O POVO DO CARTAXO                                                                                                         ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Entrevista Vasco Casimiro O Povo do Cartaxo

505

Published on

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
505
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Entrevista Vasco Casimiro O Povo do Cartaxo"

  1. 1. O POVO DO CARTAXO 5 18 de Março de 2011“É muito cedo para pensar em candidaturas autárquicas”Vasco Casimiro é o presidente da concelhia do Cartaxo da Juventude Socialista (JS). Faz um balanço positivo doseu mandato, diz que a relação com a estrutura local do PS tem sido boa e defende que este ainda não é o tempocerto para os socialistas se envolverem na discussão sobre o seu candidato às próximas eleições autárquicas.A Juventude Socialista (JS) do sector, nomeadamente, na Escola Temos apostado na descen-Cartaxo foi, durante vários anos, Superior Agrária de Santarém. tralização e na componente dauma estrutura desactivada. Já Aliás, uma das questões que já formação, que é necessária, poisconseguiu dar-lhe o dinamismo e o debatemos internamente na JS, a sabemos que em 2013 vem aí umaprotagonismo que pretendia? nível regional e nacional, foi a de renovação muito grande a nívelPosso dizer que estou muito potenciar o sector vitivinícola no autárquico, devido à limitação desatisfeito com a nossa actividade. A Ribatejo, através de duas ou três mandatos.nível distrital é uma das três ou situações. Actualmente o cursocinco concelhias mais activas, superior de Enologia existe apenas O PS não se tem fechado muito etivemos também um crescimento a norte do país e, tendo em conta aparecido pouco a falar dasexponencial – apesar da quantidade que já tinha funcionado, há uns questões locais?para mim não dizer muito, prefiro, anos atrás, na Escola Superior Não acho que o partido estejaantes, a qualidade e a participação Agrária, entendemos que era altura– de jovens a aderir, o que me deixa de lançar o desafio no sentido de fechado, está bem vivo e activo.optimista quanto ao futuro. que a zona do Ribatejo, Isso é demonstrado pela Estremadura e Alentejo voltem a ter quantidade e qualidade das acçõesComo se sabe, a juventude não esse curso. levadas a cabo. E, tirando asmorre de amores pelos partidos e reuniões do secretariado e dapela política. Como é que, neste Faria sentido que esse curso fosse comissão política, todas ascaso concreto, conseguiu cativar instalado no Cartaxo? iniciativas são abertas a qualqueressas pessoas? Todos nós gostaríamos de ter uma cidadão, não excluímos ninguém.Julgo que os jovens estão mais universidade à nossa porta, talafastados dos partidos políticos do como gostaríamos de ter um centro Paulo Varanda e Pedro Magalhãesque propriamente da política. Um de saúde… No entanto, como se Ribeiro parecem estar apartido político pode não dar a sabe discute-se muito a dificuldade posicionar-se para seremmargem de manobra que uma com que as instituições do ensino candidatos pelo PS às próximasjuventude partidária dá para superior se debatem. E tendo em autárquicas. Qual deles daria umexpressarem as suas opiniões. conta que temos uma Escola melhor presidente de Câmara?Trata-se não só de um espaço de Superior Agrária em Santarém julgo Estamos ainda muito longe deaprendizagem política, mas que faria mais sentido retomar o pensar quem pode ou não sertambém de intervenção cívica. Para curso de Enologia nessa instituição candidato. É tempo de pensar noalém disso, a JS tem mostrado ser de ensino. Se ela não existisse, aí, presente, nas dificuldades que ocapaz de chegar junto do PS e fazer poderíamos tentar, tal como Rio concelho e as suas gentes estão aouvir a voz dos jovens. Por exemplo, Maior fez na vertente desportiva, passar e não em candidaturas comfoi a JS que levou para o PS e, fazer um cluster ligado ao vinho.posteriormente, à discussão na “Os jovens estão mais afastados dos partidos 2 ou 3 anos de antecedência. O partido tem no seu seio 4 ou 5Assembleia da República, a Que balanço faz do trabalho políticos do que propriamente da política. Um pessoas que poderiam desempe-questão das bolsas de acção social. desenvolvido pela Câmara nesta nhar bem o cargo de presidente daTemos a questão dos Conselhos vertente? partido político pode não dar a margem de Câmara.Municipais da Juventude que Julgo que, a nível externo, atambém foi a JS, neste caso em projecção tem sido bastante boa, manobra que uma juventude partidária dá paraconjunto com outras juventudes mas penso que poderíamos, agora, Não receia que se entre numapartidárias, a dar um forte con- passar para um nível de ajuda e expressarem as suas opiniões.” espiral de ‘guerra interna’ quetributo para fazer com que fosse fomento mais interno. Os pequenos comprometa as possibilidades doaprovado o seu regime jurídico. produtores estão a desaparecer, é PS manter-se no poder? um dos flagelos do sector, de um momento para o outro, emprego no nosso concelho para Como disse, é muito cedo paraUma das vossas iniciativas que felizmente, ainda há alguns jovens acabassem, as pessoas iriam sentir fixar os filhos da terra. A pensar na questão dastem tido maior visibilidade é ciclo que ‘puxam’ um pouco pelos pais muito a sua falta. Avançou-se, reactivação do Conselho Municipal candidaturas. O PS está a“Da Vinha ao Vinho”. Como é que para evitar que a actividade acabe. recentemente, também, com os de Juventude é também muito desenvolver um trabalho positivo,surgiu e como é que tem corrido? Penso que a Festa do Vinho estágios Leonardo da Vinci, que importante para se obter uma nova no sentido de produzir ideias para oEssa é uma área que nos diz muito, também tem todo o potencial para permitem a alguns jovens dinâmica à volta das associações concelho, de formar pessoas, deuma vez que estamos num conce- crescer e para ter mais alguma cartaxeiros ter uma boa experiência juvenis e de todas as entidades atrair a vontade de participar doslho que reclama o título de Capital coisa relacionada com esses no estrangeiro. ligadas à juventude. Por este canal cidadãos. E quando for a alturado Vinho. No nosso programa pequenos produtores. Porque não A JS deu o seu contributo, com a poderão fluir cada vez mais ideias certa, decidirá sobre qual é aeleitoral, em 2009, plasmámos convidá-los a expor os seus vinhos apresentação de duas propostas em que depois o executivo municipal pessoa mais indicada para ser o seulogo a ideia de que o vinho e a caseiros? O concelho sempre teve Assembleia Municipal. Uma delas poderá aproveitar para dinamizar o candidato.vinha eram muito importantes para muita diversidade de vinhos e então consistia na criação de perfis da nosso concelho.nós. Tendo em conta que a porque não aproveitá-la para Câmara em redes sociais, como o Realizaram-se há poucos diasJS/Cartaxo é uma estrutura política promover o nosso vinho? A nossa Twitter e o Facebook e de um portal Que classificação daria à equipa de várias manifestações, as daparticipada, o projecto “Da Vinha Adega Cooperativa tem feito um municipal da Juventude, que Paulo Caldas: boa, má, muito boa, Geração à Rasca, que tiveramao Vinho” foi-nos trazido por um bom trabalho e promovido o nosso reuniria toda a informação de medíocre? origem em quatro jovens e nasmilitante ligado à engenharia agro- vinho aquém e além fronteiras, interesse para esta camada da Não consigo classificar dessa redes sociais. Revê-se nosalimentar e ao sector vitivinícola e portanto, de uma forma geral,acho população. A outra proposta ia no forma. Há pontos fortes, há pontos argumentos que justificaram oavançámos com ele. Trata-se de um que estamos no bom caminho. Há sentido da Câmara e das escolas do fracos, temos que aprender com os movimento?conjunto de seis acções, através muita coisa que pode ser concelho promoverem um pro- erros do passado e que retirar Respeito muito quem estevedos quais vamos percorrer todos os melhorada, mas caminhamos para grama de empreendedorismo junto ilações e ensinamentos para o presente nas manifestações. Estouciclos da produção do vinho. As ser uma grande Capital do Vinho. dos jovens. futuro e o Cartaxo não pode perder mais tempo. solidário e acho que todos somosduas acções já realizadas correrammuito bem. De uma forma mais abrangente, São essas as duas grandes contra os falsos recibos verdes e como classifica a actividade de prioridades para o concelho, em Como é que tem sido o seu queremos que acabe o trabalhoDiz-se que os jovens não estão Paulo Caldas e da sua equipa à matéria de políticas de juventude? relacionamento com os dirigentes precário. No entanto, não fui àmuito virados para esta actividade. frente da Câmara? As políticas de juventude vão muito do PS/Cartaxo? manifestação e devo dizer que douIsso significa que, a prazo, o A nível de política de juventude, mais além. Há políticas activas de Estando eu no secretariado, por muito mais valor aos jovens queCartaxo Capital do Vinho estará tem tido algumas iniciativas e pro- emprego e de habitação jovem que inerência, a trabalhar directamente participam diariamente nascondenado? gramas bastante importantes. Por podem e devem ser com a equipa do PS, só posso dizer associações juvenis, nas juventudesJulgo que é exactamente o oposto, exemplo, as férias desportivas, que implementadas. Existe um caso de que as sinergias são extremamente partidárias, no voluntariado, cujoque os jovens estão cada vez mais beneficiam muitas crianças e jovens sucesso em Coruche que pode boas, o relacionamento muito trabalho acaba por ter maiorinteressados nesta área. Há muitos e respectivas famílias. Hoje em dia, servir de inspiração. Todos eficiente e eficaz, temos aprendido importância do que a manifestaçãoa frequentarem cursos ligados ao já são um dado adquirido, mas se, queremos que haja mais e melhor mutuamente, uns com os outros. de uma tarde.

×