Your SlideShare is downloading. ×
Weisz,+telma+e+lerner,+délia+ +refletindo+sobre+a+prática+pe
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Weisz,+telma+e+lerner,+délia+ +refletindo+sobre+a+prática+pe

1,768
views

Published on


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,768
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
58
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. WEISZ e LERNER: Refletindo sobre a prática pedagógica O Diálogo entre o ensino e aprendizagem Ler e escrever na escola: o real, o possível e o necessário
  • 2. Os trabalhos de WEISZ e LERNER são decorrentes das pesquisas sobre a psicogênese da língua escrita, cujo grande marco foi considerar que há um processo de aquisição da língua escrita no qual a criança vai construindo hipóteses.
  • 3. LERNER WEISZ • BROSSEAU • CHEVALLARD • Conhecimento didático. • Pesquisa em MATEMÁTICA • PIAGET • FERREIRO • novo olhar sobre a aprendizagem. • aprendizagem por resolução de problemas.
  • 4. O Diálogo entre o ensino e aprendizagem O livro trata de aspectos fundamentais para a compreensão do processo de ensino- aprendizagem. Está organizado de forma a apresentar uma reflexão sobre os principais marcos teóricos que orientam a prática construtivista de alfabetização articulados à propostas de organização da prática pedagógica.
  • 5. Conceitos fundamentais • Olhar sobre a aprendizagem – ponto de vista adultocêntrico. • Todo ensino se apóia numa concepção de aprendizagem. • Toda criança sabe muita coisa. • Aprendizagem por resolução de problemas. • Conhecimento prévio do aluno é diferente de conteúdo ensinado pelo professor.
  • 6. Conceitos fundamentais • Dois processos distintos: ensino e aprendizagem: sujeitos: professor e aluno. • Papel do professor: organizar boas situações de aprendizagem, observador cuidadoso do que o aluno diz,investigador. • A correção deve incidir sobre o processo de aprendizagem no momento certo. • Avaliação formativa e processual inclui a avaliação do trabalho do professor.
  • 7. LERNER Ler e escrever na escola: o real, o possível e o necessário • Ler e escrever na escola: o real, o possível e o necessário. A escola atual enfrenta o desafio de incorporar todos os alunos no mundo da cultura escrita. Para tanto, é necessário preservar o sentido da leitura e escrita, a escola deve ser uma comunidade de leitores que recorram aos textos para resolver problemas.
  • 8. O real é que levar à prática o necessário é uma tarefa difícil Escolarizar as práticas de leitura e escrita não é simples: • Tensão: propósitos escolares e extra- escolares da leitura e escrita. • Relação saber-duração versus preservação do sentido: aprendizagem não linear, tempo didático. • Tensão entre: ensinar e controlar a aprendizagem.
  • 9. É possível: • Conciliar as necessidades institucionais com o objetivo de formar leitores e escritores:projetos. • Articulação entre propósitos didáticos e comunicativos. • Criar um equilíbrio entre o ensino e o controle da aprendizagem: ainda que não seja possível, para o prof avaliar tudo o que os alunos lêem, dar um grande valor para a leitura. • Compartilhar a função avaliadora com os alunos: auto-avaliação.
  • 10. Qual é o desafio? • Formar praticantes da leitura e escrita, pessoas que desejem entrar no mundo da literatura. • Abandonar atividades desprovidas de significado. • Não deixar que a escrita seja apenas um objeto de avaliação e sim um instrumento de reflexão. • Combater a discriminação operada pela escola quando cria o fracasso dos que não se alfabetizam.
  • 11. As necessidades • A capacitação: condição necessária, mas não suficiente para a mudança: há que se estudar as condições institucionais necessárias para a mudança. • Transposição didática: inevitável, mas deve ser controlada. É necessário manter uma vigilância epistemológica para garantir semelhança entre o que se ensina e as práticas sociais existentes.
  • 12. O necessário • Contrato didático – Brosseau – “contrato implícito” compromete não apenas o professor e os alunos, mas o saber. • Analisar os efeitos desse “contrato didático” na formação dos leitores e escritores. • Estudar quais as modificações desejáveis para romper com este “contrato didático” informando os pais e alunos seus direitos.
  • 13. As ferramentas para transformar o ensino • Introduzir modificações no currículo. • Evitar a fragmentação do conhecimento por meio de objetivos por ciclo. • Superar dicotomia entre apropriação do sistema e desenvolvimento da leitura e escrita. • Organizar o trabalho didático a partir da idéia de que não há diferença fundamental entre ler e aprender a ler e escrever e aprender a escrever.
  • 14. O currículo • Objeto de referencia: as práticas sociais de leitura e escrita. • Explicitar os conteúdos das práticas: comportamento leitor e escritor: conteúdos. • Preservar o sentido dos conteúdos. • Refletir sobre a gestão do tempo e apresentação dos conteúdos: modalidades organizativas dos conteúdos:
  • 15. 1.Projetos 2.Atividades habituais 3.Seqüências de atividades 4.Situações independentes (ocasionais e de sistematização)
  • 16. Papel do conhecimento didático na formação do professor • Saber didático: ocupar lugar central na formação de professores.Ele foi construído para resolver os problemas enfrentados na comunicacão dos conhecimentos. • Reconhecer o papel do conhecimento didático supõe incluir a aula como objeto de análise no processo de formação.

×