0
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO PROGRAMA DE CONSTRUÇÃO DO PDI 26 a 29 de maio de 2009 Eixo...
DA NATUREZA E DA FINALIDADE A Superintendência de Implantação e Planejamento de Espaço Físico, denominada SIPEF, integra a...
Núcleo de Documentação e Avaliação Econômica Núcleo de Projetos Núcleo de Fiscalização e Acompanhamento de Obras Secretari...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><ul><li>EQUIPE SIPEF </li></ul></ul><ul><li>Sueli Rodr...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO PARTE 1  DIAGNÓSTICO DA INFRAESTRUTURA PARTE 2 PROPOSTA DE...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO PARTE 1  DIAGNÓSTICO DA INFRAESTRUTURA
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO POPULAÇÃO ACADÊMICA
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ESPAÇO TERRITORIAL
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA CONSTRUÍDA
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA CONSTRUÍDA
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA CONSTRUÍDA
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA CONSTRUÍDA
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA EM CONSTRUÇÃO (Edificações)
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA EM CONSTRUÇÃO (Edificações)
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA EM CONSTRUÇÃO (Edificações)
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO PLANO DE INVESTIMENTO (2008/2009)
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO PLANO DE INVESTIMENTO (2009/2010)
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Q uarteirão Leite Alves (7.099,80  m 2 ): 23 Salas de aula...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><li>Sistema Viário </li></ul><ul><li>Áreas de Construç...
TABELA CEAT SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete ilustrativa do Campus Cruz das Almas, Av. do Conhe...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete ilustrativa do Campus Cruz das Almas Sedes de Cent...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete ilustrativa do Hospital de Medicina Veterinária – ...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete ilustrativa do Campus Cruz das Almas Biblioteca Ce...
ÁREA TOTAL : 3.946,57  m 2   SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Pavilhão de Aulas 01 – Campus Cruz das Almas
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO CPD – Campus Cruz das Almas
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Prédio Central – Reitoria da UFRB
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Pavilhão de Laboratórios 01 Campus Cruz das Almas
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Unidades de Logística, Patrimônio e Manutenção Campus Cruz...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Unidades  Acadêmicas de Ensino e Pesquisa Campus Cruz das ...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Sede de Centro – CCAAB e CETEC Campus Cruz das Almas
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Residência Estudantil – Campus Cruz das Almas
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Proposta de Complexo Esportivo Campus Cruz das Almas
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete do Projeto Zootecnico – Caprino/Ovino
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete do Projeto Zootecnico – Suinocultura
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Projeto de Expansão – Campus Sto. Antonio
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Projeto de Expansão – Campus Sto. Antonio de Jesus
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Campus Sto. Antonio de Jesus
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Pavilhão de Aulas 01 – Campus Sto. Antonio de Jesus
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Residência Estudantil – Campus Sto. Antonio de Jesus
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Unidade de Logística, Patrimônio e Manutenção Campus Sto. ...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Pavilhão de Laboratórios 01 Campus Sto. Antonio de Jesus
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete – Campus Amargosa
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Sede de Centro – CFP / Campus Amargosa
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Unidade de Logística, Patrimônio e Manutenção Campus Amarg...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Pavilhão de Aulas – Campus Amargosa
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Residência Estudantil – Campus Amargosa
PARTE 2 PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL (DFA) SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA APRESENTAÇÃO   SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <u...
DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA APRESENTAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul>...
DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA CONCEPÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><li...
DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA CONCEPÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><li...
DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA DIRETRIZES SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><l...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO 5. Implantar programas de racionalização do uso de energia...
DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA DIRETRIZES SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><l...
DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA DIRETRIZES SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO 13. Cr...
DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA DIRETRIZES SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO 16. Re...
SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO MUITO OBRIGADO Equipe Técnica da SIPEF
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

PDI - Eixo Temático VII – Infraestrutura

1,601

Published on

Published in: Education, Travel, Sports
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,601
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
18
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "PDI - Eixo Temático VII – Infraestrutura"

  1. 1. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO PROGRAMA DE CONSTRUÇÃO DO PDI 26 a 29 de maio de 2009 Eixo Temático VII – Infraestrutura
  2. 2. DA NATUREZA E DA FINALIDADE A Superintendência de Implantação e Planejamento de Espaço Físico, denominada SIPEF, integra a estrutura da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia como Unidade Suplementar, nos termos do Titulo IV do Regimento Geral da UFRB e vincula-se administrativamente à Reitoria. A finalidade do Órgão é propor, planejar, desenvolver e gerenciar as atividades de Infra Estrutura Física da UFRB . SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  3. 3. Núcleo de Documentação e Avaliação Econômica Núcleo de Projetos Núcleo de Fiscalização e Acompanhamento de Obras Secretaria de Apoio Administrativo Núcleo de Urbanização e Meio Ambiente Superintendente SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  4. 4. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><ul><li>EQUIPE SIPEF </li></ul></ul><ul><li>Sueli Rodrigues – Economista </li></ul><ul><li>Carlos Andre – Arquiteto </li></ul><ul><li>Gildásio Gomes – Arquiteto </li></ul><ul><li>Victor Sales – Eng. Civil </li></ul><ul><li>Francisco Navarro – Eng. Civil </li></ul><ul><li>Gildeberto Cardoso – Eng. Eletricista </li></ul>
  5. 5. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO PARTE 1 DIAGNÓSTICO DA INFRAESTRUTURA PARTE 2 PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL (DFA)
  6. 6. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO PARTE 1 DIAGNÓSTICO DA INFRAESTRUTURA
  7. 7. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO POPULAÇÃO ACADÊMICA
  8. 8. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ESPAÇO TERRITORIAL
  9. 9. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA CONSTRUÍDA
  10. 10. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA CONSTRUÍDA
  11. 11. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA CONSTRUÍDA
  12. 12. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA CONSTRUÍDA
  13. 13. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA EM CONSTRUÇÃO (Edificações)
  14. 14. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA EM CONSTRUÇÃO (Edificações)
  15. 15. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO ÁREA EM CONSTRUÇÃO (Edificações)
  16. 16. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO PLANO DE INVESTIMENTO (2008/2009)
  17. 17. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO PLANO DE INVESTIMENTO (2009/2010)
  18. 18. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Q uarteirão Leite Alves (7.099,80 m 2 ): 23 Salas de aula, 05 laboratórios, sala de vídeo, auditório para 250 lugares, biblioteca, praça de alimentação, camarim, administração.
  19. 19. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  20. 20. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  21. 21. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  22. 22. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  23. 23. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><li>Sistema Viário </li></ul><ul><li>Áreas de Construção </li></ul><ul><li>Zoneamento </li></ul><ul><li>Padrão Construtivo </li></ul>
  24. 24. TABELA CEAT SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  25. 25. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  26. 26. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  27. 27. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  28. 28. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  29. 29. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  30. 30. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  31. 31. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete ilustrativa do Campus Cruz das Almas, Av. do Conhecimento
  32. 32. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  33. 33. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete ilustrativa do Campus Cruz das Almas Sedes de Centro: CCAAB e CETC
  34. 34. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete ilustrativa do Hospital de Medicina Veterinária – CCAAB
  35. 35. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete ilustrativa do Campus Cruz das Almas Biblioteca Central da UFRB
  36. 36. ÁREA TOTAL : 3.946,57 m 2 SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  37. 37. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Pavilhão de Aulas 01 – Campus Cruz das Almas
  38. 38. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO CPD – Campus Cruz das Almas
  39. 39. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  40. 40. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  41. 41. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Prédio Central – Reitoria da UFRB
  42. 42. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Pavilhão de Laboratórios 01 Campus Cruz das Almas
  43. 43. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Unidades de Logística, Patrimônio e Manutenção Campus Cruz das Almas
  44. 44. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Unidades Acadêmicas de Ensino e Pesquisa Campus Cruz das Almas
  45. 45. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Sede de Centro – CCAAB e CETEC Campus Cruz das Almas
  46. 46. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  47. 47. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Residência Estudantil – Campus Cruz das Almas
  48. 48. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Proposta de Complexo Esportivo Campus Cruz das Almas
  49. 49. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete do Projeto Zootecnico – Caprino/Ovino
  50. 50. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete do Projeto Zootecnico – Suinocultura
  51. 51. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Projeto de Expansão – Campus Sto. Antonio
  52. 52. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Projeto de Expansão – Campus Sto. Antonio de Jesus
  53. 53. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Campus Sto. Antonio de Jesus
  54. 54. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Pavilhão de Aulas 01 – Campus Sto. Antonio de Jesus
  55. 55. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Residência Estudantil – Campus Sto. Antonio de Jesus
  56. 56. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Unidade de Logística, Patrimônio e Manutenção Campus Sto. Antonio de Jesus
  57. 57. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Pavilhão de Laboratórios 01 Campus Sto. Antonio de Jesus
  58. 58. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Maquete – Campus Amargosa
  59. 59. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Sede de Centro – CFP / Campus Amargosa
  60. 60. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  61. 61. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Unidade de Logística, Patrimônio e Manutenção Campus Amargosa
  62. 62. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Pavilhão de Aulas – Campus Amargosa
  63. 63. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO Residência Estudantil – Campus Amargosa
  64. 64. PARTE 2 PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL (DFA) SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO
  65. 65. DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA APRESENTAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><li>O esforço de planejamento de longo prazo tem como pressuposto um trabalho sistemático no sentido da produção, da crítica e da responsabilidade compartilhada. </li></ul><ul><li>O Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI deverá definir caminhos a serem seguidos nos próximos cinco anos dentro de princípios estratégicos, aproveitando suas potencialidades e oportunidades de ambiente acadêmico, tecnológico e científico </li></ul><ul><li>A expansão física da UFRB tem ocorrido de forma expressiva com projetos construtivos previstos na sua implantação e expansão com o REUNI. </li></ul>
  66. 66. DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA APRESENTAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><li>É importante a definição de diretrizes para o desenvolvimento físico da UFRB como referência para um programa contínuo de obras de infraestrutura para atendimento ao planejamento institucional de políticas para o ensino, pesquisa e extensão. </li></ul><ul><li>A valorização das características arquitetônicas das estruturas já existentes nos Campi de Cruz das Almas e Cachoeira, deve se constituir em permanente preocupação da UFRB </li></ul>
  67. 67. DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA CONCEPÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><li>O Desenvolvimento Físico e Ambiental (DFA) se constitui em um elemento que se articula ao Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) com dimensão e importância para a expansão da UFRB em seus diferentes eixos de atuação, com as características de uma estrutura “multicampi”. </li></ul><ul><li>A exemplo de outras tantas Instituições, a concepção do PDI/DFA deve também considerar os seguintes pressupostos: </li></ul><ul><li>Integração interna da UFRB e das comunidades locais onde estão inseridos os campi; </li></ul><ul><li>Visão do patrimônio fundiário e suas edificações; </li></ul><ul><li>Estratégias e definições para maior horizonte. </li></ul>
  68. 68. DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA CONCEPÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><li>A edificação que abriga determinada prestação de serviço se caracteriza pela intensa relação mantida entre suas funções e seus ambientes, definindo, assim, a infraestrutura necessária e adequada ao desenvolvimento de suas atividades. </li></ul><ul><li>O espaço físico deve estar integrado e harmonizado com as atividades desenvolvidas pela universidade, porém, observadas as garantias ambientais nos processos de expansão das construções, promovendo qualidade de vida da comunidade universitária. </li></ul>
  69. 69. DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA DIRETRIZES SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><li>Padronização dos modelos construtivos de acordo com suas especificações, respeitando a harmonia do ambiente, conforme parâmetros urbanísticos; </li></ul><ul><li>2. Manutenção de índices elevados de per capita de áreas verdes, investindo na recomposição paisagística e preservação no ambiente atual, com manejo das matas ciliares, nascentes, repesas e fragmentos florestais nativos; </li></ul><ul><li>3. Definir áreas reservadas para o desenvolvimento de atividades didáticas e de pesquisa dos Centros Universitários; </li></ul><ul><li>4. Promover o adensamento possível nos campi, facilitando a convivência e interação da comunidade; </li></ul>
  70. 70. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO 5. Implantar programas de racionalização do uso de energia e água, insumos e materiais, evitando a fragmentação de áreas construtivas; 6. Aprimorar o sistema viário para o acesso aos campi viabilizando maior segurança (inclusive com vias secundárias) 7. Definir eixos de circulação de pedestres, implantando passeios e ciclovias (principio do transporte ativo); 8. Implantação de circulações com praças e equipamentos urbanos de iluminação e convivência; DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA DIRETRIZES
  71. 71. DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA DIRETRIZES SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO <ul><li>Adotar e implantar conceitos de acessibilidade conforme a legislação, em qualquer tipo de infraestrutura (edificações e sistema viário); </li></ul><ul><li>10. Implantar equipamentos urbanos como estacionamentos (veículos, motos, bicicletas) e serviços de apoio em ambientes de vivência (banco, telefone, ...); </li></ul><ul><li>11. Adotar padrão construtivo de edificações que considerem a economia, o conforto e a durabilidade, com critérios técnicos de uso e finalidade, segundo a definição de zonas e eixos de expansão; </li></ul><ul><li>12. Incorporar o conceito de sustentabilidade nos projetos de edificações (construções ecológicas) e demais estruturas físicas (elétrica, aproveitamento de água pluvial, tratamento de resíduos, etc.); </li></ul>
  72. 72. DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA DIRETRIZES SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO 13. Criar estruturas urbanas de lazer e esporte com a finalidade de integrar a comunidade interna e permitir a interação com a sociedade local (Cruz das Almas, Santo Antonio de Jesus, Cachoeira, Amargosa); 14. Compatibilizar a expansão urbana (construções) dos campi com preservação de áreas verdes e Incorporar equipamentos urbanos para lazer, esporte e convivência das comunidades interna e externa para finais de semana, adotando medidas de segurança e educação ambiental; 15. Adotar normas e critérios para a manutenção, reformas e adaptações dos espaços físicos de qualquer natureza e instalação de equipamentos de acordo com as exigências mínimas para funcionamento;
  73. 73. DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL – DFA DIRETRIZES SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO 16. Regulamentar o transito nos campi com a elaboração de normas, restrições e penalidades às infrações (caso do campus Cruz das Almas); 17. Valorizar o paisagismo, mantendo áreas verdes defronte aos edifícios sem descaracterização do conjunto arquitetônico; 18. Incorporar dispositivos, equipamentos e soluções arquitetônicas e de engenharia para prevenção de acidentes; 19. Adotar e implantar tecnologia para monitoramento e segurança de acesso territorial, instalações acadêmicas e administrativas da UFRB, facilitando os programas de preservação patrimonial;
  74. 74. SUPERINTENDÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO E PLANEJAMENTO DO ESPAÇO FÍSICO MUITO OBRIGADO Equipe Técnica da SIPEF
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×