Supply Chain Management

43,142 views
42,799 views

Published on

Seminário de E-Business

Supply Chain Management (SCM)

Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos

Published in: Business
2 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
43,142
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
322
Actions
Shares
0
Downloads
1,388
Comments
2
Likes
5
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Supply Chain Management

  1. 1. O que é a aplicação A cadeia de valor designa uma série de atividades relacionadas e desenvolvidas pela empresa a fim de satisfazer as necessidades dos clientes, desde as relações com os fornecedores e ciclos de produção e venda até a fase da distribuição para o consumidor final. Cada elo dessa cadeia de atividades está interligado.
  2. 2. Quais seus objetivos SCM pressupõe, fundamentalmente, que as empresas devem definir suas estratégias competitivas e funcionais através de seus posicionamentos (tanto como fornecedores quanto como clientes) dentro das cadeias produtivas nas quais se inserem. Assim, é importante ressaltar que o escopo da SCM abrange toda a cadeia produtiva, incluindo a relação da empresa com seus fornecedores e clientes, e não apenas a relação com os seus fornecedores.
  3. 3. Quais os principais benefícios Operações na Cadeia de Suprimentos : Faz com que as organizações ganhem maior eficiência em suas operações obtendo uma melhoria na sua cadeia de suprimentos, habilidade de análises e de integração. Focados nos serviços dos clientes, qualidade do produto, redução do ciclo de tempo, utilização dos ativos e flexibilidade operacional. Essas capacidades incluem o gerenciamento da demanda, serviços operacionais enxutos, gerenciamento de ordem distribuída, gerenciamento de ativos e sincronização de suprimentos/demanda.
  4. 4. Logística : Ajuda no gerenciamento de mercadorias através da cadeia de suprimentos buscando a redução de custos ao mesmo tempo em que o serviço ao cliente é otimizado. Visa o aperfeiçoamento da utilização da rede de distribuição e a implementação de tecnologias avançadas em "warehousing", transporte e gerenciamento de funções. Estratégia para Cadeia de Suprimentos : Foca na otimização da cadeia de suprimentos. Através de uma avaliação para ajudar a identificar a maturidade da demanda da cadeia de suprimentos e o desempenho dos objetivos do negócio. Oferece estratégias de longo prazo que abrangem infra-estrutura, ativos, organização, processos e tecnologia.
  5. 5. Sistemas Integrados da Cadeia de Suprimentos : Apóia com a integração de soluções de ERP otimizando a troca de informações na cadeia de suprimentos. Ajuda empresas que já possuem ERP a expandir suas soluções implantadas e a novos parceiros que desejam integrar o ERP (ou sistema legado) de sua empresa através de sua cadeia de suprimentos. Planejamento da Cadeia de Suprimentos : Incluem processos de negócios que planejam e gerenciam a demanda através de toda cadeia de suprimentos. A solução de métodos e ferramentas facilita o planejamento e a gestão operacional da cadeia de suprimentos, na qual estão as chaves para o crescimento e melhoria do desempenho da empresa, tais como: redução de custos de inventário, otimizando recursos e níveis de serviço do cliente, para maior lucratividade.
  6. 6. Compras : Possibilita a otimização da operação de compras, buscando vantagens na negociação de preços, melhor eficiência, controle mais rigoroso dos gastos e melhores níveis de serviços.
  7. 7. Quais são os seus desafios e principais soluções de mercado; Dentre os processos de negócios considerados chave para o sucesso de implementação do SCM, os 7 mais citados encontram-se a seguir:
  8. 8. <ul><li>Relacionamento com os clientes: Desenvolver equipes focadas nos clientes estratégicos, que busquem um entendimento comum sobre características de produtos e serviços, a fim de torná-los atrativos para aquela classe de clientes. </li></ul><ul><li>Serviço aos clientes: Fornecer um ponto de contato único para todos os clientes, atendendo de forma eficiente a suas consultas e requisições; </li></ul><ul><li>Administração da demanda: Captar, compilar e continuamente atualizar dados de demanda, com o objetivo de equilibrar a oferta com a demanda; </li></ul><ul><li>Atendimento de pedidos: Atender aos pedidos dos clientes sem erros e dentro do prazo de entrega combinado; </li></ul><ul><li>Administração do Fluxo de produção: Desenvolver sistemas flexíveis de produção que sejam capazes de responder rapidamente às mudanças nas condições do mercado; </li></ul><ul><li>Compras/Suprimento: Gerenciar relações de parceria com fornecedores para garantir respostas rápidas e a contínua melhoria de desempenho; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento de novos produtos: Buscar o mais cedo possível o envolvimento dos fornecedores no desenvolvimento de novos produtos. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>É absolutamente necessário a montagem de equipes para gerenciamento de processos na cadeia de suprimentos, com um esforço dedicado de pessoas compromissadas, que possuam a virtude da persistência. </li></ul><ul><li>Este é um dos maiores desafios gerenciais. As equipes servem para quebrar as barreiras organizacionais e devem envolver todos aqueles que participam das atividades relacionadas com a colocação e distribuição dos produtos no mercado. </li></ul><ul><li>As empresas de maior sucesso estendem sua atuação para além de suas fronteiras organizacionais, envolvendo participantes externos que são parceiros na cadeia de suprimentos. Os membros destas equipes avançadas coordenam, comunicam e cooperam de forma intensiva. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>O conjunto de funções-chave que em geral estão representadas nas equipes são em geral: logística, suprimento/compras, fabricação, administração de estoque, serviço ao cliente e sistemas de informação. </li></ul><ul><li>Outras funções que participam ocasionalmente são: marketing, vendas, promoções e pesquisa e desenvolvimento. </li></ul><ul><li>À frente deste processo de gerenciamento por equipes estão geralmente profissionais de logística ou comprar/suprimento. No entanto, para liderar um processo como este qualquer executivo deve funcionar como um facilitador e integrador das diversas exigências e interesses, muitas vezes conflitantes. </li></ul><ul><li>Para ser capaz de assumir este papel, qualquer profissional deveria ampliar seu entendimento das demais funções do negócio. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Existe um conjunto de características que tendem a contribuir para o sucesso das equipes de SCM: </li></ul><ul><li>o estabelecimento de objetivos e metas claras em áreas-chave (tempo de entrega, índices de disponibilidade, giro de estoques, entrega no prazo); </li></ul><ul><li>a determinação do papel de cada membro da equipe na perseguição dos objetivos; </li></ul><ul><li>o estabelecimento de uma estratégia de implementação; </li></ul><ul><li>e a formalização de medidas quantitativas de desempenho para medir os resultados alcançados. </li></ul>
  12. 12. A implementação do conceito de SCM exige mudanças significativas tanto nos procedimentos internos quanto nos externos, principalmente no que diz respeito ao relacionamento com clientes e fornecedores.
  13. 13. <ul><li>No Brasil, o principal esforço para implementação do conceito está sendo feito no âmbito do movimento ECR Brasil. </li></ul><ul><li>Liderando o processo estão os fabricantes de produtos alimentícios e bebidas por um lado, e os supermercados do outro. </li></ul><ul><li>Embora seja enorme o potencial de redução de custos na cadeia, um conjunto de mudanças profundas precisa ser efetuado. </li></ul><ul><li>São muitos os desafios, mas enormes as oportunidades da implementação do conceito de SCM no Brasil. Está na hora de arregaçar as mangas e se engajar nesta nova oportunidade que certamente irá aumentar a competitividade e lucratividade daquelas empresas que ousarem e saírem na frente. </li></ul>
  14. 14. Exemplo da aplicação O método “Fabricar para armazenar” Integrado: Starbucks A Starbucks Cofee, sediada em Seattle, é uma companhia que foi bem sucedida na integração da demanda e do suprimento, provendo uma integração de ponta a ponta. Os benefícios do SCM para a Starbucks incluem melhor distribuição de recursos fundamentais, redução dos custos adicionais de material, qualidade melhorada, processamento mais rápido, controle do fluxo de material completo no processo de produção e planejamento de alto desempenho e obtenção integrados, permitindo maior rapidez para fazer negócios.
  15. 15. <ul><li>Características: </li></ul><ul><li>Suporte a três canais: especialidade (suporta as linhas aéreas, como a United Airlines, e lojas de varejo), resposta direta (serve aos clientes por mala-direta) e varejo (Proporcionam oportunidades para alavancar a marca da companhia através de produtos inovadores); </li></ul><ul><li>Criou uma organização centralizada de operações da cadeia de suprimentos que suporta cada um desses canais em vez de operar três unidades de negócios separadas. </li></ul>
  16. 16. Reabastecimento contínuo: a cadeia de demanda da farmácia CVS - McKesson A CVS é uma das empresas líderes da cadeia de varejo. Nos últimos anos fez aquisições significativas de cadeias de farmácias, para dispor de locais excelentes em novos mercados. A Mckesson tem um papel fundamental da cadeia da CVS, é a maior distribuidora de produtos farmacêuticos norte-americana. O SCM entre a McKesson e a CVS é de varejo e diz respeito à integração interempresarial de processo. Os objetivos dessa integração são melhorar a sensibilidade ao cliente, fortalecer as parcerias da cadeia de suprimentos, aprimorar a flexibilidade organizacional e melhorar a capacidade de tomar decisões.
  17. 17. Conclusão. <ul><li>O correto gerenciamento de uma cadeia de valor pode se tornar um diferencial competitivo, na medida em que colabora para a melhoria da rentabilidade do empreendimento, por meio da identificação e eliminação de atividades que não adicionam valor ao produto. </li></ul><ul><li>Assim sendo, trabalhar uma estratégia de produção considerando como parâmetro a cadeia de valor pode se configurar na diferença entre o sucesso e o fracasso de um empreendimento, uma vez que levam em consideração todas as etapas do processo produtivo. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Em suma, o Supply Chain Management consiste no estabelecimento de relações de parcerias de longo prazo, entre os componentes de uma cadeia produtiva, que passarão a planejar estrategicamente suas atividades e partilhar informações de modo a desenvolverem as suas atividades logísticas de forma integrada, através e entre suas organizações. </li></ul><ul><li>Com isso, melhoram o desempenho conjunto pela busca de oportunidades, implementada em toda a cadeia, e pela redução de custos para agregar mais valor ao cliente final. </li></ul>

×