• Like
A conquista da América pelos Espanhóis
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

A conquista da América pelos Espanhóis

  • 429 views
Published

Aula sobre a Conquista da América com o contexto histórico explicativo sobre o humanismo e as grandes navegações - nível acadêmico

Aula sobre a Conquista da América com o contexto histórico explicativo sobre o humanismo e as grandes navegações - nível acadêmico

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
429
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
10
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. A conquista da AméricaA conquista da América As viagens de Colombo reconfiguram as estratégias de dominação da Coroa Ibérica.  Portugal e Espanha são os pioneiros nesse processo.  O pensamento humanista (vide Renascimento) da época contribui para se relativizar a influência da Igreja nas questões terrenas.  Esse processo é fomentado pela recém surgida racionalidade.  Teocentrismo vs. Antropocentrismo.
  • 2. Quadro anterior - humanismoQuadro anterior - humanismo  Renascimento cultural.Renascimento cultural.  Expansão marítima.Expansão marítima.  Necessidade de novos mercados.Necessidade de novos mercados.  Escassez de metais preciosos.Escassez de metais preciosos.  Formação dos Estados Nacionais.Formação dos Estados Nacionais.  Desenvolvimento da Burguesia.Desenvolvimento da Burguesia.
  • 3. Leonardo Da Vinci (1452-1519)Leonardo Da Vinci (1452-1519)  Cientista,Cientista, matemático,matemático, engenheiro,engenheiro, inventor,inventor, anatomista,anatomista, pintor,pintor, escultor,escultor, arquiteto,arquiteto, botânico, poetabotânico, poeta e músico.e músico. Homem Vitruviano, na leitura de Da Vinci, proporção Áurea
  • 4. Estudos de Anatomia de Da VinciEstudos de Anatomia de Da Vinci
  • 5. Miguel de Cervantes (1547-1616)Miguel de Cervantes (1547-1616)  Dom Quixote:Dom Quixote: considerado oconsiderado o primeiro romanceprimeiro romance moderno.moderno. Fonte: vide OFonte: vide O Narrador, WalterNarrador, Walter Benjamin, 1936.Benjamin, 1936.
  • 6. Erasmo de Roterdã (1466-1536)Erasmo de Roterdã (1466-1536)  Crítico da vida monástica e do que considerava impróprio na Igreja.
  • 7. Nicolau Maquiavel (1469-1527)Nicolau Maquiavel (1469-1527)  Lança as basesLança as bases para a Filosofiapara a Filosofia Política e a CiênciaPolítica e a Ciência Política.Política.  ““O Príncipe” é umO Príncipe” é um livro chave para alivro chave para a compreensão dacompreensão da política moderna.política moderna.
  • 8. Luiz Vaz de Camões (1524-1580)Luiz Vaz de Camões (1524-1580)  Os Lusíadas,Os Lusíadas, epopéiaepopéia portuguesa.portuguesa.  Narra a epopeiaNarra a epopeia de Vasco dade Vasco da Gama e dosGama e dos portugueses queportugueses que abriram uma novaabriram uma nova rota para a Índia.rota para a Índia.
  • 9. Os LusíadasOs Lusíadas  Epopéia humanista que associa mitologia pagã eEpopéia humanista que associa mitologia pagã e visão cristã.visão cristã.  Traz um heroísmo pago com sofrimento e luta.Traz um heroísmo pago com sofrimento e luta.  A obra possui dez cantos, que somam 1 102A obra possui dez cantos, que somam 1 102 estrofes num total de 8 816 decassílabos, queestrofes num total de 8 816 decassílabos, que emprega a oitava rima (abababcc)emprega a oitava rima (abababcc)
  • 10. Versos iniciaisVersos iniciais “As armas e os barões assinalados Que, da ocidental praia lusitana, Por mares nunca de antes navegados Passaram ainda além da Taprobana, Em perigos e guerras esforçados, Mais do que prometia a força humana, E entre gente remota edificaram Novo reino, que tanto sublimaram.” (Lusíadas, canto I) Tétis descreve a máquina do mundo a Vasco da Gama. Gravura de 1639, Faria e Sousa.
  • 11. Hernán Cortés (1485-1547)Hernán Cortés (1485-1547)  Espanhol (Medellín,Espanhol (Medellín, Castela).Castela).  Primo em segundo grauPrimo em segundo grau de Pizarro.de Pizarro.  Estudou latim emEstudou latim em Salamanca.Salamanca.  Aprendeu leis emAprendeu leis em Valladolid.Valladolid.  Na primavera de 1504Na primavera de 1504 viaja à Ilha de Hispaniola.viaja à Ilha de Hispaniola.
  • 12. Rota da viagemRota da viagem1519 participa da expedição da conquista de Cuba (Diego Velazquez).  Recebe terras e escravos. É nomeado alcalde de Santiago de Cuba, depois acusado de conspiração contra Velazquez.  É liberado, e casa com a Cunhada de Velazquez.
  • 13. Expedições para a América (Novo Mundo)Expedições para a América (Novo Mundo)  Vikings a partir do século XI.Vikings a partir do século XI.  Cristovão Colombo (genovês) (1492).Cristovão Colombo (genovês) (1492).  Américo Vespúcio (1497 - fonte não imprecisa;Américo Vespúcio (1497 - fonte não imprecisa; 1499, viagem até o Rio Orinoco);1499, viagem até o Rio Orinoco);  John Cabot (italiano) – Território norte-John Cabot (italiano) – Território norte- americano (1497).americano (1497).  Pedro Álvares Cabral (português) – 1500.Pedro Álvares Cabral (português) – 1500.
  • 14. Vasco da GamaVasco da Gama Viagem de Vasco da Gama (a preto) e as viagens anteriores de Pêro da Covilhã  (laranja) e  Afonso de Paiva  (azul), com o caminho percorrido antes de se separarem a verde.
  • 15. CortézCortéz  1517/1518: partem para Cuba em duas1517/1518: partem para Cuba em duas expedições, e confirma a existência de um vastoexpedições, e confirma a existência de um vasto país à Oeste da Ilha.país à Oeste da Ilha.  A primeira expedição, chefiada por FranciscoA primeira expedição, chefiada por Francisco Hernádez de Córdoba, explora a Península deHernádez de Córdoba, explora a Península de Yucatán.Yucatán.  A segunda, chefiada por Grijalva (1518), buscaA segunda, chefiada por Grijalva (1518), busca continuar a exploração de Yucatán. A partir daícontinuar a exploração de Yucatán. A partir daí as relações entre Cortéz e Velasquez deas relações entre Cortéz e Velasquez de deterioram.deterioram.
  • 16. A Conquista do MéxicoA Conquista do México  Cortéz chega em Cozumel em 27 de FevereiroCortéz chega em Cozumel em 27 de Fevereiro de 1519.de 1519.  O náufrago Gerônimo de Aguilar (Pe.O náufrago Gerônimo de Aguilar (Pe. Franciscano) – torna-se intérprete maia-espanholFranciscano) – torna-se intérprete maia-espanhol de Cortéz.de Cortéz.  Expedição até o rio Tabasco.Expedição até o rio Tabasco.
  • 17. Batalha de Centla – A tomada deBatalha de Centla – A tomada de PotochánPotochán  RelatadaRelatada por Lopézpor Lopéz dede Gómara, aGómara, a partir dopartir do ponto deponto de vistavista espanhol.espanhol.
  • 18. La Malinche – uma mulherLa Malinche – uma mulher controvertidacontrovertida  Luego de la derrota, las autoridades de Tabasco le hicieron aLuego de la derrota, las autoridades de Tabasco le hicieron a Cortés ofrenda de víveres, joyas, tejidos, y un grupo de veinteCortés ofrenda de víveres, joyas, tejidos, y un grupo de veinte esclavas, que fueron aceptadas, cambiados sus nombres al seresclavas, que fueron aceptadas, cambiados sus nombres al ser bautizadas y repartidas entre sus hombres. Entre estas esclavasbautizadas y repartidas entre sus hombres. Entre estas esclavas había una llamada Malintzin, a la que los españoleshabía una llamada Malintzin, a la que los españoles renombraron Marina, conocida también comorenombraron Marina, conocida también como La MalincheLa Malinche , que , que seria crucial en la conquista de México. Su gran inteligencia, suseria crucial en la conquista de México. Su gran inteligencia, su dominio de las lenguas mayenses y náhuatl, su conocimiento dedominio de las lenguas mayenses y náhuatl, su conocimiento de la psicología y costumbres de los indios, y su fidelidad hacia losla psicología y costumbres de los indios, y su fidelidad hacia los españoles, hicieron de la Malinche una de las más extraordinariasespañoles, hicieron de la Malinche una de las más extraordinarias y controvertidas mujeres de la história de América [...]y controvertidas mujeres de la história de América [...]
  • 19. [...] La Malinche fue intérprete, consejera y concubina de[...] La Malinche fue intérprete, consejera y concubina de Hernán Cortés, con el cual tendría un hijo MartínHernán Cortés, con el cual tendría un hijo Martín Cortés, del mismo nombre que el hijo legítimo queCortés, del mismo nombre que el hijo legítimo que Hernán Cortés tendría catorce años después con JuanaHernán Cortés tendría catorce años después con Juana de Zúñiga. Marina y Gerónimo de Aguilar suplieron alde Zúñiga. Marina y Gerónimo de Aguilar suplieron al Melchorejo como intérpretes, debido a que éste habíaMelchorejo como intérpretes, debido a que éste había decidido boicotear a los españoles y estaba incitando adecidido boicotear a los españoles y estaba incitando a los indígenas a resistir la conquista.los indígenas a resistir la conquista. Fonte:Fonte: Baseado nos argumentos de López de Gómara.Baseado nos argumentos de López de Gómara.
  • 20. Outras cidades conquistadasOutras cidades conquistadas  Santa Maria de La Victoria (1519) – 1ªSanta Maria de La Victoria (1519) – 1ª População da Nova Espanha.População da Nova Espanha.  1519: epidemia de varíola trazida pelos1519: epidemia de varíola trazida pelos espanhóis dizima, ao curso das décadasespanhóis dizima, ao curso das décadas posteriores, 97% da população mesoamericana.posteriores, 97% da população mesoamericana.  Em Cempoala, Cortéz estabelece aliança militar.Em Cempoala, Cortéz estabelece aliança militar.  ““Embaixadores” de Monteczuma trazemEmbaixadores” de Monteczuma trazem presentes a Cortez (boas vindas), mas se negampresentes a Cortez (boas vindas), mas se negam a levá-lo ao Imperador.a levá-lo ao Imperador.
  • 21. Início da expedição de Conquista doInício da expedição de Conquista do Império AstecaImpério Asteca  16/ago/1519: expedição de Cortéz:16/ago/1519: expedição de Cortéz:  1.300 guerreiros totonacas (Cempoala);1.300 guerreiros totonacas (Cempoala);  200 carregadores (indígenas).200 carregadores (indígenas).  6 canhões.6 canhões.  400 soldados espanhóis.400 soldados espanhóis.  15 cavaleiros.15 cavaleiros.
  • 22. Guerra com TlaxcalaGuerra com Tlaxcala  Cidade formada por 4 senhorios autônomos.Cidade formada por 4 senhorios autônomos.  Aliança de paz, após derrota para os espanhóis.Aliança de paz, após derrota para os espanhóis.  Início do preparativo para a conquista deInício do preparativo para a conquista de TenochtitlanTenochtitlan
  • 23. Chegada a CholulaChegada a Cholula  A maior cidadeA maior cidade depois de México-depois de México- TenochtitlanTenochtitlan (30.000(30.000 habitantes).habitantes).  Narrado porNarrado por Bernal DiazBernal Diaz Castillo.Castillo.  Em 5 horas aEm 5 horas a matança dematança de aproximadamenteaproximadamente 5.000 homens em5.000 homens em Cholula.Cholula. Pintura de 1552.
  • 24. Batalhas de CortézBatalhas de Cortéz
  • 25. A chegada a TenochtitlanA chegada a Tenochtitlan  300 espanhóies e aproximadamente 3.000300 espanhóies e aproximadamente 3.000 tlaxcaltecas.tlaxcaltecas.  Travessia do vulcão Popocatépetl (Diego deTravessia do vulcão Popocatépetl (Diego de Ordás)Ordás)  8/nov/1519: encontro entre Cortéz e8/nov/1519: encontro entre Cortéz e Montezuma.Montezuma.
  • 26. O mito de Quetzacoatl – a serpenteO mito de Quetzacoatl – a serpente emplumadaemplumada
  • 27. Negociação: Cortéz e Montezuma IINegociação: Cortéz e Montezuma II  A prisão de Montezuma para poupar as vidasA prisão de Montezuma para poupar as vidas dos espanhóis.dos espanhóis.  Notícia inesperada de Vera Cruz (batalha deNotícia inesperada de Vera Cruz (batalha de Nautla) – morte de Juan de Escalante e seteNautla) – morte de Juan de Escalante e sete espanhóis.espanhóis.  Velazquez na caça de Cortéz (acusado deVelazquez na caça de Cortéz (acusado de rebeldia).rebeldia).
  • 28. ““La noche triste”La noche triste”  A morte de Montezuma (duas versões: a pedra eA morte de Montezuma (duas versões: a pedra e o assassinato). 24/jun/1520.o assassinato). 24/jun/1520.  Entre 30/jun e 1 de Julho, a saída dos espanhóisEntre 30/jun e 1 de Julho, a saída dos espanhóis de Tenochtitlan.de Tenochtitlan.  Assassinato de grande parte dos espanhóis eAssassinato de grande parte dos espanhóis e perda dos tesouros roubados dos astecas.perda dos tesouros roubados dos astecas.  Cortéz retorna a Tenochtitlan (com a tropaCortéz retorna a Tenochtitlan (com a tropa fragilizada), e com a ajuda dos tlaxcaltecasfragilizada), e com a ajuda dos tlaxcaltecas submete a cidade.submete a cidade.