• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Design de Redes Sociais
 

Design de Redes Sociais

on

  • 4,025 views

Projetar redes sociais não é uma questão de definir funcionalidades e sim criar espaços para as pessoas se relacionarem. Isso muda tudo. O material do Design de Interação deixa de ser hardware ...

Projetar redes sociais não é uma questão de definir funcionalidades e sim criar espaços para as pessoas se relacionarem. Isso muda tudo. O material do Design de Interação deixa de ser hardware ou software e passa a ser as relações sociais das pessoas, enfim, as interações.

Statistics

Views

Total Views
4,025
Views on SlideShare
2,685
Embed Views
1,340

Actions

Likes
4
Downloads
32
Comments
0

5 Embeds 1,340

http://www.faberludens.com.br 1297
http://www.usabilidoido.com.br 40
http://paper.li 1
http://webcache.googleusercontent.com 1
http://us-w1.rockmelt.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

CC Attribution License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

Design de Redes Sociais Design de Redes Sociais Presentation Transcript

  • Design de Redes Sociais baseado em Psicologia e SociologiaFrederick van Amstelusabilidoido.com.br@fredvanamstelInstituto Faber-Ludens de Design de Interação
  • Design de Interação como Artefato
  • U A U U U A U AU A U U ADesign de Interação como Rede Sociotécnica
  • Design Centrado na Atividade • Focado no que as pessoas fazem, não em seus perfis demográficos • O sistema (informático) deve se adaptar ao sistema (social) • Baseado na Teoria da Atividade (Vygostki, Luria, Leontiev, Engestrom)
  • Sistema da Atividade instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • Identidade instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • Coordenação instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • Cultura instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • Espaço e Tempo instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • Aprendizado instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • Motivação instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • Motivação • Porque eu devo ir a este lugar? • O que vou poder fazer lá? • Quem vai estar lá? • Do que eu preciso para ir?
  • Uma parte de minha Rede Social
  • livroMeus Objetos Compartilhados
  • livroMeus Objetos Compartilhados
  • Os laços se perdem quando se perdem os objetos compartilhados
  • As redes que perseveram são aquelas que possuem objetoscompartilhados bem definidos e capazes de se atualizarem.
  • Identidade • Quem sou eu? • Quem eu quero que você ache que eu sou?
  • Identidade • Expressividade das novas linguagens • Ações com intenção sociais e afetivasMySpace Orkut
  • Flogão: o gosto dos usuárionão é o mesmo que o seu.Permita que o usuário seexpresse livremente.
  • Cultura • Como é nossa história? • Que valores são sagrados e quais são profanos? • Que língua usar?
  • Grupos de aficcionados na Ilha do Tabuleiro
  • Concorrente focado em jogadores casuais. Encontre seu nicho e fale sua língua.
  • Espaço e tempo • “O espaço provê contexto para o movimento” (Saffer) • “O recurso mais escasso deve ser o tempo das pessoas” (Cooney)
  • Yahoo Respostas: ênfase comportamental pela distribuição do espaço
  • Outra ênfase comportamental para concorrente. Quando se fala em layout, também se refere à espaço num website.
  • Interação síncrona X assíncrona• Maior presença do outro • Descontextualização - no discurso memória• Mais fácil de chegar num • Distanciamento consenso • Maior controle• Menor controle
  • DisponibilidadeNegociação turno Importância de ferramentas de negociação
  • Coordenação • Fluxo de trabalho (workflow) • Responsabilidades • Privilégios
  • Planejando os fluxos de interações.
  • Minha Turminha: álbuns de fotos para escolas evangélicas
  • O que acontece se as pessoas não cumprirem as regras? Pense sempre nas interações imprevistas.
  • Aprendizado • Que vantagens tem os outros que sabem mais que eu? • Como aprendo com eles? • Que impedimentos existem para aprender? • Qual é a utilidade, operação e funcionamento disso?
  • Conceitos do Flickr
  • Como os conceitos do Flickr devem ser aprendidos. Planeje a curva de aprendizado.
  • O aprendizado é social. O comportamento se propaga quando é apropriado.
  • Checklist para novas Redes Sociais• Atende aos objetivos dos • Representa claramente a usuários? atividade que suporta?• Suporta a solução de • Suporta a representação/ conflitos? manipulação do objeto a ser transformado na atividade?• A linguagem utilizada é adequada para a situação? • O usuário pode obter vantagens significativas por se tornar um expert no uso?• Será considerada importante para a atividade? • É capaz de evoluir junto com a atividade?• Está integrada com outros recursos necessários ou desejáveis? • Contribui significativamente para a evolução da humanidade?
  • Como saber mais • www.faberludens.com.br • Oficina Design de Redes Sociais dia 22/01/2011
  • Obrigado!usabilidoido.com.br@fredvanamstelInstituto Faber-Ludens de Design de Interação