Your SlideShare is downloading. ×
Hiv aids  part 1 por
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Hiv aids part 1 por

411
views

Published on


0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
411
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Epidemiologia da infecção pelo HIV até 2009
  • From 2007 through 2010, the number of diagnoses of HIV infection among adults and adolescents remained stable in the 46 states and 5 U.S. dependent areas with long-term confidential name-based HIV infection reporting. In 2010, an estimated 48,079 adults and adolescents were diagnosed with HIV infection; of these, 79% of diagnoses were among males and 21% were among females. The estimated number of diagnoses of HIV infection among both males and females remained stable from 2007-2010.  The following 46 states have had laws or regulations requiring confidential name-based HIV infection reporting since at least January 2007 (and reporting to CDC since at least June 2007): Alabama, Alaska, Arizona, Arkansas, California, Colorado, Connecticut, Delaware, Florida, Georgia, Idaho, Illinois, Indiana, Iowa, Kansas, Kentucky, Louisiana, Maine, Michigan, Minnesota, Mississippi, Missouri, Montana, Nebraska, Nevada, New Hampshire, New Jersey, New Mexico, New York, North Carolina, North Dakota, Ohio, Oklahoma, Oregon, Pennsylvania, Rhode Island, South Carolina, South Dakota, Tennessee, Texas, Utah, Virginia, Washington, West Virginia, Wisconsin, and Wyoming. The 5 U.S. dependent areas include American Samoa, Guam, the Northern Mariana Islands, Puerto Rico and the U.S. Virgin Islands. Data include persons with a diagnosis of HIV infection regardless of stage of disease at diagnosis. All displayed data are estimates. Estimated numbers resulted from statistical adjustment that accounted for reporting delays, but not for incomplete reporting.
  • In 2010, among adult and adolescent males diagnosed with HIV infection in the 46 states and 5 U.S. dependent areas with long-term confidential name-based HIV infection reporting, an estimated 77% of infections were attributed to male-to-male sexual contact and 7% were attributed to injection drug use. Approximately 12% of diagnosed infections were attributed to heterosexual contact and 4% attributed to male-to-male sexual contact and injection drug use. Most (86%) diagnosed HIV infections among adult and adolescent females were attributed to heterosexual contact, and 14% were attributed to injection drug use.  The following 46 states have had laws or regulations requiring confidential name-based HIV infection reporting since at least January 2007 (and reporting to CDC since at least June 2007): Alabama, Alaska, Arizona, Arkansas, California, Colorado, Connecticut, Delaware, Florida, Georgia, Idaho, Illinois, Indiana, Iowa, Kansas, Kentucky, Louisiana, Maine, Michigan, Minnesota, Mississippi, Missouri, Montana, Nebraska, Nevada, New Hampshire, New Jersey, New Mexico, New York, North Carolina, North Dakota, Ohio, Oklahoma, Oregon, Pennsylvania, Rhode Island, South Carolina, South Dakota, Tennessee, Texas, Utah, Virginia, Washington, West Virginia, Wisconsin, and Wyoming. The 5 U.S. dependent areas include American Samoa, Guam, the Northern Mariana Islands, Puerto Rico and the U.S. Virgin Islands. Data include persons with a diagnosis of HIV infection regardless of stage of disease at diagnosis. All displayed data are estimates. Estimated numbers resulted from statistical adjustment that accounted for reporting delays, but not for incomplete reporting. Heterosexual contact is with a person known to have, or to be at high risk for, HIV infection.
  • In 2010, among the 37,910 adult and adolescent males diagnosed with HIV infection in the 46 states and 5 U.S. dependent areas with long-term confidential name-based HIV infection reporting, 41% were black/African American, 32% were white and 24% were Hispanic/Latino. Approximately 2% of diagnoses among males were Asian, 1% among males reporting multiple races, and less than 1% each was American Indian/Alaska Native and Native Hawaiian/other Pacific Islander. Among the 10,168 adult and adolescent females diagnosed with HIV infection in 2010, 62% were black/African American, 18% were Hispanic/Latino, and 17% were white. Approximately 1% of diagnoses each was among Asians and females reporting multiple races, and less than 1% each was among American Indians/Alaska Natives and Native Hawaiians/other Pacific Islanders. The following 46 states have had laws or regulations requiring confidential name-based HIV infection reporting since at least January 2007 (and reporting to CDC since at least June 2007): Alabama, Alaska, Arizona, Arkansas, California, Colorado, Connecticut, Delaware, Florida, Georgia, Idaho, Illinois, Indiana, Iowa, Kansas, Kentucky, Louisiana, Maine, Michigan, Minnesota, Mississippi, Missouri, Montana, Nebraska, Nevada, New Hampshire, New Jersey, New Mexico, New York, North Carolina, North Dakota, Ohio, Oklahoma, Oregon, Pennsylvania, Rhode Island, South Carolina, South Dakota, Tennessee, Texas, Utah, Virginia, Washington, West Virginia, Wisconsin, and Wyoming. The 5 U.S. dependent areas include American Samoa, Guam, the Northern Mariana Islands, Puerto Rico and the U.S. Virgin Islands. Data include persons with a diagnosis of HIV infection regardless of stage of disease at diagnosis. All displayed data are estimates. Estimated numbers resulted from statistical adjustment that accounted for reporting delays, but not for incomplete reporting. Hispanics/Latinos can be of any race.
  • The distribution of AIDS diagnoses by transmission category has shifted since the beginning of the epidemic. In 1985, male-to-male sexual contact accounted for an estimated 65% of all AIDS diagnoses; this proportion reached its lowest point in 1999 at 40% of diagnoses. Since then, the percentage of AIDS diagnoses attributed to male-to-male sexual contact has increased and in 2009 this transmission category accounted for 49% of all AIDS diagnoses. The estimated percentage of AIDS diagnoses attributed to injection drug use increased from 20% to 32% during 1985–1993 and decreased since that time accounting for 15% of diagnoses in 2009.  The estimated percentage of AIDS diagnoses attributed to male-to-male sexual contact and injection drug use decreased from 9% in 1985 to 5% in 2009.  The estimated percentage of AIDS diagnoses attributed to heterosexual contact increased from 3% in 1985 to 31% in 2009.  The remaining AIDS diagnoses were those attributed to hemophilia or the receipt of blood or blood products and those in persons without an identified risk factor. All displayed data have been estimated. Estimated numbers resulted from statistical adjustment that accounted for reporting delays and missing risk-factor information, but not for incomplete reporting. Heterosexual contact is with a person known to have, or to be at high risk for, HIV infection.
  • ABCs da prevenção: A = abstinência =, B = ser fiel, C = usar preservativos (de forma correta e todas as vezes)
  • Transcript

    • 1. HIV/AIDS Elaine Kauschinger PhD, MS, ARNP, FNP-BC Professora Assistente de Clínica Docente Líder, Programa de Enfermeiro de Prática de Família Universidade de Miami Escola de Enfermagem e Estudos de Saúde
    • 2. 2 Objetivos  Discutir a epidemiologia do HIV/AIDS em nível internacional, nacional e estadual  Descrever pacientes infectados por HIV em termos de idade, sexo, etnia e orientação sexual  Discutir os modos de transmissão do HIV  Identificar o manejo clínico e o tratamento  Discutir o aconselhamento e a realização de testes  Descrever a prevenção e o controle da infecção  Identificar fatores de risco associados à exposição ocupacional
    • 3. A cada 9 1/2 minutos, uma pessoa nos E.U.A. É infectado com HIV DIAS HORAS MINUTOS SEGUNDOS
    • 4. Requisitos de licença FS381.004.5  Uma hora sobre a exigência de CE de HIV/AIDS a ser concluída antes da primeira renovação Parte 1: Epidemiologia e transmissão Parte 2: Orientação e testes Parte 3: Manejo clínico e tratamento Parte 4: Prevenção e controle de infecção
    • 5. HIV/AIDS: Parte I Epidemiologia e transmissão
    • 6. HIV / AIDS: Definições básicas  Vírus da Imunodeficiência Humana: HIV • Infectado com o vírus HIV • Vírus é um retrovírus - o que significa que a sua informação genética está armazenada em um filamento único de RNA em vez de DNA de dupla fita encontrada na maioria dos organismos  Vírus da Imunodeficiência Adquirida: AIDS • Uma doença infecciosa viral incurável que resulta em danos ao sistema imunológico em pessoas saudáveis • Progressão média, sem tratamento, a partir de infecção por HIV para diagnóstico de AIDS é de 10 anos.
    • 7. Definições básicas  Infecções Oportunistas (IO): • Infecções por microrganismos comuns que normalmente não causam problemas em indivíduos saudáveis • IOs são os principais problemas de saúde para pacientes com AIDS  CD4: • Tipo de linfócitos (glóbulos brancos) • Parte importante do sistema imunológico • HIV na maioria das vezes infecta as células CD4 onde o vírus se replicar dentro destas células • Pacientes HIV + têm suas células CD4 monitoradas rotineiramente para avaliar o seu progresso
    • 8. HIV vs AIDS  Definição de AIDS: Uma vez que um paciente HIV + recebe um diagnóstico das seguintes doenças, eles recebem um diagnóstico de AIDS: • Cândida  Pulmonar  Esofágico  Não cândida • Pneumocystis carinii pneumonia (PCP) • Coccidioidomicose – extrapulmonar • Câncer cervical • Cytomgalovirus (CMV) • Encefalopatia pelo HIV • Infecções crônicas de HSV • Sarcoma de Kaposi • Linfoma • Micobactéria  Tuberculosis (TB)  Mycobacterium avium complex • Leucoencefalopatia Multifocal progressiva • Pneumonia recorrente • Toxoplasmose • Síndrome de Emaciação • CD4 < 200 ou < 14% linfa • Criptosporidíase • Isospora • Infecção bacteriana recorrente • Pneumonia recorrente
    • 9. História do HIV/AIDS  A história da epidemia de HIV/AIDS nos EUA é muito recente.  Junho de 1981: a primeira descrição daquilo que logo seria chamado de AIDS apareceu no Relatório de Morbidez e Mortalidade do Centro de Controle de Doenças (CDC).
    • 10. 10 Relatórios iniciais  5 de junho de 1981: 5 casos de PCP em homens gays da UCLA (MMWR)  3 de julho de 1981: 26 novos casos  10 de dezembro de 1981: 3 trabalhos da NEJM descrevem casos Gottlieb MS NEJM 2001;344:1788-91
    • 11. Introdução  O CDC (2009) estima que 1,7 milhão de pessoas vivem com a infecção pelo HIV nos Estados Unidos (EUA). • Cerca de 33.2 milhões de pessoas vivem com HIV em todo o mundo  Uma em cada cinco (20%) dessas pessoas não têm conhecimento da sua infecção.  Apesar do aumento no número total de pessoas vivendo nos EUA com a infecção pelo HIV nos últimos anos, o número anual de novas infecções pelo HIV manteve-se relativamente estável. • Novas infecções continuam em um nível alto demais, com aproximadamente 50.000 norte-americandos sendo infectados pelo HIV a cada ano.
    • 12. Epidemiologia da Infecção por HIV em 2010
    • 13. Diagnósticos de infecção por HIV entre adultos e adolescentes, por sexo, 2007-2010 – 46 Estados e 5 areas dependentes dos EUA Homens Mulheres Ano do diagnóstico Númerodediagnosticos (emmilhares) Nota: Dados incluem pessoas com um diagnóstico de infecção por HIV independente do estágio da doença no diagnóstico. Todos os dados demonstrados foram estatisticamente ajustados para considerar atrasos na notificação, mas não para notificações imcompletas.
    • 14. Diagnósticos de infecção por HIV entre adultos e adolescentes, por sexo e categoria de transmissão, 2010 – 46 Estados e 5 areas dependentes dos EUA Homens Mulheres Nota: Dados incluem pessoas com um diagnóstico de infecção por HIV independente do estágio da doença no diagnóstico. Todos os dados demonstrados foram estatisticamente ajustados para considerar atrasos na notificação, e falta de informação sobre fatores de risco, mas não para notificações imcompletas. A Contato heterossexual com uma pessoa que sabidamente tem ou esteja em risco de ter uma infecção por HIV B Inclui hemofilia, transfusão de sangue, exposição perinatal e fatores de risco não reportados ou não identificados Contato sexual homem com homem Uso de drogas Injetáveis (UDI) Contato sexual homem /homem e UDI Contato Heterossexual (A) Outros (B)
    • 15. Diagnósticos de infecção por HIV entre adultos e adolescentes, por sexo e Raça/Etnia, 2010 – 46 Estados e 5 areas dependentes dos EUA Homens Mulheres Índios / Nativos do Alaska Asiáticos Negro / Afro Americano Hispânico / Latino (A) Nativos do Havaí e Ilhas do Pacífico Branco Múltiplas raças Nota: Dados incluem pessoas com um diagnóstico de infecção por HIV independente do estágio da doença no diagnóstico. Todos os dados demonstrados foram estatisticamente ajustados para considerar atrasos na notificação, mas não para notificações imcompletas. A Hispânicos/Latinos podem ser de qualquer raça
    • 16. Diagnósticos de AIDS entre Adultos e Adolescentes, por categoria de transmissão e ano de diagnóstico, 1985- 2009 – Estados Unidos e Áreas Dependentes Diagnósticos,% Ano do diagnóstico Contato sexual homem com homem Uso de drogas Injetáveis (UDI) Contato sexual homem /homem e UDI Contato Heterossexual (A) Outros (B) Nota: Todos os dados demonstrados foram estatisticamente ajustados para considerar atrasos na notificação, e falta de informação sobre fatores de risco, mas não para notificações imcompletas. A Contato heterossexual com uma pessoa que sabidamente tem ou esteja em risco de ter uma infecção por HIV B Inclui hemofilia, transfusão de sangue, exposição perinatal e fatores de risco não reportados ou não identificados
    • 17. 17 América do Norte ~1 milhão Caribe 440.000 América Latina/do Sul 1,5 milhões Europa O. 570.000 Norte da África e Oriente Médio 500.000 África subsaariana 29,5 milhões E. Europa/C. Ásia 1,2 milhões L. Ásia/Pacífico 1,2 milhão SO Ásia 6,0 milhões Austrália 15.000 HIV/AIDS Total: >40 milhões
    • 18. Modos de Transmissão  Sexual • Anal>vaginal>oral  Perinatal • Intraparto • Trabalho de Parto e Parto • Aleitamento  Sangue • Drogas injetáveis (UDIV) • Exposição ocupacional  Profissionais da saúde infectados no ambiente de trabalho devido a exposição acidental • Transfusão de sangue e hemoderivados
    • 19. Prevenção da transmissão Evitar o contato direto com fluidos sexuais Abstinência Sexo mais seguro e uso de preservativos Práticas de controle de infecção Fornecimento de sangue mais seguro De mãe para filho (MTC) UDIV
    • 20. Continua na parte 2

    ×