Siap 2009 5 Ciencia De Servicos 2 Pessoas E MáQuinas

1,217 views
1,130 views

Published on

Slides de apoio às aulas de SIAP no ISCAD Ciencia de Serviços: Pessoas e Máquinas dia 7/1/2010

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,217
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
21
Actions
Shares
0
Downloads
23
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Siap 2009 5 Ciencia De Servicos 2 Pessoas E MáQuinas

  1. 1. http://egovernment.no.sapo.pt Sistemas de Informação da Administração Pública 5 - Os novos serviços públicos na Era do Conhecimento “Services Science” Homwns e Máquinas: Uma nova relação Luís Vidigal Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  2. 2. Áreas da Ciência de Serviços Uma nova Política para a Sociedade do Conhecimento • Estratégia Pilotar em tempo real • Processos Planear Arquitecturas • Pessoas co-optadas • Tecnologia Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  3. 3. Uma ciência? • Compreensão limitada da complexidade da dinâmica do negócio • Não determinismo e aspectos humanos do negócio • Dificuldade em conduzir experimentação controlada em áreas funcionais do negócio • Dependência do sucesso da estratégia do negócio na execução e de outros factores e variáveis externas Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  4. 4. Normas para interagir com os eco-sistemas • RosettaNet para a Electrónica • Accord para os Seguros • Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunication (SWIFT) para a Banca • Health Level Seven (HL7) para a Saúde Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  5. 5. Qualidades do Serviço • Responsiveness - Receptividade • Variability - Adaptabilidade • Resiliency - Fiabilidade • Focus - Focagem Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  6. 6. Eficiência de Custos Produtos Soluções Diferenciação Zona de Zona de Inovação Mercadoria (Comodity) Zona de IN Serviços Partilhados OUT Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  7. 7. Relação entre a estrutura e a racionalidade Referenciais para a Estratégia de Negócio Modelos Não Modelos Estruturados Estruturados Racionalidade Computação Previsão Qualitativa e Análise Quantitativa e Visual Quantitativa ou Lógica ou Semântica Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  8. 8. Mapa das Componentes do Negócio Component Business Model (CBM) map Processos da Cadeia de Valor Gerir Conceber Comprar Fazer Vender Dirigir Nível de Actividade Controlar Executar Componentes de Negócio Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  9. 9. Scorecard para serviços de TI relativamente às alternativas Custo / Eficiência Nível de Serviços Maturidade dos Processos Vale a pena comparar com alternativas de Outsourcing Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  10. 10. Categorias de despesa em TI e valor para o negócio • Transformação do negócio: Gastos em TI que suportam as principais transformações do negócio. As TI podem substituir os processos tradicionais, suportar novas linhas de negócio, novos produtos e serviços e novos modelos de negócio • Crescimento do negócio: Gastos em TI dedicados ao crescimento das actividades do negócio, suportam o crscimento orgânico do negócio – tipicamente preenchido pelo aumento da procura dos utilizadores • Manter o negócio: Gastos em TI para manter o negócio, inclui o suporte de TI às operações do dia-a-dia, para garantir a operacionalidade das funções core do negócio Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal Gartner – Junho 2007
  11. 11. Categorias de despesa em TI e valor para o negócio Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal Gartner – Junho 2007
  12. 12. Novos Valores Novas Funções Novos Papeis Novas Organizações Novas Lideranças Novos Relacionamentos Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  13. 13. Homens e máquinas Uma nova relação Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  14. 14. Será que vou ficar desempregado? Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  15. 15. Sociedade da Informação Problema Desocupação Solução Novos Empregos Ocupações Remuneradas Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  16. 16. Problema e Solução Ocupação Ociosidade Remunerada Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  17. 17. Nicholas Carr: “IT doesn’t matter” Espiral das “commodities” (HBR -Maio 2003) • 70 a 90% dos gastos em TI são feitos em infra-estrutura indiferenciada e este valor vai continuar a subir à medida que a standardização vai invadindo cada vez as áreas do software • Há cada vez menos empresas a diferenciar-se através das TIC Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  18. 18. Inovar ou consumir? Zona de Tecnologia Estratégica Inovação e “Really matters” Competitividade Tecnologia Infra-estrutural Soberania “Doesn’t matter” Mais estável Utilidade Mais maleável Zona de partilhada Poupança Mais flexível Outsourcing Forças tecnológicas, Mais estandardizada competitivas “Overbooting” e económicas (banalização para além das necessidades) Inspirado em Nicholas Carr Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  19. 19. Actividades Estratégicas Alta Competição Exclusividade Reagir Improvisar Inovar Fundações Competências Músculos e Reflexos Partilha Partilha Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  20. 20. Nicholas Carr: “IT doesn’t matter” Consequências para a gestão • “Idade do mainframe” (60s – 70s) • “Idade do cliente-servidor” (80s – 90s) • “Idade das utilities” (futuro) Não se trata de quanto se gasta mas de como se gasta Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  21. 21. As TI em 2012 (Gartner) • Estarão entre os • Estarão entre os 3 maiores 3 maiores factores de factores de Sucesso Fracasso Factor Crítico Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  22. 22. Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  23. 23. • Procura • Sonhar • Recolha • Imaginar • Cópia • Criar • Comparação • Fantasiar Dave • Ordenação • Decidir • Cálculo • Medida Novo Trabalhador do Conhecimento • Verificação • Armazenamento Energia Informação Dados Conhecimento Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 2001 Odisseia no Espaço (Stanley Kubrick - 1968)
  24. 24. Energia + Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  25. 25. Informação + Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  26. 26. Energia Informação Hk ff dfh khff fd Fadsffhf f f f f dfkfadf F dff f afah f akfdf F fdffj fjf dfjdfjaf lj fafd Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  27. 27. Actividade Actividade Energética Criativa Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal Luis Vidigal
  28. 28. Novo Taylorismo? Sociedade Industrial Máquina Sociedade da Informação Rede Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  29. 29. Máquina Isolamento Ausência de contexto Rotina Mecanização Rede Comunidade Interacção Contexto Processos orgânicos Complexidade Fluxo Mudança Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  30. 30. Os 5 elementos da Mudança Imperativo para Mudar Líderes Alavancas Pessoas Bóias afectadas (Estruturas) Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  31. 31. Pessoas Afectadas: Novos valores do trabalhador Antes Agora Persseguir a Perseguir o Opulência Significado • Aprendendo • Carreira • Lucro • Tempo e distracção • Sucesso • Satisfação interior • Lealdade ao empregador • Lealdade a si próprio • Recompensas financeiras • Recompensas pessoais • Promoção • Crescimento pessoal • Emprego para toda a vida • Agenciamento livre Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  32. 32. Pessoas Afectadas: Organização e valores sociais Organização Virtual Bottom-Up/ Outside-In Valores Emergentes Foco: Transparencia Abertura Conhecimento Contexto Relacionamentos Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  33. 33. Liderança: Transformação pessoal Consciente Absolutismo Liderança para Servir Consciência Intuitiva Incompetência Abdicação Inconsciente Inconsciente Central Distribuído Controlo Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  34. 34. Pirâmide Hierárquica Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  35. 35. Pirâmide Invertida Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  36. 36. Liderança: Paradigma Servidor Paradoxo: Participativo Desistir de Membros Controlar ... •Treinar Líder • Mentalizar • Dirigir • Facilitar • Controlar • Partilhar Informação • Delegar • Suster a Cultura • Dar Informação • Suster a iniciativa Líder Membros … para Hierárquico Ganhar Controlo Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  37. 37. Lideres para os KWs Orientação Contexto Inspiração Objectivos Trabalhador do Conhecimento Aprendizagem Experiências Papeis Relações Oportunidades Imaginação e Empenho Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  38. 38. Alavancas: Estrutura e Relacionamentos Contratar Liderança Premiar e para justa Reconhecer TM Ajustar Investir Informação Estruturar nas Partilhada através de Pessoas Equipas Alinhar o Cultura Sistema Estratégia de Valores Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  39. 39. Alavancas: Sistemas e Processos Gestão Estratégica Gestão do Ciclo de Práticas das Core Vida dos Circuitos Pessoas Integrados Gestão do Gestão da Conhecimento Inovação Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  40. 40. Alavancas: Ferramentas e Tecnologias centradas nas Pessoas Business Intelligence Gestão do Aprendizagem Conhecimento ao Longo da Vida Gestão da Colaboração Propriedade em Trabalho Intelectual de Grupo Flexibilidade: Trabalhar em qualquer lugar e a qualquer hora Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  41. 41. A mudança psicológica do Trabalho • Comando e controlo • Liderança activa • Trabalho focado no • Trabalho em projectos trabalhador colaborativos • Influência através da • Influência através de organização Comunidades • Gerir o fluxo da informação • Fluxo de informação não estruturado • Gestores como peritos • Trabalhadores de conhecimento como peritos • Estabilidade de Trabalho • Empregabilidade • Trabalho = Rendimento • Trabalho = enriquecimento pessoal e rendimento • Empregador = Planificador • Cada indivíduo define a sua de Carreiras carteira de experiências • Fronteiras claras • Nenhumas fronteiras • Perspectiva interna • Perspectiva externa • Relacionamentos por • Relacionamentos através de proximidade redes Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  42. 42. Os Trabalhadores do Conhecimento perseguem a Empregabilidade Li de Pe ra rc n ça do ep P r Co ão ç oc m Ex Contexto es pre te Ve so en rn rs do sã a de at Ne o Co Pa dili gó nh p e ad cio e is e Lo cim Ap ca en Té tid l to cn ão ic a Empregabilidade Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  43. 43. As origens das novas formas organizacionais • 1961 – Burns and Stalker –Orgânica • 1968 – Bennis and Slater –Flexível e Adaptativa • 1970 – Toffler – Adhocracia TIC • 1973 – Galbraith – Matricial • 1979 – Mintzberg – Orgânica e Adhocracia • 1986 – Miles and Snow – Em Rede • 1989 – Handy – Federal • 1990s - Virtual Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  44. 44. Os F das novas organizações •Orgânica – Flexível •Rede – Fluida •Adhocracia – Fickle (versátil / inconstante) • Virtual – Fit (adaptada / ajustada) Free Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  45. 45. As organizações orgânicas implicam • Tarefas flexíveis • Relações não hierárquicas • Controlo, autoridade e comunicação através de redes sociais • Cultura que exalta os valores profissionais Flexibilidade Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  46. 46. As organizações em rede partilham • Objectivos • Perícias • Trabalho • Decisões • Recompensas • Tempo • Responsabilidade Integração Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  47. 47. As organizações ad hoc implicam • Papeis vagos e ambíguos • Coordenação intensiva • Ajustamento mutuo de indivíduos e equipas • A informação é o recurso principal • Comunicação informal • Socialização não prescrita mas aprendida • Limites difusos entre o público e o privado • Controlo exercido pelos pares e não pelos gestores • A partilha de informação aumenta a coesão Transformismo Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  48. 48. As organizações virtuais implicam • Personalização instantânea dos produtos • Interfaces permeáveis e mutantes • Reformulação constante dos espaços • Fronteiras difusas com clientes, fornecedores e empregados • Redes sofisticadas de informação • Confiança Perenidade Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  49. 49. Novo ambiente para libertar todo o potencial do KW Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  50. 50. Criatividade Aprendizagem Partilha Respeito Confiança Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  51. 51. Criação Captura Distribuição Reutilização do Conhecimento Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  52. 52. Como se controla um KW? Hierarquia Informação Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  53. 53. Definição do papel dos KW Comple- xidade Mudança Ambigui- dade Âmbito s Rel acionamento Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  54. 54. Ambientes de Trabalho para os KW cti vos O bje Comunidades de Significado Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  55. 55. Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal

×