Sesam para Subsea, Umbilicais, Risers & FlowlinesVisão GeralJoão Henrique Volpini MattosEngenheiro NavalRegional Sales Man...
Como podemos ajudá-lo a tomar as decisões certas ?   Desenvolvendo produtos para o projeto de ativos e gerenciamento de   ...
DNV Software   DNV Software é uma das unidades da DNV, atuando como sua “software-house”    comercial, servindo mais de 5...
Áreas de Atuação da DNV Software                        Safeti™                                 Sesam™                Naut...
Aplicações Subsea© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados..   Slide 5
Subsea Umbilicals Risers Flowlines – SURF© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados..   Slide 6
A Importância de um Projeto Adequado  Alguns custos típicos :     - Perfuração com MODU : USD 700K a 1.4M /dia     - Plat...
Utilização do Sesam no SURF   Subsea      - GeniE & Usfos para análises estruturais      - Simo para operações marítimas ...
Simulação de    Operações    Marítimas© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados..   Slide 9
Operações Marítimas  Atividades não rotineiras de limitada duração, especialmente projetadas :      -   Load out      -  ...
Desenvolvido e mantido pela Marintek.Simo (1)                                                                          Com...
Simo (2)  Cálculo do movimento de qualquer número de corpos     - Forças “fracas” de acoplamento e engate     - Integraçã...
Cidade do                                                                                                         Samba   ...
Desenvolvido e mantido pela Marintek.Mimosa (1)                                                                  Comercial...
Mimosa (2)   Desvio padrão, período de oscilação médio, valor significativo e máximo esperado,    são disponíveis para:  ...
Projeto de    Risers© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados..   Slide 16
Risers  Trecho da tubulação que fica em suspensão   e que faz a transferência de material (hidro-   carbonetos, fluidos d...
Tipos de Análises Cobertas pelo Sesam  ULS      - Deflecções, forças, tensões e resultados de code-checks      - DeepC (S...
Desenvolvido e mantido pela Marintek.Riflex (1)                                                                     Comerc...
Riflex (2)  Desenvolvido pela MARINTEK e SINTEF em cooperação com a NTNU (Norwegian   University of Science and Technolog...
VIV – Vibração Induzida por Vórtices  Fenômeno gerado pela oscilação do   movimento do fluido devido à criação   de uma e...
VIV – Problemas Decorrentes  Risers e pipelines      -   Redução da vida útil devido à fadiga.      -   Aumento na tensão...
Desenvolvido e mantido pela Marintek e NTMU.Vivana                                                                        ...
Análise Acoplada                                                                             TLP                          ...
Efeitos do Acoplamento  1) Restauração estática do sistema de posicionamento como uma função do desloca-     mento do flut...
DeepC  Ferramenta para análise acoplada de risers, ancoragem e corpos flutuantes  estacionários.     Modelagem de estrutu...
DeepC : Propósitos  Análise tradicional do projeto de risers para águas rasas e profundas, desde a   modelagem até a anál...
Projeto de    Umbilicais© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados..   Slide 28
Umbilicais  Conjunto de mangueiras que transportam fluidos hidráulicos, ar comprimi-  do, fluidos para injeção química, ca...
Projeto de Umbilicais                                                                                         • Massa e pe...
Desenvolvido e mantido pela UltraDeep. UmbiliCAD                                                                          ...
Helica (2) Características da seção transversal levadas em  conta :     - Movimento relativo entre camadas/componentes   ...
Projeto de flowlines   e pipelines de acordo com as   práticas DNV© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados....
OS-F101 Code Compliance Software de code-check acordo com a norma DNV-OS-F101 “Submarine Pipeline Systems”.  Interface Ex...
FatFree Software de análise do vão livre de pipelines de acordo com DNV-RP-F105 “Free Spanning Pipelines”.  Interface Exc...
StableLines Software de análise de estabilidade de pipelines sujeitos aos efeitos de onda e correnteza, baseado nos princí...
Pipeline Engineering Tools - PET PET é um software de análise de projeto preliminar de pipelines, cobrindo diferentes aspe...
Sesam cobre o projeto de   - Subsea   - Operações marítimas   - Ancoragem   - Umbilicais   - Risers   - Flowlines e pipeli...
Observações Finais                          Ferramentas de engenharia                                                     ...
Safeguarding life, property       and the environment       www.dnv.com© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reserv...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Sesam para Subsea, Umbilicals, Risers e Flowlines (SURF)

1,764

Published on

Apresentação dos módulos do Sesam adequados para projetos de subsea

Published in: Technology, Business
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,764
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
156
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sesam para Subsea, Umbilicals, Risers e Flowlines (SURF)

  1. 1. Sesam para Subsea, Umbilicais, Risers & FlowlinesVisão GeralJoão Henrique Volpini MattosEngenheiro NavalRegional Sales Manager (South America) Offshore & Maritime Solutions / DNV SoftwareAgosto 2012
  2. 2. Como podemos ajudá-lo a tomar as decisões certas ? Desenvolvendo produtos para o projeto de ativos e gerenciamento de riscos, deste sua concepção até a desmobilização, nas áreas marítimas, de offshore e de processos industriais© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 2
  3. 3. DNV Software  DNV Software é uma das unidades da DNV, atuando como sua “software-house” comercial, servindo mais de 5.000 usuários nas áreas marítimas, offshore de indústrias de processo.  DNV Software tem cerca de 350 funcionários dedicados ao desenvolvimento, testes, suporte e comercialização de suas soluções.  DNV Software é estabelecida em 12 dos 300 escritórios da DNV : Oslo, Londres, Glasgow, Houston, Shanghai, Pequim, Singapore, Pusan, Kaohsiung, Rio de Janeiro, Mumbai e Dubai  Mais de 50 anos de experiência no desenvolvimento de software de qualidade baseado no grande conhecimento e expertize da DNV.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 3
  4. 4. Áreas de Atuação da DNV Software Safeti™ Sesam™ Nauticus™ Classificação Risco & Confiabilidade Avaliação Estrutural Marítima & Offshore Synergi - Gestão de Risco, QHSE e Integridade Produtos e soluções líderes no projeto de embarcações e plataformas offshore, análise hidrodinâmica, avaliação estrutural, análise de risco, gerenciamento do ciclo de vida, gerenciamento do processo de projeto e engenharia baseada no conhecimento.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 4
  5. 5. Aplicações Subsea© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 5
  6. 6. Subsea Umbilicals Risers Flowlines – SURF© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 6
  7. 7. A Importância de um Projeto Adequado  Alguns custos típicos : - Perfuração com MODU : USD 700K a 1.4M /dia - Plataforma fixa e topside : USD 400M - Risers e umbilicais : US$ 1.000 a 2.600/m (20 a 50 por projeto) – total típico US$ 150M - Instalação pipelines : US$ 150.000/km - Parada de produção : US$ 60M/dia - Valor do gás dentro dos pipelines de Nord Stream : US$ 80M  SURF contribui com 20% do custo de uma instalação de produção. Analise, analise, analise ... antes de construir© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 7
  8. 8. Utilização do Sesam no SURF  Subsea - GeniE & Usfos para análises estruturais - Simo para operações marítimas  Umbilicais e risers flexíveis - DeepC para análise global (ULS & FLS) - UmbiliCAD para desenho da seção transversal - Helica para tensão e fadiga na seção transversal - Vivana para análise de VIV  Risers - DeepC para projeto dos risers - Riflex para análise no domínio to tempo - Vivana para análise de VIV  Flowlines e pipelines - FatFree para cálculo do free-span de acordo com DNV RP-F105 - StableLines para on-bottom stability de acordo com DNV RP-F109 - DNV-OS-F101 Code Compliance para sistemas de pipeline submarinos - PET (Pipeline Engineering Tool) para projeto preliminar de pipelines - Vivana para análise de VIV© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 8
  9. 9. Simulação de Operações Marítimas© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 9
  10. 10. Operações Marítimas  Atividades não rotineiras de limitada duração, especialmente projetadas : - Load out - Float out, float on/off - Off loading - Lifting, lift off, mating - Towing - Launching, upending, positioning - Riser/umbilical instalation - Transito e posicionamento de semisubs, FPSOs, jackups, etc.  Normas e Práticas Recomendadas DNV - DNV-OS-H101 Marine operations, General - DNV-OS-H102 Marine Operations, Loads and Design - DNV-OS-H201 Load Transfer Operations - DNV-OS-H202 Sea Transports - DNV-RP-H101 Risk Management in Marine and Subsea Operations - DNV-RP-H102 Modeling and Analysis of Marine Operations - …© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 10
  11. 11. Desenvolvido e mantido pela Marintek.Simo (1) Comercializado pela DNV. Simulação de operações marítimas (comportamento de estruturas flutuantes e cargas suspensas) no domínio do tempo.  Características : - Modelação flexível de sistemas multi-corpos. - Simulação não-linear no domínio do tempo. - Carregamento de ambiente (vento, ondas, corrente). - Forças de ancoragem e de posicionamento. - Posicionamento dinâmico. - Forças de acoplamento (guindastes, defensas, etc.). - Dinâmica da zona de splash.  Aplicações : - Operações de offloading. - Deck mating, remoção/instalação de módulos. - Operações com guindastes (lifting). - Transferência (offloading) - Instalação de TLPs.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 11
  12. 12. Simo (2)  Cálculo do movimento de qualquer número de corpos - Forças “fracas” de acoplamento e engate - Integração das equações de movimento para cada corpo separadamente - Passo máximo de tempo relacionado ao menor período natural  Cada corpo tem 3 ou 6 graus de liberdade - Vários modelos de forças  Sistemas de posicionamento - Molas - Linhas de ancoragem - Impelidores  Acoplamentos - Molas e amortecedores© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 12
  13. 13. Cidade do Samba Maracanã Aeroporto Ancoragem Santos Dumont Imagens de Oceânica Engenharia, Consultoria e Projetos Ltda.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 13
  14. 14. Desenvolvido e mantido pela Marintek.Mimosa (1) Comercializado pela DNV. Sistema para análise estática e dinâmica de ancoragem  Cálculos no domínio da frequência  Cargas ambientais devido a ondas, vento e corrente  Movimentos induzidos por ondas  Movimentos lentos de flutuação  Linhas de ancoragem compostas  Movimento transiente após rompimento da linha  Estatística não gaussiana  Posicionamento dinâmico com impelidores  Análise de estabilidade de navios ancorados pelo turret  Simulações de longo prazo  Cálculo da resposta extrema baseada em Rayleigh  Espectro de rajadas de vento API© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. 14
  15. 15. Mimosa (2)  Desvio padrão, período de oscilação médio, valor significativo e máximo esperado, são disponíveis para: - Movimento de qualquer ponto da embarcação no domínio da frequência para os 6 graus de liberdade. - Tensão de ancoragem estática e dinâmica, incluindo a devido ao movimento de deriva lenta.  Movimento transiente após ruptura da linha ou falha no impelidor (DP blackout) em termos do tempo versus movimento, tensão, trajetória do movimento, excursão máxima de qualquer ponto da embarcação e tensão máxima de ancoragem.  Comprimento de cabo requerido no guincho para mover a embarcação para uma nova posição.  Distribuição ótima de tensões. Slide 15© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. 15
  16. 16. Projeto de Risers© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 16
  17. 17. Risers  Trecho da tubulação que fica em suspensão e que faz a transferência de material (hidro- carbonetos, fluidos de injeção, fluidos de controle, gás) entre o leito oceânico e as unidades de perfuração ou produção na superfície.  Continuamente sujeitos às ações dinâmicas de ondas, correntes marítimas e movimento da plataforma, tem seu comportamento influenciado pelo grande número de esfor- ços a que são submetidos, sendo considera- dos como uma das partes críticas de um sistema de exploração offshore. Riser rígido Riser flexível© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 17
  18. 18. Tipos de Análises Cobertas pelo Sesam  ULS - Deflecções, forças, tensões e resultados de code-checks - DeepC (Simo + Riflex)  FLS - Fadiga global e refinada - DeepC (Simo + Riflex)  VIV - Resposta de frequência e dano por fadiga - VIV cruzado e alinhado - Vivana© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 18
  19. 19. Desenvolvido e mantido pela Marintek.Riflex (1) Comercializado pela DNV. Análise estrutural não linear de risers e umbilicais, descrevendo o seu com- portamento global estático e dinâmico.  Deslocamento, curvatura, ângulos, esforços resultantes (tensão efetiva, momento fletor e torsor)  Estruturas marítimas delgadas - Risers flexíveis, SCR, linhas de ancoragem, umbilicais, tendões de TLP, linhas de reboque, mangueiras de transferência.  Recursos - Ondas regulares e irregulares - Recurso para perturbação cinemática - Perfis arbitrários - Efeitos de pressão hidrostática interna e externa - Contato com leito do oceano - Propriedades não lineares de materiais - Formulação do contato Pipe-in-Pipe - Elementos de conexão (rótulas, juntas flexíveis, etc.)© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. 19
  20. 20. Riflex (2)  Desenvolvido pela MARINTEK e SINTEF em cooperação com a NTNU (Norwegian University of Science and Technology) como um JIP. - BP Petroleum Development - Conoco Norway - Esso Norge - Norske Hydro - Saga Petroleum - Statoil  Imbatível na velocidade de obtenção da solução diversas configurações de risers  Excepcionalmente estável  Grande flexibilidade  Grande versatilidade para cargas ambientais  Opera com grandes massas de dados muito eficientemente Slide 20© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. 20
  21. 21. VIV – Vibração Induzida por Vórtices  Fenômeno gerado pela oscilação do movimento do fluido devido à criação de uma esteira de vórtices a juzante do corpo. corrente esteira de vórtices© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 21
  22. 22. VIV – Problemas Decorrentes  Risers e pipelines - Redução da vida útil devido à fadiga. - Aumento na tensão axial. - Aumento nas cargas extremas - Aumento no arrasto  SPAR, TLP, Semis, etc. - Aumento no movimento global - Aumento nas tensões das linhas de ancoragem.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 22
  23. 23. Desenvolvido e mantido pela Marintek e NTMU.Vivana Comercializado pela DNV. Cálculo de VIV em estruturas esbeltas sujeitas à correnteza.  Extensão opcional do Riflex.  Análise estática e dinâmica - Utiliza o modelo e análise estática do Riflex - Utiliza o método de elementos finitos - Propriedades não constantes, tais como diâ- metro e rigidez - Sheared current - Leito marítimo desigual - Resposta 3D  Análise de VIV - No domínio da frequência - Carregamento de VIV a partir de coeficientes semi-empíricos baseados em modelos. - Frequências de resposta discretas - Cálculo da amplitude do movimento e amplificação do arrasto - Cálculo de fadiga.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 23
  24. 24. Análise Acoplada TLP Os flutuantes, linhas de ancoragem, risers, e FTL, FLOW TRANSFER LINE constituem um sistema dinâmico integrado que CALM BUOY responde ao vento, corrente e ondas de maneira complexa. FPSO Axial force at two ends of FTL (wave/wind/current_180deg, swell_225deg) end at FPSO end at TLP 4000 4050 4100 4150 4200 (sec)  Na análise da resposta dinâmica do flutuante, a análise acoplada leva em conta a restauração, amortecimento e forças inerciais dos outros corpos.  O flutuante, ancoragem e risers são resolvidos simultaneamente, com equilíbrio dinâmico em cada passo de tempo.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. 24
  25. 25. Efeitos do Acoplamento 1) Restauração estática do sistema de posicionamento como uma função do desloca- mento do flutuante. 2) Carga de corrente e seus efeitos na força de restauração do sistema de ancoragem e de risers. 3) Fricção com o leito marítimo (se as estruturas tiverem contato com o fundo). 4) Amortecimento pelos sistemas de ancoragem e risers devido à dinâmica, corren- teza, etc. 5) Contato casco-riser (importante em Spars). 6) Forças adicionais de inércia devido aos sistemas de ancoragem e risers. Análise desacoplada : 1) levado em conta com precisão 2), 4), 6) podem ser aproximados 3), 5) geralmente não são considerados Análise acoplada : Tratamento consistente de todos os 6 efeitos© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. 25
  26. 26. DeepC Ferramenta para análise acoplada de risers, ancoragem e corpos flutuantes estacionários.  Modelagem de estruturas delgadas.  Definição e execução de análises no domínio do tempo : – Riflex e Simo para análise acoplada. – Riflex para análise convencional de riser.  Pós-processamento estatístico.  Análise de fadiga dos risers.  Code-checking de carregamento combinado de risers metálicos.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. 26
  27. 27. DeepC : Propósitos  Análise tradicional do projeto de risers para águas rasas e profundas, desde a modelagem até a análise de fadiga e verificação por normas.  Calcular precisamente as respostas das linhas de ancoragem/risers e o movimento da embarcação.  Efetuar análise acoplada com vários corpos conectados, cobrindo todos os tipos de layouts de campos.  Levar em conta os efeitos de acoplamento : - Forças de restauração não lineares - Amortecimento devido à dinâmica das estruturas delgadas - Carregamento nas estruturas delgadas - Forças de inércia nas estruturas delgadas  Servir de pré e pós-processador gráfico para Simo e Riflex.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. 27
  28. 28. Projeto de Umbilicais© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 28
  29. 29. Umbilicais Conjunto de mangueiras que transportam fluidos hidráulicos, ar comprimi- do, fluidos para injeção química, cabos elétricos, fibra ótica, etc., para acio- namento dos mecanismos de controle dos equipamentos submarinos e monitoramento das caracteristicas do poço.  Projeto estrutural : – Avaliação para suportar cargas extremas. – Verificação da vida útil sob condi- ções de carga cíclica.  Complicadores : – Deslizamento entre camadas e elementos. – Efeito do desgaste das camadas. – Dano por fadiga.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 29
  30. 30. Projeto de Umbilicais • Massa e peso submerso • Requisitos funcionais Projeto dos • Rigidez UmbiliCAD • Normas e padrões componentes • Curva de capacidade simplificada Projeto da seção • Rigidez UmbiliCAD transversal • Curva de capacidade simplificada & Helica • Flutuante e umbilicais • Diagrama de dispersão Análise global • Série temporal para cada estado • Análise com e sem acoplamento de mar DeepC e fadiga • Etc. Verificação de capacidade e Helica fadiga© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 30 30
  31. 31. Desenvolvido e mantido pela UltraDeep. UmbiliCAD Comercializado pela DNV. Ferramenta de projeto da seção transversal de umbilicais.  Auxilia na geração dos desenhos e curvas de capacidade.  Projetos elaborados em horas ao invés de dias.  Elimina a necessidade de software de CAD complementar. Helix position : 270.0000 600 500 Total helix stress 400 300 200 Capacity Curve 100 1200 100% Utilisation 1100 80% Utilisation 0 1000 -0.0004 -0.0003 -0.0002 -0.0001 0 0.0001 0.0002 0.0003 0.0004 900 Curvature 800 Tension [kN] 700 600 500 400 300 200 100 0.0 0.0 0.04 0.08 0.12 0.16 0.2 0.24 0.28 Curvature [1/m]© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. 31
  32. 32. Helica (2) Características da seção transversal levadas em conta : - Movimento relativo entre camadas/componentes - Fricção, aderência/deslizamento (dependente da tensão) - Histerese do momento fletor x curvatura Análise de fadiga no curto prazo - Avaliação do dano por fadiga em uma condição ambiental de curto prazo, considerando o carregamento em termos de séries temporais de Séries temporais simultâneas de curvatura bi-axial e tensão efetiva (Riflex) produzida pela resposta da análise dinâmica global. - Helica utiliza os resultados do DeepC como a Curvas de capacidade (Helica) resposta no domínio do tempo da análise dinâmica global. Análise de fadiga em longo prazo - Avaliação da fadiga de longo prazo pela acumulaçã de todas as condições de curto prazo.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 33
  33. 33. Projeto de flowlines e pipelines de acordo com as práticas DNV© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 34
  34. 34. OS-F101 Code Compliance Software de code-check acordo com a norma DNV-OS-F101 “Submarine Pipeline Systems”.  Interface Excel.  Verificação de conformidade para : – Explosão devido à pressão excessiva nas condições de operação e teste. – Colapso para o pipeline vazio. – Propagação da flambagem para o pipeline vazio. – Carregamento controlado por interação das cargas (momento, força axial e sobrepressão interna/externa) – Deslocamento controlado por interação das cargas (tensão axial e sobrepressão interna/externa).  O programa calcula : – A espessura mínima do duto para as condições dadas. – A utilização baseada em uma espessura da parede fornecida pelo usuário.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 35
  35. 35. FatFree Software de análise do vão livre de pipelines de acordo com DNV-RP-F105 “Free Spanning Pipelines”.  Interface Excel.  Análise de ULS e FLS devido ao VIV (alinhado e cruzado) criado pela correnteza e carregamento de ondas.  Cálculo das tensões de pico de Von Mises.  Análise de sensibilidade para altura do vão, trenches, comprimento do vão.  Curvas SN da DNV-RP-C203.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 36
  36. 36. StableLines Software de análise de estabilidade de pipelines sujeitos aos efeitos de onda e correnteza, baseado nos princípios da DNV-RP-F109 “On-Bottom Stability Design of Submarine Pipelines”.  Interface Excel.  Variação de qualquer parâmetro.  Análises múltiplas em uma única execução.  Três métodos de estabilidade lateral : – Estabilidade absoluta (nenhum movimento do pipeline). – Estabilidade generalizada com deslocamento de 0,5 OD. – Estabilidade generalizada com deslocamento de 10 OD.  Geração de relatórios.  Análise de sensibilidade apresentada graficamente.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 37
  37. 37. Pipeline Engineering Tools - PET PET é um software de análise de projeto preliminar de pipelines, cobrindo diferentes aspectos do projeto.  Interface Excel.  Verificação da norma DNV-OS-F101.  Cálculo da masse e volume.  Expansão das extremidades durante a operação e testes.  Flambagem.  Estabilidade  Fadiga  Restrições e características do carretel.  Tensões, curvatura e momento, distância do ponto de contato à unidade, cálculo da catenária, etc., para instalações em J-Lay e S-Lay.  Proteção catódica.© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 38
  38. 38. Sesam cobre o projeto de - Subsea - Operações marítimas - Ancoragem - Umbilicais - Risers - Flowlines e pipelines© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 39
  39. 39. Observações Finais Ferramentas de engenharia Análise estrutural, de pipelines de acordo com operações marítimas as práticas DNV e ancoragem Programmed by DNV Deep Water Technology Open Case Save Case STABLELINES ###### Vers. 1.0 Knut Vedeld (Knut.Vedeld@dnv.com) On-Bottom Stability of Submarine Pipelines Björn Henriksen (Bjorn.Henriksen@dnv.com) Calculate Parametric Runs DNV version Expiry date: 23.02.2009 Release Note Olav Aamlid (Olav.Aamlid@dnv.com) Input file name file Project: Generating Program Date: 06.06.2008 Calculations by NN Output file name file References: Verification of version Verified by NN Input path C:ProjectsOn-Bottom StabilityStableLinesTestInput Return Period Values for Wave and Current Output path C:ProjectsOn-Bottom StabilityStableLinesTestInput Number of directions considered 12 Pipeline data Soil interaction Environmental Direction Hs,1-year Hs,10-year Hs,100-year Tp,1-year Tp,10-year Tp,100-year Uc,1-year Uc,10-year Uc,100-year Parameters (deg) (m) (m) (m) (s) (s) (s) (m/s) (m/s) (m/s) θpipe [deg] 90 ρwater [kg/m3] 1025 Sand s 8 0 8 9 10 9 10 11 0.4 0.5 0.6 Ds [m] 0.9140 ρsteel [kg/m3] 7850 z0 [m] 4.00E-05 zr [m] 0.2 30 8 9 10 9 10 11 0.4 0.5 0.6 tsteel [m] 0.0450 ρconc [kg/m3] 3000 zt [m] - d [m] 40 60 8 9 10 9 10 11 0.4 0.5 0.6 tconc [m] 0.0000 ρcont [kg/m3] 150 zp [m] - θ [deg] - 90 8 9 10 9 10 11 0.4 0.5 0.6 rtot,y - γ 3.3 120 8 9 10 9 10 11 0.4 0.5 0.6 Coating data d50 Tstorm [hrs] 0.5 3 150 8 9 10 9 10 11 0.4 0.5 0.6 Coating thickness [m] Coating Density [kg/m3] rperm,z 1 Stability Criterion 180 8 9 10 9 10 11 0.4 0.5 0.6 tcoat,1 0.0003 ρcoat,1 1300 µ 0.60 .5D Displacement 210 8 9 10 9 10 11 0.4 0.5 0.6 tcoat,2 0.0003 ρcoat,2 900 γs [N/m3] 10000 τ 1058 240 8 9 10 9 10 11 0.4 0.5 0.6 tcoat,3 0.0024 ρcoat,3 900 γs [N/m3] 12000 sg,operation 1.54 270 8 9 10 9 10 11 0.4 0.5 0.6 tcoat,4 0 ρcoat,4 0 su [N/m2] 7500 d/D - 300 8 9 10 9 10 11 0.4 0.5 0.6 tcoat,5 0 ρcoat,5 0 Gc - γSC - 330 8 9 10 9 10 11 0.4 0.5 0.6 Empty condition ws,operational Design condition for empty pipe Design condition for pipe in operation Necessary weight v.s directions Concrete thickness v.s. density ws,empty Operational 1-year and 10-year RPV Combination 10-year and 100-year RPV Combination condition 10000 0.30 Concrete thickness 8000 Results - Empty pipe Results - Pipe in operation 0.25 6000 0.20 ws 4000 ws [N] 2856 ws [N] 3641 0.15 2000 wnecessary [N] 4858 wnecessary [N] 7802 0.10 0 tconc [m] 0.044 tconc [m] 0.100 0.05 0 30 60 90 120 150 180 210 240 270 300 330 tsteel,added [m] 0.013 tsteel,added [m] 0.030 0.00 directions 1950 2117 2283 2450 2617 2783 2950 3117 3283 3450 ws,vertical [N] 668 ws,vertical [N] 668 Concrete density Análise global, projeto da seção transversal, fadiga e VIV Avaliação de fadiga e VIV© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 40 40
  40. 40. Safeguarding life, property and the environment www.dnv.com© Det Norske Veritas Ltda. Todos os direitos reservados.. Slide 41
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×