PROBLEMA
Assunto: A Diferença entre "Foco no Problema" e "Foco na Solução"
Quando a NASA iniciou o lançamento de astronaut...
HISTÓRIA
Para resolver este "enorme" problema, contrataram a Andersen Consulting, hoje
Accenture.
Empregaram uma década e ...
REALIDADE
Essa história é mais uma lenda, pois russos e americanos utilizaram lápis em
suas viagens espaciais até serem cr...
APLICAÇÃO
Fisher Space Pen Co que, em 1965, registrou a Patente # 3.285.228 da Anti-
Gravity Pen. Os custos do projeto e d...
A PROVA
MENSAGEM
Pra quem fica aqui por baixo o lápis ou a lapiseira pode ser a solução ideal: o
custo é baixo, vende-se em qualqu...
Cuidado com o Papo de Palestrante
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Cuidado com o Papo de Palestrante

242
-1

Published on

Bem humorado relato sobre a história do Lapis Russo versus a Caneta Americana.

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
242
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cuidado com o Papo de Palestrante

  1. 1. PROBLEMA Assunto: A Diferença entre "Foco no Problema" e "Foco na Solução" Quando a NASA iniciou o lançamento de astronautas, descobriram que as canetas não funcionariam com gravidade zero.
  2. 2. HISTÓRIA Para resolver este "enorme" problema, contrataram a Andersen Consulting, hoje Accenture. Empregaram uma década e 12 milhões de dólares, conseguiram desenvolver uma caneta que escrevesse com gravidade zero, de ponta cabeça, debaixo d'água, em praticamente qualquer superfície incluindo cristal e em variações de temperatura desde abaixo de 0 ate mais de 300 Celsius... ...Os russos utilizaram um lápis.
  3. 3. REALIDADE Essa história é mais uma lenda, pois russos e americanos utilizaram lápis em suas viagens espaciais até serem criadas canetas especialmente para uso no espaço sideral. Enquanto a nova caneta não estava disponível, o lápis foi usado por ser a única alternativa. Mas havia os riscos de acidentes e eles não eram pequenos. Ao quebrar as pontas, pedaços de grafite ficavam a flutuar na cabine da espaçonave e poderiam causar acidentes se entrassem nos olhos e ouvidos dos astronautas. Ou pior: se as pontas quebradas se alojassem nos circuitos eletrônicos poderiam provocar curtos circuitos de graves consequências. O lápis, portanto, foi usado enquanto não havia alternativa, pois ele mesmo poderia ser um fator de risco.
  4. 4. APLICAÇÃO Fisher Space Pen Co que, em 1965, registrou a Patente # 3.285.228 da Anti- Gravity Pen. Os custos do projeto e do desenvolvimento da nova caneta foram todos bancados por essa empresa. Depois de dois anos sendo testadas pela NASA, as novas canetas passaram a ser usadas pelos astronautas americanos a partir de outubro de 1968 na missão Apollo 7. Os russos também as adotaram a partir dessa época.
  5. 5. A PROVA
  6. 6. MENSAGEM Pra quem fica aqui por baixo o lápis ou a lapiseira pode ser a solução ideal: o custo é baixo, vende-se em qualquer livraria, é de fácil manuseio, o traço é visível e pode ser apagado, apresenta-se em vários níveis de dureza. Mas a grafite, além de ser condutora de eletricidade, ela quebra e o lápis possui o envoltório de madeira, um material combustível. Cuidado com o papo de milagreiro!

×