• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
RazõEs TrigonoméTricas No TriâNgulo RetâNgulo
 

RazõEs TrigonoméTricas No TriâNgulo RetâNgulo

on

  • 35,124 views

 

Statistics

Views

Total Views
35,124
Views on SlideShare
34,960
Embed Views
164

Actions

Likes
1
Downloads
205
Comments
1

9 Embeds 164

http://www.slideshare.net 84
http://matematicarte.blogspot.com 37
http://matematicarte.blogspot.com.br 26
http://matematicarte.blogspot.pt 10
http://www.matematicarte.blogspot.com 2
http://www.matematicarte.blogspot.com.br 2
http://webcache.googleusercontent.com 1
http://www.google.com.br 1
http://matematicarte.blogspot.it 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • duvida ex com desenho , 1 um aviao se eleva a um angulo de 10 graus em relaçao com o solo . quando se encontra a uma altitude de 1,5 km , a que distancia , no solo ,esta seu ponto de partida ?
    2 um farol costruido a nivel do mar mede 60 m de altura
    .desde seu ponto mais alto , o angulo de depressao de uma boia flutuante no mar e de 30 graus . a que distancia da base do farol esta a boia?
    3 uma escada de bombeiro pode ser estendida ate um comprimento maximo de 25 m formando um angulo de 70 graus com a base apoiada sobre o caminhao a 2 m do solo . qual a altura maxima que a escada pode atingir?
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    RazõEs TrigonoméTricas No TriâNgulo RetâNgulo RazõEs TrigonoméTricas No TriâNgulo RetâNgulo Presentation Transcript

    • INFORMÁTICA EDUCATIVA II Tutor: Carlos França Pólo: Saquarema Aluna: Vera Lúcia da Costa Damião
    • RAZÕES TRIGONOMÉTRICAS NO TRIÂNGULO RETÂNGULO
      • Considere o triângulo ABC, reto em Â, cujos lados medem 3 cm, 4 cm e 5 cm:
    • Prolongando os lados CA e CB, obtemos o triângulo DEC, semelhante ao triângulo ABC:
      • Podemos então estabelecer razões entre os lados homólogos dos triângulos ABC e DCE:
      • AB/DE = BC/EC ou 3/6 = 5/10
      • Invertendo os meios dessa proporção, obtemos:
      • AB/BC = DE/EC ou 3/5 = 6/10
    • Note que a razão AB/BC estabelece uma divisão entre o cateto oposto ao ângulo C e a hipotenusa e permanece constante nos dois triângulos considerad os: Cateto oposto a C = 3 = 6 hipotenusa 5 10
    • Podemos construir outros triângulos, todos semelhantes ao ABC, com o ângulo C constante. Em todos esses triângulos, a razão entre o cateto oposto a C e a hipotenusa permanecerá constante:
    • Se alterarmos o ângulo C do triângulo retângulo, a razão entre o cateto oposto a C e a hipotenusa também se altera:
      • Para todos os triângulos semelhantes ao triângulo ABC, a razão entre o cateto oposto a C e a hipotenusa permanecerá constante e igual a √2/2.
      • Da mesma forma, como estabelece a razão entre o cateto oposto a um ângulo e a hipotenusa, podemos estabelecer outras razões entre os lados do triângulo retângulo.
      • Essas razões são chamadas razões trigonométricas. Cada uma delas é constante para um mesmo ângulo agudo do triângulo retângulo e recebe nome de acordo com os lados considerados.
      • Seno de um ângulo agudo de um triângulo retângulo
      • Considere o triângulo retângulo ABC, reto em Â.
      • A razão entre o cateto oposto a um ângulo agudo desse triângulo e a hipotenusa é denominada seno do ângulo.
      • Cosseno de um ângulo de um triângulo retângulo
      • Considere o triângulo retângulo ABC, reto em Â:
    • A razão entre o cateto adjacente a um ângulo agudo e a hipotenusa desse triângulo é denominada cosseno do ângulo.
      • Tangente de um ângulo agudo de um triângulo retângulo
      • Considere o triângulo retângulo ABC, reto em Â:
    • A razão entre o cateto oposto e o cateto adjacente a um ângulo agudo desse triângulo é denominada tangente do ângulo.
    • Como exemplo, vamos calcular o seno, o cosseno e a tangente do ângulo B do triângulo retângulo ABC.
    • Razões Trigonométricas mais comuns Para fins de estudo, é útil conhecermos as razões trigonométricas dos ângulos mais utilizados.
    • ReferênciasBibliográficas PIERRO NETO, Scipione di. Matemática Scipione 8º:Conceitos e histórias . Ed. Scipione, São Paulo