• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
2013 Edelman Trust Barometer: Global, EU and Portugal
 

2013 Edelman Trust Barometer: Global, EU and Portugal

on

  • 1,440 views

The 2012 Edelman Trust Barometer examines trust in four key institutions -- government, business, media, and NGOs -- as well as communications channels.

The 2012 Edelman Trust Barometer examines trust in four key institutions -- government, business, media, and NGOs -- as well as communications channels.

Statistics

Views

Total Views
1,440
Views on SlideShare
1,440
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
6
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    2013 Edelman Trust Barometer: Global, EU and Portugal 2013 Edelman Trust Barometer: Global, EU and Portugal Presentation Transcript

    • Relatório Global, UE e Portugal
    • 2QUESTIONÁRIO ONLINE EM 26 PAÍSES• 31,000+ respondentes• 5 anos em 20+ mercados• 8 anos em 10+ mercadosAPRESENTAÇÃO COMPARATIVA DE RESULTADOS:GLOBALU.E.PORTUGAL13º ESTUDO ANUAL GLOBAL SOBRE CONFIANÇA
    • 3GLOBALPÚBLICOGERAL• 1000 respondentes por paísparticipante• Idades 18+• Histórico de 2 anosPÚBLICOINFORMADO• 500 respondentes nos E.U.A. e China& 200 nos restantes países• Idades 25-64• Educação Superior• No quartil superior de rendimentofamiliar, por escalão etário em cadapaís• Acompanha ativamente notícias deeconomia/negócios e de políticaspúblicas• Histórico de 13 anosAMOSTRA GLOBAL
    • 4• Questionário Online• 1,002 respondentes• Idades 18+• Trabalho de campo de 22Janeiro – 1 Fevereiro• Representativo da populaçãoPortuguesaPÚBLICOGERALPÚBLICOINFORMADO• Idades 25-64• Educação Superior• No quartil superior de rendimentofamiliar, por escalão etário no país• Acompanha ativamente notíciasde economia/negócios e depolíticas públicas• Publico Informado = 147respondentesAMOSTRA PORTUGAL
    • 2013CRESCENTE INFLUÊNCIA DAS ONGS2001QUEDA DO CEO CELEBRIDADE2002MEDIA MAIS CREDÍVEIS DO QUE A PUBLICIDADE2003EMPRESAS AMERICANAS SOFREM QUEDA DE CONFIANÇA NA EUROPA2004CONFIANÇA TRANSFERE-SE DAS AUTORIDADES PARA OS PARES2005ALGUÉM COMO EU” EMERGE NA CREDIBILIDADE ENQUANTO PORTA-VOZ2006EMPRESAS MAIS CONFIADAS DO QUE OS GOVERNOS OU OS MEDIA2007JOVENS INFLUENCIADORES CONFIAM MAIS NAS EMPRESAS2008EMPRESAS DEVEM COLABORAR COM OS GOVERNOS PARA RECUPERAR A CONFIANÇA2009CONFIANÇA É AGORA UMA LINHA ESSENCIAL DOS NEGÓCIOS2010ASCENSÃO DAS FIGURAS DE AUTORIDADE2011A QUEDA DO GOVERNO2012CRISE DE LIDERANÇA5EDELMAN TRUST BAROMETER EM RETROSPETIVA
    • 1. O ESTADO DA CONFIANÇA
    • 1. 1. CONFIANÇA NAS INSTITUIÇÕES
    • GLOBAL 57China 80Singapura 76Índia 71México 68Hong Kong 67EAU 66Malásia 64Canadá 62Indonésia 62E.U.A. 59Holanda 59Brasil 55Alemanha 55França 54Suécia 54R.U. 53Itália 51Austrália 50Polónia 48Coreia do Sul 47Irlanda 46Portugal 45Argentina 45Espanha 42Turquia 42Japão 41Rússia 362011 20132012DESCONFIADOSCONFIANTESNEUTRAISGLOBAL 51China 76EAU 68Singapura 67Índia 65Indonésia 63México 63Holanda 61Hong Kong 61Canadá 58Malásia 57Itália 56Argentina 54Austrália 53Brasil 51Suécia 49E.U.A. 49Portugal 49Coreia do Sul 44Polónia 44R.U. 41Irlanda 41França 40Alemanha 39Espanha 37Japão 34Rússia 32GLOBAL 55Brasil 80EAU 78Indonésia 74China 73Holanda 73México 69Singapura 67Argentina 62Índia 56Itália 56Canadá 55Coreia do Sul 53Suécia 52Japão 51Austrália 51Espanha 51França 50Polónia 49Alemanha 44E.U.A. 42Portugal 41R.U. 40Rússia 40Irlanda 39Resultado corresponde à média da confiança de cada país nas quatro instituições. Público Informado com idades 25-64 no total global de 20 países.8Grandesmudançasdesde 2012Alemanha +16França +14RU +12EUA +10ÍNDICE CONFIANÇA EDELMAN: O REGRESSO À NEUTRALIDADE
    • 936%41%49%45%0%10%20%30%40%50%60%2010 2011 2012 2013CONFIANÇA NAS INSTITUIÇÕES – PÚBLICO INFORMADO IDADES 25-64EVOLUÇÃO DA CONFIANÇA EM PORTUGAL Queda de 4 pontos face a2012Ainda assim, é superior aosvalores de 2010 e 2011CONFIANÇA EM PORTUGAL DECRESCEResultado corresponde à média da confiança de cada país nas quatro instituições. Público Informado 25-64 anos; Portugal
    • 201310GLOBAL 57China 80Singapura 76Índia 71México 68Hong Kong 67EAU 66Malásia 64Canadá 62Indonésia 62E.U.A. 59Holanda 59Brasil 55Alemanha 55França 54Suécia 54RU 53Itália 51Austrália 50Polónia 48Coreia do Sul 47Irlanda 46Argentina 45Portugal 45Espanha 42Turquia 42Japão 41Rússia 36GLOBAL 48China 70Índia 64EAU 63Singapura 63Indonésia 61Malásia 61México 59Hong Kong 54Canadá 52Brasil 51Holanda 50Argentina 48E.U.A. 45Alemanha 44RU 43Coreia do Sul 43Turquia 43França 41Itália 40Suécia 40Austrália 39Espanha 37Japão 35Polónia 34Irlanda 33Portugal 32Rússia 30Resultado corresponde à média da confiança de cada país nas quatro instituições. Públicos Geral e Informado com idades 25-64 num total global de 26 países e em cada um de 26 países.Nota: Resultado Global exclui PortugalGrandes Diferenças entrePúblico Geral & InformadoPolónia, EUA, Suécia: - 14 pontosPortugal, Singapura, Irlanda,Hong Kong, França: - 13 pontosPúblico Geral9 pontos abaixodo PúblicoInformadoPÚBLICO INFORMADO2013PÚBLICO GERALDESCONFIADOSCONFIANTESNEUTRAISCONFIANÇA DO PÚBLICO GERAL INFERIOR À DO PÚBLICO INFORMADO
    • Segue-se uma lista de instituições. Para cada uma, indique o quanto confia que essa instituição faz o que está certo, usando uma escala de 9 pontos na qual umsignifica que “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”. (TOP BOX 4 “Confia”) Público informado com idades entre os 25-64 anos num total globalde 20 países; total U.E. (França, Irlanda, Itália, Polónia, RU, Espanha, Suécia, Holanda e Alemanha)CONFIANÇA NAS INSTITUIÇÕES – GLOBAL VS. U.E.11ONGsEMPRESASMEDIAGOVERNOU.E. MAIS CÉTICA NAS QUATRO INSTITUIÇÕES48%43%GLOBAL U.E.63%60%GLOBAL U.E.58%52%GLOBAL U.E.57%50%GLOBAL U.E.
    • 52%53%54%57%59%54%61%44%48% 46%45%46%47%55%52%51%49%53%53%47%56%40%43%44%46%49%38%46%20%30%40%50%60%70%80%2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013ONGs Media Empresas Governo2007Diferença de 12pontos entreGoverno e Empresas2013Diferença de 10pontos entreGoverno e EmpresasCONFIANÇA NAS INSTITUIÇÕES – GLOBAL (2007 – 2013)12Regressoaos valoresde 2011ONG’S MANTÊM-SE COMO INSTITUIÇÃO MAIS CONFIADA DESDE 2007Segue-se uma lista de instituições. Para cada uma, indique o quanto confia que essa instituição faz o que está certo, usando uma escala de 9 pontos na qual umsignifica que “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”. (TOP BOX 4 “Confia”) Público Informado com idades 35-64 num total global de 18 países(exclui Argentina, Austrália, Hong Kong, Malásia, Indonésia, Singapura, Turquia e EAU)
    • 58%55%63%78%79%68%70%64%66%58%60%67% 66%67%75%48%65%53%74%55% 54%49%59%51% 53%41%28%30%63%60% 58%83%81%76%76%75% 73%70% 69%69%67% 66%66% 64%64% 63% 63%62% 61% 59%57%56% 55%51%46%40%37%20122013N/A50%CONFIANÇA NAS ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS (ONGs)2008 67% dos mercados emestudo* tinham umaconfiança acima dos 50%2013 93% dos mercados emestudo têm uma confiançaacima dos 50%132008 China:48%Segue-se uma lista de instituições. Para cada uma, indique o quanto confia que essa instituição faz o que está certo, usando uma escala de 9 pontos na qual um significaque “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”.(Top 4 Box, “Confia”) Público Informado com idades 25-64 num total global de 20 países (exclui Argentina,Hong Kong, Malásia, Singapura, Turquia and EAU) e em cada um dos 26 países* Exclui Portugal.REFORÇO DA CONFIANÇA NAS ONGS NO MAPA MUNDIAL
    • CONFIANÇA NAS INSTITUIÇÕES - PORTUGAL14ONGsEMPRESASMEDIAGOVERNO15% 15%Público Informado Público Geral57%38%Público Informado Público Geral58%40%Público Informado Público Geral50%34%Público Informado Público GeralGLOBALU.E.48%43%58%53%57%50%63%60%BAIXA CONFIANÇA NO GOVERNO EM PORTUGAL IGUAL NO PÚBLICOINFORMADO E NO PÚBLICO GERALSegue-se uma lista de instituições. Para cada uma, indique o quanto confia que essa instituição faz o que está certo, usando uma escala de 9 pontos na qual umsignifica que “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”. (TOP BOX 4 “Confia”) Público informado e Público Geral - Portugal
    • CONFIANÇA NAS INSTITUIÇÕES – PORTUGAL (2010-2013)1527%9%29%15%34%47%54%57%52%69%63%58%32%39%51% 50%0%10%20%30%40%50%60%70%80%2010 2011 2012 2013Governo Empresas ONGs MediaMudança de Governo2013Diferença de 42 pontosentre Empresas eGoverno2010Diferença de 7 pontosentre Empresas eGovernoPELA 1ª VEZ, UMA DISPUTA PELA LIDERANÇA: ONGS E EMPRESASSegue-se uma lista de instituições. Para cada uma, indique o quanto confia que essa instituição faz o que está certo, usando uma escala de 9 pontos na qual umsignifica que “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”. (TOP BOX 2, “Confia bastante” e TOP BOX 4 “Confia”) Público informado com idades entreos 25-64 anos num total global de 20 países; total U.E. (França, Irlanda, Itália, Polónia, RU, Espanha, Suécia, Holanda e Alemanha)
    • 1. 2. CONFIANÇA NAS EMPRESAS VS.CONFIANÇA NO GOVERNO
    • BRASIL+31 PONTOSARGENTINA+30 PONTOSCOREIA DO SUL+13 PONTOSJAPÃO+20 PONTOSINDONÉSIA+27 PONTOSÍNDIA+24 PONTOSRÚSSIA+11 PONTOSIRLANDA+12 PONTOSPOLÓNIA+26 PONTOSESPANHA+24 PONTOSITÁLIA+21 PONTOSMÉXICO+41 PONTOSCONFIA MAIS NAS EMPRESASDO QUE NO GOVERNOCONFIA MAIS NO GOVERNO DOQUE NAS EMPRESAS17PORTUGAL+42 PONTOSCONFIANÇA NAS EMPRESAS VS. GOVERNO – HEAT MAPSegue-se uma lista de instituições. Para cada uma, indique o quanto confia que essa instituição faz o que está certo, usando uma escala de 9 pontos na qual umsignifica que “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”. (Top 4 Box, “Confia”) Público Informado com idades 25-64 no México, Brasil, Argentina,Espanha, Irlanda, Rússia, Polónia, Itália, Coreia do Sul, Índia, Japão e Indonésia
    • RAZÕES PARA O DECLÍNIO DA CONFIANÇA NAS EMPRESAS E NO GOVERNO(JUNTO DAQUELES QUE ADMITIRAM ATUALMENTE CONFIAR MENOS NAS EMPRESAS E NO GOVERNO DO QUE NO ANO PASSADO)6%11%31%17%33%FALTA DE REGULAÇÃO OU CONTROLOQUESTÕES DE TRANSPARÊNCIAFRACA PERFORMANCE / INCOMPETÊNCIADECISÕES DERIVADAS DOS INCENTIVOSERRADOSCORRUPÇÃO OU FRAUDE16%16%16%23%27%FALTA DE REGULAÇÃO OU CONTROLOQUESTÕES DE TRANSPARÊNCIAFRACA PERFORMANCE / INCOMPETÊNCIADECISÕES DERIVADAS DE INCENTIVOSERRADOSCORRUPÇÃO OU FRAUDERAZÕES PARA CONFIAR MENOS NOGOVERNORAZÕES PARA CONFIAR MENOSNAS EMPRESAS50% 50%18CORRUPÇÃO/FRAUDE = PRINCIPAL RAZÃO PARA A DESCONFIANÇA NASEMPRESAS E NO GOVERNO[QUESTIONADOSSE CONFIAM MENOS NO GOVERNO - Q18] Qual das seguintes é a principal razão da diminuição da sua confiança no Governo no ano passado?; Q24.[QUESTIONADOSSE CONFIAM MENOS NAS EMPRESAS - Q20] Qual das seguintes é a principal razão da diminuição da sua confiança nas Empresas no ano passado?Público Geral num total global de 26 países.
    • REGULAÇÃO DO GOVERNO SOB AS EMPRESAS1919%22%47%21%17%47%19%5%68%Demasiada Suficiente InsuficienteU.E.GLOBALPORTUGALMAIORIA CONSIDERA QUE O GOVERNO NÃO REGULA SUFICIENTEMENTEAS EMPRESASRelativamente ao controlo do governo sob as empresas, considera que o controlo que o seu governo exerce sob as empresas é Insuficiente, Suficiente ouDemasiado? ”) Público Geral num total global de 20 países (exclui Argentina, Hong Kong, Malásia, Singapura, Turquia e EAU) + U.E + Portugal.
    • PAPEL DO GOVERNO NAS EMPRESAS203%6%16%23%24%25%Governo não deve intervir nas empresasDar ou emprestar dinheiro a empresas queestejam a passar por uma crise financeiraTrabalhar para assegurar a existência de ummercado livre e concorrência aberta entreempresasProteger consumidores de práticas de negócioirresponsáveisCriar infraestruturas que promovam e facilitemoportunidades de negócioRegular negócios assegurando que as empresasatuam de forma responsávelPORTUGAL TOP 3 GLOBAL & U.E.18%22%31%17%19%31%Criar infraestruturas quepromovam e facilitemoportunidades de negócioRegular negóciosassegurando que asempresas atuam de formaresponsávelProteger consumidores depráticas de negócioirresponsáveisU.E.GLOBALPAPEL DO GOVERNO NAS EMPRESAS: REGULAÇÃO E CRIAÇÃO DEINFRAESTRUTURAS DE ESTÍMULO À CRIAÇÃO DE NOVOS NEGÓCIOSQual dos seguintes é o papel mais importante que o governo deve exercer sob as empresas?
    • 1. 3. CONFIANÇA NOS SETORES
    • CONFIANÇA NOS SETORES – GLOBAL VS. U.E. (2013)2231%31%45%46%48%48%50%52%57%58%58%59%59%60%61%65%70%BancaServiços FinanceirosInd. QuímicaMediaEnergiaInd. FarmacêuticaServiços de saúdeTelecomunicaçõesBens de consumo não duráveisInd. MetalúrgicaInd. Cerveja e Bebidas EspirituosasInd. AeroespacialAutomóvelAlimentação e BebidasEntretenimentoEletrónica de consumoTecnologias51%52%53%57%59%60%60%61%63%65%66%66%67%68%70%74%78%Serviços FinanceirosBancaMediaInd. QuímicaServiços de saúdeInd. FarmacêuticaEnergiaInd. Cerveja e Bebidas EspirituosasTelecomunicaçõesEntretenimentoBens de consumo não duráveisAlimentação e BebidasInd. MetalúrgicaInd. AeroespacialAutomóvelEletrónica de consumoTecnologiasGLOBAL U.E.Tecnologia #1 emtodos os mercados emestudoSETOR DA TECNOLOGIA É O MAIS CONFIADOIndique o quanto confia que as empresas inseridas em cada um dos setores seguintes faz o que está certo. Utilize novamente uma escala de 9 pontos, onde umsignifica que “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”. (Top 4 Box, “Confia”) Público Informado com idades 25-64 num total global de 20 países (excluiArgentina, Hong Kong, Malásia, Singapura, Turquia e EAU) + U.E.
    • 23CONFIANÇA NOS SETORES – PORTUGAL (2013)32%36%51%53%53%57%58%59%60%62%64%66%67%72%73%77%84%Serviços FinanceirosBancaMediaBens de Consumo não duráveisInd. QuímicaServiços de SaúdeInd. MetalúrgicaEnergiaInd. Cerveja e Bebidas EspirituosasInd. FarmacêuticaTelecomunicaçõesInd. AeroespacialEntretenimentoAlimentação e BebidasAutomóvelEletrónica de ConsumoTecnologiasPORTUGALTOP 3 GLOBAL#1 Tecnologias (78%)#2 Eletrónica de Consumo (74%)#3 Automóvel (70%)TOP 3 U.E.#1 Tecnologias (70%)#2 Eletrónica de Consumo (65%)#3 Entretenimento (60%)SETORES DAS TECNOLOGIAS E ELETRÓNICA DE CONSUMO SÃO OS MAISCONFIADOS TAMBÉM EM PORTUGALPor favor, indique o quanto confia que as empresas inseridas em cada um dos setores seguintes faz o que está certo. Utilize novamente uma escala de 9 pontos, ondeum significa que “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”.(Top 4 Box, “Confia”)
    • 24CONFIANÇA NOS SETORES* – PORTUGAL (2012 VS. 2013)32%36%51%53%59%60%62%64%72%73%84%Serviços FinanceirosBancosMediaBens de Consumo não duráveisEnergiaInd. Cerveja e Bebidas EspirituosasInd. FarmacêuticaTelecomunicaçõesAlimentação e BebidasAutomóvelTecnologias29%35%44%50%50%53%60%64%64%71%81%Serviços FinanceirosBancosMediaInd. FarmacêuticaTelecomunicaçõesEnergiaAutomóvelBens de Consumo não duráveisInd. Cerveja e Bebidas EspirituosasAlimentação e BebidasTecnologias2012 2013+13+ 3+14-11SETOR DAS TECNOLOGIAS MANTÉM-SE O MAIS CONFIADOPor favor, indique o quanto confia que as empresas inseridas em cada um dos setores seguintes faz o que está certo. Utilize novamente uma escala de 9 pontos, ondeum significa que “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”.(Top 4 Box, “Confia”)* incui apenas setores estudados em 2012 e 2013
    • 85% 83% 81% 78% 76% 75% 74% 73%67% 66% 62%45% 43% 40% 38%21% 19% 17%12%NACIONALIDADE DAS EMPRESAS MAIS CONFIADAS – PORTUGAL (2013)25TOP 3 GLOBAL#1 Canadá (76%)#2 Alemanha (75%)#3 Suécia (74%)BOTTOM 3 GLOBAL#17 México (31%)#16 Índia (34%)#15 China (35%EMPRESAS SEDIADAS NA SUÍÇA, CANADÁ E SUÉCIA SÃO AS MAISCONFIADAS EM PORTUGALEm seguida pretendemos focar-nos nas empresas multinacionais sediadas em determinados países. Por favor indique o quanto confia nas empresasmultinacionais sediadas em cada um dos seguintes países para fazer o que está certo. Utilize novamente uma escala de 9 pontos, onde um significa que “não confianada” e nove significa que “confia bastante”.(Top 4 Box, “Confia”)
    • 69%82%72%78%74%80%19%58%29%50%36%60%CONFIANÇA DOS PAÍSES DESENVOLVIDOS VS. EMERGENTES NAS EMPRESAS SEDIADAS NOS SEGUINTES PAÍSESSD. Alemanha SD. Suécia SD. Canadá SD. China SD. Índia SD. BrasilConfiança global nas empresas sediadas na Alemanha,Suécia, Canadá e China mantem-se estável desde 2008*DesenvolvidosEmergentes26EMPRESAS SEDIADAS NOS PAÍSES DESENVOLVIDOS SÃO GLOBALMENTECONFIADASQ26-Q42. [TRACKING] Em seguida pretendemos focar-nos nas empresas multinacionais sediadas em determinados países. Por favor indique o quanto confia nasempresas multinacionais sediadas em cada um dos seguintes países para fazer o que está certo. Utilize novamente uma escala de 9 pontos, onde um significa que“não confia nada” e nove significa que “confia bastante”. (Top 4 Box, “Confia”) nos mercados Desenvolvidos (inclui EUA, RU, Alemanha, Japão, França) vs.mercados Emergentes (inclui México, China, Brasil, Rússia, Índia)*Dados de 2008 incluem Público Informado com idades ages 35-64 num total global de 18 países
    • CONFIANÇA NOS DIFERENTES TIPOS DE EMPRESAS70%76%70%86%78%65%55%62%53%79%55%48%89%73%GLOBAL DESENVOLVIDOS EMERGENTES EUA RU CHINA EAUPEQUENAS EMPRESASGRANDES EMPRESAS27DIVISÃO CULTURAL: PEQUENAS EMPRESAS MAIS CONFIADAS NO OCIDENTE;GRANDES EMPRESAS NO TOPO DA CONFIANÇA NOS MERCADOS EMERGENTESPensando nos diferentes tipos de empresas, por favor indique o quanto confia em cada um dos tipos de empresa para fazer o que está certo recorrendo a uma escalade 9 pontos, onde um significa que “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”. {Pequenas Empresas; Grandes Empresas) (Top 4 Box, “Confia”) PúblicoInformado com idades 25-64num total global de 26 países, Mercados Desenvolvidos (inclui EUA, RU, Alemanha, Japão, França), Mercados Emergentes (inclui México,China, Brasil, Rússia, Índia), EUA, RU, China, EAU
    • 1.4. QUEDA DOS SETORES BANCÁRIO E DOSSERVIÇOS FINANCEIROS
    • 56%72%83%61%59%49%67%52%69%53%63%51%35%26%56%42%47%45%35%45%83%80%71%60%59%54%49% 49%47%44%38%32% 31% 31%23% 22%19%11%50%BANCA ATINGIU VALORES MÍNIMOS EM 2012 - RU/FRANÇA/ALEMANHA; NOS EUA EM 201120132008-20-19-25-19-26-24+ 1129-13-13-25-1134%36%2010 2013PORTUGALQUEDAS SIGNIFICATIVAS DE CONFIANÇA NA BANCA NOS ÚLTIMOS 5 ANOSSegue-se uma lista de instituições. Para cada uma, indique o quanto confia que essa instituição faz o que está certo, usando uma escala de 9 pontos na qual umsignifica que “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”. (Top 4 Box, “Confia”) Público Informado com idades 35-64 num total global de 18 países eem cada um dos 18 países.
    • PERFORMANCE DO SETOR BANCÁRIO302% EXCELENTE6% BOA76% MÁ / MUITO MÁ27%MUITO MÁ49%MÁ16% RAZOÁVELFRACA PERFORMANCE DO SETOR BANCÁRIOEm geral, como classificaria a atual performance dos bancos e do setor bancário no seu país?
    • Classificação da performance da Bancanos segunites fatores (TotalExcelente/Boa)Desenvolvidos Emergentes EUA RU Canadá Austrália ChinaEmpréstimo a Pequenas Empresas X O X X O X Concessão de crédito à habitação X O X X  O Oferta sensata de cartões de crédito X O X X O X Negociação e investimento em dívidapública X O X X X X Garantia de privacidade e segurançados dados dos clientes O   X   Supervisão de ofertas públicas aempresas X X X X X X OConfiança na Banca 42% 69% 50% 29% 59% 40% 80%RELAÇÃO ENTRE CONFIANÇA E DESEMPENHO3150%+ = 40-49% = O<40% = XLEGENDABANKS PERFORMANCE REPORT CARDPensando especificamente nas diferentes ações de um banco, como classificaria a performance dos bancos ou do setor bancário em cada uma das seguintes ações?Público Informado com idades 25-64 num total global de 26 países e em cada um de 26 países (Total Excelente/Boa) nos Mercados Desenvolvidos, MercadosEmergentes, EUA, RU, Canadá, Austrália e China
    • 23%25%11%6%13%20%32O QUE MOTIVA A ATUAL DESCONFIANÇA NA BANCA E SERVIÇOS FINANCEIROS?(RESPONDENTES FAMILIARIZADOS COM ESCÂNDALOS NO SETOR BANCÁRIO AO LONGO DO ANO ANTERIOR – 56% GLOBALMENTE)59% considera que sãocausas internasCULTURA CORPORATIVAASSENTE EM BENEFÍCIOS EPRÉMIOSCORRUPÇÃOCORPORATIVACONFLITOS DE INTERESSESALTERAÇÕES NA ECONOMIABANCOS SÃO DEMASIADOGRANDESFALTA DE REGULAÇÃOBAIXA CONFIANÇA NOS BANCOS LIGADA À CULTURA EMPRESARIALQuão familiarizado está com os escândalos do setor bancário/financeiro que aconteceram no passado ano, mais especificamente no Barclays, J.P. Morgan e StandardChartered? ; Q161. [QUESTIONADOS SE ESTÃO FAMILIARIZADOS COM OS ESCÂNDALOS NO SETOR BANCÁRIO/FINANCEIRO AO LONGO DO ANO ANTERIOR)(Q160=MUITO/ALGOFAMILIARIZADO)] Baseado na informação que leu/viu/ouviu acerca dos escandalos nos setores bancário/financeiro, mais especificamente no Barclays, J.P. Morgan and StandardChartered, qual pensa que é a MAIOR causa destes escândalos? Público Informado com idades 25-64 num total global de 26 países
    • 3363%30%58%34%Comuns à generalidade das empresas,indepente do setorApenas no setor bancário e financeiroGLOBALU.E.COMPORTAMENTOS MENOS RESPONSÁVEIS SÃO EXCLUSIVOS DOS SETORES BANCÁRIO E FINANCEIRO? -GLOBAL (2013)FALTA DE CONFIANÇA NA GENERALIDADE DAS EMPRESASTendo por base o seu conhecimento geral acerca da crise bancária e financeira global e nos acontecimentos deste ano, acredita que os comportamentos e açõesverificados são únicos aos setores bancários e financeiros ou considera que estes comportamentos e ações são comuns às empresas em geral, independentementedo setor? Público Informado com idades 25-64 num total global de 26 países e em cada um de 26 países
    • 1.5. CONFIANÇA NOS MEDIA E FONTES DEINFORMAÇÃO
    • N/A50%CONFIANÇA NOS MEDIA – GLOBAL (2013)2008 50% dos mercados em estudotêm uma confiança de 50% ousuperior2013 62% dos mercados em estudotêm uma confiança de 50% ousuperior3552%45%51%79%70%80%65% 65%61%65%42%54%47%61% 61%41%45% 46%57%45%37% 38%49%35%48%36%43%33%57%50% 50%81%79%77%70%68%66% 66%61% 61% 60% 59%57%54%51% 50% 50%49%47% 47% 47% 45%45% 43%42%38%26%20122013CRESCIMENTO MODERADO DA CONFIANÇA NOS MEDIA AO LONGO DOTEMPOSegue-se uma lista de instituições. Para cada uma, indique o quanto confia que essa instituição faz o que está certo, usando uma escala de 9 pontos na qual umsignifica que “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”.(Top 4 Box, “Confia”) Público Informado com idades 25-64 num total global de 20 países(exclui Argentina, Hong Kong, Malásia, Singapura, Turquia and EAU) e em cada um dos 26 países
    • 58% 58%43% 41% 40%51% 47%32%26% 30%65%71%56% 58%52%54% 50%33% 31% 32%MEDIA TRADICIONAIS MOTORES DE BUSCAONLINEMEDIA HÍBRIDOS SOCIAL MEDIA MEDIA CORPORATIVOSGlobal Desenvolvidos Emergentes EUCONFIANÇA NAS FONTES DE INFORMAÇÃO59%61%49% 47% 44%61% 60%48%45% 43%56% 56%40%37% 37%54%49%29% 29% 31%MEDIA TRADICIONAIS MOTORES DE BUSCAONLINEMEDIA HÍBRIDOS SOCIAL MEDIA MEDIA CORPORATIVOS18-29 30-44 45-64 65+CONFIANÇA NAS FONTES DE INFORMAÇÃO POR GRUPO ETÁRIO36MERCADOS EMERGENTES SÃO QUEM MAIS CONFIA NAS DIFERENTESFONTES DE INFORMAÇÃOQuando procura notícias ou informação de um modo geral, em que medida é que confia cada tipo de fonte de informação/notícias? Por favor utilize uma escala de 9pontos na qual um significa que “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”. (Top 4 Box, “Confia”) Público Geral num total global de 26 países,Desenvolvidos vs. Mercados Emergentes; Age breakdown – Público Geral num total global de 26 países+ U.E.
    • FONTES DE INFORMAÇÃO GERAL E CONFIRMAÇÃO (2013)371ª FONTE DE INFORMAÇÃO GERALFONTE PARA VALIDAR/CONFIRMAR INFORMAÇÃO6%1%7%2%12%21%21%26%4%1%1%3%3%10%22%23%32%OUTRABLOGSMICROBLOGGINGRÁDIO OU NOTICIÁRIOS DE RÁDIOREDES SOCIAISREVISTAS OU REVISTAS DE NEGÓCIOS (IMPRESSOSOU ONLINE)JORNAIS (IMPRESSOS OU ONLINE)TELEVISÃO OU NOTICIÁRIOS TELEVISIVOSMOTORES DE BUSCA ONLINEPORTUGALMOTORES DE BUSCA ONLINE SÃO PRIMEIRA FONTE DE INFORMAÇÃOGERAL E PARA CONFIRMAR INFORMAÇÃONuma situação normal, qual é a primeira fonte que procura para obter informação geral acerca de empresas? A quais das seguintes fontes MAIS recorre paraconfirmar/validar uma informação de ultima hora acerca de empresas? Público Geral, Portugal
    • 10% UMA VEZ (1)18% DUAS VEZES (2)12%DEZ OU MAIS VEZES (10+)0%SEIS A NOVE VEZES (6-9)24%QUATRO A CINCO VEZES (4-5)EXPOSIÇÃO À INFORMAÇÃO – PORTUGAL 201337% TRÊS VEZES (3)3861% TRÊS A CINCO VEZESGLOBAL64% Três a cinco vezesPORTUGAL 201259% Três a cinco vezesEM PORTUGAL MAIORIA NECESSITA DE SER EXPOSTO À INFORMAÇÃOENTRE 3 A 5 VEZES PARA ACREDITARPense acerca de tudo o que ouve todos os dias acerca das empresas, seja positivo ou negativo. Quantas vezes em geral necessita de estar exposto a determinadainformação acerca de uma empresa para acreditar na sua veracidade? Público Informado com idades 25-64 num total global de 26 países (exclui “Não Sei”)
    • 392. EUROPA – PERSPETIVAS
    • 28%19%39%36%29% 29%26% 25% 25% 24%22%61%77%49%51%63% 62%64%70%66%61%64%U.E. Portugal França Irlanda Itália Polónia RU Espanha Suécia Holanda AlemanhaNo Bom CaminhoNo Mau Caminho40EUROPA – NO BOM CAMINHO VS. NO MAU CAMINHOCONSENSO ENTRE OS PAÍSES EUROPEUS - A EUROPA NÃO ESTÁ NO BOMCAMINHOAo longo do último ano, diria que as coisas na Europa estão a ir na direção certa ou considera que vão por um mau caminho? Público Informado 25-64 anos na regiãoda U.E., Portugal, França, Irlanda, Itália, Polónia, RU, Espanha, Suécia, Holanda e Alemanha
    • 48%68%64%59%50%44%41% 40% 38%32%32%21%16% 18%22%32%41%46% 44%49%U.E. França Itália Irlanda Espanha Polónia Holanda RU Alemanha SuéciaUnião EuropeiaO Governo do seu país41CONFIANÇA PARA GERIR A ATUAL CRISE DA ZONA EUROCONFIA MAIS NA U.E. DO QUE NO SEU GOVERNOPARA GERIR ATUAL CRISE32%35% 20%49% 30% 62% 47% 48% 65%Confiança noGovernoEUROPA DIVIDIDA RELATIVAMENTE A QUEM DEVERÁ GERIR A ATUAL CRISEEm quem mais confia para gerir a atual crise da zona Euro: o governo do seu país ou a União Europeia? Público Informado 25-64 anos na região da UE, França, Irlanda,Itália, Polónia, RU, Espanha, Suécia, Holanda e Alemanha
    • 52%81%61%58%54%51%48%43%40%33%U.E. Holanda Suécia França RU Polónia Alemanha Itália Irlanda Espanha42CONFIANÇA NO GOVERNO ALEMÃO PARA TOMAR AS ATITUDES MAIS INDICADAS PARA RESOLVER A ATUALCRISE EUROPEIADESCONFIADOSCONFIANTES NEUTRAISHOLANDA, SUÉCIA E FRANÇA SÃO OS PAÍSES QUE MAIS CONFIAM NOGOVERNO ALEMÃO PARA RESOLVER A ATUAl CRISE EUROPEIAEm que medida confia no governo alemão para resolver a atual crise da dívida na zona Euro? Recorra a uma escala de 1 a 9 em que 1 significa “não confio nada nogoverno alemão” e 9 significa “confio bastante no governo alemão” para resolver da melhor forma a atual crise da dívida na zona Euro. (Top Box 4 – “confia”) PúblicoInformado 25-64na U.E., França, Irlanda, Itália, Polónia, R.U., Espanha, Suécia, Holanda e Alemanha.
    • 37%24%34% 35% 35%36%38%40% 41%51%43%59%49%45%39%45%40%44%36% 35%U.E. Espanha Alemanha RU Suécia Polónia Irlanda Itália França HolandaConfia nos Bancos CentraisNão Confia nos Bancos Centrais43CONFIANÇA NO SISTEMA EUROPEU DE BANCOS CENTRAIS PARA FAZER O MELHOR PELA EUROPAESPANHA E ALEMANHA COM BAIXA CONFIANÇA NOS BANCOS CENTRAISPor favor indique em que medida confia no Sistema Europeu de Bancos Centrais para fazer o que está correto, de um modo geral, pela Europa. Por favor utilize umaescala de 9 pontos, onde um significa que “não confia nada” e nove significa “confia bastante”. (Top 4 Box – Confia) (Bottom 4 Box – Não Confia) Público Informado25-64 anos na região da U.E., França, Irlanda, Itália, Polónia, RU, Espanha, Suécia, Holanda e Alemanha.
    • 3. CRISE DE LIDERANÇA
    • 26%27%36%38%41%45%51%52%53%54%60%62%68%70%Artista/AtletaBloggerPorta-voz de uma empresaRepresentante do GovernoQuadro de Diretores de uma empresaCEOColaborador comum numa empresaAnalista Financeiro ou industrialEmpreendedor bem sucedidoRepresentante de ONGCriador de novos produtos"Alguém como eu"Técnico especialista numa empresaAcadémico ou especialista20%23%32%33%33%34%44%45%48%51%53%59%63%68%Artista/AtletaBloggerPorta-voz de uma empresaQuadro de Diretores de uma empresaRepresentante do GovernoCEOEmpreendedor bem sucedidoAnalista Financeiro ou industrialRepresentante de ONGColaborador comum numa empresaCriador de novos produtos"Alguém como eu"Técnico especialista numa empresaAcadémico ou especialistaCREDIBILIDADE DO PORTA-VOZ – GLOBAL VS. U.E. (2013)GLOBAL45U.E.ESPECIALISTAS E PARES SÃO OS MAIS CONFIADOSSegue-se uma lista de pessoas. Regra geral, quando forma opinião acerca de uma empresa, se ouviu informação a seu respeito a partir de cada uma das referidaspessoas, quão credível seria essa informação – extremamente credível, muito credível, credível de certa forma, nada credível? (Top 2 Box, Muito/ ExtremamenteCredível) Público Informado com idades 25-64 num total global de 20 países (exclui Argentina, Hong Kong, Malásia, Singapura, Turquia and EAU) + U.E.
    • 9%12%18%19%29%32%35%37%43%49%51%56%67%74%Artista/AtletaBloggerPorta-voz de uma empresaRepresentante do GovernoQuadro de Diretores de uma empresaCEOColaborador comum numa empresaCriador de novos produtosAnalista Financeiro ou industrialAlguém como EuEmpreendedor bem sucedidoRepresentante de ONGTécnico Especialista numa empresaAcadémico ou EspecialistaCREDIBILIDADE DO PORTA-VOZ – PORTUGAL (2012 VS. 2013)46201320%40%44%50%55%57%66%68%Representante do GovernoColaborador comum numaempresaCEOAlguém como EuAnalista Financeiro ou industrialRepresentante de ONGTécnico Especialista numa empresaAcadémico ou Especialista2012+ 6- 1+ 1- 12- 1- 12- 5- 1EM PORTUGAL OS ESPECIALISTAS SÃO OS MAIS CONFIADOSSegue-se uma lista de pessoas. Regra geral, quando forma opinião acerca de uma empresa, se ouviu informação a seu respeito a partir de cada uma das referidaspessoas, quão credível seria essa informação – extremamente credível, muito credível, credível de certa forma, nada credível? (Top 2 Box, Muito/ ExtremamenteCredível) Público Informado com idades 25-64 Portugal.
    • CREDIBILIDADE DO PORTA-VOZ (2010 – 2013)4769%61%68%74%74%76%50% 49%46% 54%40%35%32%27%20% 19%0%10%20%30%40%50%60%70%80%2010 2011 2012 2013Académico ou Especialista Alguém como Eu Colaborador comum numa empresa Representante do GovernoRANKING DA CREDIBILIDADE NOS PORTA-VOZES MANTÉM-SE ESTÁVEL DE2012 PARA 2013Segue-se uma lista de pessoas. Regra geral, quando forma opinião acerca de uma empresa, se ouviu informação a seu respeito a partir de cada uma das referidaspessoas, quão credível seria essa informação – extremamente credível, muito credível, credível de certa forma, nada credível? (Top 2 Box, Muito/ ExtremamenteCredível) Público Informado com idades 25-64 Portugal. (2010 a 2013)
    • 45%34%32%52%70%55%52%73%41%52%34% 36%62%55%42%22%37% 39%43%27% 28%56%37%34%54%26%40%35%48%38%33%19% 18%36%22%32%54%23%35%22%25%54%48%35%15%31%36%41%25%27%55%37% 36%56%32%47%45%60%50%2013 CREDBILIDADE DOS CEOS VS. REPRESENTANTES DO GOVERNOCredibilidade doRepresentante doGovernoCredibilidade do CEO48Líderes empresariais com confiançainferior a 50% em 17 dos 27 mercadosLíderes governamentais com confiançainferior a 50% em 22 dos 27 mercadosMAIORIA DOS MERCADOS COM CONFIANÇA ABAIXO DOS 50% NOSLÍDERES EMPRESARIAIS E NOS LÍDERES GOVENANMENTAISCredibilidade do CEO e do Representante do governo) Segue-se uma lista de pessoas. Regra geral, quando forma opinião acerca de uma empresa, se ouviuinformação a seu respeito a partir de cada uma das referidas pessoas, quão credível seria essa informação – extremamente credível, muito credível, credível decerta forma, nada credível? (Top 2 Box, Muito/Extremamente Credível) Público Informado com idades 25-64 num total global de 26 países (inclui apenas porta-vozes em estudo em 2012 e 2013) + Portugal e U.E.
    • CONFIANÇA NOS LÍDERES EMPRESARIAIS E GOVERNAMENTAIS PARA (2013):LÍDERES GOVERNAMENTAIS49LÍDERES EMPRESARIAIS26%20% 19% 18%RESOLVER QUESTÕES/ PROBLEMASSOCIAISRESOLVER PROBLEMAS DEEMPRESAS/INDÚSTRIASTOMAR DECISÕES ETICAMENTECORRETASDIZER A VERDADEINDEPENDENTEMENTE DA SUACOMPLEXIDADE15% 15%14%13%RESOLVER QUESTÕES/ PROBLEMASSOCIAISRESOLVER PROBLEMAS DEEMPRESAS/INDÚSTRIASTOMAR DECISÕES ETICAMENTECORRETASDIZER A VERDADEINDEPENDENTEMENTE DA SUACOMPLEXIDADEGLOBALCRISE DE LIDERANÇA – BAIXA CONFIANÇA NA ÉTICA E MORAL[SPLIT SAMPLE] Em que medida confia nos líderes empresariais para fazer o seguinte? (Top Box- Confia Bastante) Público Geral num total global de 26 países
    • 32%10%13%15%34%32%18%57%37%42%50%68%67%50%PortugalFrançaAlemanhaEUAÍndiaChinaGlobalConfiança nas EmpresasConfiança nos líderes empresariais para dizer a verdade19%8%6%10%20%24%13%15%33%38%38%55%71%41%PortugalFrançaAlemanhaEUAÍndiaChinaGlobalConfiança no GovernoConfiança nos líderes governamentais para dizer a verdadeDIFERENÇA DE CONFIANÇA NA INSTITUIÇÃO VS. CONFIANÇA NA LIDERANÇA (2013)-32-35-34-35-27-28-47-35-28-25-29 -3250-25 +4DIFERENCIAL DE CONFIANÇA ENTRE INSTITUIÇÃO E LIDERANÇASegue-se uma lista de instituições. Para cada uma, indique o quanto confia que essa instituição faz o que está certo, usando uma escala de 9 pontos na qual um significaque “não confia nada” e nove significa que “confia bastante”. Segue-se uma lista de pessoas. Regra geral, quando forma opinião acerca de uma empresa, se ouviuinformação a seu respeito a partir de cada uma das referidas pessoas, quão credível seria essa informação – extremamente credível, muito credível, credível de certaforma, nada credível? Público Geral
    • Em quem MAIS confia para lhe fornecerinformação credível e honesta nasseguintes fontes:CEOColaboradornuma empresaConsumidorfidelizado / ativistaAcadémicoPorta-voz deuma empresaSites de Redes Sociais 11% 20% 23% 14% 7%Blogs 10% 14% 22% 18% 4%Jornais ou Revistas 21% 18% 13% 18% 17%Televisão ou noticiários televisivos 16% 23% 12% 19% 17%Website de uma empresa 30% 23% 10% 13% 7%Sites de microblogging 10% 16% 19% 11% 4%51PESSOA MAIS CONFIADA POR FONTE DE INFORMAÇÃOCEO É MAIS CONFIADO NOS JORNAIS, REVISTAS E WEBSITE CORPORATIVOSegue-se uma lista de fontes onde pode obter informações acerca de uma empresa. Por favor selecione a pessoa em quem MAIS confia para lhe fornecer informaçãocredível e honesta acerca de uma empresa em cada uma das seguintes fontes (exclui “Não Sei”)
    • 52PRÁTICAS DE NEGÓCIO DE UMA EMPRESA,POSITIVAS E NEGATIVASINFORMAÇÃO SOBRE UMA EMPRESA EMTEMPO DE CRISE42%26%22%16%11%5%Colaborador de umaempresaCEOAcadémicoConsumidor fidelizado /ativistaPorta-voz de uma empresaNão Sabe6%8%12%25%36%37%Não SabePorta-voz de uma empresaConsumidorfidelizado/ativistaAcadémicoCEOColaborador de umaempresaCREDIBILIDADE DO PORTA-VOZ (2013)EM PORTUGAL COLABORADORES SÃO A FONTE MAIS CONFIADA PARAFORNECER INFORMAÇÃO CORPORATIVAPense agora nos diferentes tipos de informação que lê, vê ou ouve acerca de uma empresa. Para cada tópico, por favor selecione a pessoa em que MAIS confia paralhe fornecer informação credível e honesta acerca de uma empresa.
    • 4. A CONSTRUÇÃO DA CONFIANÇA
    • COMUNICA O ESTADO DO NEGÓCIO FREQUENTEMENTE E HONESTAMENTEOUVE AS NECESSIDADES DO CLIENTE E RESPONDETRATA BEM OS COLABORADORESCOLOCA OS CLIENTES ACIMA DOS LUCROSINTEGRIDADETOMA ATITUDES RESPONSÁVEIS EM RESPOSTA A UM PROBLEMA OU CRISETEM PRÁTICAS DE NEGÓCIO TRANSPARENTES E ABERTASTEM PRÁTICAS DE NEGÓCIO ETICAMENTE CORRETASPROPÓSITO SOCIALOPERACIONALENTREGA RETORNOS FINANCEIROS CONSISTENTES AOS INVESTIDORESTEM UMA LIDERANÇA BEM RECONHECIDA E ADMIRADACONSTA NUM RANKING GLOBAL DE MELHORES EMPRESASPRODUTOS & SERVIÇOSÉ INOVADOR DE NOVOS PRODUTOS, SERVIÇOS E IDEIASOFERECE PRODUTOS E SERVIÇOS DE ELEVADA QUALIDADETRABALHA PARA MELHORAR E PROTEGER O AMBIENTETEM EM CONTA AS NECESSIDADES DA SOCIEDADE NAS SUAS PRÁTICAS DE NEGÓCIOCRIA PROGRAMAS COM IMPACTO POSITIVO NAS COMUNIDADES ONDE ATUASÃO PARCEIROS DE ONGS, GOVERNO E OUTROS NO SENTIDO DE RESOLVERPROBLEMAS DA SOCIEDADEENGAGEMENTEdelman Trust Barometer revela16 ATRIBUTOS ESPECÍFICOS quecontribuem para construirconfiança.Estes podem ser agrupados emCINCO CLUSTERS, aqui listadospor ordem de importância.5416 ATRIBUTOS PARA CONSTRUIR A CONFIANÇA
    • INTEGRIDADE (58%)PROPÓSITO (47%)OPERACIONAL (39%)PRODUTOS & SERVIÇOS (54%)ENGAGEMENT (59%)Edelman Trust Barometer’s2013 CLUSTERS DE CONFIANÇAEdelman Trust Barometer2008 TRUST DRIVERS*OPERACIONAL(76%)Reputação enquanto empresa paratrabalhar (81%)Performance financeira(76%)CEO ou líder respeitado(71%)55*Dados incluem Público Informado com idades 35-64 num total global de 18 paísesDRIVERS DE CONFIANÇA EVOLUEM PARA CINCO CLUSTERS
    • 34%39%42%45%47%54%55%59%62%62%64%65%65%65%69%71%72%SÃO PARCEIROS DE ONGS, GOVERNOS E OUTROS NO SENTIDO DE RESOLVERPROBLEMAS DA SOCIEDADECONSTA NUM RANKING MUNDIAL DE MELHORES EMPRESASENTREGA RETORNO FINANCEIRO CONSISTENTE AOS INVESTIDORESTEM UMA LIDERANÇA BEM RECONHECIDA E ADMIRADATEM EM CONTA AS NECESSIDADES DA SOCIEDADE NAS SUAS PRÁTICAS DENEGÓCIOÉ UM INOVADOR DE NOVOS PRODUTOS, SERVIÇOS E IDEIASCRIA PROGRAMAS COM IMPACTO POSITIVO NAS COMUNIDADES ONDE ATUACOMUNICA O ESTADO DO NEGÓCIO FREQUENTEMENTE E HONESTAMENTETRABALHA PARA MELHORAR E PROTEGER O AMBIENTETOMA ATITUDES RESPONSÁVEIS EM RESPOSTA A UM PROBLEMA OU CRISEMANTEM CONFIDENCIAIS AS INFORMAÇÕES PESSOAIS DOS CLIENTESTEM PRÁTICAS DE NEGÓCIO TRANSPARENTES E ABERTASTEM PRÁTICAS DE NEGÓCIO ETICAMENTE CORRETASCOLOCA OS CLIENTES ACIMA DOS LUCROSTRATA BEM OS COLABORADORESOFERECE PRODUTOS E SERVIÇOS DE ELEVADA QUALIDADEOUVE AS NECESSIDADES DO CLIENTE E RESPONDEIMPORTÂNCIA DAS EMPRESAS56INTEGRIDADEPRODUTOS E SERVIÇOSPROPÓSITO SOCIALOPERACIONALENGAGEMENTQUALIDADE E ATENÇÃO AOS CLIENTES SÃO FATORES FUNDAMENTAISPARA CONSTRUIR A CONFIANÇAQuão importante considera cada um dos seguintes fatores para a construição da sua CONFIANÇA numa empresa? Utilize uma escala de 9 pontos onde umsignifica que a ação “não é de todo importante para construir a sua confiança” e nove significa “extremamente importante para construir a sua confiança” numaempresa. (Top 2 Box, Muito/Extremamente Importante)
    • 19%28%22%26%33%23%26%26%23%24%28%25%23%24%30%41%37%38%38%41%44%47%49%53%54%57%58%58%59%61%62%63%SÃO PARCEIROS DE ONGS, GOVERNOS E OUTROS NO SENTIDO DE RESOLVERPROBLEMAS DA SOCIEDADECONSTA NUM RANKING MUNDIAL DE MELHORES EMPRESASENTREGA RETORNOS FINANCEIROS CONSISTENTES AOS INVESTIDORESTEM UMA LIDERANÇA BEM RECONHECIDA E ADMIRADAÉ UM INOVADOR DE NOVOS PRODUTOS, SERVIÇOS E IDEIASCRIA PROGRAMAS COM IMPACTO POSITIVO NAS COMUNIDADES ONDE ATUATEM EM CONTA AS NECESSIDADES DA SOCIEDADE NAS SUAS PRÁTICAS DENEGÓCIOTRABALHA PARA MELHORAR E PROTEGER O AMBIENTECOMUNICA O ESTADO DO NEGÓCIO FREQUENTEMENTE E HONESTAMENTETEM PRÁTICAS DE NEGÓCIO TRANSPARENTES E ABERTASTEM PRÁTICAS DE NEGÓCIO ETICAMENTE CORRETASTOMA ATITUDES RESPONSÁVEIS EM RESPOSTA A UM PROBLEMA OU CRISECOLOCA OS CLIENTES ACIMA DOS LUCROSTRATA BEM OS COLABORADORESOUVE AS NECESSIDADES DO CLIENTE E RESPONDEOFERECE PRODUTOS E SERVIÇOS DE ELEVADA QUALIDADE-22-32-37-36-33-30-33-31-27-23-24-11-15-16-10-18IMPORTÂNCIA VS. PERFORMANCE DAS EMPRESASGap57ImportânciaPerformanceINTEGRIDADEPRODUTOS E SERVIÇOSPROPÓSITO SOCIALOPERACIONALENGAGEMENTATRIBUTOS DE CONFIANÇA – DIFERENÇA SIGNIFICATIVA EXPECTATIVAS VS.DESEMPENHOQuão importante considera cada um dos seguintes fatores para a construição da sua CONFIANÇA numa empresa? Utilize uma escala de 9 pontos onde um significa que aação “não é de todo importante para construir a sua confiança” e nove significa “extremamente importante para construir a sua confiança” numa empresa. (Top 2 Box,Muito/Extremamente Importante) Público Geral num total global de 26 países (exclui ‘Não Sei’) Q114-Q129. Por favor classifique [NOME EMPRESA] relativamente ao quãoconsidera que esta atua de acordo com os seguintes atributos. Utilize uma escala de 9 pontos, onde um significa que a performance é “extremamente má” e nove significa“extremamente boa”. (Top 2 Box, Performance Boa/Extremamente Boa) Publico Geral num total global de 26 países
    • Em quem confia MAIS para lhe fornecerinformação credível e honesta sobre:CEO de umaempresaColaboradorde umaempresaConsumidorfidelizado/ativistaAcadémicoPorta-voz daempresaProgramas de emprego, condições e benefícios detrabalho de uma empresa21% 63% 16% 13% 11%Como uma empresa serve os seus clientes e coloca asnecessidades dos clientes acima dos lucros19% 30% 44% 16% 15%A situação de uma empresa em época de crise 30% 35% 18% 22% 23%Os esforços de inovação e de desenvolvimento de novosprodutos de uma empresa31% 31% 27% 25% 13%Como uma empresa utiliza os seus recursos e influênciapara proteger o ambiente21% 26% 34% 27% 13%Como uma empresa apoia projetos com um impactopositivo na comunidade local22% 27% 35% 20% 23%Parcerias com ONGs e esforço para responder aproblemas sociais25% 20% 25% 23% 15%Retorno financeiro da empresa e respetiva performanceoperacional34% 27% 23% 23% 12%Práticas de negócio de uma empresa, sejam positivas ounegativas23% 36% 29% 21% 15%Feitos/ações da autoria dos líderes de uma empresa 35% 34% 17% 19% 19%ENGAGEMENTINTEGRIDADEPRODUTOSOPERACIONALPROPÓSITO58MAPEAMENTO DE INFLUENCIADORESPense agora nos diferentes tipos de informação que lê, vê ou ouve acerca de uma empresa. Para cada tópico, por favor selecione a pessoa em que MAIS confia paralhe fornecer informação credível e honesta acerca de uma empresa. Público Geral, num total global de 26 países
    • 5. IMPORTÂNCIA DO PUBLICENGAGEMENT
    • 60P Ú B L I C O G E R A LCEOQUADRO DE DIRETORESOFICIAIS DOGOVERNOACADÉMICOSESPECIALISTAS TÉCNICOSELITE MEDIAFLUXO E CONTROLO DEINFORMAÇÃO VERTICALPIRÂMIDE DEINFLUÊNCIA“À medida que o círculo de decisores fica maisreduzido, ao centralizar os meios de decisão quetornam enormes as suas consequências, odecurso dos grandes acontecimentos permaneceno poder de decisão de determinados círculos.”- C. Wright Mills, 1956ONDE ESTÁVAMOS
    • 61CONSUMIDORES FIDELIZADOSCOLABORADORESP Ú B L I C O G E R A LACTIVISTASSOCIAISCEOQUADRO DE DIRETORESOFICIAIS DOGOVERNOACADÉMICOSESPECIALISTAS TÉCNICOSELITE MEDIAATÉ 2013DESDE 2000POUCOS MUITOSORDENAM CO-CRIAÇÃOFIXOS FLEXÍVEISMONÓLOGO DIÁLOGOCONTROLO EMPOWERMENTPIRÂMIDE DECOMUNIDADE(Horizontal)PIRÂMIDE DEAUTORIDADE(Vertical)da LICENÇA PARA OPERARpara LICENÇA PARA LIDERARA NOVA DINÂMICA: O DIAMANTE DA INFLUÊNCIA
    • PIRÂMIDE DACOMUNIDADE(Horizontal)PIRÂMIDE DAAUTORIDADE(Vertical)HibridoSocialPrivadoTradicionalCONSUMIDORES FIDELIZADOSCOLABORADORESP Ú B L I C O G E R A LATIVISTASSOCIAISCEOQUADRO DE DIRETORESOFICIAIS DOGOVERNOACADÉMICOSESPECIALISTAS TÉCNICOSELITE MEDIASearch &ContentATIVAÇÃO ATRAVÉS DE COBERTURA DE MEDIA, BASEANDO NUMA LIDERANÇA CONSAGRADA“Uma liderança fundamentada constrói legitimidade juntodos stakeholders-chave e é baseada no dinamismo pessoal,na empatia, autenticidade, na coragem e na definição deobjetivos aspiracionais.”-- Jeffrey SonnenfeldABRAÇAR A NOVA ORDEM: GESTÃO INCLUSIVA
    • COMPREENDER que qualquerum pode ser um ativistaOUVIR os cidadãos comunsPARTICIPAR na contínua troca deideiasCRIAR e co-criar conteúdospartilháveisCONSTRUIR narrativas quepermitam estar nos vários tiposde mediaPRATICAR uma transparênciagenuinaRECONHECER que um bomnegócio necessita de receitas +propósito + engagementO modelo de PUBLIC ENGAGEMENT é aplicadoatravés da concretização de todos ou algunsdestes SETE COMPORTAMENTOS – paraatingir os RESULTADOS DESEJADOS:NOVAS REALIDADESREQUEREM NOVOSCOMPORTAMENTOSAUMENTO DA CONFIANÇACOMUNIDADES MAIS ENVOLVIDASMUDANÇA DE COMPORTAMENTOSSUCESSO COMERCIALPUBLIC ENGAGEMENT
    • 64Constatar o reajustamento da AutoridadeValores antigos já não são suficientesClara oportunidade para as empresasA Confiança é fragil e os comportamentos percecionadossão fundamentaisLIÇÕES PARA OS LÍDERES
    • On the cover credits: HSBC: REUTERS/ Bobby Yip; UBS: REUTERS/Luke MacGregor; Bob Diamond: REUTERS/ Luke MacGregor; Bo Xilai: REUTERS/ Cheryl Ravelo ; LanceArmstrong: by Sebastian David Tingkær; Angela Merkel: REUTERS/ Sebastien Pirlet; Rajat Gupta: REUTERS/ Brendan McDermid; George Entwistle: Associated Press/ Rex Featu