Clima da Região Norte

67,748 views
67,416 views

Published on

2 Comments
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
67,748
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
91
Comments
2
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Clima da Região Norte

  1. 1. Região Norte<br />
  2. 2. Tipos de clima<br />Algumas latitudes podem criar uma região com climas quentes e úmidos. A existência de calor e da enorme massa líquida favorece a evaporação e faz da região Norte uma área bastante úmida. Dominada assim por um clima do tipo equatorial, a região apresenta temperaturas elevadas o ano todo (médias de 24°C a 26°C), uma baixa amplitude térmica, com exceção de algumas áreas de Rondônia e do Acre, onde ocorre o fenômeno da friagem, em virtude da atuação do La Niña, permitindo que massas de ar frio vindas do oceano Atlântico sul penetrem nos estados da região Sul, entrem por Mato Grosso e atinjam os estados amazônicos, diminuindo a temperatura. <br />
  3. 3. Isto ocorre porque o calor da Amazônia propicia uma área de baixa latitude que atrai massas de ar polar. Ocorrendo no inverno, o efeito da friagem dura uma semana ou pouco mais, quando a temperatura chega a descer a 10°C em Vilhena (RO), 14°C em Porto Velho (RO), 10,1°C Eirunepé (AM) e até 6°C em Rio Branco (AC).<br />
  4. 4. Em regiões que apresentam este tipo de clima podemos encontrar um tipo de vegetação bastante característico chamado de “Floresta Equatorial”, como a Floresta Amazônica situada na região norte da América do Sul.<br />O regime de chuvas na região é bem marcado, havendo um período seco, de junho a novembro, e outro com grande volume de precipitação, Dezembro a Maio. As chuvas provocam mais de 2.000 mm de precipitação anuais, havendo trechos com mais de 3.000 mm, como o litoral do Amapá, a foz do rio Amazonas e porções da Amazônia Ocidental.<br />
  5. 5. A região Norte apresenta o clima mais úmido do Brasil, sendo comum a ocorrência de fortes chuvas. São características da região. As chuvas de convecção ou de "hora certa", que em geral ocorrem no final da tarde e se formam da seguinte maneira: com o nascer do Sol, a temperatura começa a subir, ou seja, aumentar em toda a região, aquecimento que provoca a evaporação; o vapor de água no ar se eleva, formando grandes nuvens; com a diminuição da temperatura, causada pelo passar das horas do dia, esse vapor de água se precipita, caracterizando as chuvas de "hora certa".<br />
  6. 6. Fatores climáticos<br />Latitude: distância em graus entre um local até a linha do equador;<br />Altitude: à distância em metros entre uma cidade localizada em um determinado ponto do relevo até o nível do mar (universalmente considerado como um ponto ou nível médio em comum para medidas de altitudes);<br />Maritimidade: corresponde à proximidade de um local com o mar;<br />Continentalidade: corresponde a distancia de um local em relação ao mar, permitindo ser mais influenciados pelas condições climáticas provenientes do próprio continente.<br />
  7. 7. Massas de ar: parte da atmosfera que apresenta as mesmas características físicas (temperatura, pressão, umidade e direção), derivadas do tempo em que ficou sobre uma determinada área do sul e sudeste;<br />Correntes marítimas:grande massa de água que apresenta as mesmas características físicas (temperatura, salinidade, cor, direção, densidade) e pode acumular uma grande quantidade de calor e, assim, influenciar as massas de ar que se sobrepõem;<br />Relevo:presença e interferências de montanhas e depressões nos movimentos das massas de ar;<br />Vegetação: emite determinadas quantias de vapor de água, influenciando uma região.<br />
  8. 8. La Niña e El Niño<br />O que são?<br />El Niño <br />El Niño é um fenômeno atmosférico-oceânico caracterizado por um aquecimento anormal das águas superficiais no oceano Pacífico Tropical, e que pode afetar o clima regional e global, mudando os padrões de vento a nível mundial, e afetando assim, os regimes de chuva em regiões tropicais e de latitudes médias. <br />
  9. 9. La Niña <br />La Niña representa um fenômeno oceânico-atmosférico com características opostas ao EL Niño, e que caracteriza-se por um esfriamento anormal nas águas superficiais do Oceano Pacífico Tropical. Alguns dos impactos de La Niña tendem a ser opostos aos de El Niño, mas nem sempre uma região afetada pelo El Niño apresenta impactos significativos no tempo e clima devido à La Niña.<br />
  10. 10. Sua atuação na Região Norte<br />O El Niño na região norte ocorre a diminuição das chuvas causando secas e aumentando os incêndios na Floresta Amazônica.<br />O La Niña na região Norte ocorre o oposto do El Niño, ou seja, os índices pluviométricos dessa região, principalmente a Floresta Amazônica, aumenta “drasticamente”.<br />
  11. 11. Referências bibliográficas<br />http://www.infoescola.com/geografia/clima-equatorial/ Acessado dia 22/07/2010<br />http://brasilgeografia.blogspot.com/2007/10/clima-equatorial_08.html Acessado dia 22/07/2010<br />http://pt.wikipedia.org/ Acessado dia 22/07/2010<br />http://www.portalsaofrancisco.com.br/ Acessado dia 22/07/2010<br />

×