Jornal A Voz da Assembleia - Edição 083 - Março 2010
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Jornal A Voz da Assembleia - Edição 083 - Março 2010

on

  • 3,843 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,843
Views on SlideShare
3,840
Embed Views
3

Actions

Likes
1
Downloads
30
Comments
0

2 Embeds 3

http://www.valterborges.blogspot.com 2
http://www.slideshare.net 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Jornal A Voz da Assembleia - Edição 083 - Março 2010 Document Transcript

  • 1. Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Ministério São Bernardo do Campo ANO XI - nº 83 - SBCampo, 28 de março de 2010 - secretaria-sede@uol.com.br site: www.iead-msbc.com.br TEMA 2010: A VOLTA DO SENHOR JESUS CRISTO e a conduta do cristão fiel e comprometido com esta esperança Reunião Geral de Obreiros em janeiro teve Consagrações e Remanejamentos A IEAD-MSBC consagrou, recebeu e reintegrou obreiros além dos remanejamentos nas igrejas. Pg. 06 e 07 Leia 3° parte do artigo do Ev. Valter Borges acerca do relaciona- mento entre “O Senhor Jesus Cristo e o Antigo Testamento”. Pg. 09 Veja na coluna “Louvor & Adoração” uma ma- téria interessantíssima sobre os “Salmos: O hinário da antiga na- ção de Israel”. Pg. 10 Foram muito bons os resultados do mês de Oração realizado nas igrejas Assembleia de Aniversário do Ministério de São Bernardo: Sessenta Deus em fevereiro de anos de Igreja, não são sessenta dias. Aguarde!! 2010. Pg. 12
  • 2. 2 - março de 2010 Opinião & Editorial Jornal A Voz da Assembleia Pastor Presidente Tarcísio de Abreu “O Senhor Jesus Cristo vem!!” (Lucas 12.35-48) Bem-Aventurado aquele servo a quem o seu senhor, quando vier, achar fazendo assim. (Lucas 12. 43) Não obstante as muitas incer- voltaria, repentinamente, a seme- nente. (2ªTim.4:7-8). vador Jesus Cristo. tezas que assolam a vida huma- lhança do ladrão que surpreende o f) A porção que caberá aos in- Assim, movidos pela urgência, na, gerando dúvidas e preocupa- dono da casa quando vem. fiéis (12:46) soa como uma grande tanto da obra de Deus, quanto da ções, no texto acima, o evangelista c) A Bem-Aventurança do cren- advertência àqueles que de manei- preciosa volta do Senhor Jesus Lucas registra as palavras do Se- te preparado (12:37,43). A vida é ra imprudente teimam em desobe- Cristo, a Diretoria Executiva, com nhor Jesus, que nos traz uma men- bela, e vale a pena ser vivida, quan- decer o Evangelho de Cristo, eles intenso labor, além das responsa- sagem de suma importância e de do se vive na expectativa da volta serão banidos da presença de Deus, bilidades diárias dentro de São plena certeza de ocorrência, que de Cristo, como os cristãos de e sofrerão desprezo e eterna perdi- Bernardo, tem empreendido mui- enche nosso coração de gozo e de Tessalônica (1ªTs.1:6-10). ção. tas viagens para realizar as reu- esperança diante das lições precio- d) Todos nós devemos estar an- Diante da realidade e da certeza niões do Corpo Ministerial das Re- sas que dela podemos obter, e den- siando pela volta do Senhor Jesus da volta eminente de Cristo, nosso gionais de nosso campo, envolven- tre elas destacamos: (12:40; Tito2:13). “Olhai, vigiai e conselho a todos é que tenhamos a do, nestas ocasiões, atividades per- a) A certeza da vinda do Se- orai” foram as recomendações do suprema preocupação de buscar- tinentes a supervisão, ordenação nhor: (12:36) – O Senhor, que é Senhor que foi e que virá. mos em primeiro lugar o Reino de de obreiros, ministração de estu- fiel e verdadeiro, afirmou que Ele (Mc.13:33). Deus e a sua justiça, e, com a aju- dos bíblicos, gerência das novas mesmo voltaria para levar os que e) Os servos fiéis serão da do Senhor, ser mais diligentes construções etc., cumprindo as- são Seus. (Jo.14:1-3). galardoados (12:41-44). O Senhor no cultivo de uma vida de oração e sim, a intensa agenda administra- b) Que a Sua vinda seria ines- Jesus é o Justo Juiz de que falou o santidade, e numa maior dedicação tiva, eclesiástica e diretiva anual. perada (12:39), ou seja, quando apóstolo Paulo ao terminar sua car- e comprometimento no serviço de menos estiverem esperando, Ele reira de fé, diante de sua morte imi- nosso bondoso e fiel Senhor e Sal- Onde está o Erro??!! por Pr. Daniel Perpétua cançarmos as bênçãos dos milagres com uma sincera conversão o fazi- tória da Igreja Cristã nos mostra de Deus. Quando estamos doentes am. Por outro lado, o cristianismo que enquanto a perseguição Não raramente ouvimos pergun- a primeira coisa que lembramos é era puro e, como não havia ajuda grassava entre os cristãos havia tas, tais como: por que Deus não do convênio médico. Quando Jesus da sociedade os crentes se achega- pureza cristã, ninguém sem conver- opera mais milagre como antiga- curou, mesmo à distância, o criado vam a Deus com fé verdadeira e os são se atrevia a ser cristão, pois era mente? Por que há tantos crentes do centurião de Cafarnaum, fez a milagres aconteciam. Nesse tempo estar pronto a morrer a qualquer doentes e com problemas diversos, seguinte observação aos judeus: os crentes não tinham ajuda de au- hora por, professar-se seguidor de e não vemos uma intervenção mi- “nem mesmo em Israel encontrei toridades civis – políticos, etc. ou Jesus. A partir do governo de lagrosa? Por outro lado, a gente faz tanta fé”. Para o cego de Jericó o de autoridades militares. O único Constantino, o qual fez do Cristia- as seguintes perguntas: Por que os Senhor disse: “Vê, a tua fé te sal- socorro vinha de Deus, e para isso nismo a religião oficial do Império crentes, atualmente, não têm aquela vou”. Em ambos os casos acima, os demandava fé. Atualmente temos e cessou com as perseguições aos comunhão com Deus, como antiga- protagonistas não tinham outro re- amigos e até crentes na política (go- cristãos, pessoas sem conversão mente? Por que o temor de Deus curso, depositando a fé em Jesus. vernadores, deputados, senadores, alguma se fazia cristã para estar do (que e o principio da sabedoria – a A fé é que faz a diferença do cris- etc.). lado do imperador. Daí por diante base de toda nossa vida espiritual) tão, pois o justo vive da fé, e sem Muitos crentes têm como meio o cristianismo foi-se degenerando, está desaparecendo de muitos cren- ela é impossível agradar a Deus. Se mais fácil, apelar a essas autorida- até chegar ao ponto em que verda- tes modernos? Talvez uma coisa sir- tivermos outros meios para resol- des, em detrimento da comunhão deiros homens de Deus não supor- va de explicação para a outra. Cer- ver nossos problemas à parte de com Deus. Porém pela facilidade taram a falácia de um cristianismo ta pessoa disse que somos muito li- Deus, é evidente que iremos lançar temos que pagar certo preço, que é meramente artificial; alguns desses geiros para julgar, mas não gosta- mão deles, pois não há a necessida- ficar mais longe da operação de homens morreram. Lutero teve o mos de ser julgados. Com tanta fa- de do exercício da fé, para a qual é Deus, e vê-lo deixar de operar mila- beneplácito de Deus para realizar a cilidade nas áreas médicas e hospi- imprescindível a comunhão íntima gres em nosso meio. Querido, de reforma cristã. Não queremos que talares, por convênios médicos e com Deus. Em tempos passados ser quem vamos reclamar? A Bíblia nos as perseguições voltem a acontecer, outros, a fé não está mais sendo crente era motivo de preconceito diz que o homem só pode se quei- porém, antes de reclamar é bom ver exercitada como deveria ser para al- pela sociedade, e somente aqueles xar de seus próprios pecados. A His- onde está o erro. A Voz da Assembleia Cremos: Diretoria da Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério São 1) Em um só Deus, subsistente em três Cronograma Pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo; Bernardo do Campo: 2) Na inspiração divina e plena da Bíblia “A Voz da Assembleia” Um Jornal a serviço do povo de Deus Presidente: Pr. Tarcísio de Abreu Sagrada; Ano XI - nº 83 - 28 de março 2010 1º Vice-presidente: Pr. Sérgio Bernardes 3) Na concepção virginal de Jesus; Próxima edição: 2º Vice-presidente: Pr. Francisco de Assis 4) Que o pecado degenerou o homem e Este é um jornal evangélico publicado pela 3º Vice-presidente: Pr. Francisco Lourenço que somente o arrependimento e a fé em 09 de Maio/2010 Igreja Evangélica Assembleia de Deus 1º Secretário: Dc. Allan de Almeida Jesus Cristo o pode restaurar a Deus; Ministério São Bernardo do Campo 2º Secretário: Pr. Daniel Perpétua 5) Na salvação presente, imediata, com- CNPJ 59.162.313/0001-99, fundado em 1º Dir. Financeiro: Pr. Azuil Pereira pleta e perfeita e na justificação do homem; janeiro de 1999 por Pr. Jair E. Barbosa 2º Dir. Financeiro: Ev. Alaor Garcia. 6) No batismo bíblico efetuado por Entrega material: Rua Mediterrânero, 680 - Jd. Mar - SBC imersão; Fone - Redação: (11) 2598-7000 As matérias publicadas podem ser 7) No Espírito Santo como a terceira pes- até 20 de Abr/10 e-mail: secretaria-sede2@uol.com.br reproduzidas, desde que seja citada a fon- soa da Trindade; Impresso: LTJ Editora Gráfica. te e feita uma solicitação. 8) No batismo com Espírito Santo e na Solicitamos que as fotos sejam envia- O Editor é responsável pelos textos pro- atualidade e totalidade dos dons espiritu- das na resolução 300 dpi e extensão Presidente: Pr. Tarcísio de Abreu duzidos pela redação. Já os artigos assi- ais; JPEG; e os textos digitados no Diretor Executivo: Dc. Allan de Almeida nados são de responsabilidade de seus au- 9) Na Segunda vinda Pré-Milenial de Cris- Vice-Diretor-Revisor: Pr. Daniel Perpétua to, em duas fases distintas; programa Microsoft Word. Pode ser tores e não refletem, necessariamente, a Editor e Jornalista Responsável: opinião do jornal. 10) No Juízo vindouro que condenará entregue na Secretaria do Templo Ev. Valter Borges (Mtb/SP nº 32609). os infiéis, bem como, na vida eterna de Sede ou pelo e-mail: gozo, de justiça e felicidade para os fiéis. jornalavoz.assembleia@uol.com.br
  • 3. Jornal A Voz da Assembleia Educação Cristã março de 2010 - 3 IEAD-MSBC faz subsídios para Escola Dominical Com a finalidade de apoiar teologicamente a estrutura da Escola Dominical, igreja faz subsídios Por Ev. Valter Borges “Nas reuniões de obreiros, os Ministro da Palavra. E, estar dis- subsídios aos professores que de- professores solicitam a não esque- ponível ao trabalho a serviço de sejarem ampliar seus conheci- A Igreja Assembleia de Deus - cer das crianças, juvenis e adoles- Deus, e, por nos trazer o subsídio mentos! Parabéns, e muito obri- Ministério de São Bernardo do centes; portanto, desejamos aten- da EBD. Que Deus continue te gado por mais essa conquista! Campo, através de sua Diretoria der todos; embora isso leve, ain- abençoando neste projeto!” (Ju- abraços em Cristo.” (Ev. Arnaldo Executiva, presidida pelo Pastor da, algum tempo”, enfatiza. lio Fernandes). Mendonça). Tarcísio de Abreu, está fortalecen- Os subsídios estarão, em bre- “Querido irmão em Cristo Je- É bem verdade que recebemos do a Escola Bíblica Dominical atra- ve, disponíveis, sus, quero te críticas também, mas, que, sem- vés de apoio teológico com a fina- em formato PDF, agradecer pelo pre nos ajudam a melhorar cada lidade de ajudar seus professores. no site da igreja: “Olá! estudo a mim vez mais esse serviço à comuni- O projeto de apoio educacional w w w. i e a d - direcionado. dade evangélica. Vejam: Achei importante Que Deus te “Favor verificar o anexo, pois está em fornecer subsídios dos msbc.com.br. E, assuntos que, semanalmente, são seu acesso é total- o ter colocado à abençoe rica- as palavras ficam sobrepostas, ou mente e gosta- seja, uma em cima da outra e não tratados nas salas de Escola Do- mente gratuito, disposição dos irmãos ria de continu- dá para ler.” (Antonio José). minical. “desejamos que os subsídios ar recebendo “A Paz do Senhor! O e-mail che- O projeto está sendo muito bem os valores do Rei- aos professores mais ainda so- gou um pouco tarde, gostaria de recebido por toda comunidade, no de Deus se- bre a vida de sugerir o envio destes subsídios onde, semanalmente, são envia- jam impregnados que desejarem Paulo, que é com algum tempo de antecedên- dos cerca de 1.500 e-mail’s para nessa geração”, as pessoas que se cadastraram. finaliza o ampliar seus conheci- um exemplo de cia, sendo a partir da segunda-fei- servo. Até ra.” (Alcides Alves). “Não estão cadastrados somente evangelista. mentos! mais! Fica com Tenham certeza que esse pro- pessoas do ministério de São Vários irmãos Parabéns...” Deus! Abra- jeto vai melhorar muito!! Bernardo do Campo, mas, também compartilharam ços!!” (Elias Fi- Para receber os subsídios, de outras denominações e minis- conosco de mais lho). acesse: www.iead-msbc.com.br ou térios co-irmãos”, enfatiza o Ev. esse projeto. Es- “Deus abençoe o amado Pas- cadastre-se através do e-mail: Valter Borges. sas manifestações impulsionam o tor!” (Clécio S. Santos) jornalavoz.assembleia@uol.com.br, Os subsídios são apenas para coração dos irmãos a caminhar “A paz do Senhor! Esses subsí- com os seguintes dizeres: “Quero as Lições de Adultos, mas “se com mais alegria na consolidação dios foi de grande utilidade! Deus receber os subsídios da Escola desse projeto. te abençoe sempre. Continue en- Dominical em meu e-mail”. Deus quiser, queremos alcançar Vejam os e-mail’s de apoio: viando-me!” (Lilian Regina) Bons Estudos!! e apoiar outras faixas etárias, “A paz do Senhor irmão! Agra- “Olá! Achei importante o ter co- estamos trabalhando nisso”, lem- deço a Deus por ter-te colocado locado à disposição dos irmãos os bra o Ev. Borges. Escola Bíblica Dominical estudará Clamor: no 2° Trimestre o livro de Jeremias Continuem orando pela Aldeia Krucutu. “Jeremias: Esperança em tempos de crise” Eles precisam das vossas orações!!! Da Redação 3 – Anunciando Ousadamente a Palavra de Deus; Lição 4 –Cho- A partir do 1° domingo de abril, rando aos Pés do Senhor; Lição a E. B. Dominical já estará estu- 5 – O Poder da Intercessão; Li- dando as novas “Lições Bíblicas”. ção 6 – A Soberania e a Autori- O tema que a CPAD traz nessa dade de Deus; Lição 7 – O Cui- nova revista será baseado no livro dado com as Ovelhas; Lição 8 – do profeta Jeremias, com o tema: O Poder da Verdadeira Profecia; “Esperança nos tempos de crise”. Lição 9 – Esperando Contra a Es- Ela é comentada pelo Pr. perança; Lição 10 – O Valor da Claudionor de Andrade, com a Temperança; Lição 11 – A Exce- consultoria teológica do Pr. Anto- lência do Ministéio; Lição 12 - A nio Gilberto. Opção pelo Povo de Deus; e, Li- As lições estão cheias de assun- ção 13 - Esperança na tos relevantes para a vida cristã, Lamentação. Beacon; (2) Comentário Bíblico veja: Lição 1 – Jeremias, o Profe- Aos professores e estudantes, Pentecostal; (3) Teologia do Anti- ta da Esperança; Lição 2 – Os Pe- eis algumas sugestões bibliográ- go Testamento; (4) Comentário do rigos do Desvio Espiritual; Lição fica: (1) Comentário Bíblico Livro do Profeta Jeremias. Melhor Idade!! Convidamos você, irmão, com mais de 50 anos de idade, e que es- teja aposentado, para participar das Além do Coral “O Senhor é a Nossa Força”, ainda, temos visi- tas em hospitais, asilos e outras Os ensaios acontecem todas 6° feiras, às 14h, onde, tem, tam- bém, após os ensaios, um “Café No Templo Sede atividades do grupo “Melhor Idade”. atividades. da Comunhão”. Seja bem-vindo!!
  • 4. 4 - março de 2010 Congregações Jornal A Voz da Assembleia Eventos e festas movimentam AD Thelma AD Thelma neste 1° Trimestre fez vários eventos: Estudo Bíblico de Férias, Aniversário Varões e Aniversário Templo Por Ev. Valter Borges da AD Thelma, com o tema: “Cris- to em vós, esperança da glória”, o Pastoreada pelo Ev. Valter evento teve a cooperação de vári- Borges, a AD Thelma realizou nes- as igrejas e, em especial, minis- te primeiro trimestre de 2010, traram a Palavra de Deus o Ev. três representativos eventos. Alessandro, Pb. Carlos e missioná- O primeiro, a Escola Bíblica de rio Danilo, além da cantora irmã Férias, foi realizado nos dias 28 a Aderlizete, que louvou a Deus no 30 de janeiro. O evento envolveu evento. Os homens louvaram a todas as faixas etárias: dia 28, os Deus com vários hinos, deixando adolescentes receberam um ensi- a igreja maravilhada com tanto no maravilhoso da irmã Arislene empenho. (Templo Sede); no dia 29, foi a vez O terceiro evento, foi o Aniver- da juventude receber instruções sário de 30 anos desde a inaugu- e maravilharem-se com testemu- ração do Templo AD Thelma em nho pela jovem Juliana de Deus 18 de março de 1980. O evento (Templo Sede). As crianças tive- foi realizado nos dias 13 e 14 de ram um evento só para elas, no março. No sábado o Pr. Tarcísio de sábado, dia 30, à tarde. No mes- Abreu, presidente, dirigiiu o cul- mo sábado, à noite, o encerra- to e o Ev. Gilson Anício ministrou mento se deu com o Encontro com a Palavra de Deus. Foi uma Casais, na qual o Pb. Carlos (AD benção!!! Os trabalhos prossegui- Thelma), trouxe reflexões da Vida ram no domingo, com estudo pela Conjugal. O evento trouxe muitos manhã, almoço, finalizando com resultados no dia-a-dia da igreja. o Culto de encerramento, à noite. O segundo evento aconteceu Foram dias movimentados, nos dias 6 e 7 de março último, onde todos alegremente trabalha- foi o 1° Encontro com os Homens vam e ouviam a voz de Deus. Pr. Tarcísio dirige Culto por ocasião dos 30 anos da AD Tehlma Crianças festejam na AD Lago Evangelismo na AD Tietê Por AD Lago ças aprenderam como é bom ser- Por Marcelo Martins (2º dirigente AD Planalto). No vir e louvar ao nosso Senhor Deus. culto de encerramento foram con- Com o tema “Porque Dele e por Dessas, duas crianças se rende- A AD Tietê, liderada pelo Pr. cedidas oportunidades ao Pb Ele, e Para Ele são todas as Coi- ram aos pés do Senhor. A líder do João Evangelista, realizou no dia José Lourenço, Coop sas” (Rom 11:36), a AD Jardim departamento infantil, Lucilene 13 de março último, uma Adilson, Marcelo Martins e Pr. Lago, pastoreada pelo Pr. Antonio Rocha louva e agradece a Deus evangelização pessoal, distribuin- Celso Pereira, já a mensagem fi- Lemes, realizou, nos dias 12 a 14 pela grande vitória proporciona- do muitos folhetos, e, também nal ficou a cargo do Coop Fábio de fevereiro último, a XXVIII da; além disso, agradece, também, Culto ao ar livre no período (coordenador de evangelismo e Confraternização de Crianças e a todos que fizeram parte e con- vespertino, e, encerrando o dia missões na AD Planalto). Adolescentes. tribuíram para que a confraterni- com um grande culto no templo. Todo o bairro onde está situa- Cerca de oitenta e seis crian- zação fosse realizada. A AD Planalto cooperou no do a igreja foi panfletado, e os mo- evento com sua mocidade, junta- radores foram bastante receptivos mente com o Pr. Celso Pereira e e aceitaram de bom grado o anún- vários obreiros (Pb José Louren- cio da Palavra de Deus. ço, Dc Jaime; Coop. Fabio, Marce- No culto de encerramento per- lo Martins, Milton, Adilson). cebemos vários colaboradores de No culto ao ar livre outros ministérios bem como um a ministração ficou sob a respon- numero satisfatório de visitantes. sabilidade do Pb José Lourenço Crianças durante evento na AD Lago Fotos do Templo AD Tietê e da igreja durante culto evangelístico
  • 5. Jornal A Voz da Assembleia Eventos março de 2010 - 05 Mococa fez eventos no Leste Paulista AD Mococa - Leste Paulista movimentou a cidade com três eventos: Cruzada Evangelística, Marcha para Jesus e Batismo Da Redação No dia 06 de setembro, a igre- ja realizou a “Marcha para Jesus” A sub-sede da Igreja em Mococa, organizada pelo vere- Assembleia de Deus - São ador Nane. O evento atraiu cen- Bernardo do Campo, na cidade de tenas de pessoas. Vários jovens de Mococa, liderada pelo Pr. Gessé inúmeraas denominações que Cruz, esteve envolvida em gran- superlotaram as ruas da cidade. des eventos nesses últimos meses. E, no último dia 27 de dezem- Nos dias 31 de outubro e 01 bro, foi realizado o Batismo em de novembro, a igreja realizou Águas da região do Leste Paulista, sua “I Grande Cruzada na cidade de Mococa. Foram 21 Evangelística”, onde toda a igreja novos crentes que desceram as Juventude louvando na Cruzada cooperou e Deus operou maravi- àguas naquela ocasião. Aleluias! lhosamente. Foram batizados 21 novos crentes Multidão marchando em Mococa Semana MUPADESB foi Missionários no Brasil: realizado em janeiro Cícero, Nelson e Joás A MUPADESB realizou, nos Samuel; e, ainda, a irmã cantora Os missionários Nelson de, resolver problemas pessoais, dias 21 a 23 de janeiro último, a Fabiana louvou a Deus. (Moçambique); Cícero (Argenti- e, principalmente, renovar suas SEMANA MUPADESB. O evento Com o tema: “A Volta de Cris- na) e Joás (Guiné Bissau), com forças espirituais para continuar contou com a cooperação do Coral to”, a juventude celebrou momen- suas respectivas esposas, estão no na “linha de frente” do campo de Juvenil e Orquestra MUPADESB. tos de alegria na presença do Se- Brasil. Eles passarão uma tempo- batalha missionário, anunciando Pregaram a Palavra de Deus o nhor. Que Deus continue os aben- rada no país a fim de se recupe- as boas novas além-fronteira. Pastor Jorge do Vale e Pastor çoando!! rarem fisicamente, tratar da saú- Continuemos orando por eles!
  • 6. 6 - março de 2010 Reunião Geral 2010 Jornal A Voz da Assembleia Igreja de São Bernardo realizou Assembleia Geral Ordinária e Reunião de Obreiros Reunião histórica trouxe Pr. Abraão de Almeida, teve foto oficial e momentos com Deus que edificaram a alma Da Diretoria Executiva Juntamente com a Reunião Geral de Obreiros, foi realizado o Seminário “A Volta do Senhor Je- sus Cristo e a conduta do cristão vigilante e comprometido com esta Esperança”, com a ministração do Pr. Abraão de Almeida que veio direto do E.U.A. especialmente para este evento. Foram dias muito edificantes e esclarecedores. Ainda, durante a reunião, e, por ocasião do futuro lançamento do livro da história da igreja de São Bernardo, que acontecerá ain- da neste ano, foi tirada uma his- tórica e linda foto oficial com mem- bros da Diretoria Executiva e mui- tos obreiros que compõe este ministério(veja ao lado). Foto Oficial da Diretoria Executiva e Abaixo, fotos dos acontecimen- alguns obreiros do ministério tos durante a reunião. Obreiros consagrados ao Presbiterato Vista panorâmica do Plenário do Templo Sede durante Reunião Geral Obreiros consagrados ao Diaconato e, no detalhe, Pr. Abraão de Almeida Obreiros reintegrados à IEAD-MSBC Obreiros apresentados a Cooperadores
  • 7. Jornal A Voz da Assembleia Reunião Geral 2010 março de 2010 - 7 Consagrações e Remanejamento de Obreiros Da Diretoria Executiva dores, conforme Estatuto e Regi- mento Interno. Além disso, foram necessários Presbiterato Por ocasião da Reunião Geral de Obreiros ocorrida em janeiro de o remanejamento de alguns obrei- ros dirigentes de igrejas para o Consagrações e Recebimentos 2010, a Igreja Evangelica Assem- bom andamento da obra do Se- Consagração bléia de Deus - Ministério de São nhor. Nova Baeta – SBC Antonio Orlando Lopes Bernardo do Campo, sob a presi- Confira, nos quadros abaixo, as Pq. São Bernardo – SBC Olinto Pinto dos Santos dência do Pr. Tarcisio de Abreu, consagrações, recebimentos, apre- realizou consagrações, recebimen- Sede – SBC Allan de Almeida sentações e remanejamento de Eudes Ângelo de Almeida tos e a apresentação de coopera- obreiros: Jd. Santo Ignácio – SBC Elias Ribeiro da Silva Pq. Estoril – SBC Wellington Mansur Ferrazópolis – SBC Luiz Carlos da Cunha Diaconato Tatetos – SBC Jd. Boa Vista RG – SBC José Juvenal Filho Paulo Roberto Liduar Consagrações e Recebimentos Vila Beatriz (COAP) – SBC Jd. Nazaré – SBC Vitorino José da Silva José Taveira Peixoto Consagração Batistine – SBC Valdenir Luiz Leite DER – SBC Sergio José da Silva Geronildo Pereira Máximo Pq. São Bernardo – SBC Anderson Luiz do Nascimento Jd. Petroni – SBC Sérgio da Silva Moura Núcleo Santa Cruz – SBC Cristiano Passos Rodnei Romano Jd. Santo Ignácio – SBC Pedro Roberto de Carvalho Jd. Nosso Lar – Diadema Joab Astianark de Melo Silva Jd. Esmeralda – SBC Vanderlei Cardoso de Jesus Vila Mariana – SBC André Luiz Alves Vl. Esperança–Uberaba- MG Mauro Cesar de Sousa Vila Baeta Neves – SBC João Soares Pires Ferrazópolis – SBC Antonio Carlos Cordelhos Jardim Regina II – SBC Manuel Everaldo da Silva Wedson Ferreira Araújo S. Sebastião Paraíso – MG Marcos Aparecido de Oliveira Jd. Boa Vista RG – SBC José de Fátima Ferreira Lopes Guardinha – MG João Batista de Sousa Sede – SBC Fabrício Ross dos Santos Ibiraci – MG Genivaldo Pires A. dos Reis Marcelo Luiz da Silva Guaranésia – MG Juscemar Manoel de Brito Renato Sampaio N. Marques Jd. Nosso Lar – Diadema Daniel Otacílio dos Santos Recebimento Jd. Do Lago – SBC Alex Sandro dos Santos Jd. Monte Sião – SBC Roberto Fernandes Castilhos Adair de Sousa Pimenta Jd. Telma – SBC Lorival Dias Lopes Antonio Francisco de Paula Vila Planalto – SBC Antonio da Silva Sitio dos Vianas – SBC Aurélio Dias Igarai – SP Cristiano Marchiori A.Francisco Vila Planalto – SBC Cícero Feitosa da Silva Guaxupe – MG Israel de Melo Herculano Jd. Santo Ignácio – SBC Edmundo Laurindo Monte Santo de Minas – MG Sergio dos Reis Eugenio Vl N. Conquista – Diadema Rossinel Alves Motta Igarai – SP Jd. Goiás - GO Alan Rodrigues Pereira João Mendes Loiola Neto Remanejamento de Dirigentes Jd. Novo Mundo – GO Orlando Pereira de Souza Guaranésia – MG Cesár Aparecido G. V. Teodoro Congregações: Areado – MG Flaviano de Cássio Martins (9) Vl. Esperança – SBC (1) Pq. Selecta – SBC Anterior: Pb. Osiel A. Machado Anterior: Pr. Pedro Amparo Atual: Ev. Benedito Américo Recebimento Atual: Pb. José Ilton Lopes (10) Arco Verde - PE Nova Baeta – SBC Isaias Jesus Silva (2) Jd. Eucalipto – SBC Anterior: Pb. Paulo Sergio Jd. Monte Sião – SBC Roberto Graccini da Silva Anterior: Pb. Sebastião V. Alves Atual: Pb. André Carlos Jd. Boa Vista RG – SBC Luiz Elenulson Rodrigues Gomes Atual: Pb. Claudio G. Feitoza (11) Santana do Sobrado – BA Batistine – SBC Renato Bueno Gurgel (3) Tatetos - SBC Anterior: Pb. André Carlos Guardinha – MG Henrique Matheus dos Santos Anterior: Pb. Ailton Biederman Atual: Pb. Donatilo Ribeiro Santa Cruz – MG Celso dos Santos Viana Atual: Pb. Alexandre Contessoto (12) Uberaba – MG Boa Vista (Pq) – SBC Josino Amaro da Silva (4) Batistini – SBC Anterior: Pr. Gilvan Caetano Anterior: Pr. Almir Borges Atual: Pb. Paulo Sergio Nunes Atual: Ev. Claudionor Barbosa (13) Itajobi – SP (5) Pq. Imigrantes – SBC Anterior: Pb. José P Gaudêncio . Cooperadores - Apresentação Anterior: Ev. Claudionor Barbosa Atual: Ev. Paulo R. Ferreira Atual: Ev. Jorge Augusto Lima (14) Milagre - MG Apresentação (6) Jd. Nazareth – SBC Anterior: Pb. Rubens Anastácio Jd. Santo Ignácio – SBC Anselmo Riello Anterior: Ev. Marcelo Dantas Atual: Pb. José P Gaudêncio . Jd. Santo Ignácio – SBC Osiel Joaquim Ferreira Atual: Ev. Marcos Del Rei (15) Igaraí - SP Sitio dos Vianas – SBC José Carlos Barbosa (7) Baeta Neves – SBC Anterior: Pb. Gilmano Luz João Batista Maciel Silva Anterior: Pr. José Maria Santos Atual: Pb. Rubens Anastácio Jd. Nosso Lar – Diadema Isaias Cabral de Lima Atual: Ev. Valdete R.Nascimento (16) Guaranésia – MG Núcleo Santa Cruz – SBC Gerson de Jesus dos Santos (8) Jd Nosso Lar – Diadema Anterior: Ev. Jorge Augusto Vila Ferreira – SBC Diolenio da Silva Alves Anterior: Ev. Danie Pereira Lima Jd. Santa Maria Rubens Gazarian Atual: Pr. Gilvan Caetano Silva Atual: Pb. Gilmano Luz
  • 8. 8 - março de 2010 Congregações Jornal A Voz da Assembleia AD COAP fez EBF e Culto Evangelístico AD COAP fez a Escola Bíblica de Férias, e Culto com jovens foi realizado fora do Templo em plena praça Pública Editada na Redação ceberam o Senhor Jesus como Sal- vador, para a Glória a Deus!!! A AD COAP, sob o pastoreio do Agradecemos primeiramente a Ev. Arnaldo Mendonça, realizou Deus que abençoou este trabalho, nos dias 5 a 7 de fevereiro últi- ao pastor Arnaldo Mendonça pelo mo, sua Escola Bíblica de Férias grande apoio e a todos os irmãos (EBD) 2010. que contribuíram com as suas ora- Sob o tema “A alegria de cami- ções, ofertas e esforços. nhar com Cristo” (João 14:6), o Já no dia 21 de fevereiro, a AD evento envolveu toda a família e COAP realizou um culto inédito. teve a cooperação de toda a Igre- O Culto que, normalmente, ocor- ja. Estiveram presentes em média re no Templo, foi celebrado em 180 pessoas por dia, sendo que, plena Praça Pública. dessas, aproximadamente 130, O culto, que teve a participa- eram crianças. ção especial da Mocidade, contou Houve muitos cânticos, brinca- com o apoio da Orquestra, e coo- deiras, fantoches, sorteios e peração de toda a Igreja. Foi uma premiações. Contamos com a par- benção, muitas pessoas próximas ticipação de irmãs vestidas a ca- ao local puderam ouvir a Palavra ráter para atrair as crianças, en- de Deus, transmitida pelo Irmão sinando-as que a verdadeira ale- Alexsandro. Esteve conosco, tam- gria só encontramos em Jesus. bém, o presidente da MUPADESB, O Plano da Salvação foi apre- pb. Eudes Angelo. O nome do Se- sentado todos os dias de formas nhor foi glorificado e quatro vidas diferentes; inclusive no domingo, se renderam ao Senhor. através de um maravilhoso Jogral. Que Deus continue abençoan- A Irmã Helena Ataíde, esteve do!! conosco transmitindo a Palavra de Fotos da Escola Bíblica de Férias (acima) e Deus durante os três dias, além do Culto com a Mocidade em Praça Pública disso ministrou na classe de Se- (ao lado), realizado na Igreja do COAP nhoras. Cerca de 39 crianças re- Janeiro marcante para a AD Monte Sião AD Monte Sião fez mês de jejum e oração, conferência jovem e confraternização com adolescentes em janeiro Por Pb. Odemir Silva tidade – Andando na Contra Mão”. Nos dias 21 a 29, foi realizada, O ano de 2010 começou na AD também, a EBF para as crianças. Monte Sião com propósitos firmes Nestes dias foi realizado de oração e jejuns. O mês de ja- evangelismo pessoal, onde a con- neiro foi dedicado a buscar a Deus gregação ficou repleta de crianças, de uma forma mais intensa, e o onde 20 pessoas aceitaram a Je- resultado foi a bênção de Deus sus. sobre a igreja. Primeiro, foi reali- Nos dias 30 e 31 foi realizada a zada a 1ª Conferência Jovem 1º Confraternização dos Adoles- MUPADEMS com o tema “Voltan- centes com o Tema “E, tudo o que do a ter identidade”, realizado nos pedirdes na oração, crendo, o dias 09 a 15. recebereis” (Mt. 21:22). Coopera- Vários pastores ministraram: ram no evento os adolescentes da Pb. Odemir Silva pregou osbre o AD Sede (Rudge Ramos), AD Imi- tema “Uma Geração sem Princí- grantes, AD Las Palmas e AD pios”; Pr. Marcelo Theodoro, sobre Laura. A Palavra foi pregada pela “Deus procura Jovens Íntegros”; “Tia Jô”, que ministrou nos dois Pr. Marcelo Dantas sobre “DNA- dias. No domingo, logo após a O que é Identidade Cristã”; Pr. EBD, houve um estudo para os Florentino Marques sobre “Ética adolescentes e um deles foi bati- e Vida Cristã - Abandonando Há- zado com o Espírito Santo; e, à bitos Prejudiciais”; Pr. Marcos Del noite, no encerramento, o Senhor Rei, “Por Trás da Máscara - Uma Jesus derramou do seu poder e Vida sem Hipocrisia”; Pr. Amaro renovou, curou e batizou mais cin- Fagundes, “Imago Dei - A Imagem co adolescentes com o Espírito e Semelhança de Deus”; e, Ev. Santo. Adriel Batista, “Uma Vida de San- Eventos em janeiro foi abençoado por Deus na AD Monte Sião
  • 9. Jornal A Voz da Assembleia Fé & Razão março de 2010 - 9 O Senhor Jesus Cristo e o Antigo Testamento - parte III “Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim ab-rogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou til se omitirá da lei sem que tudo seja cumprido.” (Mt. 5.17-18) Por Ev. Valter Borges fez em qualquer ocasião. cumprido até aos detalhes mais to ao Novo Testamento. Os dois Esse é um tema que precisa ser ínfimos que se possam imaginar. testamentos devem ser considera- Conforme vimos na edição an- elaborado. Então temos: O Senhor Essa é a Lei de Deus, o Seu De- dos conjuntamente. Agostinho terior, Jesus asseverava seu ensi- Jesus Cristo creto. colocou a questão: “O Novo Testa- no a tudo quanto a Lei ensina di- confirma o An- As palavras mento acha-se latente no Antigo retamente sobre a vida, a condu- tigo Testamen- “Jesus tem o Antigo ditas pelos profe- Testamento, e o Antigo Testamen- ta e o comportamento dos ho- to em sua intei- Testamento como tas não foram to acha-se patente no Novo Tes- mens; sendo que a lei de Deus reza, apõe o seu meras palavras tamento”. tem caráter absoluto, jamais po- Selo de autori- Palavra de Deus, dotado de homens com Concluímos que Jesus afirma- derá ser alterada, nem modifica- dade, o Seu de autoridade veia poética, que ra que não viera a fim de tornar da no mais leve grau. É absoluta imprimatur, so- enxergavam obsoleto o AT, isto é, a lei e os pro- e eterna. E, que à luz dessa reali- bre o cânon do indiscutível e final. mais, percebiam fetas. - É como se Jesus tivesse dade, como é óbvio, Ele não viera AT, sobre toda a Quando colocamos em mais quanto à dito: “Não é assim, pois a lei e os lei e os profetas. profetas vieram diretamente da ao mundo para destruir, e nem Jesus acre- dúvida a autoridade do existência; e que, assim inspi- parte de Deus, e Eu mesmo vim a mesmo para modificar, o ensino da Lei e dos Profetas; antes, viera ditava na totali- A. T., colocamos em rados, fizeram fim de obedecer e cumprir tudo”. para cumprir os preceitos da lei e dade do AT e dúvida a pessoa bendita notáveis declara- Jesus tem o AT como Palavra os ensinamentos dos profetas até não em porções. ções sobre esta de Deus, dotado de autoridade suas últimas conseqüências, obe- Existem pesso- de Jesus.” vida e sobre indiscutível e final. Quando colo- decendo de modo perfeito aos as que crêem como devia ser camos em dúvida a autoridade do mesmos. que pode ficar vivida. Longe de AT, colocamos em dúvida a pes- Em outras palavras, Ele afirma- com Jesus e rejeitar o AT. Então, nós essa idéia! Os profetas foram soa de Jesus. Se Jesus fosse pro- va que “a Lei e os Profetas, em sua se rejeitarmos o AT, estaremos homens de Deus, e o que recebe- duto de sua época, então estare- totalidade, apontavam para Ele e contradizendo frontalmente tudo ram dEle foram suas mensagens. mos qualificando perigosamente teriam cumprimento em Sua pes- quanto Jesus disse a respeito dEle Tudo é pura verdade divina. Tudo a doutrina bíblica no que concerne soa, até nos menores detalhes”. mesmo, da Lei e dos Profetas. De o que foi dito teve por alvo Jesus. à Sua plena, absoluta e inigualável Tudo que faz parte da lei e dos conformidade com Jesus, tudo Ele é o cumprimento de todas es- divindade. Essa é a Palavra de profetas culmina em Jesus Cris- quanto há no AT é a Palavra de sas revelações. Deus na qual terá cumprimento to, e Ele é o cumprimento da lei e Deus: nenhum “i”, nenhum “til” Muitas pessoas perguntam por cabal até aos míninos detalhes, dos profetas. Essa é a mais tre- ali existente possui significação qual motivo a Igreja primitiva re- permanecendo de pé enquanto menda reivindicação que Jesus própria. Tudo será plenamente solveu juntar o Antigo Testamen- existirem o céu e a terra. Festa com crianças e novos músicos na AD Planalto Editado pela Redação vembro último. Cooperaram no evento a ban- A AD Planalto, sob a liderança da da AD Pinheiro, e, juntamen- do Pr. Celso Pereira, realizou 02 te com as organizações musicais, grandes eventos: vieram vários irmãos das mais Nos dias 05 e 06 de dezembro variadas denominações evangéli- último, foi realizada a festividade cas. com os grupos infanto-juvenil e Ressaltamos que a alegria e o pré-adolescentes, com o tema “O contentamento era geral, pela in- Temor do Senhor é a instrução da clusão de novos músicos na tradi- sabedoria, e a humildade prece- cional banda musical, que através de a honra” (Prov. 15:33). Deus, dos anos vem mantendo o reper- por sua infinita bondade, aben- tório sacro, tornando a adoração çoou o evento. Cooperaram no ao nosso soberano Deus um mo- evento os adolescentes e crianças mento mais do que especial na da AD Jardim ABC. vida de cada membro e congrega- Dos, aproximadamente, oiten- do. ta meninos e meninas da AD Pla- Louvamos a Deus pela vida dos nalto, percebemos a alegria maestros Joel de Almeida, contagiante de todos eles. E, te- Gilberto Gervásio, Davimar da mos certeza em afirmar que do Costa e Davi Pires. meio deste grande grupo sairão Que Deus continue abençoan- novos pastores, evangelistas, re- do a vida de vocês!! gentes e verdadeiros adoradores comprometidos com a Palavra de Deus. A AD Planalto também cele- Fotos da Confraternização das Crianças e brou um culto de ação de graças Pré-Adolescentes (acima), e, Banda de referente a inclusão de vinte e um Música com novos componentes (ao lado) novos músicos, no dia 29 de no-
  • 10. 10 - março de 2010 Louvor & Adoração Jornal A Voz da Assembleia Salmos - o hinário da antiga nação de Israel Dinâmicas interpretações e expressões formam a musicalidade desse maravilhoso hinário Por Pr. Israel Pereira Sigaiom ou Higaiom (plural Para conseguirmos a beleza da virá mediante nossos esforços sigionote) parte do cabeçalho do música cristã, torna-se necessário para que possamos manter a clas- Entendemos que na Bíblia, o Salmos 7, provavelmente indican- obedecermos as dinâmicas ali co- sificação da boa música que faz livro dos Salmos seja o mais conhe- do uma ode entusiástica e irregu- locadas pelo arranjador, com a fi- parte do povo de Deus. A música cido pelos cristãos. Seus poemas, lar ou um salmo de lamentação. nalidade de expressarmos os sen- merece, a Igreja merece, e, mais orações, hinos e lamentações fo- Sigaiom (Salmos 9,16) refere- timentos e vitalidade inerentes ao merecimento tem Deus. calizam o pensamento do se a um som solene e pode indi- tema, produzindo a interpretação Aconselho a que procuras um adorador em Deus, numa atitude car música suave. e apreciação que envolve uma maestro, e saibas o significado de de louvor e adoração. Partes des- Mute-Laben (cabeçalho peça bem arranjada. (alguns dos termos) aqui propos- te livro foram usadas como hiná- hebraico, Salmo 9) – significa Incentivo ao aprendizado mu- tos, e descobrirás que nossos hi- rio nos cultos de adoração da an- “morte para o filho”. Pode ser a sical afim de; melhorarmos nosso nos tem um colorido especial que tiga nação de Israel. melodia de um hino. conhecimento, e o entendimento vale a pena. Deus te abençoe! A herança musical do livro de Palavras Salmos é demonstrada por seu tí- tulo, extraído de uma palavra gre- Informativas Dinâmicas ga que significa “canção entoada com acompanhamento de um ins- É a força da intensidade so- e expressões. Seus efeitos pro- A maioria dos títulos de Salmos nora empregada na execução duzem : trumento musical”. Nesse hiná- contém informações para facilitar rio por excelência encontramos musical. É indicada por sinais a execução dos hinos. Estas pala- expressões que às vezes não da- vras orientam a prática de colo- mos a devida atenção, e são pala- car uma letra nova numa melo- Pianíssimo Muito leve pp vras com um significado musical dia antiga, um aspecto da Piano leve p relevante, que gostaria de parti- hinologia que ainda é comum nos Forte forte f cipar com o estimado leitor. dias de hoje. Fortíssimo muito forte ff Os cabeçalhos e instruções dos Sosanim, palavra hebraica que Aumentando gradualmente dim. Diminuindo gradualmente dim. salmos se dividem nas seguintes significa “lírios” ocorre nos títu- categorias: los dos salmos de número 45 e 69; em Salmos 80, com Sosanim Títulos Edute, “Lírios do Testemunho”; e em Salmos 60, como Susan-Edute, Os títulos são denominações “Lírio do Testemunho). Essas ex- como Salmo 87 e Salmo 78. pressões talvez servissem para Mizmor parece significar “tocar, indicar a melodia com que esses cantar”; Masquil pode indicar versos deveriam ser cantados. Pa- uma meditação. lavras informativas como estas aparecem antes se Salmos 22; 56- Movimento ou Andamento Instruções para 59; e 75, entre outros. O título Shir-hamaaloth Chama-se andamento ou mo- severo. vimento o grau de velocidade execução (“Cântico de Romagem” ou do compasso. Ele é determinado Allegro: movimento alegre e vivo. “Cânticos dos Degraus”), acima de no princípio da peça e algumas Vivace: com maior rapidez As instruções para a execução, Salmos 120-134, tem diversas in- vezes no decurso da mesma. que o allegro. são: terpretações. As mais comuns são: Largo, grave, lento: são os Presto: mais vivo que o pre- Alamote (Salmos 46) pode sig- (1) Esses 15 salmos eram canta- movimentos mais vagarosos, e cedente; exige uma execução nificar “para as flautas” ou para dos pelos levitas que ficavam nos que exigem um estilo largo e veloz e animada. “vozes de soprano”. 15 degraus entre o pátio das mu- Seminite (Salmos 6,12) suge- lheres e o pátio dos israelitas; e re um padrão melódico, talvez uma oitava mais baixo que (2) Esses 15 salmos eram canta- dos pelos peregrinos que subiam Palavras que indicam alamote e, portanto, tenor ou até baixo. A ARA traduz “com instru- a Jerusalém para as três festas anuais. A segunda explicação é a as expressões mento de corda, em tom de oita- mais provável. Selá – Esta palavra ocorre 71 Amoroso : indica uma ex- Brioso ou Con Brio : deve- va”. pressão terna, movimento um se executar com força e vivaci- Neginote ou Neguinote (Sal- vezes no livro de salmos (e tam- bém em Habacuque 3.3,9.13). Os pouco lento, porém gracioso. dade. mos 4;6;54;55;61;67;76) é tradu- Affetuoso : execução pura, Con Espressione ou zido como “um instrumento de estudiosos concordam que o ter- mo é algum tipo de instrução par com gosto, alma e simplicidade. Espressivo : com expressão e corda”, mas com referência à mai- Grazioso : expressão gracio- sensibilidade oria dos salmos provavelmente os músicos, mas não se sabe ao certo que instrução é essa. A pa- sa, elegante e não precipitada. Risoluto : execução impetu- significa apenas “uma canção”. Moderato : serve para re- osa e forte. Maalate (Salmos 53) era, pro- lavra pode significar: (1) um interlúdio – uma pausa no canto, primir a vivacidade do allegro. vavelmente, uma orientação co- reográfica. Em Salmos 88, maalate enquanto a orquestra continua é conjugado com leanote, cujo sig- nificado incerto tem sido interpre- tocando; (2) o equivalente ao atu- al “amém” (como tal, sua função TEMA 2010: tado como “para ser cantado como seria separar salmos ou parte de A Volta do Senhor Jesus Cristo e a antífona”. A expressão composta salmos que têm propósitos litúrgicos diferentes); e (3) uma conduta do Cristão Vigilante e é traduzida como “para ser canta- do com cítara”. sigla que significa “uma mudan- Comprometido com esta Esperança ça de vozes” ou “repetir”.
  • 11. Jornal A Voz da Assembleia Congregações março de 2010 - 11 AD Esmeralda inaugura sub-congregação Assembleia de Deus Jardim Esmeralda inaugura sub-congregação ampliando o alcance da igreja e levando pessoas à Cristo Editada na Redação É nessa visão que a igreja rea- lizou no dia 29 de novembro últi- É com grande alegria que a mo, sua primeira grande missão igreja do Jd. Esmeralda, junta- evangelística, onde houve o auxi- mente com o apoio do campo de lio dos irmãos do Jd. Esmeralda e SBC realizou no dia 05 Junho de a banda do Jd. Boa Vista com Pr. 2009, a inauguração de uma nova Netinho e igreja, para fazer uma sub-congregação, congregação de caminhada evangelística em dire- Jd. Satélite, localizada no bairro ção ao conjunto habitacional do Cooperativa, a igreja está sendo bairro Cooperativa, finalizando o pastoreada pelo Pr. Jésus Macha- trabalho com um grande culto ao do e seu auxiliar o presbitero Wan- ar livre. derlei, e assistido por Jd. Esme- Grande parte dos moradores ralda com o Pr. Daniel Joaquim. dali ouviram a Palavra de Deus e Agradecemos a Deus por poder os louvores, esses trabalhos irão, firmar mais uma casa dele na ter- com certeza, trazer bons frutos à ra, onde a divulgação da Palavra obra que foi iniciada por intermé- de Deus e o seu amor serão mais dio do Pr. Daniel Joaquim (Jd. ainda transmitidos ao mundo. Esmeralda), visite-nos. A congregação está localizada O nome do Senhor é louvado a em um bairro, onde existem pou- medida em que a igreja dEle cres- cas igrejas, e as que existem es- ce em São Bernardo do Campo. tão longe, e o povo ali é necessita- do de ouvir a Palavra. Pedimos oração para que essa Igreja do Jardim Esmeralda inaugurou obra seja aumentada em numero sub-congregação Jardim Satélite, que já e em glória, e que seja inicia evangelização da região disseminadora da Palavra do Se- nhor nessa região cada vez mais. UFAD da AD Caçula fez evento AD Sta Cruz fez evento na EBD Da Redação os cantores Nilto e Moraes, can- Por Lilian Regina Neste encerramento houve a tora Marta Lima, além das igrejas entrega de lembrancinhas para os Nos dias 30 e 31 de outubro e AD R. Grande da Serra, AD O ano de 2010 iniciou-se com irmãos que se dedicaram duran- 1° de novembro último passado, a Laura, AD Suzano, AD Real Par- um grande evento organizado te o ano letivo de 2009. Todas as UFAD “Rosas de Saron” da AD Ca- que, AD Estoril e AD Riacho pela EBD, no dia 03 de janeiro, salas de aula da EBD tiveram seus çula, realizou sua XXVI confrater- Grande. No domingo pela manhã no templo da igreja AD Santa 1°, 2° e 3° lugares. As crianças sen- nização, com o tema “E porei o foi realizada uma grande cruzada Cruz, com um culto matinal, em tiram-se motivadas a não faltarem meu temor no seu coração, para evangelística. agradecimento a Deus por mais mais na EBD. Após o encerra- que nunca se aparte de mim” (Jr. O temor a Deus é o princípio um encerramento de EBD em mento foi oferecido aos irmãos um 32.40b. da sabedoria, principalmente, di- nossa igreja. Desjamos a todos delicioso café com uma mesa mui- A igreja, liderada pelo Pb. Oziel ante das adversidades enfrenta- professores que ao longo do ano to especial com: frutas, sucos bo- Vieira, recebeu, para o evento os das neste presente século, o Se- de 2009 se empenharam e dedi- los, café, leite, achocolatado e pastores Pedro Amparo, Marcelo nhor falou neste evento ao cora- caram a ensinar a Palavra de muito mais. Foram momentos e Ronaldo. No louvor, cooperaram ção de nossos irmãos!!! Deus. O Pb. José Geraldo de Brito, maravilhosos de comunhão e pastor da igreja, e os irmãos Dc. integração. Convidamos a todos a Cristiano Passos e Pb. Luis Gamba conhecer e participar da nossa (superintendentes da EBD) apoi- EBD, teremos muitas surpresas, aram, com muito carinho, o even- aprendizado e novidades. to. Escola Dominical promove festa na Igreja AD Núcleo Santa Cruz
  • 12. 12 - março de 2010 Oração & Intercessão Jornal A Voz da Assembleia Envolvimento marcou mês de Fevereiro no propósito de Oração!! Igreja orou no mês de Fevereiro e fez consagração no dia 16 encarava a oração e a vida cristã. Da Redação Agora, passaram a valorizá-la!!! Com a iniciativa do Pastor A oração é uma comunicação Tarcísio de Abreu, presidente da multifacetadas entre os crentes e IEAD-MSBC, a igreja de São o Senhor. Ela é elo de ligação que Bernardo está totalmente envol- carecemos para estar sempre em vida com os propósitos de buscar comunhão com o Senhor. ao Senhor com mais intensidade, Em segundo lugar, a oração é nos meses de um ato de inter- oração, que cessão, onde acontecem em “Com corações mais pedimos a Deus Fevereiro e Agos- sensibilizados pelos em favor das to de cada ano. pessoas, famíli- momentos que passamos A cada seis as, igrejas, so- em oração (diálogo) com ciedades, esta- meses são fixa- dos novos propó- Deus,... cumpriremos sua dos, países; e, sitos a fim de vontade.” para diminuir o que todo o povo sofrimento hu- de Deus mano, rogando buscque ao Senhor!! A oração é de salvação a todos. suma importância na vida do Com corações mais sensibiliza- crente. A Bíblia relata que en- dos pelos momentos que passa- quanto Jó orava pelos seus “ami- mos em oração (diálogo) com gos”, o Senhor resolvia suas ques- Deus, nossos sentidos estarão tões pendentes. mais atentos aos dizeres de Deus Esse despertamento está pro- em todas as situações e palavras. vocando, primeiramente, mudan- Assim, cumpriremos sua von- ça no modo pela qual o crente tade! E, em Agosto tem mais!!