Your SlideShare is downloading. ×
Projetando Aplicativoscomo se Projetam Prédios              Frederick van Amstel   Pesquisador PhD - Universidade de Twent...
Keukenhof, Holanda
University of Twente, Enschede
Minha pergunta de doutorado:Como projetar hospitais que ofereçam uma boa      experiência?
Os Elementos da Experiência do Usuário      Jesse James Garret, 2001
Minha pergunta para essa palestra:Será que esse modelo é válido para projetar aplicativos?
Como prédios são(realmente) projetados
SketchesDesenhos conceituais já revelam o look and feel antes de definir a estrutura
Múltiplos interessesNecessário muita negociação para convergir       interesses e tomar decisões
Modelos integradosArquitetos, engenheiros e administradores colaboram em       cima dos mesmos modelos tridimensionais
Resultado
Gambiarras e puxadinhos• São considerados erros de projeto e não de uso• Estruturas flexiveis permitem puxadinhos bem feito...
O puxadinho bem feito Unidades de extensão acopláveis a estruturas                padronizadas.
Camadas Seccionadas Stewart Brand, 2004
Tendência natural de mudança
Mudança ágil
DRIFTDesign Roadmap for a Innovation Framework and Toolkit       (Programa de Inovação do Instituto Faber-Ludens)
Case Webgoal• Ambiente ágil (SCRUM,  Kanban, XP)• Mudança de prestação  de serviços para produto  próprio• Como priorizar ...
Diagnóstico do Design      Thinking
User Experience Boot Camp
Workshop com os UX Cards
Sprint 1 - Inovação                 Sprint 2                      Sprint 1 - Engenharia
Evolutionary Software Development       Timo Hartmann, 2011
Entrevistas Contextuais
Network-cycles model. Frederick van Amstel, 2011
Para refletir• O seu aplicativo é um produto ou é um serviço?• Que Experiência do Usuário ele proporciona?• Como você geren...
Obrigado!           Frederick van AmstelPesquisador PhD - Universidade de Twente          Instituto @faberludens   Blogs @...
Projetando Aplicativos como se Projetam Prédios
Projetando Aplicativos como se Projetam Prédios
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Projetando Aplicativos como se Projetam Prédios

4,402

Published on

Palestra apresentada no Intercon 2011

A metodologia mais usada no Brasil para projetar a Experiência do Usuário (UX), segundo pesquisa realizada pelo Guilhermo Reis, é baseada numa metáfora de prédio, onde cada etapa do projeto representa um andar. O princípio básico é que não se deve construir o próximo andar antes de terminar o anterior.

Mas não é assim que prédios são feitos hoje em dia. A demanda por agilidade na construção civil fez os modelos cascata se tornarem obsoletos há muito tempo. Tais demandas são similares no desenvolvimento de aplicativos, mas as metodologias de UX atuais não estão preparadas para isso.

O objetivo é apresentar um modelo cíclico de UX que permite o envolvimento de usuários em todas as camadas de projeto, sem diminuir a agilidade do projeto.

Published in: Design
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,402
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
30
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Projetando Aplicativos como se Projetam Prédios"

  1. 1. Projetando Aplicativoscomo se Projetam Prédios Frederick van Amstel Pesquisador PhD - Universidade de Twente Instituto @faberludens Blogs @usabilidoido @fredvanamstel
  2. 2. Keukenhof, Holanda
  3. 3. University of Twente, Enschede
  4. 4. Minha pergunta de doutorado:Como projetar hospitais que ofereçam uma boa experiência?
  5. 5. Os Elementos da Experiência do Usuário Jesse James Garret, 2001
  6. 6. Minha pergunta para essa palestra:Será que esse modelo é válido para projetar aplicativos?
  7. 7. Como prédios são(realmente) projetados
  8. 8. SketchesDesenhos conceituais já revelam o look and feel antes de definir a estrutura
  9. 9. Múltiplos interessesNecessário muita negociação para convergir interesses e tomar decisões
  10. 10. Modelos integradosArquitetos, engenheiros e administradores colaboram em cima dos mesmos modelos tridimensionais
  11. 11. Resultado
  12. 12. Análise pós-ocupaçãoAdaptações variadas em unidades habitacionais da COHAB em Santa Marta (RS)
  13. 13. Gambiarras e puxadinhos• São considerados erros de projeto e não de uso• Estruturas flexiveis permitem puxadinhos bem feitos• Fonte de inovação espontânea
  14. 14. O puxadinho bem feito Unidades de extensão acopláveis a estruturas padronizadas.
  15. 15. Camadas Seccionadas Stewart Brand, 2004
  16. 16. Tendência natural de mudança
  17. 17. Mudança ágil
  18. 18. DRIFTDesign Roadmap for a Innovation Framework and Toolkit (Programa de Inovação do Instituto Faber-Ludens)
  19. 19. Case Webgoal• Ambiente ágil (SCRUM, Kanban, XP)• Mudança de prestação de serviços para produto próprio• Como priorizar UX no desenvolvimento ágil?
  20. 20. Diagnóstico do Design Thinking
  21. 21. User Experience Boot Camp
  22. 22. Workshop com os UX Cards
  23. 23. Sprint 1 - Inovação Sprint 2 Sprint 1 - Engenharia
  24. 24. Evolutionary Software Development Timo Hartmann, 2011
  25. 25. Entrevistas Contextuais
  26. 26. Network-cycles model. Frederick van Amstel, 2011
  27. 27. Para refletir• O seu aplicativo é um produto ou é um serviço?• Que Experiência do Usuário ele proporciona?• Como você gerencia processos de mudanças?
  28. 28. Obrigado! Frederick van AmstelPesquisador PhD - Universidade de Twente Instituto @faberludens Blogs @usabilidoido @fredvanamstel

×