Urbanização
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Urbanização

  • 2,506 views
Uploaded on

Slide sobre urbanização (problemas urbanos), origem e função das cidades, hierarquia urbana.

Slide sobre urbanização (problemas urbanos), origem e função das cidades, hierarquia urbana.

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
2,506
On Slideshare
2,321
From Embeds
185
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
1
Comments
1
Likes
6

Embeds 185

http://esclamariadagloriafundamental.blogspot.com.br 182
http://esclamariadagloriafundamental.blogspot.in 2
http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Urbanização
  • 2. Urbanização deve ser entendida como um processo ou movimento e não como algo momentâneo ou estático. Ela resulta fundamentalmente da transferência de pessoas do meio rural (campo) para o meio urbano (cidade).
  • 3. Entretanto, por se tratar de um processo, costumase conceituar urbanização como sendo “o aumento da população urbana em relação à população rural”, e nesse sentido só ocorre urbanização quando o percentual de aumento da população urbana é superior ao da população rural.
  • 4. As pessoas vão para o meio urbano em busca de oportunidades para melhorar a vida, de emprego, de escola, coisas que nem sempre são encontradas em pequenos povoados do interior.
  • 5. URBANIZAÇÃO – BRASIL . O processo de urbanização no Brasil difere do europeu pela rapidez de seu crescimento. Na Europa esse processo é mais antigo. Com exceção da Inglaterra, único país que se tornou urbanizado na primeira metade do século XIX, a maioria dos países europeus se tornou urbanizada entre a segunda metade do século XIX e a primeira metade do século XX. Além disso, nesses países a urbanização foi menos intensa, menos volumosa e acompanhada pela oferta de empregos urbanos, moradias, escolas, saneamento básico, etc. . Em nosso país, 70 anos foram suficientes para alterar os índices de população rural e os de população urbana. Esse tempo é muito curto e um rápido crescimento urbano não ocorre sem o surgimento de graves problemas.
  • 6. Problemas Urbanos A intensa urbanização do País foi acompanhada pelo processo de metropolização, decorrente da grande concentração populacional em um número reduzido de grandes cidades. A expansão horizontal das cidades, que vão se encontrando, é chamada de conurbação . As cidades conurbadas enfrentam problemas com transportes, enchentes e excesso de lixo. Regiões metropolitanas foram criadas com o objetivo de enfrentar as dificuldades decorrentes das conurbações. Além desses problemas, as cidades brasileiras não conseguem absorver o grande volume de mão-de-obra do campo, gerando uma grande massa de subempregados e desempregados.
  • 7. Origem e Função das cidades
  • 8. Uma cidade ou urbe é uma área urbanizada, que se diferencia de vilas e outras entidades urbanas através de vários critérios, os quais incluem população, densidade populacional. Não há um padrão mundial que defina uma cidade. Esta definição varia de país para país. Em alguns países, os organismos públicos consideram a existência de uma cidade baseados em critérios quantitativos, em outros, a classificação é feita segundo critérios qualitativos ou administrativos.
  • 9. O Brasil é um dos únicos países do mundo a definirem a entidade administrativa urbana local - o município - como um ente federativo. A maior parte dos municípios brasileiros geralmente abrange vastas extensões rurais ou até cobertas por florestas; por outro lado um município brasileiro pode dividir-se em distritos, subprefeituras ou regiões administrativas, que são circunscrições meramente administrativas sem constituírem pessoas de direito público ou sem ter representação política definida.
  • 10. Hierarquia Urbana
  • 11. A hierarquia urbana nada mais é do que a escala de subordinação entre as cidades, geralmente da seguinte forma: as pequenas cidades que existem aos milhares, que se subordinam as cidades médias, que existem em número menor que as pequenas cidades, estas, as cidades médias, que se subordinam às cidades grandes
  • 12. A quantidade mínima de habitantes para um lugarejo ser elevado à categoria de cidade varia de país a país. Para a ONU é urbano qualquer agrupamento humano com mais de 20 mil habitantes. O IBGE caracteriza Cidade pequena: 50 a 100 000 habitantes Lagoa Vermelha, capital Nacional do Churrasco, com 27.529 habitantes, Rio Grande do Sul, 120 km da capital Porto Alegre. Cidade pequena
  • 13. Cidade média é um termo usado em urbanismo para designar cidades que abriguem de 100 mil a 300 mil habitantes. No Brasil há mais de 200 municípios entre 100 e 300 mil habitantes, a maioria deles perto do litoral. Petrolina, 6ª maior cidade de Pernambuco com 294.081 habitantes cidade médias.
  • 14. Cidade grande é um termo usado em urbanismo para designar cidades que abriguem mais de 500 mil habitantes. No Brasil há 38 municípios com mais de 500 mil habitantes. Feira de Santana, Bahia, com 568.099 habitantes é a segunda maior cidade do estado e a única do interior do Norte, Nordeste e Centro Oeste na categoria de cidade grande.
  • 15. Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui, atualmente, doze metrópoles, divididas em três grupos, de acordo com a extensão de sua área de influência.
  • 16. Metrópoles regionais: Belém (PA), Manaus (AM) e Goiânia (GO). Essas três cidades possuem uma área de influência que abrange as regiões onde estão localizadas. Outros municípios dessa região dependem, de alguma forma, dos serviços centralizados nessas metrópoles regionais. Manaus - AM, exemplo de metrópole regional
  • 17. Metrópoles nacionais: Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Salvador (BA), Recife (PE), Fortaleza (CE) e Brasília (DF). Apresentam importância nacional, visto que possuem uma complexa estrutura de serviços, equipamentos urbanos, universidades, bancos etc. Brasília- DF, exemplo de metrópole nacional
  • 18. Metrópoles globais: São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ). Essas duas metrópoles globais estão entre as cidades mais importantes do planeta, pois abrigam sedes de grandes empresas nacionais, filiais de empresas transnacionais, sedes de grandes bancos e as principais universidades e centros de pesquisas do país. São Paulo e Rio de Janeiro exercem influência no cenário nacional e internacional. São Paulo- SP, exemplo de metrópole global.