Invalidade do negócio jurídico
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Invalidade do negócio jurídico

on

  • 4,152 views

 

Statistics

Views

Total Views
4,152
Views on SlideShare
4,151
Embed Views
1

Actions

Likes
1
Downloads
34
Comments
0

1 Embed 1

http://volemarjus.blogspot.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Invalidade do negócio jurídico Invalidade do negócio jurídico Document Transcript

  • INVALIDADE DO NEGÓCIO JURÍDICO = Abrange a nulidade e a anulabilidadeNULIDADEÉ a sanção imposta pela lei aos atos e negócios jurídicos realizados sem a observância dos requisitos essenciais. É a falta de elemento substancial ao ato jurídico.ESPÉCIESABSOLUTA – EX TUNCInteresse Público – Nulo – NulidadeRELATIVA – EX NUNCInteresse Particular – AnulabilidadeTOTALAtinge todo NJPARCIALAtinge parte do NJTEXTUALVem de forma expressaVIRTUALImplícito, o legislador não é claroANULABILIDADEÉ o NJ que ofende o interesse particular de pessoas que o legislador buscou proteger. As partes é que requerem. Neste caso admite convalidação e ratificaçãoNULIDADE - ABSOLUTA X ANULABILIDADE - RELATIVAInteresse públicoInteresse particularOpera-se de pleno direito. Não produz efeito.Não se opera de pleno direito. Produz efeitos válidos. Insanável – Art. 169,CCSanável – Art. 172,CCPartes / 3º interessado / MP , Juiz de ofício – art. 168,CCSomente as partesImprescritível – Não perece ao longo do tempo. Art. 169,CCPrescritível – Perde-se o direito ao longo do tempo – 4 anos art. 178,CC – DECEL+FRAUDE. 2 anos qdo a lei não tratar – 179,CCSentença Declaratória – EX TUNCSentença Desconstitutiva , não retroage – EX NUNCPLANO DA EFICÁCIA DO NJElementos EstruturaisMOFAElementos EssenciaisExistência / ValidadeElementos AcidentaisEficácia(convencionado pelas partes)São os elementos acidentaisCondição; Termo; EncargoVEREMOS AQUI CADA UM DOS ELEMENTOS ACIDENTEAIS RELACIONAOS A EFICÁCIA1 ) CONDIÇÃOÉ o acontecimento futuro e incerto de que depende a eficácia do NJELEMENTOS DA CONDIÇÃOVoluntariedadeVontade das partes de estipularem a condiçãoFuturidadeCondição sempre para o futuroIncertezaErga hominis – coisa incertaCLASSIFICAÇÃO DA CONDIÇÃOQuanto à LicitudeLícitas: art.122,CC 1ª parte(São licitas, em geral, todas as condições não contrárias à lei, à ordem pública ou aos bons costumes.Ilícitas.Quanto à PossibilidadePossível: Física e Juridicamente;Impossível: art.123,I,CC – Suspensivas,ilícita ou fazer coisa ilícita, incompreensíveis ou contradit´rias.Quanto à fonte de onde promanamCasuais: Dependem do fator alheio a vontade do agente força maior/caso fortuito;Potestativas: Dependem da vontade do agente- querer apenas de uma das partes;Mistas: Vontade de uma das partes com a vontade de terceiro;Perplexas ou Contraditórias: art. 123, II, CC – Não fazem sentido ou confundem o agente – considerada Nula.Quanto ao modo de atuaçãoSuspensivas: Impede que o ato produza efeitos até a realização de evento futuro incerto.Resolutiva: É a que extingue, resolve o direito transferido pelo NJ.2 ) TERMOEvento futuro e certo. É o dia ou momento em que começa ou extingue a eficácia do NJ. Art. 131, CCELEMENTOS DO TERMOFuturidadeDataCertezaPeríodoESPÉCIES DE TERMOTermo CertoCerteza da ocorrência do evento futuro (prazo e data).Termo IncertoIndeterminação ao momento da ocorrência de evento futuro.Termo de DireitoPré estabelecido em lei.Termo de graçaDeterminado pelo magistrado em sentença ou decisão.Termo ConvencionalEstipulado pelas partes.Termo Inicial DIES A QUOQuando se inicia o termo.Termo Final DIES AD QUEMQuando finaliza o termo.Termo EssencialO momento da realização do termo é específico.OBS: PRAZOS: É o intervalo entre o dies a quo(termo inicial) e o dies ad quem(termo final).3 ) ENCARGOÉ Clausula assessoria às liberalidades pela qual se impõe uma obrigação ao beneficiário – NJ gratuito.<br />