• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
PCH 2010
 

PCH 2010

on

  • 3,521 views

Programa atualizado do PCH 2010 dos dias 28 e 29 de abril em São Paulo

Programa atualizado do PCH 2010 dos dias 28 e 29 de abril em São Paulo

Statistics

Views

Total Views
3,521
Views on SlideShare
3,520
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
21
Comments
0

1 Embed 1

http://www.slideshare.net 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    PCH 2010 PCH 2010 Document Transcript

    • A Continuidade dos Investimentos em Pequenas Centrais Hidrelétricas em um Cenário de Retomada da Economia e Oportunidades em Energia Renovável no Cenário Mundial Financiabilidade de projetos O caminho das pedras para o Entraves ambientais investidor de PCHs em 2010 Oportunidades de comercialização de energia Regulamentação para projetos de 28 e 29 de abril de 2010 energia renovável no Brasil Grand Hotel Mercure Ibirapuera São Paulo - SP Decio Michellis Júnior Tarcisio Borin GRUPO REDE ERSA BRASIL Leontina Pinto Fabio Dias ENGENHO PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E APMPE CONSULTORIA José Said de Brito Leonardo Clemente EXCELÊNCIA ENERGÉTICA PETROBRAS Luciano Macedo Freire Luiz Fernando Vianna CCEE – CÂMARA DE COMERCIALIZAÇÃO APINE DE ENERGIA ELÉTRICA Werner Grau Neto Nelson Roberto Bugalho PINHEIRO NETO ADVOGADOS MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO Rogério Almeida José Guilherme do Nascimento ANDRADE & CANELLAS BRASIL PCH Daniel Araújo Carneiro Ricardo Pigatto Autor do livro “PCH – Aspectos Jurídicos, APMPE técnicos e Comerciais” Patrocínio Gold: Patrocínio: Organização: Apoio: www.pch2010.com.br
    • OBJETIVO Prezado Profissional do Setor Elétrico Para abril a VIEX prepara a segunda edição do Encontro Nacional de Operadores e Investidores em Pequenas Centrais Hidrelétricas. Em 2009, na edição inaugural, reunimos um público qualificado e de diferentes portes que já investem ou pretendem investir em PCHs. Para 2010 o objetivo é ampliar este público e tornar este evento o ponto de encontro da cadeia de investimentos em pequenas centrais hidrelétricas. Discussões dos rumos e de como vencer os desafios econômicos, regulatórios e estruturais para estes empreendimentos estarão presentes em 2 dias de evento. O momento atual sinaliza um cenário mais propício aos investimentos: a retomada da economia e o aumento das opções de crédito, o crescimento e necessidade por empreendimentos energéticos sustentáveis e a constante discussão entre agentes tornam as PCHs uma ótima opção de negócio. Logicamente o setor ainda possui diversos desafios e entraves aos investidores. As exigências ambientais continuam sendo um grande desafio a ser equacionado entre empresas e ambientalistas. A regulação específica para PCHs também continua presente entre as questões mais solicitadas entre os agentes. Houve evolução, porém ainda há diversos aspectos a serem definidos. Além destes pontos de discussão que estarão presentes na pauta do PCH 2010 o evento também abre espaço às questões técnicas e operacionais que podem melhorar a eficiência destes empreendimentos. Marque em sua agenda os dias 28 e 29 de abril e faça parte do PCH 2010! A equipe VIEX americas terá imenso prazer em recebê-lo em mais este evento.
    • Conheça os Patrocinad o re s d o P C H 2 0 1 0 O Grupo Energisa tem na distribuição de energia elétrica a principal base de seu negócio. Com cinco distribuidoras no Brasil, das quais três na região Nordeste (Energisa Sergipe - Distribuidora de Energia S/A nova denominação de Energipe, no Estado de Sergipe, Energisa Paraíba - Distribuidora de Energia S/A nova denominação de Saelpa e Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A nova denominação de CELB na Paraíba), uma na Zona da Mata de Minas Gerais (Energisa Minas Gerais - Distribuidora de Energia S/A nova denominação de CFLCL) e uma em Nova Friburgo, no Estado do Rio de Janeiro (Energisa Nova Friburgo - Distribuidora de Energia S/A nova denominação de CENF), abrange 91.180 Km² de área coberta. Ao todo, são aproximadamente 2,2 milhões de consumidores e uma população atendida de 6,5 milhões de habitantes em 352 municípios. Atualmente, mais de 4,9 mil colaboradores diretos e indiretos fazem parte das suas empresas. Fundada em 1905, a Energisa Minas Gerais - Distribuidora de Energia S/A (nova denominação da Companhia Força e Luz Cataguazes- Leopoldina - CFLCL) é a empresa que originou o Grupo Energisa e que, até fevereiro de 2007, era a holding operacional. Com a conclusão do processo de desverticalização, a Energisa passou a ser a nova controladora de todas as empresas do Grupo. Por meio de processo de incorporação de ações, os acionistas da CFLCL tornaram-se detentores de ações da Energisa, na proporção de 1 (uma) ação da Energisa para cada 8.424,45307906018 ações da CFLCL. Em ato contínuo, a Energisa desdobrou as suas ações do capital social em 900%. O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul - BRDE é uma instituição financeira pública, com atuação nos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, podendo financiar projetos em São Paulo e Mato Grosso do Sul. Sua missão é promover o desenvolvimento econômico e social através do apoio técnico, institucional e creditício de longo prazo. Ao longo de sua história, o BRDE financiou aproximadamente US$ 17,8 bilhões, induzindo investimentos de US$ 37 bilhões, distribuídos entre mais de 80 mil projetos. Em 2009, foram financiados mais de R$ 2,24 bilhões, em 6,3 mil contratos. Na geração e distribuição de energia, o BRDE pode financiar obras civis, montagens, instalações, aquisição de equipamentos, gastos com estudos e projetos de engenharia relacionados ao investimento e despesas pré- operacionais. Nos últimos anos, o BRDE financiou investimentos de aproximadamente R$ 1,1 bilhão em geração e distribuição de energia elétrica na Região Sul do País. A Comax Construtora de Obras está presente na implantação de PCH’s, (Pequenas Centrais Hidrelétricas) fazendo além da construção, a administração e a engenharia de proprietário. Tem em seu currículo mais de 10 Geradoras de Energia concluídas e 4 em andamento. Wirex é o terceiro maior fabricante de cabos de potência do Brasil, com ampla linha de cabos de cobre e alumínio até 69 kV, para as mais diversas aplicações. Atua no mercado nacional fornecendo soluções para os projetos elétricos nos segmentos de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. Além disto, participa da manutenção e ampliação do parque industrial brasileiro com a mais ampla linha de produtos para os mercados de mineração e siderurgia, papel e celulose, óleo, gás e naval, automotivo, eletro-eletrônico e agroindustrial. Possui cerca de 600 funcionários, unidade industrial em Santa Branca/SP e sistema de gestão ISO 9000. Número 1 em responsabilidade social no setor de material elétrico, segundo a publicação “As 500 Melhores da Dinheiro” de agosto de 2009. A DESCON executa estruturas de concreto armado utilizando soluções de fôrmas deslizantes, trepantes e especiais desenvolvidas e projetadas com tecnologia própria, visando proporcionar qualidade estrutural superior, perfeito acabamento e atendimento aos prazos previstos. Mantendo alto nível de qualidade técnica e responsabilidade, vem atuando no setor da construção civil desde 1989, já tendo realizado mais de 200 empreendimentos para os mais diversos segmentos do mercado. Os modernos sistemas de fôrmas, agregados à experiência de seus profissionais e qualidade de seus projetos, conferem a DESCON uma história de sucesso, e aos seus clientes a certeza de contar com o que há de melhor em prestação de serviços de construção civil.
    • A g e nda Preliminar 1º dia de Conferência - 28 de abril de 2010 08:00 Recepção dos participantes e credenciamento 08:45 Palavras de abertura pelo presidente de mesa 09:00 PAINEL DE ABERTURA CONFIRMADOS Presente e Futuro das PCHs no Brasil Ricardo Pigatto, Presidente • Papel das PCHs na matriz energética projetada APMPE – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA • A viabilidade de um marco regulatório para os projetos de energia renovável no Brasil DE PEQUENOS E MÉDIOS • Ciclo de investimentos em PCHs para os próximos anos PRODUTORES DE ENERGIA ELÉTRICA • Potencial hídrico estimado: região sul, centro-oeste, sudeste e região amazônica Amilcar Guerreiro, Presidente • A competitividade das PCHs com outras fontes renováveis de energia: energia eólica pós- EPE – EMPRESA DE PESQUISA DE leilão ENERGETICA • Efeitos e ajustes necessários na regulação – resolução 343, decreto sobre cálculo das garantias físicas das PCHs • A viabilidade/necessidade de um leilão específico para PCHs 11:00 Intervalo para café e relacionamento 11:30 Atualização da Regulamentação e Exigências no Processo de Outorga de PCHs CONFIRMADO Fabio Dias, Diretor Executivo APMPE 12:40 Almoço 14:00 Elaboração do Estudo Econômico-financeiro da PCH no Atual Cenário CONFIRMADOS Macroeconômico e Regulatório Prof. Afonso Henrique Moreira dos • Alterações nos critérios para elaboração de estudos de inventário hidrelétrico Santos • Manual de Inventário Hidrelétrico de Bacias Hidrográficas • Estudo de viabilidade econômico-financeira: dicas do que considerar no estudo - A visão da Leonardo Clemente, Coordenador de Petrobras Negócios de Energia Hidráulica • Modelos para a estruturação de projetos de PCHs PETROBRAS • Determinação do limite energético aproveitável de um potencial hidrelétrico Rogerio Almeida, Gerente • Diferenças entre as análises econômicas de projetos de autoprodução e produção indepen- ANDRADE E CANELLAS dente • Organização e sistematização dos processos de desenvolvimento de PCHs. Passo a passo Daniel Araujo Carneiro, Consultor e Professor para prospecção, desenvolvimento, construção, operação e comercialização das usinas com características das PCHs 15:30 Intervalo para Café 16:00 Como Garantir a Financiabilidade dos Projetos de PCH CONFIRMADOS • Impacto da portaria 463/2009 sobre a garantia física de PCHs não enquadradas no MRE na José Said de Brito, Presidente financiabilidade de novos projetos EXCELÊNCIA ENERGÉTICA • Adequação do cronograma de investimentos de uma PCH (do estudo de viabilidade do projeto à implantação) ao cronograma de desembolsos do financiamento Luiz Fernando Vianna, Presidente do • O que mudou com relação as linhas de crédito disponíveis para o setor de energia Conselho de Administração • Critérios de análise do projeto – Característica do empreendedor, do projeto e das garantias APINE • Alternativas de crédito além das linhas tradicionais de financiamento Representante a ser anunciado BNDES Representante a ser anunciado BRDE 18:00 Conclusões do primeiro dia e encerramento
    • A g e nda Preliminar 2º dia de Conferência – 29 de abril de 2010 08:40 Recepção dos participantes e café de relacionamento 09:00 Como Driblar as Principais Dificuldades Enfrentadas pelos Investidores CONFIRMADOS no Processo de Obtenção das Licenças Ambientais para Empreendimen- Mayla Fukushima, Gerente da Divisão de tos de PCHs Avaliação de Obras Públicas • Quais as principais não-conformidades nos estudos ambientais dos empre- CETESB / SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE DO endedores? ESTADO DE SÃO PAULO • Consideração dos níveis de compensação ambiental no estudo ambiental Werner Grau Neto, Sócio do projeto PINHEIRO NETO ADVOGADOS • Atuação e interface com os órgãos ambientais competentes Nelson Roberto Bugalho, Promotor de Justiça do • Mudanças nas regras de licenciamento e alterações nos termos de referên- Meio Ambiente cia para o setor MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO • Principais dificuldades enfrentadas pela ERSA no processo de licenciamen- to ambiental Tarcisio Borin, Diretor de Sustentabilidade – • Implantação de instrumentos de gestão de impactos e auditorias ambien- ERSA BRASIL tais como ações de minimização dos riscos ambientais do empreendimento Decio Michellis Júnior, Assessor Técnico da Vice- • Política de mudanças climáticas do Brasil e as energias renováveis: os presidência de Engenharia e Meio Ambiente investimentos de PCHs foram beneficiados com as medidas da política GRUPO REDE brasileira? 11:10 Intervalo para café e relacionamento 11:30 Operação de PCHs Marco Gasparini, Diretor • Quais as exigências e características avaliadas nos fornecedores de tecno- ENERGISA SOLUÇOES logia e equipamentos para participarem dos projetos de PCH CONVIDADO • Principais dificuldades enfrentadas no processo de importação e financia- mento de equipamentos de grande porte CERPCH • Contratos de O&M • Tecnologias e processos utilizados na implantação de centros de operação remota de PCHs 12:40 Almoço 14:00 Opções de Comercialização de Energia de PCHs Considerando os Preços CONFIRMADOS do Mercado Livre e as Alterações nas Regras do Setor Alessandra Amaral, Diretora Corporativa • Mudanças nos critérios para contratação de energia incentivada ENERGISA COMERCIALIZADORA • Modalidades de contratação de energia via PCH • Perspectivas de preço da energia no mercado livre Leontina Pinto, Diretora Executiva • Alterações para as usinas participantes do Mecanismo de Realocação de ENGENHO PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E Energia e a garantia física das usinas CONSULTORIA • Peculiaridades no estabelecimento de contratos de curto, médio e longo Luciano Macedo Freire, Conselheiro prazos CCEE – CÂMARA DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA 15:15 A Visão do Investidor no Processo de Viabilização de Empreendimentos CONFIRMADOS em PCHs José Guilherme do Nascimento, Diretor • Perspectivas para novos projetos de PCHs pelos grandes grupos de energia BRASIL PCH • Cronograma de Operação de PCHs Jorge Andriguetto, Superintendente de • Implantação dos programas ambientais Planejamento de Operaçao • Métodos de construção utilizados COPEL • Conexão das PCHs ao SIN • Novas tecnologias empregadas na fase de implantação 17:00 Conclusões do PCH 2010 e café de encerramento
    • C onselho Consultivo O Conselho Consultivo do PCH 2010 conta com o apoio de executivos envolvidos diretamente com este mercado. Fazem parte deste grupo: Fabio Dias José Said de Brito Decio Michellis Júnior Diretor Executivo Presidente Assessor Técnico da Vice- APMPE – ASSOCIAÇÃO EXCELÊNCIA ENERGÉTICA presidência de Engenharia e BRASILEIRA DOS PEQUENOS Meio Ambiente E MÉDIOS PRODUTORES DE REDE ENERGIA ENERGIA ELÉTRICA Comentários sobre a agenda, sugestões ou críticas? Envie um e-mail para adm@viex-americas.com.br Lançamento do Livro: PCH – Aspectos Jurídicos, Técnicos e Comerciais Autor: Daniel Araujo Carneiro No dia 28 de abril às 15h30 o autor do livro, e também palestrante do PCH 2010, estará disponível para uma sessão de autógrafos, durante o intervalo para café do PCH 2010 Daniel Araujo Carneiro, Consultor e Professor Apoio: A Edição Anterior José Said de Brito, Presidente – Excelência Energética “Fiquei muito bem impressionado com o evento. Considerando a experiência dos líderes do Viex, eu não tinha dúvida sobre sua excelência, em organização e conteúdo. O que me impressionou foi a adesão e interação do público, muito expressiva em quantidade e qualidade”. Rogério Rodrigues Lima de Almeida – Andrade & Canellas “ Nós da Andrade&Canellas tivemos grande satisfação em participar do Evento, o qual demonstrou, pela representati- vidade dos presentes, e também pela qualidade das apresentações, o grande interesse, e acima de tudo, o amadureci- mento que o setor de PCH vem sofrendo.” Marcos Mello – J. MALUCELLI SEGURADORA “Sobre o evento, achei o mesmo muito interessante, com temas diversos e muitos objetivos, ligados área de energia, especialmente em PCH’s. Acredito que a troca de informações entre os palestrantes e os participantes foi e será muito proveitosa.” Heloisa Ferreira Andrade Scaramucci – TOZZINIFREIRE ADVOGADOS “Os temas do evento e as palestras foram muito ricos e contemplaram com inteligência o cenário atual para investi- mento em PCHs e os desafios enfrentados pelos agentes.”
    • P ú b lico Alv o Presente Empresas de energia, investidores privados, construtoras, empreiteiras e empresas de engenharia e demais especialistas da cadeia de investimentos de Centrais Hidrelétricas. Quem esteve presente em 2009: Tipos de Empresa 4% 3% Acadêmicos 3% Associação 37% 4% Advogado 6% Bancos de investimento Consultoria 10% Comercializadoras Construtora 4% Empresa de energia Fornecedores 4% 13% Governo 12% Investidor Dentre os investidores estiveram pre- sentes representantes dos seguintes setores: • Agribusiness • Cooperativas • Hotéis e Resorts • Mineração • Papel e Celulose • Pequenos e Médios Produtores de Energia • Químico e Petroquímico • SPE (Sociedades de Propósito Específico) • Vidros
    • Campanha de Divulgaç ã o • Folhetos de divulgação • Ações de e-mail marketing • Teaser: “save the date” • Programação Preliminar • Programação definitiva • Últimos dias para inscrição • Últimas informações sobre o evento • Inserção de banners eletrônicos do evento nos portais de destaque do mercado e apoiadores do evento • Inserção de banners eletrônicos do evento nos sites de nossos palestrantes, parceiros e patrocinadores • Divulgação de releases à imprensa • Convite a jornalistas especializados para entrevistas e coletiva durante o PCH2010 • Hot site • Anúncio em revistas especializadas • SEM – Search Engine Marketing • Links Patrocinados PCH 2010 na Inter ne t W WW Site: www.pch2010.com.br - Programa atualizado, relação de palestran- tes, patrocinadores e artigos Linkedin: PCH 2010 – Grupo para discutir as questões regulatórias, ope- racionais, econômicas e ambientais das pequenas centrais hidrelétricas Twitter: www.twitter.com/viexamericas - Acompanhe no twitter da VIEX americas as novidades sobre o evento Slideshare: www.slideshare.net/viexamericas
    • Condições para Ins c r i ç ã o Valor da conferência Até 19/03 Até 09/04 Após 09/04 R$ 1490,00 R$ 1690,00 R$ 1990,00 Para mais detalhes e para conhecer a política de descontos para grupos consulte nossa equipe comercial: atendimento@viex-americas.com.br Participantes da edição 2009 e associados dos apoiadores tem descontos especiais na inscrição I n f ormações Gerais Contatos Relacionamento com palestrantes e Local de Realização: Grand Hotel Mercure Ibirapuera conteúdo informativo Endereço: Edson Favero Rua Joinville, 515 - Ibirapuera edson@viex-americas.com.br 11 5093-7423 11 9306-3494 Davi Faria davi@viex-americas.com.br 11 5093-7423 11 9303-8722 Alteração da programação: Rodrigo Carvalho Os palestrantes e temas deste evento são confirmados durante a fase de estrutura- rodrigo@viex-americas.com.br ção do projeto. Contudo, substituições, alterações ou cancelamentos de palestran- 11 5093-7423 tes e temas podem ocorrer decorrentes de caso fortuito e força maior. Dessa forma, a VIEX americas reserva-se o direito de alterar o programa do evento. Qualquer 11 9303-8369 substituição ou alteração estará em nosso site assim que possível. Oportunidades de patrocínio e exposição Sobre o O r g a n i z a d o r Fernando Polastro fernando@viex-americas.com.br VIEX AMERICAS é uma empresa 11 5081-6681 de informação empresarial que 11 9525-6665 desenvolve eventos corporativos para as áreas de infra-estrutura, energia e recursos naturais. Informações e inscrições Central de Atendimento: VIEX AMERICAS é Visão e (11) 5051-6535 Inteligência Executiva. Estes são dois valores que a atendimento@viex-americas.com.br empresa leva para seus produtos e serviços com o objetivo de promover e facilitar a atualização pro- fissional, a criação de relacionamentos entre os Agência Oficial do Evento profissionais do mercado, oportunidades de novos Para reservas de hospedagem e consultas a pacotes negócios e a formação e reciclagem dos executivos especiais para o período do evento contate: destes setores. Brasil Mundo Contato: Leopoldina Chaves Fone: 11-2537-8900 reservasviex@brasilmundo.com.br