público-alvo principal”, explica Nelsonpromovida no Forte da Casa pela Divisão Amaral, chefe da secção de número possível de pessoas”, refere o responsável policial, salientando que, depois de Alverca, Vila Franca, Sobralinho Esquadra daPolicial de Vila Franca de Xira(DPVFX), com o apoio da Junta do operações e relações públicas da e Forte da Casa, seguir-se-ão mais duas acções, na Póvoa e em Alhandra, uma Póvoa abre dia 14Forte e do IAC. Foi a quarta ini-ciativa do género organizada Lar D P V F X , frisando ainda antes do final do presente ano lecti- vo e a outro no início do próximo anopela Divisão Policial, que se da ARIPSI que os escolar. Depois, quem sabe, esta pode até Depois de três anos de espera, a Póvoa de Santa Iria de- verá ter a sua esquadra da PSP inaugurada na tarde dodeverá repetir até final doano com crianças das inaugurado no conse- l h o s ser uma forma de cativar a atenção dos mais pequenos para uma futura carreira na próximo sábado. A reestruturação do dispositivo de segu- rança no concelho de Vila Franca de Xira, aplicada a par-freguesias da Póvoa e deAlhandra. sábado incidi- r a m polícia. António José Inácio, presidente da Junta tir de Fevereiro de 2008, já previa esta esquadra mas, sem instalações adequadas, a cobertura das freguesias daMais ou menos compene- sobre do Forte da Casa e do IAC, acha que esta O lar da Associação de Reformados e Póvoa e do Forte tem sido assegurada a partir da sede datrados do seu papel, mais ou questões acção com as crianças locais é “muito Idosos da Póvoa de Santa Iria vai ser DPVFX, em Alverca. Já em 2009 iniciou-se a obra demenos à vontade dentro das como o interessante” e que a PSP tem desenvolvi- inaugurado na manhã do próxi- construção das instalações de raiz para a esquadrapequenas fardas e do boné da uso do do um conjunto de iniciativas de infor- mo sábado, 14 de Maio. povoense, dadas como concluídas em Outubro passado.PSP, as crianças do Forte da cinto de mação e de sensibilização, não só junto das Desde então, a unidade ainda não abriu, segundo as enti-Casa mostravam-se particular- segurança crianças mas também dos mais dades responsáveis devido à necessidade de executar osmente animadas na manhã da passada e da velhos, que considera arranjos exteriores e de realizar algumas alterações de por-quinta-feira. Logo a partir das 10h00, cadeirinha muito importantes. menor no edifício. Uma estrutura sindical chegou a apon-numa das principais artérias da vila, partil- para crianças, do respeito PSP “Esta partilha e tar a alegada falta de efectivos como explicação para aharam com agentes da PSP a tarefa de ten- pelos peões e pelas pa- esta relação de demora na abertura da esquadra. Certo é que a unidadetar sensibilizar os condutores para um me- ssadeiras ou da circu- tem desen- proximidade policial vai agora abrir na Póvoa de Santa Iria, com umlhor comportamento na estrada. Sob o lação ainda mais com os efectivo próprio e funcionando também como sede dasolhar atento dos efectivos policiais e das cautelosa na volvido iniciativas fregueses esquadras de investigação criminal e de intervenção rápi-educadoras e funcionárias do IAC, os envolvência das desta vila é da. Durante a acção com os “pequenos polícias”, António“pequenos polícias” lá iam cumprindo a escolas. de informação extrema- José Inácio disse, ao Voz Ribatejana, que a PSP tem feitosua tarefa e distribuindo folhetos com “Esta mensagem mente inte- um trabalho de vigilância da freguesia “bastante satis-diversos conselhos. Por vezes a timidez acaba, aos poucos, junto de crianças ressante e fatório” e que tem havido muita colaboração entre a PSP esobressaía e tinham que ser os automo- por ficar na consciên- estaremos sem- a Junta de Freguesia. “Relativamente à nova esquadra, obilistas a puxar pela conversa, mas o ba- cia das pessoas. e idosos pre disponíveis que gostaríamos é que tivesse mais pessoal e mais equipa-lanço final foi francamente positivo. Tentamos distribuir estas para dar o nosso mentos, mas se não for o caso, penso que deve-se manter“Pretendemos sensibilizar o máximo de acções por todas as fregue- contributo”, con- muito idêntico àquilo que já acontece hoje”, rematou.pessoas possível, desde as instituições sias da nossa área e junto das cluiu.
  4. 4. 04 “ TODOS COM VOZ voz ribatejana #12 INQUÉRITO CENTRO DE SAÚDEEditorialCortar “Temos que vir de madrugadana para termos consultas urgentes”saúde!? Ver para crer é o sentimento dos utentes do Centro de Saúde de Vila Franca de Xira relativamente às novas instalações, que deverão ser inauguradas no próximo dia 15. Os inquiridos pelo Voz Ribatejana não se queixam do atendimento e dosAs últimas semanas da actualidade profissionais, mas já as dificuldades para marcar uma consulta quandonacional têm sido marcadas pelo tra- surge um problema mais urgente e as condições de acesso (escadas) parabalho da chamada “troika” que estu- os cidadãos com problemas de mobilidade motivam críticas. Por isso, odou e negociou com o Governo por- novo edifício é visto com muita esperança, mas ainda há quem duvidetuguês um acordo de assistência finan- da inauguração já no domingo.ceira que vai permitir a entrada de 78 Luísa Pereira, 59 anos,mil milhões de euros, esperamos que Orlando Espadaneira,para resolver o problema e não para o funcionária pública doadiar por mais algum tempo. Mas o 66 anos, reformado e Ministério da Defesa, Vilaque nos salta mais à vista, para além veterano de guerra, Franca de Xirade toda a polémica e de todo o manan- Povoscial de medidas, é a forma como Este antigo edifício do Centro de Saúde realmentealguns parecem “aliviados” com o Até aqui está tudo bem, quando mudar não sei. não tem condições, sobretudo para as pessoas que têm problemas de ossos, como éplano agora divulgado, como se não Sou doente oncológico e frequento este Centro de Saúde desde os o meu caso. Quanto mais depressa abrir o novo melhor. Vamos lá ver como é queenvolvesse cortes significativos na 60, há seis anos. Quando cá venho sou mais ou menos bem atendi- vai correr. A nível de funcionamento, espero bem que corra melhor que o antigo.saúde, nos subsídios de desemprego do, não quer dizer que seja cinco estrelas. Para obter consultas tem O actual Centro de Saúde, a nível de médicos acho que não está mal, estou satisfei-ou nas indemnizações por despedi- que se vir para aqui às 5 da manhã. Já vim várias vezes. Ao princí- ta, tenho a minha médica de família e estou satisfeita com ela. Agora, a nível de nósmento ou como se não envolvesse pio da doença, vim pelo menos 5 vezes de madrugada. Quando o não termos consulta e de termos que vir para aqui de manhã, nas urgências, é muitoagravamentos da carga fiscal ou juros tempo está pior, com chuva e frio, encostamo-nos uns aos outros. difícil. Para conseguir uma consulta temos que vir para aqui ás 7h30 e, mesmode 5% a pagar nos próximos anos. Será verdade que o novo vai abrir? Não estou a ver jeitos das novas assim, às vezes não temos consulta. Aceitam marcações pelo telefone dentro dasMas situemo-nos na saúde, que é um instalações serem inauguradas tão depressa. Não sei se é por falta de datas que eles têm para marcar. Para aquele dia não temos.tema igualmente em foco nesta edição médicos. Uns dizem que é por falta da mobília, outros que é porque Só conheço o exterior do novo edifício. Bem localizado também não sei se está.do Voz Ribatejana e que abordamos o Sócrates não chega a horas. Mas, pelo menos que tenha melhores condições para andarmos lá dentro mais àem praticamente todas as nossas vontade, porque este não tem condições.edições. Dizem os peritos que 2/3 dadespesa total da saúde vão paramedicamentos, exames e outros quetais e que apenas 1/3 diz respeito àsremunerações dos profissionais. Se O MELHOR E O PIOR DA QUINZENAassim é, torna-se perfeitamente evi-dente onde é que vai ser preciso cortar,doa a quem doer. É que na disponibi-lidade dos profissionais de saúde é quenão se pode cortar mais. E falo dedisponibilidade, porque é preciso tam-bém falar de eficiência e organizaçãoque permitam rentabilizar o mais po-ssível os recursos existentes.Mas, quando um concelho como VilaFranca tem 41 mil(!?) pessoas semmédico de família, ou um municípiocomo Arruda dos Vinhos tem cerca de10 mil pessoas sem médico de família,algo vai mal nas garantias básicas queum Estado tem obrigação de assegurarà sua população. Esperamos sincera-mente que não seja aqui que algumas“ilustres” cabeças venham a pensarcortar ainda mais. E esperamos tam-bém que as medidas radicais quemuitas vezes surgem nestes momentos Os números gerais da criminalidade tendem anão impliquem cortes cegos no paga- baixar, na região e no país. Mas dá-se um fenó-mento dos transportes de doentes ou Quando tanto se fala em falta de oportunidades e meno paralelo que está a crescer de formanas autorizações para a realização de de perspectivas e no desemprego e emigração de perigosa em várias zonas do território português eexames complementares de diagnósti- jovens valores em Portugal, eis que cerca de 300 contra o qual as autoridades têm dificuldade emco. Nunca nos esqueçamos que mi- jovens apresentam projectos ao concurso reagir. É a criminalidade cada vez mais organiza-lhões de portugueses vivem com nacional de jovens criativos. Os 60 me-lhores da e sofisticada. Disso mesmo é exemplo a formamuito baixos recursos e não têm meios estiveram expostos no Sobralinho. Esperemos como dois indivíduos conseguiram assaltar, usan-para procurar alternativas se o Serviço que a Mostra Nacional constitua também um do materiais explosivos, o balcão de Vialonga doNacional de Saúde lhes falhar ainda abrir de portas para ou-tros voos e para que as Santander Totta. Se esta actividade não for rapida-mais. mais diversas empresas apostem nestes jovens mente controlada, pode atingir dimensões muito talentos. complicadas. Jorge TalixaFicha técnica: Voz Ribatejana Quinzenário regional Sede da Redacção e Administração – Centro Comercial da Mina, Loja 3 Apartado 10040, 2600-126 Vila Franca de Xira Telefone geral – 263 281329 Correio Electrónico – vozribatejana@gmail.com director.vozribatejana@gmail.com redaccao.vozribatejana@gmail.com comercial.vozribatejana@gmail.com Proprietário e editor – JorgeHumberto Perdigoto Talixa - Director – Jorge Talixa (carteira prof. 2126) Redacção – Miguel António Rodrigues (carteira prof. 3351), Carla Ferreira (carteira prof. 2127), Paula Gadelha (carteiraprof. 9865) e Vasco Antão (carteira de colaborador 895) Paginação - António Dias Concessionário de Publicidade – PFM – Radiodifusão Lda. Área Administrativa e Comercial – Júlio Pereira (9388 50 664) e Afonso Braz (936645773)Registo de Imprensa na ERC: 125978 Depósito Legal nº: 320246/10 Impressão CIC – Centro de Impressão Coraze Tiragem – 5000 exemplares
  5. 5. 05 INQUÉRITO VOZ RIBATEJANA A maioria (62%) dos participantes no inquérito 62% sim 25% N/S promovido no blog do Voz Ribatejana acha que a entrega da construção e da gestão do futuro hospi- 13% não tal de Vila Franca a privados não trará benefícios. Cerca de 25% tem opinião contrária. Os restantes 11 de Maio de 2011 12% tem dúvidas se a medida será benéfica ou não.VialongaAssaltantes rebentam caixa multibancoVialonga foi palco, na madrugada de dia 4, de um assalto invulgar ao balcão do SantanderTotta. Dois indivíduos usaram materiais explosivos para rebentarem com uma caixa multiban-co e com a portaria da agência e terão levado largas dezenas de milhares de euros. Será osegundo assalto com este aparato efectuado a um banco em Portugal.Jorge Talixa indivíduos em fuga, antes de dos das vidraças da agência entrarem num carro preto de bancária. O certo é que, ao queDois indivíduos, encapuçados, alta cilindrada em que tudo indica com o auxílio deassaltaram, na madrugada de seguiram em direcção a uma bateria de automóvel tam-dia 4, o balcão de Vialonga do Loures. Segundo referiu, os bém encontrada no local, terãoBanco Santander Totta, reco- dois assaltantes tinham gorros conseguido provocar umarrendo a uma forte carga explo- na cabeça e carregavam três grande explosão, que esti-siva para rebentar com a zona malas (gavetas?) metálicas. lhaçou praticamente todas asde entrada da agência e com a Uma patrulha da GNR, tam- vidraças e rebentou com acaixa multibanco. Os bém alertada, chegou ao local caixa multibanco (ver foto).assaltantes conseguiram Por razões tambémlevar as gavetas onde é ainda não esclarecidas,colocado o dinheiro da o sistema de videovi-caixa ATM, que tinha gilância do balcão nãosido carregada na terá captado imagensvéspera com cerca de do assalto. Segundo as200 mil euros. O mon- autoridades, depois detante do roubo não uma tentativa de vio-chegou a ser divulgado, lação de uma caixamas os prejuízos são multibanco através demuito elevados, porque meios explosivos, veri-a portaria envidraçada ficada há cerca de 1do banco também ficou ano em Setúbal, estecompletamente esti- será o segundo assaltolhaçada. A GNR ainda tentou cerca de 1 minuto depois da do género registado emperseguir os assaltantes e caso fuga e ainda encetou uma ten- Portugal. No caso de Setúbal, aestá, agora, a ser investigado tativa de perseguição e local- operação acabou por correrpela Unidade Nacional Contra- ização dos assaltantes, mas mal aos meliantes, porque aTerrorismo da Polícia sem êxito. De acordo com as explosão queimou as notas queJudiciária. autoridades, os assaltantes ali se encontravam. O gásO roubo deu-se cerca das 3h30 poderão ter colocado gás acetileno é uma substânciae uma testemunha, alertada acetileno numa ranhura da volátil usada, por exemplo, A caixa de multibanco ficou completamente esventradapelo seu cão, ainda viu os dois caixa multibanco e nos rebor- para soldar.Antigo secretário de junta de Cachoeiras condenado por peculatoO Tribunal de Vila Franca de Xira condenou, no dia 3, um antigo investigação da Judiciária que se seguiu concluiu que o arguido corrija a sua conduta”, salientou a juíza.secretário do executivo da Junta de Freguesia de Cachoeiras a 4 terá depositado dois dos cheques numa sua conta pessoal e levan- O antigo secretário foi, por isso, condenado, em cúmulo jurídico,anos e 9 meses de prisão pela prática de dois crimes de peculato tado o terceiro. Em julgamento, o antigo secretário não quis a uma pena de 4 anos e 9 meses declarada suspensa, a uma multacom responsabilidade especial pelo facto de os ter praticado no prestar declarações. de 120 dias e ao pagamento de 22 120 euros à autarquia, acresci-exercício de cargos políticos. O colectivo de juízes, presidido por Embora não tenha antecedentes criminais, o colectivo de juízes dos de juros. O tribunal considerou, ainda, que não existem fun-Manuela Pereira, decidiu, contudo, suspender a execução da pena realçou a gravidade da sua actuação e apontou-lhe mesmo “bai- damentos legais para que tenha que pagar uma indemnização porpor igual período. O arguido fica, no entanto, obrigado a pagar à xeza de carácter” por nunca ter devolvido à Junta um telemóvel e danos patrimoniais à Junta cachoeirense. O advogado de defesaJunta de Cachoeiras, num prazo de 18 meses, os 22 120 euros de uma pen que lhe haviam sido entregues enquanto exerceu funções chegou a alegar que os crimes em causa deveriam ser considera-que se terá alegadamente apropriado. Se não o fizer poderá ser de secretário. dos prescritos.obrigado a cumprir a pena de prisão a que foi condenado. “O arguido, para além de ter feito suas quantias tituladas pelosOs factos remontam já ao início da década passada, quando três cheques, já depois de ter apresentado renúncia ao mandato, deci-cheques destinados a pagar obras de construção de uma capela diu fazer seus bens que lhe tinham sido entregues pela Junta, uma ANA RODRIGUESmortuária não foram entregues à empresa empreiteira, como devi-am ter sido, pelo secretário da Junta. Foi já em 2009 que o presi- pen USB e um telemóvel”, sublinha o acórdão lido por Manuela Pereira, frisando que não manifestou o “mínimo arrependimento” 961 863 946dente da autarquia cachoeirense soube, junto do empreiteiro, que e que poderia perfeitamente ter ressarcido a autarquia ao longoestes valores de 22 120 euros nunca lhe tinham sido entregues. A dos anos que se seguiram. “Espero que faça uma auto-reflexão e R. Bento Jesus Limpezas gerais e domésticas | Escritórios, Caraça condomínios | Limpezas Lt. 43 Dto anos, foi mesmo detido e os restantes dois nhado em flagrante delito quando tentaria industriais e comerciais | Vila F. de Xira Alhandra entregues pela força policial aos seus extorquir 8000 euros a um empresário, na Gestão de condomínios progenitores. Entretanto prosseguem as zona do Forte da Casa. brunovieira-bv@live.com.pt respectivas investigações. Menores detidos por suspeita de Forte da Casa Póvoa de Santa Iria FORMIGUINHA DO ASSEIO Lda. roubos EMPRESA DE LIMPEZAS Detido por Detido com haxixe - Manutenção e pinturas - Três jovens, com idades compreendidas - Lavandaria - entre os 14 e os 16 anos, foram identifica- extorquir Elementos da Esquadra de Intervenção e - Engomadoria - dos pela PSP de Alhandra, por suspeita de Fiscalização Policial da Divisão de Vila - (recolhas e entregas grátis ao domicílo) - estarem ligados à prática de crimes de empresário Franca detiveram, no dia 27, na Póvoa, Rua José Ferreira Tarré nº 7 Loja 1 roubo nas imediações de uma escola Um homem de 31 anos foi detido, pela um individuo de 27 anos que tinha na sua ALVERCA local. O mais velho, porque já tem 16 PSP, no passado dia 28, por ter sido apa- posse cerca de 14 gramas de haxixe. Tel: 219 577 809 - 916 438 041 formiguinhadoasseio@hotmail.com
  6. 6. 06 “ SOCIEDADE voz ribatejana #12Vila Franca de XiraMP pede condenação de 3 ex-dirigentesAdvogados de defesa reclamam arquivamento de processo contra antigos dirigentes doVilafranquense, porque há um novo acordo de pagamento com as Finanças.Jorge Talixa que o clube vai ter que pagar da direcção ter saído e que, na foi, assim, reduzida para cerca sequência da inspecção dasO Ministério Público (MP) de 478 mil euros. Finanças, se começou a aplicarpediu, no dia 3, a condenação O procurador da república tem um princípio de “in dubio prode dois ex-presidentes e de um uma opinião diferente, entende IVA”, que não existe na justiçaantigo tesoureiro da União que este acordo não anula a portuguesa e que terá levado aDesportiva Vilafranquense existência da dívida e defendeu que todos os valores deposita-pela prática de crimes de abuso a condenação dos ex-presi- dos para os quais não foi apre-de confiança fiscal e defendeu dentes Eurico Cid e António sentada justificação em 2003a absolvição dos restantes dois Machado Lourenço e do ex- fossem sujeitos a IVA.arguidos e do clube. Já os tesoureiro Manuel Augusto. António Cabaço, advogado deadvogados de defesa reclamam “Na nossa perspectiva só se Eurico Cid, pronunciou-se noo arquivamento do processo, apuraram responsabilidades de mesmo sentido, frisando que otendo em conta que o clube âmbito criminal nestes casos”, seu cliente, quando é notifica-recebeu, no final de Maio, uma acrescentou, referindo que não do destas situações, em 2007,comunicação da Direcção- se justifica qualquer pena de “já não tem qualquer poder naGeral de Contribuições e prisão efectiva, mas uma pena UDV e não é ele que deve, é aImpostos que confirma a “adequada ao comportamento UDV. Como é que pode obri-aprovação de um novo plano de cada um”. Defendeu, tam- gar o clube a pagar?”, interro-de pagamento das dívidas fis- bém, a absolvição de José ga-se, sublinhando que emcais da UDV ao longo dos Casquinha e Ana Câncio. 1999 a contabilidade dizia apróximos 10 anos. “Só em 2003, volvidos 3 anos, Eurico Cid que não havia qual-Luís Santos, advogado do na sequência de uma acção quer IVA a pagar e que até dev- Tribunal de Vila Francaclube, começou por requerer inspectiva, é que se apurou eria haver reembolsos de IVA de Xiraisso mesmo, mas o colectivo de que, afinal, a UDV não era cre- para receber. “Nunca ninguémjuízes observou que essa é uma dora, mas sim devedora. Mas, lhe disse: há x de IVA para conhecimento que estavam em Os advogados de Ana Câncio e vas entregues em 2004 estãoquestão a abordar em fase pos- em 2003, quando essa cons- pagar”, sustentou. dívida impostos de trimestres José Casquinha subscreveram correctas e que o seu clienteterior do processo. Alegou o tatação é feita, o senhor Eurico Ana Miragaia, advogada que de 1999 e de 2001. Nunca essa a tese de que os seus constitu- nunca assinou nenhuma decla-causídico de Vila Franca que, Cid já não era dirigente do representa António Machado informação lhe foi dada”, afi- intes devem ser absolvidos, ração de IVA. “Vêem acusadosnestas condições, a UDV tem a clube, não podia praticar já Lourenço, salientou que o se ançou a causídica, vincando porque nunca tiveram conheci- de, em 2002/2003, teremsua situação regularizada pe- nenhum acto em representação cliente não tinha qualquer que essas dívidas só surgiram mento de qualquer dívida de cometido um crime, mas nessarante o fisco e o processo deve do clube”, sublinhou Luís intervenção nas questões con- já depois da saída de Machado IVA. No mesmo sentido alegou altura não havia crime, a UDVser arquivado. Adiantou que a Santos nas suas alegações, tabilísticas enquanto foi presi- Lourenço da direcção, quando o representante de Manuel era credora”, rematou. A leituraDGCI aceitou um pedido de frisando que a “obrigação” de dente. “É mentira que António foram entregues declarações de Augusto, frisando que nem se da sentença está marcada pararedução de juros e que a dívida pagar IVA surgiu 3 anos depois Machado Lourenço tivesse substituição. sabe se as declarações correcti- 6 de Junho. Castanheira do Ribatejo Bombeiros inauguram ampliação no dia 28 A Associação de Bombeiros Voluntários de Vila Franca de Xira inaugura, no próximo dia 28, Atraso da plataforma as obras de ampliação do quartel, que vão permitir gerir de uma forma mais desafogada as áreas de parqueamento de viaturas e de apoio ao corpo activo. No mesmo dia haverá sessão solene e a inauguração de uma nova viatura. logística preocupa Junta As comemorações do 129º aniversário da corporação vila-franquense arrancaram no dia 1 e incluem, já no próximo domingo, um convívio de futsal entre bombeiros e corpos sociais e um baile. No dia 21 realiza-se um jantar de solidariedade a favor da população mais carenciada da O atraso na construção da Plataforma Logística da Castanheira do Ribatejo, a alegada suspen- freguesia, com a colaboração da associação Companheiros da Noite. O programa comemora- são dos trabalhos e a demora na reparação das estradas afectadas, estão a gerar preocupação tivo prossegue, nos dias 22 e 29, com mais dois bailes e culmina a 4 de Junho com uma manhã na Junta de Freguesia local. António Ventura Reis, presidente da autarquia, colocou o assunto infantil que integra actividades de interacção entre bombeiros e crianças e gincana infantil. na última Assembleia Municipal, lembrando que o empreendimento foi anunciado como poten- cialmente criador de muitos postos de trabalho, mas, “infelizmente, até à data, não é isso que acontece”, vincou. O eleito da CDU afirmou que, naquele momento (26 de Abril) não existia nenhum estaleiro de obra e estavam a trabalhar apenas uma máquina e duas pessoas. “A plataforma não está a cumprir os seus objectivos. As estradas e caminhos municipais estão completamente degrada- dos. Sempre me transmitiram que era a empresa da plataforma que arranjaria as estradas. Foram-se embora e ficámos com os buracos”, criticou, solicitando à Câmara que exija respon- sabilidades aos promotores da plataforma logística. Maria da Luz Rosinha estranhou o cenário descrito por Ventura Reis, garantindo que a Câmara não tinha qualquer informação sobre alguma desactivação da obra. “A informação que temos e estamos a analisar, é uma proposta para a construção da primeira nave e do negócio para insta- lação de uma empresa de grandes dimensão no local”, salientou a presidente da edilidade que, minutos depois, leu aos eleitos da assembleia um SMS de resposta que recebeu do administrador da Abertis em Portugal. Na comunicação, Pedro Santana assegura que os trabalhos de con- strução da plataforma e dos acessos seguem um curso absolutamente normal. Alberto Mesquita, vice-presidente da Câmara com responsabilidades no urbanismo, acrescen- tou que tem a informação que as obras de infra-estruturação estão concluídas e vai avançar, agora, a construção da primeira nave. Sobre o estado das vias, o edil prometeu voltar a contac- tar o engenheiro da Abertis responsável pela matéria, para que a empresa cumpra as reparações estipuladas. “Acredito, no entanto, que as reparações de fundo não se devem fazer agora, porque poderia ser um trabalho que viesse a ser prejudicado pelo desenvolvimento das obras da plataforma. A reparação da rede viária é uma exigência que vamos tentar resolver o mais depressa possível”, prometeu. J.T.
  7. 7. 08 A III Mostra de Teatro de Alhandra arranca, às 21h30 do próximo dia 21, com a peça “Os Outros”, de Jaime S. Sampaio, nas instalações da CURPIFA (Comissão Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos). Uma ence- nação do Cegada Grupo de Teatro, inserida nesta iniciati- va da Junta de Freguesia de Alhandra, com espectáculos agendados também para 28 de Maio e 18 de Junho. voz ribatejana #12Vila Franca de XiraRecuperaxira aposta no profissionalismoe na relação de confiança com o utente Ana Lúcia no espaço para crianças Com uma área de cerca de 700 metros quadrados no Edifício Planície, junto às conservatórias de Registo Civil e Predial, a Graça Castanhas mostra a Recuperaxira desenvolveu um projecto único em Vila Franca, com serviços de medicina física e de saúde e bem-estar. cápsula de tratamentos do Tem um acesso discreto que dades e estava à venda. ssionais”, sublinha, frisando mental para o sucesso da clíni- espaço de saúde e bem-estar quase passa despercebido, mas Decidiu empenhar-se a fundo que um dos segredos da casa é ca. em pleno centro de Vila Franca no projecto e, passados dois mesmo essa dedicação. Ana Lúcia acrescenta que se de Xira, no coração do anos, admite que há dificul- Graça Castanhas é disso exem- nota que as pessoas estão cada Edifício Planície, funciona dades, momentos melhores e plo. Trabalha na Recuperaxira vez mais atentas a este tipo deSaúde e bem-estar uma clínica de medicina física que tem condições únicas na piores, mas que o balanço é muito positivo e que com quase desde início e é hoje a responsável pelo seu funciona- problemas e que acabam, por vezes, por fazer tratamentoscom condições únicas região. Com 25 boxes de trata- mento, 22 profissionais e um “força de vontade” e muita dedicação dos funcionários mento geral. Salienta que uma das preocupações é organizar o que sabem que são importantes para prevenir e evitar situações ginásio com 62 metros quadra- tem valido muito a pena a serviço de modo a que as pe- mais graves.O espaço de saúde e bem-estar da Recuperaxira dispõe de dos, a Recuperaxira atende aposta que fez na empresa. ssoas tenham pouco tempo deuma cápsula para tratamentos com água que permite fazer diariamente cerca de 480 “A medicina física era algo espera e saibam a que horas Novas regras de transporteduches de vichy, hidromassagem, sauna, banhos turcos e utentes e resolveu, nos últimos completamente novo para terão o tratamento concluído. complicamoutro tipo de tratamentos corporais de relaxamento. Esta meses, dar mais um passo na mim, mas foi uma opção que As 25 boxes e os 22 profi-nova aposta da empresa numa área com características de sua actividade, com a criação fizemos, algo de que gostáva- ssionais permitem definir No início deste ano entraramspa surgiu principalmente porque os utentes já diziam fre- de um espaço de saúde e bem- mos realmente e talvez tam- horários com os utentes e rece- em vigor novas regras de apoioquentemente que fazia falta um espaço onde pudessem fazer estar. Nesta área com carac- bém pelo esforço que sen- bê-los rapidamente, quase sem do Ministério da Saúde aouma massagem, em que pudessem relaxar depois de um dia terísticas de spa é possível ter tíamos que se mantinha para tempos de espera. transporte de doentes, quede trabalho ou de tratamentos de recuperação. O investi- acesso aos mais variados trata- ter esta casa a funcionar”, Na área de medicina física, a exigem autorização dasmento foi muito significativo, mas Ana Lúcia Ferreira da mentos de estética e de bem- recorda a proprietária da clínica faz todo o tipo de trata- direcções dos centros de saúdeSilva sustenta que “com muita força de vontade as coisas estar e, inclusivamente, a trata- empresa, em declarações ao mentos de recuperação para para casos de transporte emsão sempre possíveis” e que esta vertente do projecto tam- mentos habitualmente Voz Ribatejana, lembrando pessoas que sofreram AVC ambulância. No início issobém “está a corresponder às expectativas”. disponíveis apenas em com- que na primeira reunião mais (acidentes vasculares cere- gerou alguma quebra, mas foiPrimeiro foram pessoas de uma camada etária um pouco plexos termais. alargada em que juntou todos brais), operações, paralisias possível sensibilizar osmais elevada, habituadas a frequentar termas, que descobri- A Recuperaxira nasceu há os funcionários lhes disse que faciais, fracturas ou outros responsáveis para as situaçõesram que já podiam fazer o mesmo tipo de tratamentos de cerca de 19 anos na Rua Noel “isto era um barco, que eu problemas de mobilidade. em que esse tipo de transportehidromassagem e de duche de vichy em Vila Franca, sem Perdigão. Cinco anos depois gostava de remar e que Dispõe, também, de uma área é mesmo necessário e em queprecisarem de sair da sua área de residência, nem de procu- transferiu a sua actividade para remássemos todos juntos para para crianças e de tratamentos as pessoas têm limitações físi-rarem alojamento em hotel. Depois tem crescido a afluência o Edifício Planície entretanto levar este barco adiante”. para a paralisia cerebral. cas que não lhes permitemde pessoas mais novas que procuram tratamentos a nível da construído naquela área da Uma das primeiras medidas foi “Abrange muita coisa, mas recorrer aos transportes públi-estética. “A água é outra vertente da estética que a camada cidade, onde ocupou um renovar as instalações dando- acaba por ser tudo para recu- cos. “Houve essa sensibilidademais jovem também procura, para ter um corpo mais apre- espaço muito amplo corres- lhes um ar mais moderno. peração total ou para e os médicos e os directoressentável, para se sentir bem. Há diversas junções de trata- pondente às lojas 101 e 115 da Depois, foi melhorar a organi- manutenção da situação que a dos centros de saúde percebe-mentos que se podem fazer, tanto de bem-estar como de Rua do Curado. Ana Lúcia zação para ir mais de encontro pessoa tem”, refere, frisando ram que é mesmo necessário”,estética. As pessoas muitas vezes não têm tempo de ir para Ferreira da Silva recorreu às necessidades dos utentes. que um dos grandes meios de referem.fora e, agora, já podem fazer esse tipo de tratamentos em algumas vezes aos serviços da “Acho que a grande virtude e divulgação é mesmo o passa- Ana Lúcia Ferreira da Silva eVila Franca”, sublinha Graça Castanhas, frisando que o Recuperaxira e, há pouco mais uma das coisas em que apostei palavra entre pessoas que fre- Graça Castanhas acreditam,espaço de saúde e bem-estar dispõe de um leque variado de de dois anos, deu-se uma coin- sempre na Recuperaxira, e que quentam a Recuperaxira, também, que a curto prazoserviços, funciona sobretudo em horário pós-laboral e está cidência feliz: pretendia inves- eles já tinham, é realmente o gostam e aconselham outras também será possível melho-também aberto aos sábados de manhã. A clínica de medici- tir num negócio nesta área e profissionalismo. O profi- pessoas. Desenvolve-se, rar as condições de estaciona-na física funciona de segunda a sexta das 8h00 às 20h00. soube que a Recuperaxira ssionalismo que já existia. assim, uma relação de confi- mento e de paragem das atravessava algumas dificul- Temos aqui grandes profi- ança que consideram funda- ambulâncias.
  8. 8. Quercus e Junta +Região de Alverca também - número 2 - ano 1 - 11 de Maio de contestam Ribatejana 2011 - publicação trimestral - direc- tor Jorge Talixa - subdirector Paulo Ferreira de Melo - distribuição gratuita pedreira e aterro pág. 12 Investimento de 3 milhões em Vila FrancaNão pode ser vendido separadamente do Voz Ribatejana nº12 de 11 de Maio de 2011 Hotel Rural da Boiça abre no Verão pág. 2
  9. 9. 02+ CERTAMES +Região Ribatejana #2Vila Franca de Xira Comentário TurismoTerra Lazer tenta mostrar de Vila Francao melhor do Ribatejo adormecidoO Terra Lazer – Ribatejo, organizado pelo Plaza Ribeiro Telles, juntou, durante dois dias,alguns dos principais agentes turísticos da região. O Município de Vila Franca de Xira, a exemplo dos de Município de Coruche apos- Benavente e de Coruche, tam- tou, por isso, no lançamento ou renovação de um leque Primeiro hotel rural do bém se fez representar neste Terra Lazer, com um painel e alargado de iniciativas que incluem jornadas anuais de concelho de Vila Franca a disponibilização de alguma informação sobre os seus gastronomia, o evento Sabores do Toiro Bravo (15 mil visi- abre no Verão eventos. Mas comparando com a forma como aqueles tantes), a Feira Internacional dois municípios da margem da Cortiça, as Festas da O Hotel Rural da Boiça, empreendimento da Boiçatur, está esquerda do Tejo procuram Senhora do Castelo, os Sons em fase final de construção e deverá ser inaugurado já no promover as suas potenciali- do Parque, uma prova próximo Verão. Trata-se do primeiro hotel rural do conce- dades, Vila Franca tem uma nacional de BTT, provas inter- lho de Vila Franca de Xira, num investimento de cerca de 3 prestação bastante apagada. nacionais de pesca desportiva milhões de euros do empresário Armando Gama. João Quando ouvíamos a excelente e a Semana da Juventude. Branco, responsável técnico pelo hotel, descreveu o proje- apresentação da autarquia de As propostas do turismo cto na sessão de abertura deste Terra Lazer. Coruche, alguns dos pre- coruchense passam, ainda, Segundo referiu, o empreendimento procura responder a sentes comentavam: e então pelo balonismo, pelo sky uma necessidade das empresas e da região e aposta numa Vila Franca, por que é que aquático, pelo artesanato, boa localização, nos arredores da cidade de Vila Franca, que não faz isto ou algo seme- pelos materiais ligados à cor- alia a tranquilidade a uma belíssima vista sobre a Lezíria e lhante? De facto o município tiça, pelas corridas de toiros. E o Tejo. Trata-se de uma unidade de charme com 4 estrelas, vila-franquense tem dimen- a promoção destas possibili- que integra 21 quartos duplos, 6 quartos triplos (suites), são, tem boa localização dades tem sido feita em restaurante vocacionado para a cozinha tradicional por- geográfica e tem inúmeras Madalena Ribeiro Telles tuguesa, esplanada panorâmica, bar, spa, ginásio, solário inúmeros certames do ter- potencialidades para tentar na abertura do encontro natural e zonas ajardinadas. O projecto desenvolveu, tam- ritório nacional, Espanha e explorar um pouco mais a França. Ao mesmo tempo foi bém, parcerias com o Centro Hípico das Cachoeiras, com a vertente turística. Mas seJorge Talixa mais profunda. É isso que pre- Acqua Lisboa Gestão de Spa’s e com a Escola Superior de lançado, recentemente, portal olharmos para o calendário tendemos”, frisou Madalena Hotelaria e Turismo do Estoril. Também por isso, o quadro na Internet vocacionado para de eventos de 2011 ali dis-Pelo segundo ano consecuti- Ribeiro Telles, salientando de pessoal do Hotel Rural da Boiça já está definido e 75% promover a oferta turística do tribuído ele quase se resumevo, Madalena Ribeiro Telles e que alguém lhe disse que o dos funcionários têm licenciatura em turismo e hotelaria. concelho. “É uma ideia ino- ao Colete Encarnado, à Feirao seu centro de eventos Plaza balanço do sucesso de um vadora. Aquilo que fazemos de Outubro e a algumas boasRibeiro Telles tentaram con- evento só deve ser feito ao fim também existe noutros conce- A gravação da telenovela da afluem a Coruche autocarros iniciativas desportivas. Aotribuir para divulgar o melhor de quatro edições e prome- lhos da região. O que quere- TVI “Espírito Indomável” no de visitantes que querem co- longo dos anos têm desapare-que se faz no Ribatejo em tendo repetir o Terra Lazer mos dizer é que fazemos de concelho de Coruche foi uma nhecer os cenários da teleno- cido eventos, que nalgunstodos os sentidos. A adesão ao pelo menos por quatro vezes. forma diferente e que nos das últimas apostas. Segundo vela e acabam, também, por casos até poderiam estar2º. Encontro Terra Lazer – “Sintam-se em casa, sintam-se empenhamos”, salientou a Célia Ramalho, devido à nov- descobrir as múltiplas facetas esgotados, mas que nãoRibatejo ficou um pouco bem”, acrescentou, agradecen- edil. ela, todos os fins-de-semana do concelho. foram bem substituídos, comaquém das expectativas, mas o do todas as presenças, desde prejuízo para o concelho,certame não deixa de con- os expositores aos produtores para a cidade sede e para asseguir concretizar um dos seus de produtos apresentados suas actividades económicas.objectivos principais, que é durante o certame. Curiosamente, logo nojuntar agentes turísticos ri- Seguiu-se uma fase de apre- domingo, a exposição de ca-batejanos no mesmo espaço e sentação de agentes económi- rros clássicos organizada compô-los a dialogar sobre a me- cos da região, que começou altruísmo por Hipólitolhor forma de colaborarem com o projecto “pelana- Cabaço e Jorge Alexandre,entre si. Madalena Ribeiro tureza.pt”, uma iniciativa de trouxe a Vila Franca algumasTelles não deixou, contudo, de jovens da Chamusca lançada centenas de pessoas. Aslamentar que a Turismo de em 2008 que pretende divul- autarquias locais, por razõesLisboa e Vale do Tejo tenha gar bons exemplos de relação de contenção, reduziram aodecidido reunir agentes turísti- com o ambiente. O projecto mínimo o seu apoio. Ainda nocos da região, na segunda- evoluiu, mais recentemente, domingo, a corrida de toirosfeira, em Santarém, quando para uma loja on-line e já organizada pela Taurolevepoderia perfeitamente ter pro- alcançou uma média de 43 mil levou milhares de pessoas àmovido esse encontro durante visitas no site por mês. Palha Blanco, mas a activi-o Terra Lazer. dade da praça e os seus 110A sessão de abertura ficou Coruche Inspira anos, celebrados emmarcada pelas apresentações Setembro próximo, nemdos projectos “Coruche Célia Ramalho, vereadora da sequer são referidos no mate-Inspira” e do Hotel Rural da Câmara de Coruche, apresen- rial promocional do TurismoBoiça, o primeiro empreendi- tou, de forma circunstanciada, Vila-franquense.mento deste género no conce- o projecto de dinamização Dir-me-ão que o importantelho de Vila Franca de Xira, turística “Coruche Inspira”, projecto de remodelação doque deverá entrar em fun- lançado há 3 anos com o Pavilhão do Cevadeirocionamento já no próximo objectivo de levar muitos mais obrigou a alguma redução deVerão (ver caixa). visitantes à vila e ao concelho. actividades este ano e que“Não foi fácil continuar este Com 1114 quilómetros tudo vai mudar com o novoano. O nosso trabalho foi quadrados, este que é o déci- pavilhão. Esperemos todosárduo, contactámos muitíssi- mo maior município do País que sim!ma gente. Para mim este even- oferece uma multiplicidade deto faz sentido, dar a conhecer ofertas de paisagens, tradições O município de Benavente apresentou os certames e alguns empreendimentos locais como o La Varzea Jorge Talixao Ribatejo de uma maneira e oportunidades de lazer. O

×