Cancro Da Prostata
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
1,861
On Slideshare
1,776
From Embeds
85
Number of Embeds
6

Actions

Shares
Downloads
19
Comments
0
Likes
1

Embeds 85

http://b3longos.blogspot.com 44
http://www.slideshare.net 18
http://b3longos.blogspot.com.br 15
http://b3longos.blogspot.pt 5
http://b3longos.blogspot.fr 2
http://webcache.googleusercontent.com 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. CANCRO DA PRÓSTATA
  • 2. A PRÓSTATA
    A próstata faz parte do sistema reprodutor masculino. Localiza-se à frente do recto e sob a bexiga. O seu tamanho é semelhante ao de uma avelã, e tem a forma de um "donut".
  • 3. Sinais de alerta
    Idade, é o factor mais importante para o cancro da próstata
    História familiar, o risco é mais elevado do que a média, se o seu pai ou irmão tiveram a doença.
    Raça, é mais comum nos homens de raça negra, do que de raça branca.
    Determinadas alterações da próstata, apresentar células anómalas.
    Dietaalimentar,estudos sugerem que homens que fazem uma dieta rica em gordura animal, ou em carne, podem ter risco aumentado.
  • 4. FORMAS DE DETECÇÃO
    Toque rectal (exame rectal digital): Omédico insere um dedo lubrificado dentro do recto, e palpa a próstata, através da parede rectal.
    Análise clínica para o antigénio especifico da próstata (PSA): Verifica-se o nível de PSA numa amostra de sangue do homem.
  • 5. SINTOMAS DE ALERTA
    Problemas urinários.
    Incapacidade de urinar, ou dificuldade em iniciar ou parar o fluxo de urina.
    Necessidade frequente de urinar, principalmente à noite.
    Fluxo de urina fraco ou intermitente.
    Dor ou ardor durante a micção.
    Dificuldade em ter uma erecção.
    Sangue na urina ou no sémen.
    Dor frequente na zona inferior das costas, nas ancas ou na zona superior das coxas.
  • 6. FORMAS DE DIAGNÓSTICO
    Ecografia trans-rectal, o médico insere uma sonda no recto, para detectar zonas anómalas
    Cistoscopia, o médico vê o interior da uretra e da bexiga, através de um tubo fino e iluminado.
    Biópsia, consiste na remoção de tecido, para procurar células cancerígenas. O médico insere uma agulha, através do recto, até à próstata, e remove uma pequena quantidade de tecido.
  • 7. MÉTODOS DE TRATAMENTO
    HORMONOTERAPIA
    CIRURGIA
    RADIOTERAPIA
    OBSERVAÇÃO
  • 8. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS dos tratamentos
    Após a CIRURGIA: A pessoa pode não conseguir controlar as fezes, o fluxo de urina da bexiga (incontinência urinária),pode ficar impotente
    RADIOTERAPIA:Os efeitos secundários, são pouco comuns
    HORMONOTERAPIA : Os anti-androgénios podem causar náuseas, diarreia, ocrescimento ou sensibilidade mamária, podem causar dor no abdómen, olhos com um tom "amarelado" ou urina escura, devido a problemas hepáticos. Alguns fármacos podem, ainda, provocar dificuldade respiratória e fotosensibilidade
    http://www.roche.pt/sites-tematicos/infocancro/index.cfm/tipos/cancro-da-prostata/