Agosto de 2009                                                                                                            ...
Agosto de 2009                                                          Amazônia Legal




            Figura 2. Desmatame...
Agosto de 2009                                                                                 Amazônia Legal


   Para ag...
Agosto de 2009                                                                                       Amazônia Legal


    ...
Agosto de 2009                                                                                                            ...
Agosto de 2009                                                        Amazônia Legal

           Municípios mais Desmatado...
Agosto de 2009                                                             Amazônia Legal



Cobertura de Nuvem e Sombra  ...
Agosto de 2009                                                            Amazônia Legal


       Validação dos dados SAD ...
Agosto de 2009                                                              Amazônia Legal




SAD 3.0 beta               ...
Agosto de 2009                                                             Amazônia Legal




                            ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

093444sadago2009

736 views
633 views

Published on

Published in: Education, Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
736
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

093444sadago2009

  1. 1. Agosto de 2009 Amazônia Legal Carlos Souza Jr., Adalberto Veríssimo & Sanae Hayashi (Imazon) Resumo Em agosto de 2009, o Sistema de Alerta de municípios de Marabá e Uruará e em São Félix do Desmatamento (SAD) registrou 273 quilômetros Xingu. quadrados de desmatamento na Amazônia Legal. O desmatamento foi expressivo nas Áreas Porém, cerca de 46% (125 quilômetros quadrados) Protegidas atingindo 48% do total no mês a maior desse desmatamento pode ter ocorrido antes, pois proporção de desmatamento registrada pelo SAD. As estava situado em áreas cobertas por nuvens nos meses Unidades de Conservação mais afetadas pelo anteriores. Em relação a agosto de 2008 quando o desmatamento foram APA Estadual Triunfo do Xingu desmatamento atingiu 102 quilômetros quadrados (na Terra do Meio) com 18,7 quilômetros quadrados houve um aumento de 167%. desmatados e Floresta Nacional do Jamanxim (BR- 163, Pará) com 4,2 quilômetros quadrados e a Terra Em agosto de 2009, o desmatamento foi maior no Indígena Apyterewa (na Terra do Meio, Pará) com 10 Pará (76%), e em menor proporção em Mato Grosso quilômetros quadrados. (8%), Amazonas (6%) e Rondônia (5%). Os demais estados contribuíram com cerca de 5% do Foi possível monitorar com o SAD a grande desmatamento. maioria (92%) da Amazônia Legal (excluindo-se o Maranhão) em agosto de 2009. No Pará, o desmatamento ocorreu de maneira mais concentrada no trecho da BR-163, que vai da Em função do lançamento do SAD 3.0 Beta (ver fronteira com o Mato Grosso até Itaituba; na área de Página 9), os dados de degradação florestal de agosto influência da rodovia Transamazônica entre os serão divulgados no próximo boletim. desmatamento detectado em agosto de 2009 Estatísticas do Desmatamento correspondeu às áreas que estavam cobertas por nuvens De acordo com o SAD, o desmatamento detectado em meses anteriores. na Amazônia Legal atingiu 273 quilômetros quadrados Em relação a julho de 2009, quando o desmatamento em agosto de 2009. Se comparado com agosto de 2008, atingiu 532 quilômetros quadrados, houve uma redução quando o desmatamento alcançou 102 quilômetros de 49% (Figuras 1 e 2). quadrados, houve um aumento de 167% (Tabela 1). Em agosto de 2009, a grande maioria (76%) do Porém, parte desse desmatamento pode ter ocorrido nos desmatamento ocorreu no Pará, enquanto o Mato meses anteriores quando a cobertura de nuvens estava Grosso contribuiu com apenas 8%, o Amazonas com mais acentuada principalmente na região central e norte 6% e Rondônia com 5%. Nos outros Estados o do Pará. De fato, aproximadamente metade (46%) do desmatamento somou cerca de 5% (Figura 3). ) ² 1.600 Desmatamento (Agosto 2007 a Julho 2008) Desmatamento (km2) m 1.400 k ( Desmatamento (Agosto 2008 a Julho de 2009) o t 1.200 n Desmatamento (Agosto 2009) e 1.000 m a t 800 a m 600 s e 400 D 200 0 o o o iro ço aio ho sto br o br br br e eiro ar ril n lho A go em ut u em em Jan v er M Ab M Ju Ju t O v z Se No De Fe Figura 1. Desmatamento de agosto de 2007 a agosto de 2009 na Amazônia Legal (Fonte: Imazon/SAD). 1 O calendário oficial de medição do desmatamento tem início no mês de agosto e término no mês de julho. 1
  2. 2. Agosto de 2009 Amazônia Legal Figura 2. Desmatamento na Amazônia Legal em agosto de 2009 (Fonte: Imazon/ SAD). * O Desmatamento Recente pode ter ocorrido em agosto ou em meses anteriores, todavia só foi possível detectá-lo agora, quando não havia nuvens sobre a região. Figura 3. Participação (%) dos Estados da Amazônia Legal no desmatamento em agosto de 2009 (Fonte: Imazon/SAD). 2
  3. 3. Agosto de 2009 Amazônia Legal Para agosto de 2009, o SAD registrou um aumento (+244%), Rondônia (+201%) e Acre (+71%). Por de 167% do desmatamento em relação a agosto de outro lado, houve redução na proporção da área 2008. Em termos específicos esse aumento foi mais desmatada no Tocantins (-88%), Roraima (-74%) e no expressivo no Mato Grosso (+267%), seguido do Pará Amazonas (-22%). Tabela 1. Evolução do desmatamento entre os Estados da Amazônia Legal em agosto de 2008 e agosto de 2009 (Fonte: Imazon/SAD). Estado Agosto 2008 Agosto 2009 Variação (%) Acre 2 4 + 71 Amazonas 21 16 - 22 Mato Grosso 6 23 + 267 Pará 61 208 + 244 Rondônia 5 14 + 201 Roraima 6 2 - 74 Tocantins 1 - - 88 Amapá - 6 - Total 102 273 + 167 *Os dados do Maranhão não foram analisados. desmatamento também em Apuí (Amazonas) e Porto Geografia do Desmatamento Velho (Rondônia). Em agosto de 2009, o desmatamento se concentrou Em termos de situação fundiária, houve um de maneira mais expressiva no Pará principalmente na desmatamento expressivo nas Áreas Protegidas, área de influência da BR-163 (rodovia Santarém- principalmente nas Unidades de Conservação, Cuiabá) afetando os municípios de Novo Progresso, alcançando a marca histórica de 48% do total Itaituba e Altamira; na Terra do Meio atingindo os desmatado em agosto de 2009. O desmatamento municípios de São Félix do Xingu e Altamira, e ao também foi expressivo nos Assentamentos de Reforma longo da rodovia Transamazônica (entre Marabá e Agrária (25%) e o restante (27%) nas áreas privadas ou Uruará) e também na Calha Norte do Pará. Houve sob diversos tipos de posse (Tabela 2). Tabela 2. Desmatamento por categoria fundiária em agosto de 2009 na Amazônia Legal (Fonte: Imazon/ SAD). Agosto de 2009 Categoria km² % Assentamento de Reforma Agrária 68 25 Unidades de Conservação 107 39 Terras Indígenas 25 9 Privadas, Posse & Devolutas* 73 27 Total (km²) 273 100 *Inclui áreas privadas (tituladas ou não) e florestas públicas não protegidas. 3
  4. 4. Agosto de 2009 Amazônia Legal quilômetros quadrados e a Flona de Altamira com 1,9 Assentamentos de ReformaAgrária quilômetro quadrado de áreas desmatadas (Figura 5). O SAD registrou 68 quilômetros quadrados de desmatamento em Assentamentos de Reforma Agrária. No caso das Terras Indígenas, foram detectados 25 Os Assentamentos mais afetados pelo desmatamento quilômetros quadrados em agosto de 2009. As mais foram Jacaré-Açú (Novo Repartimento, Pará), Terra afetadas foram a Apyterewa (Pará) com 10 quilômetros Nossa (Altamira, Pará) e Rio Juma (Apuí, Amazonas) quadrados, Maraiwatsede (Mato Grosso) com seis (Figura 4). quilômetros quadrados e a Parakanã (Pará) com quatro quilômetros quadrados (Figura 6). Áreas Protegidas Em agosto de 2009, houve desmatamento expressivo nas Unidades de Conservação atingindo 107 quilômetros Municípios Críticos quadrados de desmatamento (39% do total). Como nos Os municípios mais desmatados estão localizados no meses anteriores, as áreas mais afetadas estão Pará. A liderança do desmatamento coube a São Félix do localizadas no Pará: APA Estadual Triunfo do Xingu Xingu (36 quilômetros quadrados) seguido por Altamira (região da Terra do Meio) com 18,7 quilômetros com 26,3 quilômetros quadrados, Novo Repartimento quadrados desmatados, Floresta Nacional (Flona) do com 23,5 quilômetros quadrados e Novo Progresso com Jamanxim (região de influência da BR-163) com 4,2 21,2 quilômetros quadrados (Figura 7 e 8). Categoria Assentamento Ranking Município UF PA Jacaré -Açú 12,3 1 Novo Repartimento PA PA Terra Nossa 9,2 2 Altamira PA PA Rio Juma 6,9 3 Apuí AM PA Campos de Pilar 4,2 4 Trairão/Rurópolis/Placas PA PA Nova Fronteira 3,8 5 Novo Progresso PA PA Santa Júlia 1,9 6 Novo Progresso PA Acari 1,2 7 Novo Aripuanã AM PA PA Pilão Poente I e II 1,2 8 Anapú PA 1,0 PA Sudoeste 9 São Félix do Xingu PA Santa Clara 0,9 PA 10 Vila Rica MT 0,0 5,0 10,0 15,0 Área (Km)2 Figura 4. Assentamentos de Reforma Agrária mais desmatados em agosto de 2009 na Amazônia Legal (Fonte: Imazon/SAD). 4
  5. 5. Agosto de 2009 Amazônia Legal Unidade de Conservação Ranking Gestão UF APA Triunfo do Xingu 18,7 1 Estadual PA Flona do Jamanxim 4,2 2 Federal PA Flona de Altamira 1,9 3 Federal PA APA do Tapajós 1,6 4 Federal PA Floresta Estadual do Amapá 0,6 5 Estadual AP Flona de Itaituba II 0,6 6 PA Federal Flona de Itacaiúnas 0,6 7 Federal PA Parna Rio Novo 0,4 8 Federal PA Flona de Saracá -Taquera 0,4 9 Federal PA Parna da Amazônia 0,4 10 Federal PA 0,0 2,0 4,0 6,0 8,0 10,0 12,0 14,0 16,0 18,0 20,0 Área (Km 2) 62,0 Figura 5. Unidades de Conservação mais desmatadas na Amazônia Legal em agosto de 2009 (Fonte: Imazon /SAD). Terra Indígena Ranking UF Apyterewa 10 1 PA Maraiwatsede 6 2 MT Parakanã 4 3 PA 4 PA Cachoeira Seca do Iriri 3 Karipuna 5 RO 1 Alto Rio Guamá 6 PA 1 0,0 2,0 4,0 6,0 8,0 10,0 12,0 Área (Km 2) Figura 6. Terra Indígena desmatada na Amazônia Legal em agosto de 2009 (Fonte: Imazon /SAD). Municípios mais Desmatados Localização no Mapa UF São Félix do Xingu 36,0 1 PA Altamira 26,3 2 PA Novo Repartimento 23,5 3 PA Novo Progresso 21,2 4 PA Itaituba 14,7 5 PA Apuí 8,8 6 AM Uruará 8,3 7 PA Portel 7,0 8 PA Pacajá 6,6 9 PA Porto Velho 6,3 10 RO 0 10 20 30 40 2 Área (Km ) Figura 7. Municípios mais desmatados na Amazônia Legal em agosto de 2009 (Fonte: Imazon/ SAD). 5
  6. 6. Agosto de 2009 Amazônia Legal Municípios mais Desmatados Localização no Mapa UF Figura 8. Municípios mais desmatados em agosto de 2009 (Fonte: Imazon/SAD). * O Desmatamento Recente pode ter ocorrido em agosto ou em meses anteriores, todavia só foi possível detectá-lo agora, quando não havia nuvens sobre a região. 6
  7. 7. Agosto de 2009 Amazônia Legal Cobertura de Nuvem e Sombra manchas situadas na calha norte do rio Amazonas (entre Amapá, norte do Pará, Roraima e noroeste do Em agosto de 2009 foi possível monitorar com o Amazonas) e em áreas menores na porção central do SAD cerca de 92% da Amazônia Legal (Figura 9). A Pará. Além disso, o oeste do Maranhão que integra a região não mapeada ocorreu principalmente em Amazônia Legal não foi analisado. Figura 9. Área com nuvem e sombra em agosto de 2009 na Amazônia Legal. * O Desmatamento Recente pode ter ocorrido em agosto ou em meses anteriores, todavia só foi possível detectá-lo agora, quando não havia nuvens sobre a região. 7
  8. 8. Agosto de 2009 Amazônia Legal Validação dos dados SAD utilizando Imagens Landsat e Cbers Em 2008, o Imazon aperfeiçoou a validação dos confirmados falsos sinais de desmatamentos dados do SAD, utilizando imagens CBERS e Landsat, detectados pelo SAD, esses são removidos da com resolução espacial mais fina (20 e 30 metros, estatística mensal. A novidade no processo de respectivamente). Utilizamos as imagens disponíveis validação do SAD é que aplicamos essa metodologia logo após o mês analisado pelo SAD. Todos os em tempo quase real, graças à disponibilidade das polígonos de desmatamento detectados pelo SAD são imagens de satélites CBERS e Landsat pelo Instituto verificados usando as imagens detalhadas. Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Desmatamentos menores que 6,25 hectares, ou seja, abaixo da capacidade de detecção do SAD, não são Em agosto de 2009, todos os polígonos de incluídos nas estatísticas, caso ocorram nas imagens desmatamento detectado pelo SAD foram com resolução mais detalhada. Porém, se forem confirmados com as imagens Landsat (Figura 10). Figura 10. Cenas Landsat utilizadas na validação dos polígonos de desmatamento detectado pelo SAD em agosto de 2009. 8
  9. 9. Agosto de 2009 Amazônia Legal SAD 3.0 beta Onde VGs é o componente de Vegetação Para o Boletim Transparência Florestal de normalizado para sombra dado por: agosto de 2009, o SAD apresentou algumas novidades. Primeiro, criamos uma interface gráfica para integrar VGs = Vegetação/(1- Sombra) todos os programas de processamento de imagem usados no SAD. Segundo, começamos a computar o O NDFI varia de -1 (pixel com 100% de solo desmatamento em áreas que estavam cobertas por exposto) a 1 (pixel com > 90% com vegetação nuvens nos meses anteriores em uma nova classe. Por florestal). Dessa forma, passamos a ter uma imagem último, o desmatamento e a degradação são detectados contínua que mostra a transição de áreas desmatadas, com pares de imagens NDFI em um algoritmo de passando por florestas degradadas, até chegar a detecção de mudanças. A metodologia principal florestas sem sinas de distúrbios. continua a mesma do SAD 2.0 como descrito abaixo. A detecção do desmatamento e da degradação O SAD gera uma série temporal de imagens MODIS passou esse mês a ser com a diferença de imagens diárias dos produtos MOD09GQ e MOD09GA para NDFI de meses consecutivos. Dessa forma, uma filtragem de nuvens. Em seguida, utilizamos uma redução dos valores de NDFI entre -200 e -40 indica técnica de fusão de bandas de resolução espectrais áreas possivelmente desmatadas e entre -39 e -30 com diferentes, ou seja, com pixels de diferentes tamanhos. sinas de degradação. Nesse caso, fizemos a mudança de escala das 5 bandas com pixel de 500 metros do MODIS para 250 metros. O SAD 3.0 Beta é compatível com as versões Isso permitiu aprimorar o modelo espectral de mistura anteriores (SAD 1.0 e 2.0), porque o limiar de detecção de pixel, fornecendo a capacidade de estimar a de desmatamento foi calibrado para gerar o mesmo tipo de resposta obtida pelo método anterior. abundância de Vegetação, Solos e Vegetação Fotossinteticamente Não Ativa (NPV do inglês Non- O SAD já está operacional no Estado de Mato Photosynthetic componentes (Vegetação, Solo e Grosso desde agosto de 2006 e na Amazônia Legal Sombra) para calcular o NDFI, com a equação abaixo: desde abril de 2008. Nesse boletim, apresentamos os dados mensais gerados pelo SAD de agosto de 2006 a NDFI = (VGs - (NPV + Solo) agosto de 2009. (Vgs + NPV+Solo) 9
  10. 10. Agosto de 2009 Amazônia Legal Equipe Responsável: Coordenação Geral: Carlos Souza Jr, Adalberto Veríssimo, Sanae Hayashi (Imazon) Equipe: Rodney Salomão, Amintas Brandão Jr., João Victor (Geoprocessamento) e Adriana Fradique (Comunicação) Fonte de Dados: As estatísticas de desmatamento são geradas a partir dos dados do SAD (Imazon); Dados do INPE- Desmatamento (PRODES) http://www.obt.inpe.br/prodes/ Apoio: Fundação Gordon & Betty Moore Fundação David & Lucille Packard Parceria: Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Pará (SEMA) Secretaria de Meio Ambiente do Mato Grosso (SEMA) Ministério Público Federal do Pará Ministério Público Estadual do Pará Ministério Público Estadual de Roraima Ministério Público Estadual do Amapá Ministério Público Estadual de Mato Grosso Instituto Centro de Vida (ICV- Mato Grosso) 10

×