Ead UniRio Paulo Freire

364 views
239 views

Published on

Sugestões para Elaboração de Material Didático que colaboram com a implementação/utilização da Teoria de Aprendizagem de Paulo Freire.

Published in: Education
1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
  • Paulo Freire é o pai da educação brasileira, ele conseguiu com as suas teorias transformar a educação
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
364
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ead UniRio Paulo Freire

  1. 1. Teoria da Aprendizagem: O Método de Paulo Freire Vander Lúcia Silva Lessa Curso: “Elaboração de Material Didático em EaD”
  2. 2.  O método Paulo Freire é comprometido com uma transformação total da sociedade. Freire argumentava que existe uma sabedoria popular e que (independente das pessoas estarem ou não alfabetizadas) é possível alcançar um nível de discussão elevado durante o processo ensino- aprendizagem em busca de uma conscientização do aprendiz visando a uma transformação social, ou seja, o engajamento do sujeito na militância política. INTRODUÇÃO
  3. 3.  OBJETIVO DO MÉTODO DE PAULO FREIRE Engajar criticamente os alfabetizados (e/ou os sujeitos no processo de alfabetização) na constituição dos sinais gráficos como sujeitos desse processo, não como objetos dele.
  4. 4.   Aprender é um ato de conhecimento da realidade concreta, isto é, da situação real vivida pelo educando, e só tem sentido se resulta de uma aproximação crítica dessa realidade;  O que é aprendido não decorre de uma imposição ou memorização, mas do nível crítico de conhecimento, ao qual se chega pelo processo de compreensão, reflexão e crítica;  Ensinar não significa apenas transferir conhecimento, mas possibilitar sua produção e construção;  O educador aprende ao ensinar e o aluno, por sua vez, ensina ao aprender. Teoria do Conhecimento Segundo Paulo Freire
  5. 5.   É de suma importância refazer ou recriar o que foi aprendido. Isso acontece em processo de comparações, repetições, satisfação da curiosidade, indo além dos condicionantes;  O aprendizado deve ser crítico e não pode ser feito superficialmente. Para isso os educadores devem ser instigadores e demonstrar curiosidade pelo novo e aceitar as mudanças. Os riscos devem ser aceitos e bem contornados.  Educar para Paulo Freire é uma especificidade humana e uma forma de intervenção no mundo e que nada justifica a minimização dos seres humanos, nem mesmo a tecnologia ou a ciência. Porém, ainda segundo o autor, a tecnologia não deve ser completamente rejeitada. Continuação:
  6. 6. BIBLIOGRAFIA DE PAULO FREIRE Paulo Reglus Neves Freire (Recife, 19 de setembro de 1921 — São Paulo, 2 de maio de1997) foi um educador, pedagogista e filósofo brasileiro. É Patrono da Educação Brasileira. Paulo Freire é considerado um dos pensadores mais notáveis na história da Pedagogia mundial, tendo influenciado o movimento chamado pedagogia crítica. Sua família fazia parte da classe média, mas Freire vivenciou a pobreza e a fome na infância durante a depressão de 1929, uma experiência que o levaria a se preocupar com os mais pobres e o ajudaria a construir seu revolucionário método de alfabetização. Por seu empenho em ensinar os mais pobres, Paulo Freire tornou-se uma inspiração para gerações de professores, especialmente na América Latina e na África. A partir de suas primeiras experiências no Rio Grande do Norte, em 1963, quando ensinou 300 adultos a ler e a escrever em 45 dias, Paulo Freire desenvolveu um método inovador de alfabetização, adotado primeiramente em Pernambuco. Seu projeto educacional estava vinculado ao nacionalismo desenvolvimentista do governo João Goulart. Na política, integrou o Partido dos Trabalhadores, tendo sido Presidente da 1ª Diretoria Executiva da Fundação Wilson Pinheiro, fundação de apoio partidária instituída pelo PT em 1981; além de Secretário de Educação da Prefeitura Municipal de São Paulo na gestão petista de Luiza Erundina (1989-1992).
  7. 7.   Em 1964 estava prevista a criação de 20.000 círculos de cultura que beneficiariam 2 milhões de analfabetos. O golpe militar desse ano reprimiu a iniciativa. Paulo Freire foi preso nessa ocasião.  Paulo Freire apresentou suas experiências em alfabetização de adultos na obra Educación como Práctica de Libertad, publicada no seu exílio no Chile. CONTEXTO HISTÓRICO
  8. 8. Blog; Microblog; Fórum de discussão; Lista de discussão; Correio eletrônico Respeito aos saberes dos educandos Permitem a criação intelectual e compartilhamento rápido e abrangente de informações e opiniões. Material didático que colaboram com implementação/utilização da teoria de Paulo Freire:
  9. 9.  Criticidade: Ferramentas que permitem comentários online – Ex.: chats Capacidade de comentar e expor a opinião pessoal e coletiva;
  10. 10.  Corporificação das palavras pela vivência: Podcasting; Webcasting Exemplo: gravação de áudio ou vídeo que é capaz de exemplificar o conteúdo de modo mais próximo da realidade do que um texto impresso.
  11. 11.  Aceitação do novo: Novas mídias digitais e suas interfaces Colabora com a necessidade constante de aprendizado a partir das novas formas de utilização das tecnologias e interfaces;
  12. 12.  Valorização da identidade cultural: Redes sociais; Ferramentas de criação de arte digital Objetivo de criar e manter redes sociais estimulando a comunicação e interação; Criação livre de conteúdos em formato de texto, áudio, vídeo de livre acesso.
  13. 13.  O método Paulo Freire tem como ideia básica partir do mundo da criança e chegar ao conteúdo que se quer transmitir a partir de discussões, ou seja, de modo que o aprendiz possa participar do processo ensino aprendizagem usando suas referências.  Assim, ao invés de ensinar o aluno a ler fazendo-o escrever repetidamente “Ivo viu a uva”, o professor deve promover uma conversa entre os envolvidos sobre a vida provocar uma discussão sobre o uso os mesmos fazem das palavras, como elas podem ser articuladas, etc. Esse método visa fazer com que o ensino da língua faça mais sentido para o aprendiz, antes se expor as regras da sintaxe isoladamente. Não se pode negar que esse método é ótimo, não apenas no processo de alfabetização, mas para todo processo de ensino-aprendizagem. Entretanto, isso leva tempo e dedicação. Portanto, ensinar as ciências dessa forma é quase impossível diante da realidade da educação pública brasileira. Nesse sentido, a realidade torna o método Paulo Freire quase que completamente impraticável, assim como acontece com toda teoria científica voltada para a educação. CONCLUSÃO
  14. 14.   OSTERMANN, Fernanda; CAVALCANTI, Cláudio J. H. Teorias de Aprendizagem: texto introdutório. Disponível em: http://outros.cead.unirio.br/euni/file.php/29/Teorias_de_apre ndizagem.pdf. Acesso em: 30 de março de 2014.  OYAMA. Daniel Dantas. Educação e Cibercultura: pontos positivos e negativos. Disponível em: http://www.fatecsp.br/dti/tcc/tcc0020.pdf . Acesso em: 30 de março de 2014.  http://napraticaateoriaeoutra.wordpress.com/2008/09/14/vej a-contra-paulo-freire/  http://pt.wikipedia.org/wiki/Paulo_Freire REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

×