Design de Redes Sociais

  • 3,522 views
Uploaded on

Projetar redes sociais não é uma questão de definir funcionalidades e sim criar espaços para as pessoas se relacionarem. Isso muda tudo. O material do Design de Interação deixa de ser hardware ou …

Projetar redes sociais não é uma questão de definir funcionalidades e sim criar espaços para as pessoas se relacionarem. Isso muda tudo. O material do Design de Interação deixa de ser hardware ou software e passa a ser as relações sociais das pessoas, enfim, as interações.

More in: Design
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
3,522
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
38
Comments
0
Likes
6

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Design de Redes Sociais baseado em Psicologia e SociologiaFrederick van Amstelusabilidoido.com.br@fredvanamstelInstituto Faber-Ludens de Design de Interação
  • 2. Design de Interação como Artefato
  • 3. U A U U U A U AU A U U ADesign de Interação como Rede Sociotécnica
  • 4. Design Centrado na Atividade • Focado no que as pessoas fazem, não em seus perfis demográficos • O sistema (informático) deve se adaptar ao sistema (social) • Baseado na Teoria da Atividade (Vygostki, Luria, Leontiev, Engestrom)
  • 5. Sistema da Atividade instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • 6. Identidade instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • 7. Coordenação instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • 8. Cultura instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • 9. Espaço e Tempo instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • 10. Aprendizado instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • 11. Motivação instrumentospessoas objeto resultadoregras divisão do trabalho comunidade
  • 12. Motivação • Porque eu devo ir a este lugar? • O que vou poder fazer lá? • Quem vai estar lá? • Do que eu preciso para ir?
  • 13. Uma parte de minha Rede Social
  • 14. livroMeus Objetos Compartilhados
  • 15. livroMeus Objetos Compartilhados
  • 16. Os laços se perdem quando se perdem os objetos compartilhados
  • 17. As redes que perseveram são aquelas que possuem objetoscompartilhados bem definidos e capazes de se atualizarem.
  • 18. Identidade • Quem sou eu? • Quem eu quero que você ache que eu sou?
  • 19. Identidade • Expressividade das novas linguagens • Ações com intenção sociais e afetivasMySpace Orkut
  • 20. Flogão: o gosto dos usuárionão é o mesmo que o seu.Permita que o usuário seexpresse livremente.
  • 21. Cultura • Como é nossa história? • Que valores são sagrados e quais são profanos? • Que língua usar?
  • 22. Grupos de aficcionados na Ilha do Tabuleiro
  • 23. Concorrente focado em jogadores casuais. Encontre seu nicho e fale sua língua.
  • 24. Espaço e tempo • “O espaço provê contexto para o movimento” (Saffer) • “O recurso mais escasso deve ser o tempo das pessoas” (Cooney)
  • 25. Yahoo Respostas: ênfase comportamental pela distribuição do espaço
  • 26. Outra ênfase comportamental para concorrente. Quando se fala em layout, também se refere à espaço num website.
  • 27. Interação síncrona X assíncrona• Maior presença do outro • Descontextualização - no discurso memória• Mais fácil de chegar num • Distanciamento consenso • Maior controle• Menor controle
  • 28. DisponibilidadeNegociação turno Importância de ferramentas de negociação
  • 29. Coordenação • Fluxo de trabalho (workflow) • Responsabilidades • Privilégios
  • 30. Planejando os fluxos de interações.
  • 31. Minha Turminha: álbuns de fotos para escolas evangélicas
  • 32. O que acontece se as pessoas não cumprirem as regras? Pense sempre nas interações imprevistas.
  • 33. Aprendizado • Que vantagens tem os outros que sabem mais que eu? • Como aprendo com eles? • Que impedimentos existem para aprender? • Qual é a utilidade, operação e funcionamento disso?
  • 34. Conceitos do Flickr
  • 35. Como os conceitos do Flickr devem ser aprendidos. Planeje a curva de aprendizado.
  • 36. O aprendizado é social. O comportamento se propaga quando é apropriado.
  • 37. Checklist para novas Redes Sociais• Atende aos objetivos dos • Representa claramente a usuários? atividade que suporta?• Suporta a solução de • Suporta a representação/ conflitos? manipulação do objeto a ser transformado na atividade?• A linguagem utilizada é adequada para a situação? • O usuário pode obter vantagens significativas por se tornar um expert no uso?• Será considerada importante para a atividade? • É capaz de evoluir junto com a atividade?• Está integrada com outros recursos necessários ou desejáveis? • Contribui significativamente para a evolução da humanidade?
  • 38. Como saber mais • www.faberludens.com.br • Oficina Design de Redes Sociais dia 22/01/2011
  • 39. Obrigado!usabilidoido.com.br@fredvanamstelInstituto Faber-Ludens de Design de Interação