Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Do design à noosfera: sustentabilidade e convergências
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Do design à noosfera: sustentabilidade e convergências

  • 1,406 views
Published

Apresentação da Profa. Cyntia Malaguti sobre design e sustentabilidade.

Apresentação da Profa. Cyntia Malaguti sobre design e sustentabilidade.

Published in Design , Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
1,406
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
65
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Do design à noosfera: sustentabilidade e convergências Cyntia Malaguti São Paulo, 12 de novembro de 2009
  • 2. MUDANÇAS EM CURSO “SUSTENTABILIDADE” § Globalização “Uma forma de ser, estar § Urbanização e fazer graças a qual as § Mercantilização pessoas podem viver melhor consumindo § Conectividade menos e regenerando § Conhecimento difuso seus contextos de vida.” § Poluição “Sustainability. Systemic change § Mudanças climáticas and social learning process.” § Perda da biodiversidade MANZINI, Ezio
  • 3. Dimensões da sustentabilidade § social § cultural melhora os direitos e as condições de busca concepções originárias de dentro vida das populações e reduz as de cada cultura p/ o desenvolvimento, distâncias entre padrões de vida; respeitando as peculiaridades de cada ecossistema, cultura e local. § econômica viabiliza a alocação e a gestão eficiente § ambiental dos recursos, com critérios mais macro- respeita e realça a capacidade de sociais do que micro empresariais, e autodepuração dos ecossistemas fluxos regulares de investimentos; naturais. § ecológica § político nacional envolve medidas p/: reduzir o consumo democracia como apropriação universal de recursos e a produção de resíduos, dos direitos humanos e coesão social; intensificar o uso de tecnologias limpas, Estado implementa projeto nacional e definir regras para proteção ambiental; com parcerias. § espacial § político internacional contempla configuração mais equilibrada consegue paz e cooperação, para das questões rural e urbana e melhor desenvolvimento com igualdade, controle distribuição do território; do Sistema Financeiro e gestão ambiental baseada na precaução. Ignacy Sachs
  • 4. “A transição para a sustentabilidade será uma ampla descontinuidade do sistema, preparada por uma multiplicidade de mudanças sistêmicas em escala local.” Envolve um processo de aprendizagem social, que exigirá todos os tipos de inteligência humana.
  • 5. DESIGN Missão Design é uma atividade criativa cuja finalidade é estabelecer as qualidades multifacetadas de objetos, processos, serviços e seus sistemas, compreendendo todo seu ciclo de vida. Portanto, design é o fator central da humanização inovadora de tecnologias e o fator crucial para o intercâmbio econômico e cultural. ICSID – International Council of Societies of Industrial Design http://www.icsid.org/about/about/articles31.htm
  • 6. Design e sustentabilidade - Os precursores “Pela primeira vez na história, agora é possível cuidar de todos num padrão de vida mais alto do que jamais se conheceu. Há apenas 10 anos atrás a tecnologia “mais com menos” atingiu um ponto em que isto tornou-se possível. Toda a humanidade tem agora a opção de tornar-se bem sucedida de modo duradouro” – Richard Buckminster Fuller (1895 – 1983). inventor, arquiteto, engenheiro, matemático, poeta e cosmologista. “espaçonave terra” “efemerização” Dymaxion car Cúpula geodésica
  • 7. Design e sustentabilidade - Os precursores Victor Papanek ( 1927-1999) Foi um firme defensor do design responsável de produtos e ferramentas. Ele acreditava que “O único aspecto importante do design é como ele se relaciona com as pessoas.” Seus livros e produtos serviram como inspiração e provocação para todos e Papanek foi um promotor eloqüente do design ecológico.
  • 8. Design e sustentabilidade - Os precursores Michel Arnoult Nascido na França em 1922, veio p/ o Brasil em 1950, estagiando com Niemeyer. De 1954 a 1980 esteve a frente da Mobília Contemporânea, responsável pela introdução de conceitos como: simplicidade, praticidade, economia, leveza, “peg-lev”, “conforto-duro”, padronização de componentes. Impulsionou o móvel seriado no Brasil. Pioneiro na utilização do eucalipto replantado em respeito à problemática ecológica.
  • 9. PRINCÍPIOS bom design ecodesign emprego de materiais apropriados uso sustentado e otimizado de eficiência de fabricação recursos naturais e energia redução e reciclagem do lixo facilidade de uso e manutenção redução de prejuízos ambientais pelo mau uso do produto aparência atrativa projeto da fase pós-uso valor agregado proteção da biosfera bom desempenho parâmetros excepcionais de desempenho segurança defesa da segurança em produtos e serviços Dieter Rams – Braun Kazuo Morohoshi – Toyota Assembléia ICSID 1993
  • 10. X ECODESIGN “é uma atividade de design que visa ligar o que é tecnicamente possível ao ecologicamente necessário, de modo a criar novas propostas cultural e socialmente aceitáveis.” Ezio Manzini 4 níveis de atuação redesign ambiental do existente projeto de novos produtos ou serviços em substituição aos atuais projeto de novos produtos-serviços intrinsecamente sustentáveis proposição de novos cenários > estilo de vida sustentável
  • 11. Ecology Design Award Cozinha modular móvel Dreier Küchen GmbH & Co. KG - ALEMANHA fácil de instalar, através de conectores, dispensa parafusos ou pregos. Elemento básico do sistema - seção L à qual os módulos do armário são fixados. Materiais: madeira maciça, multiplex, aço inox, alumínio. Garantia de reposição de peças até 10 anos depois da compra.
  • 12. Design para desmontagem Programme 290F Gebruder Thonet Economia de materiais com apenas 2 elementos estruturais
  • 13. Alternativa inovadora aos tradicionais CATEGORIA PROJETO sistemas de iluminação traseira dos design de produto automóveis; utiliza lâmpadas de neon, clipadas no acabamento da parte traseira interna do veículo. Principais resultados da solução : § economia de 2/3 de energia elétrica, § redução de 25% nas baterias, § durabilidade 6 vezes maior que as SISTEMA NEON INTEGRADO lâmpadas incandescentes, Autor: Adriano Heemann § neutralidade ambiental do gás neon, § fabricação mais simples e econômica § menor ofuscamento e deslocamento da atenção do motorista § adequação a normas do CONTRAN
  • 14. 2009 - Solatube 290 DS O sistema de iluminação natural da Solatube, importado pela Naturalux, ajuda na redução do consumo de energia. Sua cúpula externa capta a luz solar, que atravessa o telhado pela tubulação até chegar ao difusor (lente prismática), instalado internamente como uma luminária de teto. Cada peça ilumina até 20 m!.
  • 15. 2009 - Lavadora Turbo Acquajet 15 K Além de lavar mais roupas num mesmo ciclo, a máquina da Electrolux vem com a função Eco Enxágue - os resíduos de sabão são eliminados por meio de jatos -, o que possibilita uma economia de água de até 40%:, o que reduz o consumo de água em 40%. O motor, com diferentes velocidades, garante ao modelo a melhor eficiência de lavagem do mercado, segundo testes feitos pelo Inmetro.
  • 16. 2009 - Kit Brasil Conjunto da Deca que inclui cuba e coluna de cerâmica, torneira, válvula de escoamento e sifão. A solução leva 60% menos componentes do que um lavatório convencional. A torneira vem com arejador, que reduz em 30% o consumo de água. Preço: 115 reais.
  • 17. GOLD Harmonic ACE™ Corte curvo com cabo ergonômico Combina as tarefas de cortar, cauterizar, pinçar e dissecar tecidos num único instrumento cirúrgico. Minimiza a troca de instrumentos e reduz o tempo numa sala de operações. A empunhadura ergonômica com controles intuitivos acomoda grande variedade de tamanhos de mão, além de otimizar o controle, a precisão, o conforto e a facilidade de uso do cirurgião. Contato:Matt Miller, IDSA: mmille16@its.jnj.com
  • 18. Ecology design: novas fronteiras Aimulet LA Information Technology Research Institute do Japan"s National Institute of Advanced Industrial Science and Technology ( AIST). Aparelho de comunicação auditiva de mão, sem bateria, ativado pela luz, com uma concha externa de bambú moldado. Projetado para ser colocado junto da orelha como um telefone celular. Quando a pessoa se posiciona num local com emissores LED fixados no piso, o aparelho recebe sinais luminosos por meio de uma linha de micro células solares, dispostas na base do aparelho. Este traduz os sinais em mensagens de áudio, através de um microfone interno mínimo.
  • 19. Life-cycle Design
  • 20. DESIGN DE SUSTENTAÇÃO Embora abrangendo tudo que compreende o ecodesign, atende a uma função mais fundamental: impulsionar uma transformação estrutural na direção de uma economia e cultura com capacidade para sustentar-se. Desloca o objetivo final de alcançar um elevado desempenho ambiental, para a qualidade do estilo de vida que o uso do objeto sustenta. O design de sustentação começa pela questão absolutamente básica !do que deve ser sustentado e por que". Significa um maior compromisso com o estilo de vida, a forma de trabalho, a tecnologia, a cultura e a relação entre o tipo de economia, o insustentável e a sustentabilidade. Tony Fry
  • 21. CULTURA DO AMBIENTE ARTIFICIAL Cultura do projeto (design) Cultura de Cultura de consumo LIMITES produção Cultura de distribuição
  • 22. VISÃO SISTÊMICA resíduos sólidos matérias- primas efluentes líquidos energia emissões gasosas das atividades humanas e do projeto de produtos-serviços
  • 23. REFLEXÕES Qual o sentido, o valor e as dimensões dos objetos ? Design contextualizado Meta-design
  • 24. O HOMEM - criatura e criador A criação do homem - Michelangelo design = poiesis “ ação criativa que configura a matéria de acordo com um propósito estabelecido”. Cerimônia com mago, na Índia
  • 25. IMPLICAÇÕES PARA A ATIVIDADE DO DESIGN “O design é uma atividade cujo objetivo é melhorar a qualidade de vida das pessoas, por meio da concepção e distribuição de artefatos significativos.” 2 mudanças são necessárias da orientação para o produto a orientação para resultados de agentes do consumo para agentes do bem-estar sustentável.
  • 26. O QUE SIGNIFICAM ESSAS MUDANÇAS ? Das coisas para as ações > Do carro para a mobilidade produto x serviço carro x ônibus Avaliação entre diferentes ativo x passivo propostas estratégicas bicicleta x taxi individual x coletivo taxi x ônibus Articulação de parcerias e definição de componentes > bicicleta + metrô + ônibus de sistemas
  • 27. DIRETRIZES PARA O DESIGN 1. Ponderar os objetivos antes de criar. 2. Promover a variedade: desenvolver diversidade biológica, sócio-cultural e técnica 3. Usar o que já existe: reduzir a necessidade pelo novo. 4. Qualidade do contexto Requalificação do bem-comum, Promoção de uma ecologia do tempo, Acesso a infraestrutura e a serviços públicos 5. Aproximar pessoas e coisas: reduzir a demanda por transporte, compartilhar ferramentas e equipamentos, John Thackara – Pano B reduzir a demanda por produtos.
  • 28. DIRETRIZES PARA O DESIGN 6. Inteligência do sistema gestão dos recursos existentes, capacidade de aprender com a experiência, corrigir erros. 7. Ampliar a participação das pessoas desenvolver redes infraestrutura inteligente – recursos renováveis e sistemas integrados John Thackara – Plano B
  • 29. Bem vindo ao UniCaronas Contamos com 6227 usuários “Pessoal, devido ao grande número de pedidos, adicionamos as universidades Ufscar (SP) e Unifesp (SP) para integrarem o UniCaronas. Os alunos dessas universidades podem se cadastrar normalmente utilizando a nossa página de cadastro, bastando utilizar seus emails acadêmicos. Se você é aluno dessas instituições, por favor, nos ajude a divulgar o site dentro dos campus. Valeu Guilherme e Matheus” http://www.unicaronas.com.br/
  • 30. O DESIGN PARASITA...
  • 31. Celular conceito Morph Nokia “Funcionar como uma ponte entre a tecnologia de ponta e benefícios potenciais para usuários finais.” http://www.youtube.com/watch?v=IX-gTobCJHs&feature=player_embedded#
  • 32. Solid State Lighting Iluminação interativa por LEDs, embutida em banco públicos; respondem a presença e comportamento das pessoas. Luminária Smile Recarregável, a prova d"água, portátil
  • 33. Smart Healthwear As tecnologias de e-têxteis e telefonia móvel abriram caminho para o desenvolvimento de novos serviços com aplicações na saúde: problemas de movimento, regulação térmica, monitoramento de indicadores de saúde e doenças cônicas; monitoramento de atletas, etc. http://www.health-wear.eu/index.php?pg=1&LANG=en
  • 34. Design Universal É o design de produtos e ambientes que podem ser usados por todas as pessoas, à máxima extensão possível, sem a necessidade de adaptação ou design especializado. Princípios § uso equitativo § flexibilidade no uso § informação perceptível § tolerância ao erro § baixo esforço físico § tamanho e espaço para aproximação e uso Ronald L. Mace (1941-1998) Fundador do Center for Universal Design School of Design / North Carolina State University http://www.design.ncsu.edu/cud /
  • 35. O design universal amplia abordagem da usabilidade !
  • 36. AS TAREFAS URGENTES DO DESIGN Design Universal “Eu não pretendo afirmar que todos os produtos precisam ser utilizáveis da mesma forma por todos. Naturalmente existem requisitos particulares para produtos em determinadas áreas de aplicação: por exemplo, um equipamento para escalada radical não precisa ser projetado para servir a outros fins. Mas para produtos cotidianos será preciso levar a diferenciação a este extremo? ... Quem diz que todos nós queremos cada vez mais funções em cada vez menores espaços – acima de tudo considerando-se o fato de que, nas Telefone Muji pesquisas de opinião, muitos clientes admitem que Retorno ao básico, não são dispostos a pagar um euro a mais para as simples, minimalista. próximas dez funções de determinado aparelho?“ Teclas para números de chamada; dispensa Ralph Wiegmann - Diretor iF Design suporte; apóia-se Hannover / Alemanha 2005 diretamente em mesa ou outra superfície.
  • 37. Product Design Award 2005 National NA-V81 Lavadora/secadora de tambor Fabricante: Matsushita Electric Industrial Co., Ltd. Design: Panasonic Design Company Osaka, Japan O tambor em ângulo inclinado amplia a usabilidade e reduz o esforço durante a lavagem. Baseia-se nos fundamentos do Design Universal, possibilitando o uso por crianças, adultos e cadeirantes. Economiza água – usa menos 60% que modelos anteriores. Lava como uma máquina com tampa superior e seca como uma secadora de tanque. O sistema de lavagem não agride as roupas e o de secagem reduz secagem desnecessária.
  • 38. Protótipo de Toalete Universal Design: Changduk Kim & Youngki Hong Design flexível de toalete, pode ser usado tanto pela população em geral quanto por pessoas com deficiência de mobilidade. Estes podem escorregar da cadeira diretamente sobre a privada. Possui apoio para queixo e pegas para transferência. O conjunto ocupa apenas # do espaço de toaletes para deficientes. Formas curvas aumentam sensação de segurança.
  • 39. Dez brinquedos que falam com o autismo Toys R us / Autism Speaks Ned's Head Game 5 – 9 anos 2 – 4 jogadores Entrar na narina ou na orelha do boneco para encontrar o objeto que aparece no seu cartão. Quem primeiro encontrar o objeto correto vence.
  • 40. NOOSFERA Noos = mente Alma, espírito, pensamento, consciência Sphera = círculo Geosfera > Biosfera > Noosfera Assim como há a atmosfera, a geosfera e a biosfera, há também a noosfera, ou esfera das idéias, formada por produtos culturais, pelo espírito, linguagens, teorias e conhecimentos. A biosfera alterou profundamente a geosfera; o conhecimento humano e sua aplicação na natureza alterou igualmente a biosfera. Vladímir Ivánovich Vernadski / Teilhard de Chardin
  • 41. Onde nos levará a noosfera ? Obrigada! cyntiamalaguti@uol.com.br