Diagnóstico de saúde do município de medeiros neto
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Diagnóstico de saúde do município de medeiros neto

  • 1,619 views
Uploaded on

trabalhgo apresentado no curso de pós graduação UNEB Gestão em Saúde

trabalhgo apresentado no curso de pós graduação UNEB Gestão em Saúde

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,619
On Slideshare
1,619
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
3
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. DIAGNÓSTICO DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DEMEDEIROS NETOINDICADORES DO ANO DE 2009
  • 2. UNEB – UNIVERSIDADE ESTADUAL DA BAHIACURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO EM SAÚDE VALDÉLIO FERRAZ DE SOUSA VILSIONE ALVES SERRA
  • 3. INTRODUÇÃOO diagnóstico de situação de saúde é uma ferramenta que permitea visualização dos problemas de saúde da população e dautilização dos serviços de saúde. Pode ser elaborado a partir deindicadores demográficos, sociais, econômicos, epidemiológicos eutilização dos serviços, a partir de dados disponíveis em base dedados.OBJETIVO O presente trabalho tem por objetivo a elaboração de um diagnóstico de situação de saúde do município de Medeiros Neto / BA, visando identificar as necessidades de serviços de saúde através de indicadores construídos a partir tanto dos sistemas públicos de informação disponibilizados pelo Ministério da Saúde, como por outras bases de dados.
  • 4. MÉTODOPara a identificação das necessidades de saúde, se faznecessário buscarmos dados administrativos em cadastrosoficiais e registros de atendimento, e estatísticas públicasdisponíveis nos bancos de dados das instituições como:Secretarias de Saúde, DATASUS, INEP, Seade, Dieese e IBGE.Apesar do acesso crescentemente facilitado às informaçõesmais estruturadas de natureza administrativa e estatística,encontramos uma certa dificuldade em conseguir informaçõesatualizadas no ano de 2009 através da fontes disponibilizadas noAVA, mesmo assim no ensejo de realizar a atividade obtivemosa oportunidade de realizar uma pesquisa bibliográfica eminformações e tabelas contidas no relatório anual de gestão doreferido município.
  • 5. De posse deste relatório foi realizada uma leitura minuciosa, buscandoressaltar e definir aquelas informações de maior relevância para o objetivobuscado. Série Histórica do Total de famílias estimadas, cadastradas e número de visitas realizadas pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) em Medeiros Neto – BA, no período de 2006 a 2009. Ano Famílias Famílias Nº de visitas realizadas estimadas cadastradas (média) (média) 2006 5528 6310 5855 2007 5528 6410 5955 2008 5528 6501 5939 2009 5528 6493 6863 Fonte: SIAB/SMS de Medeiros Neto
  • 6. Série Histórica do Total de famílias estimadas, cadastradas e númerode visitas realizadas pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) emMedeiros Neto – BA, no período de 2006 a 2009. Ano Famílias Famílias Nº de visitas realizadas estimadas cadastradas (média) (média) 2006 5528 6310 5855 2007 5528 6410 5955 2008 5528 6501 5939 2009 5528 6493 6863 Fonte: SIAB/SMS de Medeiros NetoQUADRO 25 – Série Histórica do Número de casos novos de Tuberculosesegundo forma clínica em Medeiros Neto - BA no período de 2006 a 2009.ANO FORMA CLÍNICA TOTAL2006 06 Pulmonar 01 Extrapulmonar 072007 12 Pulmanar - 12 08 Pulmonar2008 01 Extrapulmonar 09Fonte: SINAN/VE/SMS DE 07 Pulmonar Medeiros Neto2009 01 Extrapulmonar 08
  • 7. Série Histórica da Distribuição das Consultas Medicas das Unidades de Saúde da Família por Faixa Etária realizadas em Medeiros Neto nos anos de 2006 a 2009.ANO/ 2006 2007 2008 2009Faixa Etária>1 1227 463 1046 9641-4 2795 1407 2266 22835-9 2654 1139 1952 287710-14 2377 985 2020 275115-19 2586 1268 1929 258920-39 8207 3825 7225 706040-49 4518 2265 3879 436550-59 4364 2073 3556 494260 ou mais 6679 196 5946 8259Total 35407 17070 29819 36090Fonte: SIAB/SMS de Medeiros Neto
  • 8. No quadro abaixo, podemos observar a série histórica de internação nasespecialidades básicas ocorridas no Hospital Municipal. Apesar do númerode cirurgias oferecidas serem menores que os anos anteriores, observa-seque as AIH referentes à Clínica Médica e Pediatria aumentaramconsideravelmente em 2009, se forem comparadas também com os outrosanos.Série Histórica de Autorização de Internação Hospitalar (AIH) nas EspecialidadesBásicas atendidas no Hospital Municipal de Medeiros Neto – BA, nos anos de 2006 a2009.ANO/ 2006 2007 2008 2009EspecialidadesCirurgia Geral 177 317 191 141Obstetrícia 234 330 274 220Clínica Médica 200 441 404 649Pediatria 70 117 161 237Fonte: HMMN/SMS de Medeiros Neto
  • 9. Série Histórica da Distribuição de casos de acidentes por animaispeçonhentos por tipo de animal em Medeiros Neto nos anos de 2006 a2009. Tipo de 2006 2007 2008 2009 animal/AnoSerpente 02 06 04 02Aranha - - - -Escorpião 43 53 45 41Outros - 01 01 -Ignorado - - - -Total 45 60 50 43Fonte: SINAN/VE/SMS de Medeiros Neto O número de casos de Acidentes por Animais Peçonhentos, que em 2006 havia diminuído significativamente, voltou a aumentar em 2007. O aumento da atividade de plantação de eucalipto e cana-de–açúcar pode ter contribuído para isto devido ao desmatamento provocado pela mesma, provocando um desequilíbrio ecológico, levando os animais para as áreas periurbanas e urbanas.
  • 10. CONCLUSÃOA Secretaria Municipal de Saúde apesar de representar um município comuma população pequena possui, em sua estrutura, características de umarede de saúde complexa, muito comum a grandes centros.Os serviços prestados por esta secretaria vão desde ações primárias,garantidas pela Estratégia de Saúde da Família até as ações de médiacomplexidade, a citar, as consultas com diversos especialistas e cirurgiasdas mais variadas oferecidas no Hospital Municipal.E mesmo tendo caminhado com dificuldades, em especial, ao se tratar derecursos financeiros e recursos humanos, a situação de saúde domunicípio se encontra em uma margem aceitável diante dos indicadorespreconizados pelo ministério da saúde.