• Like
  • Save
Avintes e Adriano Correia de Oliveira
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Avintes e Adriano Correia de Oliveira

on

  • 823 views

 

Statistics

Views

Total Views
823
Views on SlideShare
705
Embed Views
118

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 118

http://avintestravel.jimdo.com 111
http://www60.jimdo.com 7

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • &lt;number&gt; <br />

Avintes e Adriano Correia de Oliveira Avintes e Adriano Correia de Oliveira Presentation Transcript

  • Avintes(Villa Abientes)Séc. XVila Avintes1.Fevereiro.1988Terra de tradições e costumesPertenceu no séc. XIII ao julgado de GondomarPassa a Concelho em 1832Foi anexada a Vila Nova de Gaiapor decreto real de 6 de Novembro de1836O auto de encerramento do concelho é em28.Fevereiro.1837(História de Avintes publicada no site daJunta de Freguesia)Dedico este trabalho especialmente aos meus amigosManuel Cibrão e Antero SantosJ. Portojo2013Clique a seu modo
  • Largo da GandraCentro de AvintesFoi lugar de Feira Franca no séc. XIX
  • Junta de FreguesiaAntiga escola primária
  • Igreja Matrizde invocação a S. PedroDesconhece-se a data da fundaçãoFoi saqueada em 1808 pelas tropas doGeneral Junot aquando das invasões francesas.O pintor da IgrejaFeliciano Joaquim da Costafoi assassinado pelos franceses em 1809
  • O Altar da Capela-Mor há uns anosImagem do séc. XVIII deSant’Ana
  • Capela do Senhor do Palheirinho(finais do séc. XVIII)Conta a lenda que neste local viviam duas irmãse nas suas súplicas intercediam por outras pessoas.Dos donativos conseguidos pelas graçasmandaram erigir a Capela
  • Casa onde nasceuHenrique Moreira(1890-1979)Escultor com várias obras pelo mundoé na Cidade do Porto que está mais representadoA Juventude (Menina Nua) e os Meninos (da Avenida)são talvez as mais conhecidas
  • Clube Recreativo AvintenseFundado por Óscar Osório Gondim(1863-1937)Um dos grandes homens de Avintes
  • Pedra da AudiênciaTribunal erigido ao ar livre em 1742na aplicação da Justiça que já vinha desdea Idade Média.Uma mesa larga de granitoladeada por dois bancos e encabeçadapor outro mais alto atrás do qual se ergue ummajestoso sobreiro.O primitivo sobreiro foi derrubado por umtemporal no dia 25 de Abril de 1961.Outro foi plantado para dar continuidade àHistória
  • A Padeira de AvintesEscultura de Henrique MoreiraA Broa de AvintesA sua fama começa no séc. XVIII quando évendida em grande escala na cidade do Porto.Por essa altura a principal actividade de Avintesera a moagem de cereais que empregava em1764 grande quantidade de pessoal.Coziam-se por semana 96 carros deste pão.Em princípios do séc. XIX existiam mais de 50Padeiros e coziam-se 300 carros de pão.É um pão de mistura Milho e Centeio e na suaconfecção entram rezas e bençãos.
  • Os Velhotes de AvintesDoce cuja origem se perde no tempo. Era vendido nas maisFamosas Romarias e Festas da Cidade do Porto, a par dos Doces da Teixeira,do de Paranhos, e os Melindres de Casais Novos (Penafiel)
  • Avintes ainda preserva memórias dos seus tempos agrícolas
  • Possui muitas zonas verdes e Quintas utilizadas para o Turismo e Restauração
  • Em 1983 com a ideia de preservar a natureza eo património cultural, é criado em Avintes oParque Biológico de Gaia, hoje com uma áreade 35 ha.Anexadas ao longo dos anos várias quintas,recriou-se o ambiente rural de tempos idos aolongo do Rio Febros e outros ribeiros.
  • Revitalizaram-se velhos campos agrícolas
  • Restauraram-se Casas de Quinta e Espigueiros…
  • …Velho Moínho e Nora
  • Quarto do caseiro ou do moleiro
  • Cozinha tradicional
  • Moagem do Cereal
  • Ensinam-se culturas e criam-se animais de Quinta
  • Além de preservar a paisagem típica da região ao tempo em que era essencialmenteum grande espaço agrícola, com as suas bouças, águas, moínhos, casas rurais,criaram-se espaços para mostrar a fauna selvagem de Portugal.Também é um centro de acolhimento de animais feridos ou doentes que depois detratados são devolvidos à natureza.
  • O Rio Febros junto à foz, no Rio Douro
  • O Cais de Avintesvisto da Aboínha, Gondomar
  • Do Cais olhando para Gondomar
  • Aqui a vista é para a Zona mais oriental da Cidade do Porto
  • Trajes tradicionais daMulher de AvintesReconhecida na Cidade do Porto comoPadeira e Toucinheira, mas tambémcomo Barqueira de Avintes, nãoquerendo com isto dizer que de lá sejamesmo natural…Excerto de um conto de RamalhoOrtigão, repescado em Coisas que seescrevem de Agostinho Barbosa Pereira
  • Barco de AvintesNavegavam no Douro e eram conhecidoscomo os barcos das Padeiras e Toucinheiras mastambém transportavam passageiros
  • Avintes tem no Teatro amador uma das suas maiores expressões Culturais.Destaques para o mais que centenário Grupo Mérito Dramático Avintense e daAssociação Recreativa Os Plebeus Avintenses, criados há mais de 80 anos.Ainda na Freguesia existe o Parque Zoo de Santo Inácio(que ainda não tive oportunidade de conhecer)Temas musicais“Trova do Amor Lusíada” e “Canto da Nossa Tristeza”cantados porAdriano Correia de Oliveira(Porto, 9 de Abril de 1942 – Avintes, 16 de Outubro de 1982Fotos e FormataçãoJ. Portojohttp://portojofotos.blospot.ptportojo@gmail.comAbril/Maio2013