Your SlideShare is downloading. ×
WUDsp 2010_Workshop de moderação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

WUDsp 2010_Workshop de moderação

939
views

Published on


0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
939
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Elisa começa falando
  • Elisa começa falando
  • Elisa começa falando
  • Andressa
  • Elisa testadora, perfil inseguro.
  • Andressa
  • Andressa
  • Elisa
  • Elisa testadora, perfil inseguro.
  • Elisa
  • Transcript

    • 1. Workshop Moderação de testes de usabilidade Andressa Vieira e Elisa Volpato novembro de 2010 1
    • 2. Primeiro a gente se apresenta 2Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato Andressa Vieira > UPA São Paulo > Gerente de Experiência do Usuário da Locaweb > Trabalha há 9 anos com internet, 7 deles com usabilidade > Try Consultoria, Mapa Digital, Lumens Consultoria e UOL > Marketing pela Universidade Anhembi Morumbi > Especialidade: moderação > Aprendeu a moderar na prática Elisa Volpato > UPA São Paulo > Especialista em Experiência do Usuário na Predicta > Jornalismo na USP > Try Consultoria, AgênciaClick e UOL > Especialidade: análise de resultados, redação do relatório > Arquitetura de informação e protótipos mirabolantes > Aprendeu a moderar com a Andressa e na prática > Se esforçando para melhorar a poker-face
    • 3. Estrutura deste workshop 1. Teoria 2. Prática 3. Exemplos 3Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 4. O que é um teste de usabilidade? Método para detectar problemas na interação do usuário com um produto Metodologia de avaliação de usabilidade (apenas uma delas!) 4Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 5. Mas não é só isso! Testes de usabilidade também servem para: > Aprender sobre o comportamento do usuário > Entender como ele se relaciona com o seu produto > Te deixar com um “olhar afiado” para problemas de usabilidade em geral 5Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 6. O que observamos em um teste > Caminho utilizado > Reclamações espontâneas > Expressão facial e gestos > Tempo de execução da tarefa > Avaliação do site ao final 6Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 7. Quem faz o quê? 7Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato Participante Moderador com roteiro Espelho falso e câmera Observador Clientes do estudo
    • 8. Participante / testador Pessoa que está dentro da amostra definida para o estudo. Geralmente procuramos pessoas que não trabalham com Internet, design ou áreas relacionadas. Moderador Fica dentro da sala com o participante, passando as tarefas e fazendo perguntas. Observador Fica fora da sala, acompanha e dá suporte ao moderador. Quem faz o quê? 8Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 9. Qual é o papel do moderador? Moderador é um facilitador A idéia é facilitar as coisas para que o usuário faça o que você quer: simular uma situação real de uso (com naturalidade, sem interferências) 9Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 10. > Explica como vai funcionar a pesquisa > Lê o enunciado da tarefa (ou fala de cor), no roteiro que está segurando > Anota problemas, observações, frases > Faz perguntas ao final 10Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato Qual é o papel do moderador?
    • 11. Um moderador BOM: > Nem neutro demais, nem amigo = empatia > Não tem opinião > Não entrega a resposta > Não interrompe (exceção para casos extremos) > Encaixa perguntas extras (sem interromper) > Deixa o participante à vontade sem perder o controle > Não ajuda nem dá ordens > Não demonstra frustração (poker face!) 11Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato http://img835.imageshack.us/img835/1138/mgf1i.gif
    • 12. Vamos pular o que vem antes Como este workshop é de MODERAÇÃO, vamos pular tudo que você teria feito antes: > Definição da metodologia (teste de usabilidade) > Definição dos objetivos e da amostra > Prototipação / validação do protótipo do teste > Análise heurística > Criação do roteiro de tarefas > Recrutamento dos participantes 12Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 13. Vamos por partes Uma sessão de testes geralmente passa pelas seguintes etapas: 0. Preparação da sala de testes 1. Termo de compromisso + perfil 2. Aquecimento 3. Questionário inicial 4. Tarefas 5. Questionário final 6. “Obrigado, aqui está seu incentivo” PARTICIPANTE CHEGOU! o/ 13Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 14. 0. Preparação da sala de testes > Conferir se a sala de testes está em ordem > Conferir a sala de observação > Conferir o computador de teste: programa de gravação, protótipo, links na área de trabalho etc. > Preparar o lanchinho / água / café para o participante e para os clientes também > Imprimir roteiros, ficha de perfil, termo de compromisso, recibo 14Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 15. > Boas-vindas - receba bem o testador, agradeça por ele ter vindo, seja gentil e hospitaleiro, ofereça uma água ou um café, converse um pouco com ele 1. Aquecimento > Introdução - explique como funciona a sala de pesquisa e o que ele vai fazer ali. Explique que o seu objetivo é descobrir se o site está fácil de usar. 15Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 16. Site a avaliar ZAP, site de compra e venda de imóveis Escopo Avaliar dois perfis de uso: comprador e vendedor. Público-alvo (amostra) > Novos entrantes (gente que nunca utilizou sites do tipo) > Pessoas que já utilizaram o Zap > Pessoas que utilizaram outros sites > Homens e mulheres, experiência com Internet variada, idades variadas. Este não é um exemplo de proposta / briefing de teste. 16Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 17. Atividade prática! voluntário? :D Receba a <nome do testador>, participante de um estudo de usabilidade. Ele já preencheu o termo de compromisso e o perfil de participante. > Boas-vindas + Introdução sobre o teste 17Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 18. E aí, como é que foi? E os demais, o que acharam? Qual foi a impressão inicial de vocês sobre o participante? 18Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 19. O que dizer no aquecimento > “MUITO obrigado por ter vindo. Fique à vontade. O lanchinho é pra você.” > Como funciona a pesquisa: questionário e tarefas > Sala de espelho, vídeo e áudio > Críticas e elogios > Pensar em voz alta > Simular situação real; pode desistir se quiser > “Você não está sendo testado. Aqui não tem certo nem errado.” > Dúvidas: “Nem tudo vou poder responder...” > Indicar quando terminou cada tarefa > Registro: “Vou anotar aqui...” > “Alguma dúvida? Podemos começar?” Observação: Isso pode variar de acordo com cada pesquisa e com o tipo de participante. Não existe regra. 19Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 20. Testador desconfiado Muitas vezes você não pode revelar para quem é a pesquisa. Diga que é confidencial. Quanto ao espelho, diga apenas que tem alguém da sua equipe acompanhando e te ajudando. > “Olha, o cliente normalmente pede para ser confidencial, para não influenciar. Não posso te contar. Mas não se preocupe, que seus dados pessoais não estarão disponíveis para ninguém.” > “Ali atrás tem uma pessoa da minha equipe ajudando.” Situações de teste Mas quem é que tá pedindo essa pesquisa? Tem alguém ali atrás do espelho? 20Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 21. Questionário inicial Observação: Isso pode variar de acordo com cada pesquisa e com o tipo de participante. Não existe regra. Serve para três coisas: > Obter informações úteis sobre o testador > Aquecer para as tarefas > Confirmar o perfil do testador - por mais que o recrutamento tenha sido bem feito, tem gente que acaba passando. É sua responsabilidade parar o teste e decidir (com o observador e outras pessoas da equipe) se continua ou não. 21Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 22. Atividade prática! voluntário? :D O participante <nome> já está “aquecido”. > Questionário inicial 22Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 23. Tarefas Observação: Isso pode variar de acordo com cada pesquisa e com o tipo de participante. Não existe regra. O moderador lê em voz alta (ou fala de cor) o enunciado da tarefa. > Entregar materiais de que ele vai precisar para fazer a tarefa (informações de cadastro, cartão de crédito, produto) > Lembrar o participante que ele define quando terminou a tarefa 23Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 24. > Em azul o que será dito ao participante; > E em laranja instruções e controles de moderação. 24Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato Atividade prática! voluntário? :D
    • 25. E aí, como é que foi? E os demais, o que acharam? > O que acharam do comportamento do testador? > Como a situação poderia ser contornada? 25Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 26. > Em azul o que será dito ao participante; > E em laranja instruções e controles de moderação. 26Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato Atividade prática! voluntário? :D
    • 27. E aí, como é que foi? E os demais, o que acharam? > O que acharam do comportamento do testador? > Como a situação poderia ser contornada? 27Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 28. > Em azul o que será dito ao participante; > E em laranja instruções e controles de moderação. 28Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato Atividade prática! voluntário? :D
    • 29. E aí, como é que foi? E os demais, o que acharam? > O que acharam do comportamento do testador? > Como a situação poderia ser contornada? 29Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 30. Situações de teste No início do teste você deve pedir para que o usuário pense alto. Caso isso não aconteça naturalmente, procure estimular o participante, encorajando-o a falar o que está pensando ou querendo fazer. “No que você está pensando?” “O que você está tentando fazer agora?” “O que você esperava que acontecesse?” “O que X ou Y significa para você?” (…) testador mudo 30Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 31. Você quer que o testador fale, que faça perguntas sobre o site, mas na maioria das vezes você não vai responder a ele nem vai dar dicas. Cada vez que você explicar alguma coisa para o testador estará perdendo uma oportunidade de descobrir um problema ou uma falha no site. Também não vale deixar o testador falando sozinho. É importante mostrar que você está interessado em tudo o que ele diz. Situações de teste Agora eu não sei o que fazer. É pra clicar aqui? Lembra que eu te falei no começo do teste que não poderia responder todas as perguntas? 31Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 32. > “Você faria isso em uma situação real, usando o site na sua casa?” > “Faça como você faria em uma situação real.” > “Pode ficar à vontade para fazer o que quiser.” > “Você acha que é?” Evite: “Aham” - pode parecer que você concorda ... <- ele pode se sentir desprezado ou continuar olhando para a sua cara, esperando uma resposta. Situações de teste Agora eu não sei o que fazer. É pra clicar aqui? 32Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 33. Alguns usuários querem ouvir de você que não é culpa deles e outros querem apenas a sua cumplicidade. Frases que podem ser úteis em situações de erro ou dificuldade: > “Como você acha que poderia melhorar?” > “É a sua opinião que a gente quer ouvir, mesmo.” > “Só pra lembrar: estamos testando o site, não você. Se algo está difícil, provavelmente é algo em que o site poderia melhorar.” Evite: > “Esse site tá muito ruim mesmo.” Situações de teste Ai, tá muito difícil isso! Vou ter que fazer um curso de informática... 33Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 34. RESISTA! AGUENTE! POKER FACE! O ideal é fazer algumas perguntas até que ele entenda o que está acontecendo e consiga se virar sozinho. “O que você está tentando fazer agora?” “Qual seria o próximo passo, na sua opinião?” “Numa situação real, diante desta dificuldade, como você faria?” Situações de teste Testador fica em loop, clicando em algo repetidamente, sem prosseguir. 34Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 35. Anote o resultado como “fracasso”. Se ele desistiu por cansaço, peça para tentar um pouco mais apenas para prosseguir com o teste. Se ele desistiu porque não sabe como fazer, indique o caminho para ele, e aproveite para investigar. >“Bom, vou anotar que você pararia por aqui. Mas só pra gente conseguir continuar com a pesquisa, você pode prosseguir?” >“Então, o link é este aqui. Você tinha visto? Porque acha que não encontrou o link? Como poderia melhorar?” Situações de teste Testador desiste, mas para a próxima tarefa precisamos que ele chegue até o fim. 35Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 36. Testador cheio de opiniões inúteis Mostre a ele (com elegância) que essa não é a função dele no teste. Só pergunte a opinião dele quando isso for um ponto do roteiro. Deixe claro que você entendeu o ponto de vista dele: > “OK, tomei nota de tudo o que você falou.” > “Sim, você já mencionou isso anteriormente.” [com um sorriso, é claro!] Situações de teste Inclusive eu acho que vocês deveriam mudar essa cor aqui, porque eu fiz um curso e eu acho que esse nome desse site não tem nada a ver... 36Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 37. > Em azul o que será dito ao participante; > E em laranja instruções e controles de moderação. 37Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato Atividade prática! voluntário? :D
    • 38. E aí, como é que foi? E os demais, o que acharam? > O que acharam do comportamento do testador? > Como a situação poderia ser contornada? 38Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 39. A não ser que o perfil do público-alvo do teste seja de pessoas que não sabem usar computador, é melhor dispensar este participante. Mas evite falar que ele não faz parte do perfil, porque ele pode se sentir desprezado, coitado. Tente dar uma enrolada, fazer algumas perguntas (até fora do roteiro, pra disfarçar), e encerre. Situações de teste Testador muito leigo, não sabe nem usar o mouse 39Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 40. O que fazer? Aí depende. Não tem resposta certa. Algumas opções: > Dê uma previsão de tempo para terminar o teste, e veja se ele não pode mesmo ficar. > Se ainda faltar muito, você pode tentar remarcar outro dia para continuar. > Se as tarefas mais importantes tiverem sido realizadas, você pode dispensar o participante, e considerar o teste como válido. > Se ainda faltar coisas importantes, talvez seja melhor descartar os resultados do participante. Situações de teste Teste está demorando, participante precisa ir embora 40Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 41. Se o participante fica na dúvida se fez certo ou não ou quer saber sobre o significado de alguma coisa que surgiu no teste, dê uma enrolada e deixe para depois. > “Você acha que é isso?” > “Então, lembra que eu disse que algumas coisas não poderia responder? Vamos fazer assim: a gente continua com as tarefas e no fim do teste eu te conto como funciona, certo?” Situações de teste Mas o que é esse PagSeguro aí? É uma agência de seguros? 41Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 42. Ainda temos tempo? Mais voluntários? 5. Viagens [ A partir da home] E se você quiser ir para Salvador? Existe algo neste site para este caso? OBJETIVO: avaliar localização do Submarino Viagens no menu. 6. Livros por autor [ A partir da home] Seu pai é fã da Agatha Christie. Como você faria para encontrar todos os livros dela? OBJETIVO: avaliar se usa busca, se vai pelo “Artistas e autores”. Se não for ali, obter percepção. 42Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 43. Situações de teste > Cuidado com os termos que utiliza: se você disser o nome do link relacionado à tarefa, acaba dando uma dica sem querer. > Evite ficar muito tempo anotando, sem olhar para o participante. O observador está pegando as frases pra você. > Se o participante não come o lanchinho, experimente pegar um pouco (mas sem falar de boca cheia). > Se o participante faz uma piadinha, pode rir! 43Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 44. Situações de teste > Se o participante fez um comentário confuso e você quer ele repita ou conclua de algum jeito, evite concluir por ele. Prefira algo do tipo: “Então você achou que...” (deixando no ar pra ele completar). vai mais interferir na curva de aprendizado do site. > Você pode fazer perguntas extras caso tenha ficado em dúvida sobre algum ponto. > Se quiser mostrar a ele algum link ou algum elemento na tela para perguntar o que ele achou, pense no melhor momento para isso. Geralmente é no final do teste, quando não vai mais interferir na curva de aprendizado do site e nas tarefas seguintes. 44Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 45. Situações de teste > Se você precisa extrair do participante se ele entendeu um texto ou como funciona o site, peça para ele explicar para uma pessoa conhecida: “E se a sua mãe chegasse e quisesse entender como esse site funciona? Como você explicaria para a sua mãe?” > Coloque o roteiro em uma prancheta. Tem testador que fica com mania de olhar o que você está escrevendo, e não é legal. 45Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 46. Situações de teste > Quando você tiver um monte de coisas para perguntar, evite perguntá-las todas de uma vez só. Espere o testador responder cada uma delas. Se você pergunta várias coisas de uma vez pode confundir o testador e obter resposta só para a última. > A tarefa só termina quando o testador diz que terminou. Em geral, você não deve dizer para o testador quando a tarefa está concluída. Pode acontecer de o testador achar que ainda precisa clicar em mais alguma coisa. Se você der a tarefa como encerrada talvez perca a oportunidade de identificar um problema de usabilidade: “não fica claro quando o fluxo terminou.” 46Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 47. Situações de teste Esta é pra imprimir e colar no mural: > Não faça perguntas em que você coloca palavras na boca do testador! Ao fazer isso você elimina qualquer possibilidade de obter uma resposta sincera. É provável que a pessoa concorde com você para te agradar. > Só utilize um adjetivo ou conceito se o participante já falou isso antes. Assim você não influencia na opinião dele nem na curva de aprendizado. Então você achou que foi muito difícil, não é? 47Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 48. Situações de teste > O que eu faço? > O que você faria? > Então eu tenho que ir aqui? > Fique à vontade, você pode explorar qualquer link. > Eu acho que o vCard é um cartão virtual, destes animados que a gente recebe em aniversário, datas comemorativas, não é?” > Você acha que é? > Sim. > Por que? > Pelo nome, blablablá... > OK. 48Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 49. Treine bastante > Se der, observe alguns teste antes de aplicar. > Antes de começar os testes “de verdade”, faça um ou mais pré- testes com colegas do trabalho. Além de descobrir falhas no roteiro, você vai adquirir mais segurança para aplicar o teste real. > Peça para alguém observar você aplicando o teste e depois ouça atentamente os comentários dessa pessoa sobre a sua atuação. > Se possível, veja o vídeo do teste que você aplicou. 49Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 50. > Antes de qualquer coisa, peça ao testador para ler e assinar o termo de compromisso. > O testador precisa saber que será filmado e que o áudio e o vídeo serão utilizados apenas para a pesquisa. > Avise que pode ter alguém assistindo atrás do espelho. > Você tem a responsabilidade de assegurar que o testador não vai passar por uma experiência desagradável nem constrangedora. > Básico, intermediário, avançado – nunca pense no usuário como burro ou ignorante. Considere que há níveis diferentes de acesso. Esse será um dado importante para ajudar a tornar o site mais fácil de usar para o maior número de pessoas. Ética de pesquisa 50Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 51. Um bom teste de usabilidade é aquele que mostra como melhorar um site através da colaboração do usuário, nunca através do seu sacrifício ou constrangimento. Ética de pesquisa 51Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 52. Sobre avaliação de usabilidade em geral > Observing the User Experience: A Practitioner's Guide to User Research, Mike Kuniavsky http://www.amazon.com/Observing-User-Experience-Practitioners-Research/dp/1558609237/ref=pd_sim_b_6 > Handbook of Usability Testing: Howto Plan, Design, and Conduct Effective Tests, Jeffrey Rubin and Dana Chisnell http://www.amazon.com/gp/product/0470185481/ref=pd_lpo_k2_dp_sr_1?pf_rd_p=1278548962&pf_rd_s=lpo-top-stripe- 1&pf_rd_t=201&pf_rd_i=1841500208&pf_rd_m=ATVPDKIKX0DER&pf_rd_r=1822DXD4ASFMG8MY4SBY > Rocket Surgery Made Easy: The Do-It-Yourself Guide to Finding and Fixing Usability Problems, Steve Krug http://www.amazon.com/gp/product/0321657292/ref=pd_lpo_k2_dp_sr_3?pf_rd_p=1278548962&pf_rd_s=lpo-top-stripe- 1&pf_rd_t=201&pf_rd_i=1841500208&pf_rd_m=ATVPDKIKX0DER&pf_rd_r=1822DXD4ASFMG8MY4SBY Moderação em pesquisa de mercado > Pesquisa Qualitativa com Texto, Imagem e Som: um Manual Prático, Martin W. Bauer http://www.submarino.com.br/produto/1/181727/pesquisa+qualitativa+com+texto,+imagem+e+som:+um+manual+pratico > A Abep (Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa) também tem bons cursos de moderação de grupos, de entrevistas e pesquisa qualitativa em geral http://www.abep.org/novo/Content.aspx?SectionID=29&Others=True Para se aprofundar no assunto 52Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato
    • 53. Dúvidas? :D andressavieira@gmail.com elisavolpato@gmail.com 53Workshop | Moderação de testes de usabilidade | Andressa Vieira e Elisa Volpato

    ×