Tecnologias e Educação Infantil

33,930 views
33,383 views

Published on

Published in: Technology
7 Comments
42 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
33,930
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
909
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
7
Likes
42
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Tecnologias e Educação Infantil

    1. 1. ASBREI- IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL <ul><li>PROF. VERA LÚCIA CAMARA ZACHARIAS </li></ul><ul><li>e-mail : </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>Site : </li></ul><ul><li>CENTRO DE REFERÊNCIA EDUCACIONAL </li></ul><ul><li>www.centrorefeducacional.com.br </li></ul>
    2. 2. ASBREI IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL 2004 <ul><li>ONDE TUDO COMEÇA- A CRIANÇA DE 0 A 6 ANOS </li></ul><ul><li>Saberes e Fazeres na Educação Infantil </li></ul>
    3. 3. Tecnologias Aplicadas à Educação Infantil Mitos, utopias e (des)caminhos
    4. 4. Novas Tecnologias na Educação Infantil <ul><li>Não, não tenho caminho novo, o que tenho de novo é o jeito de caminhar . </li></ul><ul><li>Thiago de Mello </li></ul><ul><li>É tão belo como um sim numa sala negativa. </li></ul><ul><li>Belo porque é uma porta abrindo-se em mais saídas. </li></ul><ul><li>É belo porque com o novo todo velho contagia. </li></ul><ul><li>João Cabral de Melo Neto </li></ul>
    5. 5. As Novas Tecnologias na Atual Sociedade Influem em nossa maneira de perceber o mundo: são ecológicas difundem ondas
    6. 6. Novas Tecnologias <ul><li>INFORMAÇÃO NÃO É IGUAL A CONHECIMENTO </li></ul>Tecnologia é diferente da técnica. Ferramentas são inventadas para resolver problemas específicos. Tecnologias alteram o uso para o qual foram concebidas. Ultrapassam sua função original.
    7. 7. Uma questão para reflexão <ul><li>As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil colocam: </li></ul><ul><li>“ Ao reconhecer as crianças como seres íntegros, que aprendem a ser e conviver consigo próprias, com os demais e o meio ambiente, de maneira articulada e gradual, as Propostas Pedagógicas das Instituições de EI devem buscar a interação entre as diversas áreas do conhecimento e aspectos da vida cidadã, como conteúdos básicos para a constituição de conhecimentos e valores. </li></ul><ul><li>continua </li></ul>
    8. 8. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil <ul><li>...Desta maneira, os conhecimentos sobre espaço, tempo, comunicação, expressão, a natureza e as pessoas devem estar articulados com os cuidados e a educação para a saúde, a sexualidade, a vida familiar e social, o meio ambiente, a cultura, as linguagens, o trabalho, o lazer, a ciência e a tecnologia ” Parecer CEB022/98- MEC. </li></ul><ul><li>Dado que pode respaldar o uso de NTCI em EI </li></ul>
    9. 9. Integração de Novas Tecnologias na Escola pode e deve ser compreendida como Processo de INOVAÇÃO o que acontece: modernização conservadora - Cysneiros
    10. 10. Tecnologias na Educação <ul><li>Não significa aprender sobre computadores e outros recursos. </li></ul><ul><li>Significa aprender com o apoio do computador. </li></ul><ul><li>Saber explorar as potencialidades do computador e saber criar ambientes que enfatizem a aprendizagem. </li></ul>
    11. 11. NTCI computadores Internet Multimídia CD-Rom Vídeo conferência Hipertexto Correio eletrônico Webcam outras...
    12. 12. NTCI: Impactos na Educação Infantil <ul><li>Na EI Propósito mais significativo da aprendizagem: </li></ul><ul><li>é o descobrimento das potencialidades e das capacidades das crianças. </li></ul><ul><li>precisam de experiências intensas e agradáveis que lhes permitam perceber, sentir, fazer e pensar . </li></ul><ul><li>PORTANTO </li></ul>
    13. 13. NTCI- Impactos na EI <ul><li>Necessidade de </li></ul><ul><li>Pré-existência de programa ou projeto pedagógico, como definidor de sentido e significação para decidir: </li></ul>O quando, o como e o porque do uso ou não de um determinado meio ou recurso Atender necessidades de desenvolvimento das crianças
    14. 14. NTCI- Impactos na EI O papel do professor <ul><li>Elemento chave: </li></ul><ul><li>O professor </li></ul><ul><li>mudança de papel </li></ul><ul><li>novas habilidades novas posturas </li></ul>
    15. 15. Papel do Professor <ul><li>Situação de Aprendizagem </li></ul>Mediação entre a criança e as situações de aprendizagens que ele organiza
    16. 16. Para o professor é necessária Uma formação bastante ampla e profunda Não se trata de criar condições para o professor dominar o computador ou o software, mas, sim, auxiliá-lo a desenvolver conhecimento sobre o próprio conteúdo e sobre como o computador pode ser integrado neste.
    17. 17. A criança na sociedade da mídia <ul><li>Sentido que podemos atribuir à escola </li></ul><ul><li>Responder às novas necessidades da sociedade tanto escolar como comunitária. </li></ul><ul><li>Expansão da TV e outras tecnologias: </li></ul><ul><li>“ aprendem a informar-se, a conhecer, - os outros, o mundo, a si mesma – a sentir, a fantasiar, a relaxar, vendo, ouvindo, ‘tocando’ as pessoas na tela, pessoas estas que lhe mostram como viver, ser feliz e infeliz, amar e odiar ”. Moran </li></ul>
    18. 18. A criança na sociedade da mídia <ul><li>Elas têm facilidade para manusear mouse, teclados, relógio do vídeo- cassete, microondas </li></ul><ul><li>Trabalham na base de tentativa e erro </li></ul><ul><li>Sem medo </li></ul>
    19. 19. Questionamentos ou Mitos? <ul><li>Mecanização da criança </li></ul>Indivíduos desumanos e robóticos
    20. 20. Questionamentos ou Mitos? <ul><li>Desumanização da Educação </li></ul>O professor será substituído pelo computador
    21. 21. Questionamentos ou Mitos? <ul><li>Se o professor se colocar na posição de somente transmitir informação para o aluno ... </li></ul><ul><li>Sim!! Será substituído </li></ul><ul><li>... por outro professor </li></ul>
    22. 22. Perguntas Necessárias <ul><li>De que modo essa tecnologia pode servir ao meu trabalho? </li></ul><ul><li>Como pode transformar minhas atividades? </li></ul><ul><li>Os meios facilitam a prática com crianças pequenas? </li></ul><ul><li>Propostas educativas trazidas pelo material são pedagogicamente adequados ao trabalho com a infância? </li></ul><ul><li>Levam em conta a importância da atividade e iniciativa da criança? </li></ul><ul><li>Possui esteriótipos?- violência, discriminação </li></ul>
    23. 23. Possibilidades de práticas educativas articulando uso pedagógico de NTCI e o trabalho com crianças pequenas <ul><li>O que define a atuação de uma escola e seus professores no uso de tecnologias : </li></ul><ul><li>FORMA COMO SÃO UTILIZADAS </li></ul><ul><li>Integradas aos interesses educacionais e com respeito ao processo de formação dos alunos. </li></ul><ul><li>Não é vitrine para entreter alunos e modernizar-se </li></ul><ul><li>Depende da concepção de educação- pode ser utilizada como máquina Skineriana de ensinar ou favorecer construção do conhecimento </li></ul><ul><li>Bom senso- ergonomia e postura </li></ul>
    24. 24. Fundamentação Pedagógica <ul><li>Piaget- construção do conhecimento se faz desde a infância, através de interações do sujeito com o objeto que procura conhecer. </li></ul><ul><li>Vygotsky- adiciona a dimensão social no desenvolvimento da criança, afirmando que “o caminho do objeto até a criança e desta até o objeto passa através de outra pessoa. Conceito de ZPD </li></ul><ul><li>Aprender – ação, integração, mediação </li></ul>
    25. 25. Conteúdos e usos privilegiados na Educação Infantil <ul><li>Estudos recentes- programas que exigem raciocínio e criatividade são mais indicados que joguinhos com exercícios que demandam somente cópia e repetição. </li></ul><ul><li>Ser mais indicado não significa que não possam ser usados- depende do objetivo do professor, baseado no conhecimento que possui dos alunos. </li></ul>
    26. 26. Como utilizar o computador? FERRAMENTA DE APOIO Aprendizagem Ensino Utilização de ambientes/softwares
    27. 28. Utilizando o computador com softwares <ul><li>Softwares Gerais e Específicos </li></ul><ul><li>Gerais : Editores de texto (tipo Word), Planilhas, Paint, LOGO e outras linguagens de programação, PowerPoint e outros de apresentação, softwares de autoria, navegadores. São os chamados aplicativos e as linguagens de programação. </li></ul><ul><li>Específicos : todos os softwares educacionais, criados com objetivos bem determinados e especialmente para a escola. </li></ul><ul><li>Qual o melhor? Geral ou Específico? </li></ul>
    28. 29. Conteúdos e usos privilegiados na Educação Infantil <ul><li>Conteúdos técnicos e de uso social como : cores, posições de figuras, nomes das figuras, promoção da tomada de decisões (autonomia) sendo estas mediadas por programas que valorizam o lúdico, reconhecimento de sons, encontrar pares de objetos, organizar histórias em quadrinhos, labirintos, desenhar, pintar, etc. Para os mais velhos: contar, calcular, ler, escrever, fazer relacionamentos, criar, habilidades direcionais, montar cenários, criar histórias etc. </li></ul>
    29. 30. O desenho também pode ser bem utilizado no computador Com atividades anteriores ou posteriores ao uso do computador.
    30. 31. Os softwares educacionais devem oferecer condições para <ul><li>Elaborar formas de representação em níveis diferenciados. </li></ul><ul><li>Estabelecer relações entre as ações e as conseqüências resultantes. </li></ul><ul><li>Permitir antecipações de ações e propiciar análise dos resultados das ações praticadas. </li></ul><ul><li>Desenvolver o planejamento de seqüência de ações. </li></ul><ul><li>Desenvolver ações coordenadas perceptivo-motoras, vivenciadas primeiramente com o corpo, incrementando-as com as experiências informáticas. </li></ul>
    31. 32. Os softwares educacionais devem oferecer condições para <ul><li>Contribuir para o avanço das crianças na construção de conceitos como: ordenação, seriação, classificação, quantificação, conservação, reversibilidade, espaço-tempo. </li></ul><ul><li>Aguçar percepções, desenvolver a curiosidade, a atenção, a concentração e a memória. </li></ul><ul><li>Aprender construindo habilidades através do entretenimento. </li></ul><ul><li>Atender as necessidades de convivência em grupos. </li></ul><ul><li>Tratar o erro de forma construtiva e permitir fixar conceitos em seu próprio ritmo. </li></ul>
    32. 33. Paciência com os erros <ul><li>Quase todo software educativo tem a característica fundamental da grande paciência com o erro do aluno . </li></ul><ul><li>Essa característica pode ajudar : </li></ul><ul><li>melhorar processos de aprendizagens específicos, auxiliar na recuperação de dificuldades e o principal: ajudar o desenvolvimento de uma auto-imagem mais positiva e confiante. </li></ul><ul><li>A chamada “deficiência cognitiva” em muitos casos decorre da falta de autoconfiança. </li></ul><ul><li>Devido ao tipo de tratamento dado ao erro o software educativo pode ajudar a reverter essa situação. </li></ul>
    33. 34. Avaliação de software educativo <ul><li>Aspectos a considerar retirados de pesquisa realizada com professores do Rio de Janeiro: </li></ul><ul><li>Alterabilidade : correção de conteúdo e inclusão de novos elementos. </li></ul><ul><li>Amenidade ao uso : facilidade de leitura da tela, clareza dos comandos, recursos motivacionais, adequação de vocabulário, fornecimento de feedback, existência de tratamento e mensagem de erro. </li></ul>
    34. 35. Avaliação de software educativo <ul><li>controle de seqüência do programa, existência de manual do usuário, acesso a ajuda, uso de cor, som e animação, geração randômica de atividades. </li></ul><ul><li>Eficiência de processamento : adaptabilidade ao nível do usuário. </li></ul><ul><li>Rentabilidade : adequação do programa às necessidades curriculares. </li></ul><ul><li>Os professores privilegiaram aspectos que dizem respeito à prática pedagógica do cotidiano, evidenciaram supremacia da estrutura pedagógica e da construção do conhecimento nos critérios selecionados . </li></ul>
    35. 36. Internet <ul><li>Internet : fonte de interesse para as crianças. </li></ul><ul><li>Visualizam possibilidades de : </li></ul><ul><li>“ enviar cartas”, fazer cartões, “fazer compras”, conversar com outras pessoas, entrar em sites voltados para a infância e neles montar quebra-cabeças, pintar desenhos, brincar de jogo da memória, “ler” histórias em seqüência de imagens. </li></ul><ul><li>Como fonte de pesquisa escolar só é eficaz se a atividade for muito bem preparada, com atenção ao senso crítico, transformando essas informações em conhecimento. </li></ul>
    36. 40. Jogos <ul><li>Podem ser úteis aqueles que: </li></ul><ul><li>favorecem lidar com o computador </li></ul><ul><li>desafiam a superação de obstáculos para atingir um fim </li></ul><ul><li>desenvolvem a relação causa-efeito, onde o acionar de um comando, produz ou não, o resultado esperado. </li></ul><ul><li>Jogos pedagógicos- a criança precisa entender o que está fazendo e que façam a relação do jogo com o concreto. È importante verificar se o conceito aprendido no computador foi generalizado. </li></ul>
    37. 41. Tecnologias <ul><li>... Esta questão já está decidida e não é somente pelo MEC ... </li></ul><ul><li>Mas sim pelo processo histórico que é irreversível . </li></ul><ul><ul><li>À medida em que se consegue unir Educação e Informática , supera-se preconceitos/pré-conceitos. </li></ul></ul>
    38. 42. Caminhos da Utopia <ul><li>Assim como superamos os mitos que a implantação destes recursos seria a salvação da escola e da “pátria”, ocorreria a transformação da sociedade, nossos alunos aprenderiam mais e automaticamente, estamos superando os descaminhos da implantação meramente para dar à velha escola características “modernosas”, da criação da disciplina informática, </li></ul><ul><li>acredito que nosso desafio está na utopia . </li></ul>
    39. 43. Caminhos da Utopia <ul><li>Utopia não como algo impossível de alcançar . </li></ul><ul><li>Mas, utopia como um projeto realizável, em que surgem idéias, as quais tentam, uma e outra e outra vez, apresentarem-se como alternativas ante a crise e como referentes do tempo presente e futuro. A meta estaria em dar respostas ao presente e nele conseguirmos alcançar o futuro. Ou seja, uma utopia concreta, que se formula a partir do existente e não somente do pensamento puro e idealizado . </li></ul>
    40. 44. Como conclusão e agradecimento, ficam as palavras do Mestre <ul><li>“ Se meu compromisso é com o homem concreto, com a causa de sua humanização, de sua libertação, não posso por isso mesmo prescindir da ciência, nem da tecnologia, com os quais me vou instrumentando para melhor lutar por essa causa ”. </li></ul><ul><li>Paulo Freire </li></ul>

    ×