• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
História do futsal
 

História do futsal

on

  • 5,766 views

muito bom detalhado,sobre o historico do futsal

muito bom detalhado,sobre o historico do futsal

Statistics

Views

Total Views
5,766
Views on SlideShare
5,766
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
60
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    História do futsal História do futsal Presentation Transcript

    • História do futsal
    • História
      São duas as versões para a origem do futebol de salão, ambas envolvendo a Associação Cristã de Moços. A primeira, não é oficial até então o esporte começou a ser praticado por volta de 1899, por jovens frequentadores da Associação Cristã de Moços (ACM) de São Paulo que, para compensar a falta de campos de futebol, improvisavam "peladas" (futebol de fins de semana) nas quadras de futvolei e volei, aproveitando as redes usadas na prática desse último esporte. Na segunda versão, o futebol de salão teria sido inventado em 1900, pelo professor Juan Carlos CerianiGravier, da ACM de Montevidéu (Uruguai), dando-lhe o nome de Indoor Football.
      Alterando ao curto prazo. Antes das regras serem estabelecidas, praticava-se futebol de salão com times de cinco a sete jogadores. A bola foi sendo deixada mais pesada numa tentativa de reduzir sua capacidade de saltar e consequentemente suas frequentes saídas de quadra. A "bola pesada" acabou por se tornar uma das mais interessantes características originais do futebol de salão.
      Já no ano de 1948, passado João Lotufo para secretário-geral da ACM São Paulo De Souza, transferiu Asdrúbal Monteiro para o cargo de diretor de Educação Física, com a proposta de que os dois resolvessem os problemas negativos da prática desse esporte, elaborando assim, um novo regulamento com elementos do futebol, do hóquei sobre a grama, do basquete e do pólo aquático[carece de fontes].O número de jogadores, e as peculiaridades do jogo não foram estabelecidos de início.
      Durante dois anos, Lotufo e Monteiro, estudaram, observaram, e aplicaram as novas regras, chegando no "protótipo" do esporte que encontramos hoje, como fixando o limite de cinco jogadores e as marcações da quadra, chegando ao resultado satisfatório que justificou na publicação da regra do futebol de salão em 1950, com isso o esporte foi intensamente praticado nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro[carece de fontes].
      Em 1957 surgiu a primeira iniciativa de se uniformizar as regras do esporte, através da criação do Conselho Técnico de Assessores de Futebol de Salão, por Sylvio Pacheco, então presidente da Confederação Brasileira de Desportes (CBD).
      Devido a sua praticidade, tanto no reduzido número de jogadores necessários em uma partida, quanto no espaço menor que exigia, o esporte rapidamente adquiriu crescente popularidade, atingindo outras localidades, gerando novos torneios e conquistando adeptos em todas as capitais do país. Em 28 de Julho de 1954 foi fundada a primeira federação do esporte no Brasil, a Federação Metropolitana de futebol de salão, atual Federação de Futebol de Salão do Estado do Rio de Janeiro, tendo Ammy de Moraes como seu primeiro presidente. A Federação Mineira de Futebol de Salão seria fundada nesse mesmo ano, seguida da Federação Paulista, em 1955, e das Federações Cearense, Paranaense, Gaúcha e Baiana, em 1956, a Catarinense e a Norte Rio Grandense, em 1957, a Sergipana em 1959. Nas décadas seguintes seriam gradualmente estabelecidas federações em todos os estados da União
    • Fundamentos
      • Passe: É quando o jogador passa a bola para um companheiro da sua equipe.
      • Drible: É o ato em que o jogador usa a bola para enganar o adversário, deixando-o para trás.
      • Finta: É o ato de enganar o adversário sem tocar na bola.
      • Cabeceio: É a ação de cabecear a bola quando é de defesa muito alta.
      • Chute: É a ação de chutar a bola, estando ela parada ou em movimento, visando dar a ela uma trajetória em direção a um objetivo, seja este o gol, outro jogador ou tirá-la de jogo (existem varias formas de chute).
      • Recepção: É a ação de interromper a trajetória da bola vinda de passes ou arremessos.
      • Condução: É a ação de progredir com a bola por todos os espaços possíveis de jogo.
      • Domínio de bola: Como no futebol usa-se os pés para dominar a bola
      • Chute no Gol: Com um dos pés, chute a bola no gol.
    • Categorias
      • Sub-9 para atletas de 5 a 9 anos.
      • Sub-11 para atletas com até 11 anos.
      • Sub-13 para atletas com até 13 anos.
      • Sub-15 para atletas com até 15 anos.
      • Sub-17 para atletas com até 17 anos.
      • Sub-20 para atletas com até 20 anos.
      • Adulto para atletas de 21 a 39 anos.
      • Sênior para atletas a partir dos 40 anos.
    • Posições dos jogadores no futsal
      • Goleiro/Guarda-Redes - defende o gol/golo de todos os ataques do adversário e também pode atacar
      • Fixo - defensor, semelhante ao zagueiro
      • Ala (esquerdo e direito) - Conduzem o jogo na lateral da quadra/do campo
      • Pivô - Atacante, O Que fica mais proximo do gol adversário
    • Referências
      Wikipédia: origem do futsal