Your SlideShare is downloading. ×
Aula sobre Modernismo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Aula sobre Modernismo

3,337
views

Published on

Confira o material da aula de Beá Meira sobre Modernismo, na Universidade das Quebradas.

Confira o material da aula de Beá Meira sobre Modernismo, na Universidade das Quebradas.


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,337
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
65
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. MODERNISMO
  • 2.  
  • 3. Pablo Picasso, As meninas de Avinhon, 1907, 243,9 cm x 233, 7 cm MOMA, NY. Máscara de crista, Camarões coletada em 1939, Barbier-muller collection
  • 4. Máscara de crista, Camarões coletada em 1939, Barbier-muller collection Ritual em Big Babanki, 1976.
  • 5. Antonio Sant`Elia, A cidade Nova, 1914 Filippo Marinetti, Zang, Tumb, Tumb, 1914. Biblioteca da TaTe Gallery, Londres, UK. Umberto Boccioni, Formas únicas de continuidade no espaço, 1913. Tate Gallery, Londres.
  • 6. Ford T, 1908. Linha de montagem, 1913.
  • 7. Umberto Boccioni, Estados Mentais II – Os que partem, 1911, MOMA, NY.
  • 8. Kasimir Malevich, Pintura Suprematista,1915, Stedelijk Museum, Amsterdam. Vladmir Tatlin, Modelo para o monumento da terceira internacional, 1919-1920. .
  • 9. Rodchenko, Stairway, fotografia, 1930 O cinema olho, Cartaz para produtora de Dziga Vertov, 1924. "Nós criamos uma nova compreensão da beleza, que alargou o conceito de arte".
  • 10. Hugo Ball recitando o poema “Karawane”, Cabaret Voltaire, 1916.
  • 11. Tristan Tzara, capa da revista dada n.3, 1918. Biblioteca Nacional da França. “ Não quero nem se quer saber se o homem existiu antes de mim” .
  • 12. Marcel Duchamp, Fonte, 1917, ready made, Philadélphia Museum of Art. Fotografia de Alfred Stieglitz. Os ready-made são objetos anônimos que o gesto gratuito do artista, pelo único fato de escolhê-los, converte em obra de arte. Ao mesmo tempo esse gesto dissolve a noção de obra. [...] Seria estúpido discutir sobre a sua beleza ou feiúra, tanto porque estão mais além da beleza e da feiúra como porque não são obras, mas signos de interrogação ou de negação diante das obras. O ready-made não postula um valor novo: é um dardo contra o que chamamos valioso. É crítica ativa: um pontapé contra a obra de arte sentada em seu pedestal de adjetivos. PAZ, Otavio. Marcel Duchamp ou o Castelo da Pureza. São Paulo: Perspectiva, 1996 p.21.
  • 13. Walter Gropius, Bauhaus 1925-26, Dessau, Alemanha. Herbert Bayer, Tipo universal, 1925. Oskar Schlemmer, Balé Triático, fotografia, 1926.
  • 14. Max Ernst, Ubu imperador, litografia , 1923. Jean Arp, Oscar Dominguez, Marcel Jean, Sophie Taeuber Arp, Cadáver Delicado , 1937. Museu de Arte Moderna Centre Georges Pompidou.
  • 15. Vera Mukhina, O operário de Fábrica e a moça de fazenda coletiva, 1935. Monumento de aço inoxidável, 24 metros. Exposição Internacional de 1937.
  • 16. Pablo Picasso, Guernica, 1937, óleo sobre tela. 349,3 x 776,6 Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia, Madri.
  • 17. MODERNISMO NO BRASIL
  • 18. Santos Dumont, Demoiselle, 1907 .
  • 19. Di Cavalcanti, Cartaz da Semana de Arte Moderna. Brecheret, Daisy, 1920. Capa da revista Klaxon n. 1, 1922. Vicente Rego Monteiro O atirador de arco, 1925, Coleção MAMAM, Recife.
  • 20. Tarsila do Amaral, Abaporu, 1928, MALBA, Buenos Aires Tarsila do Amaral, Oswald de Andrade, 1922, Lasar Segall, Retrato de Mario de Andrade, 1927
  • 21. Tarsila do Amaral, Os operários, 1933, 150 x 230 cm.
  • 22. Malakabeça Fanika e Kabelluda Tirinha de Pagu no jornal “ O Homem do Povo”, 1931.
  • 23. Cândido Portinari, Ciclos Econômicos do Brasil consiste em doze pinturas na técnica de afresco; com 2,80 x 2,50 m: Pau Brasil, Cana, Gado, Garimpo, Fumo, Algodão, Erva mate, Café, Cacau, Ferro e Borracha, realizadas em 1938 e Carnaúba feita em 1944. Palácio Gustavo Capanema, Rio de Janeiro.
  • 24. Edifício do Ministério da Educação e Saúde, atual Palácio Capanema, 1936-1945.
  • 25. Portinari, Painel de azulejo,1942.
  • 26. Lucio Costa e Oscar Niemeyer, Pavilhão do Brasil Feira Internacional de Nova York, 1939- 1940.
  • 27. Zé Carioca e Pato Donald no filme Alô Amigos, 1942. Carmem Miranda em foto de 1940.
  • 28. Oscar Niemeyer projeto conjunto arquitetônico da Pampulha. cinco edifícios: cassino, iate clube, igreja, casa de baile e um hotel. Marcel Gautherot, igreja de São Francisco de Assis, Pampulha, 1945. IMS.

×