Portugal TMT Predictions 2011 by Deloitte (Resume)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Portugal TMT Predictions 2011 by Deloitte (Resume)

on

  • 1,529 views

Portugal TMT Predictions 2011 by Deloitte: estudo sobre Tecnologia, Media e Telecoms em Portugal - resumo 20 slides (Fevereiro 2010)

Portugal TMT Predictions 2011 by Deloitte: estudo sobre Tecnologia, Media e Telecoms em Portugal - resumo 20 slides (Fevereiro 2010)

Statistics

Views

Total Views
1,529
Views on SlideShare
1,529
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
18
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Portugal TMT Predictions 2011 by Deloitte (Resume) Presentation Transcript

  • 1. TMT Predictions 2011 Previsões para os sectores de Tecnologia, Media e Telecomunicações9 de Fevereiro 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 2. Índice 1 Introdução 2 Follow-up TMT Predictions 2010 3 TMT Predictions 20112 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 3. IntroduçãoEste estudo apresenta a visão da Deloitte sobre as grandes tendências a nívelinternacional nos sectores de Tecnologia, Media e Telecomunicações para os próximos12 a 18 meses e que terão impacto nas empresas.Por que razão as Predictions da Deloitte são diferentes das restantes? • Research profundo - São baseadas em research rigoroso, quantitativo, qualitativo, onde ouvimos a opinião dos líderes do sector em todo o mundo; • Inovadoras – Não pretendemos apresentar uma análise exaustiva ao Mercado; Tentamos ser inovadores e identificar novas tendências ou dar uma nova perspectiva; • Verificáveis – Tentamos apresentar informação passível de ser verificada e medida a cada ano.3 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 4. TMT Predictions 20104 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 5. TMT Predictions 2010Grau de concretizaçãoElevado Reduzido + + -- Linear’s got legs: the television Mobile VoIP becomes a social and radio schedule stays The line goes leaner. And greener network supreme The shift to online advertising: Widening the bottleneck: telecom Publishing fights back: pay walls more selective, but the trend technology helps decongest the and micropayments continues mobile network TV and the Web belong Music as a service rises up the Contract 2.0: long-term solutions together, but not necessarily on charts shorten and multiply the same screen Thinking thin is in again: virtual One step back, two steps forward desktop infrastructures for 3D TV challenge the PC Smaller than a netbook and bigger The smartphone becomes a than a smartphone — net search phone tablets arrive Cloud computing: more than hype, but less than hyperLegenda: Telecom Media Tecnologia Em evolução5 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 6. TMT Predictions 20116 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 7. Principais temas para 2011 Dispositivos Online: show me the assumem o trono money! Tráfego aumenta, mas operadores respondem A televisão sustenta a liderança nos MediaOutros temas: • Quanto vale a nossa informação pessoal • Sucesso dos espectáculos contrapõe declínio das vendas das editoras7 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 8. Dispositivos assumem o trono8 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 9. Dispositivos assumem o trono O fim de uma era: mais de Diversidade de SOs: nenhum Tablets na empresa: mais do metade dos computadores standard se sobrepõe que um simples brinquedo vendidos não serão PCs• Apesar de PCs representarem 80% da base de • Vários Sistemas Operativos com quota de • Em 2011, mais de 25% dos tablets serão dispositivos computacionais, mais de 50% das mercado superior a 5%, até final de 2011. adquiridos por empresas (substituição de vendas dos computadores não serão PCs (400 Nenhum será o SO standard; PC´s, inovação, ferramenta de milhões de unidades); • As 5 maiores empresas de SO de produtivdade);• Aplicações para “não-PCs” irão crescer smartphone e tablets com receitas de • Em 2011, 70-80% das empresas da 60%, para mais de Eur 8bi; dezenas de biliões de dólares; Fortune 500 utilizarãp tablets; • Estima-se uma utilização de 5 milhões nos• Margem do das empresas software para PCs • Terminais com Android da sectores da saúde e retalho; inferior a 10% vs 21 % de outro software; Google, cresceram 675% em 2010, sendo (a • Ex. 35% dos colaboradores da SAP terão• Margem bruta dos fabricantes de PCs de 10% vs seguir ao Symbian), o 2º maior sistema um tablet; smartphones e tablets entre os 40% e os 60%; operativo em Portugal, em número de smartphones vendidos;• “Smartphones" com vendas de 210.000 unidades • Implicações/o que vai mudar: e crescimento de 79% no 2º trimestre de 2010; • Direcções de sistemas de • Implicações/o que vai mudar: informação;• Implicações/o que vai mudar: • Custo de desenvolvimento das • Data entry; aplicações (4.000-40.000 Eur); • Substituição do papel; • Direcções de Sistemas de Informação; • POS / gestão de stocks; • Necessidade de fazer escolhas • Mercado de retalho; (empresas de software e empresas de • Produtores de conteúdos / software; Media); 9 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 10. Dispositivos assumem o trono10 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 11. A televisão sustenta a liderança nos Media11 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 12. Televisão sustenta liderança A televisão reforça os seus DVRs não acabam com “super poderes” anúncios tradicionais• 40 milhões de novos utilizadores impulsionado pelos • EM UK, 70% dos espectadores que possuem um aparelho de BRIC, nos quais o pay TV vai crescer 20% para mais de gravação vê sempre primeiro o que está a dar na televisão; Eur13bi; • Só 16% vai directo às gravações;• Publicidade na TV cresce de Eur 135bi para 145bi (2007/2011) • A penetração de aparelhos de gravação em lares nos USA e vs declínio de Eur 95bi para 70bi nos jornais e revistas; UK ultrapassa os 50%;• Publicidade na TV irá crescer Eur 7.5bi (6%) para mais de Eur • Dos espectadores que afirmaram gravar mais programas em 150bi em 2012, mais do dobro do segundo , a imprensa 2010, 40% compraram menos DVDs e 38% alugaram menos escrita; DVDs;• Estudo nos USA: 3 horas e 12 minutos por pessoa por dia a • Apesar de anteciparmos que sejam vendidos milhões de assistir televisão (3 h e 30 min em Portugal em 2010) vs. 15 aparelhos com funcionalidade de pesquisa, o telespectador irá minutos em redes sociais vs. 33 minutos na internet. continuar a optar pela grelha;• Portugal: assinantes do serviço de TV por subscrição supera os 2,7 milhões no 3º trimestre de 2010, mais 65 mil que no trimestre anterior e mais cerca de 272 mil do que mesmo período do ano anterior; • Implicações/o que vai mudar: • A audiência irá continuar a crescer e o número de horas em frente ao televisor continuará a aumentar; • As receitas irão continuar a aumentar e o “poder” da televisão será reforçado; • Mas a sofisticação das novas ofertas são uma ameaça para os pequenos produtores; • DVR´s ameaçam entretenimento, como os alugueres e vendas de DVDs, cinema, etc.12 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 13. Televisão sustenta liderança Fonte: Deloitte Touche Tohmatsu Limited analysis, ZenithOptimedia, Advertising Expenditure Forecasts, December 201013 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 14. Televisão sustenta liderança14 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 15. Online: Show me the money!15 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 16. Online: Show me the money! A pop passa a pop-up: o Publicidade nas redes Jogos online: a audiência mercado digital domina e sociais: ainda não será este sobe, mas a que preço? mercado físico torna-se ano sazonal e temporário• Utilizadores de internet ultrapassam os 2 bi; • Receitas de Eur 39bi em software, o que • Receitas geradas pela indústria musical• 25% da navegação em Portugal é feita em representa um crescimento de 6% face a baixaram 30% de 2004 para 2009; redes sociais. 2010; • Em 2009 as vendas de CDs caíram cerca de• Facebook, foi o site mais visto, ultrapassou • Novas fontes de receita podem ascender a 12.7% (25% em UK), perdendo Eur 1.25 bn; barreira dos 600 milhões utilizadores, dos Eur 7,7bi, 16% da receita total da indústria os downloads cresceram cerca de quais 2,8 milhões em Portugal. Prevê-se 1bi de jogos; no fim de 2012, estas receitas 9.2%, ganhando menos de Eur 307m utilizadores em 2011 poderão representar 50% do total de (destruição de valor para a indústria);• 2 triliões de anúncios no Facebook, mas receitas; • Previsto em 2011, encerramento de relevante apenas 1% do investimento total em • Estima-se que 50% a 80% dos jogadores lojas de música em Londres (HMV), que tem publicidade e 3 Eur por utilizador; americanos joguem online ou interajam um plano de abertura de pop-up stores;• Facebook com lucro de Eur 255m nos com outros jogadores remotamente; primeiros 3 trimestres de 2010; • Implicações/o que vai mudar: • Implicações/o que vai mudar: • Vendas web ultrapassam físico em• Implicações/o que vai mudar: • Sector deverá transitar para um 2011; • Crescimentos modestos nas receitas modelo de receitas geradas cada • Grandes superfícies poderão das redes sociais. Nova bolha vez mais por serviços e não por abandonar CD´s. dot.com ? vendas de jogos (licenciamento); • Vendas de CDs dever-se-ão tornar • Irão emergir novas tentativas de • Redução da receita média por sazonais, surgindo as pop-up stores – monetizar as redes sociais; utilizador. em concertos e outros eventos;16 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 17. Online: Show me the money! Receitas Google Vs. Facebook 30.000 25.000 Google global revenues ($m) 20.000 Facebook global revenues ($m) 15.000 10.000 5.000 0 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Fonte: Análise Deloitte, Google (2001- 2009), insidefacebook.com, techcrunch, checkfacebook.com, mashable.com, entrevistas.17 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 18. Tráfego aumenta, mas operadores respondem18 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 19. Tráfego aumenta, mas operadores respondem “Data on the Move” : Wi-Fi Vídeo-chamadas: evolução 3.5G antes da geração 4G como complemento à Rede crescente, mas utilização Móvel constante• Crescimento em 50 milhões o número de • Em 2011, o volume de dados transferidos • Previa-se que o número de utilizadores de utilizadores mobile que recorrem a dados de através de dispositivos móveis via redes vídeo-chamadas crescesse 115% (CAGR) banda larga até 2014; Wi-Fi vai crescer a um ritmo superior (25 a até 2015, gerando 9 petabytes de tráfego• 130 Operadores estão a executar projectos- 50%) que o volume transferido através de adicional – A Deloitte não é tão optimista; piloto em LTE. Prevê-se que apenas 30 redes móveis (GSM/UMTS); • No segmento empresarial, espera-se que operadores, em 6 países, terão ofertas • Os Hotspots públicos irão crescer 20% em apareçam ofertas suportadas em comerciais em 2011; 2011, fixando-se em 400 mil a nível televisão, com um custo abaixo dos Eur• Mercado LTE valerá 7,4 bi em 2010 e depois mundial; 7,500, o que contrasta com o custo normal crescerá exponencialmente; • Criação de blended networks. de Eur 75.000; • As grandes superfícies (25% nos EUA em • Cerca de 400 milhões de dispositivos com• Implicações/o que vai mudar: 2011) irão oferecer acesso Wi-Fi aos seus funcionalidades de vídeo-chamada serão • 3ª geração + HSPA suporta clientes, por forma a tornar a experiência vendidos em 2011 (incluindo necessidades imediatas de compra mais rica smartphones, netbooks, ); • 4G seguirá as pegadas da 3G com um arranque tímido; • Implicações/o que vai mudar: • Implicações/o que vai mudar: • Hot Spots Wi-Fi vão aliviar a tráfego • Video chamadas mais baratas de sobre as redes móveis, retirando melhor qualidade e grande pressão para o roll-out da 4G; disponibilidade; • Não se antevê um boom.19 TMT Predictions 2011 © 2011 Deloitte Consultores, S.A.
  • 20. “Deloitte” refere-se à Deloitte Touche Tohmatsu Limited, uma sociedade privada de responsabilidade limitada do Reino Unido, ou a uma ou mais entidades dasua rede de firmas membro, sendo cada uma delas uma entidade legal separada e independente. Para aceder à descrição detalhada da estrutura legal daDeloitte Touche Tohmatsu Limited e suas firmas membro consulte www.deloitte.com/pt/about.Esta publicação apenas contém informação de carácter geral, pelo que não constitui aconselhamento ou prestação de serviços profissionais pela DeloitteTouche Tohmatsu Limited ou por qualquer das suas firmas membro, respectivas subsidiárias e participadas (a “Rede Deloitte”). Para a tomada de qualquerdecisão ou acção que possa afectar o vosso património ou negócio devem consultar um profissional qualificado. Em conformidade, nenhuma entidade daRede Deloitte é responsável por quaisquer danos ou perdas sofridos pelos resultados que advenham da tomada de decisões baseada nesta publicação. © 2011 Deloitte Consultores, S.A.