PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012

125,303 views
124,339 views

Published on

1 Comment
27 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
125,303
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
170
Actions
Shares
0
Downloads
1,889
Comments
1
Likes
27
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012

  1. 1. PROFESSORAS: Rosimeire Matias de Almeida Rosineya A. Mazutti Ferreira PROJETO; LEITURA E ESCRITA O Presente Trabalho será desenvolvido, com alunos do 2ºe 3º ano, ensino fundamental da Escola Municipal Chapeuzinho Vermelho, com a finalidade de servir como instrumento de apresentação e como fonte de Aprendizagem. PARANATINGA – MT 2011
  2. 2. “A criança precisa escutar historias abrir e percorrer livros e tentar escrever pequenas mensagens, para construir aos poucos o sistema de língua escrita e a habilidade para se servir dela” ( Eli Bajard) SUMÁRIO
  3. 3. INTRODUÇÃO OBJETIVO GERAL E ESPECÍFICOS METODOLOGIA REFERENCIAL TEÓRICO CRONOGRAMA DE TRABALHO ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
  4. 4. INTRODUÇÃO O referido Projeto surgiu após a observação da postura dos alunos diante da leitura percebendo-se que eles têm um enorme gosto por essa atividade. Os alunos em questão pertencem a uma turma do Ensino Fundamental da Escola Municipal Chapeuzinho Vermelho, Município de Paranatinga-MT. Partindo desse contexto, pretendemos trabalhar leituras orais e escritas de forma significativa e prazerosa. A leitura parte do interesse do aluno, mas as atividades para desenvolver devem ser trabalhadas de formas variadas. O estudo faz-se necessário, pois a partir dele os alunos serão estimulados espontaneamente a construir, modificar e relacionar idéias, interagindo com outros e com o mundo. A leitura só desperta o interesse quando interage com o leitor, quando faz sentido e trás conceitos que se articula com as informações que já possui. Com a leitura, há possibilidades dos alunos se afastarem dos atos violentos, levando-os a serem mais críticos e tendo uma visão mais ampla sobre a sociedade. O objetivo deste estudo é despertar a sensibilidade e o prazer pela leitura, levando o educando a refletir sobre seus atos, possibilitando que eles participem de situações de comunicação oral e escrita, como contar e recontar histórias, podendo também escreve-las, Formar leitores é algo que requer condições favoráveis, não só em relação aos recursos materiais disponíveis, mas, principalmente, em relação ao uso do que se faz deles nas práticas de ler é, também, um modo de produzir sentidos. Assim, este Projeto tem a finalidade de despertar, nos educandos, o gosto pela leitura, interpretação de textos e pela escrita convencional. Cabe ao professor, então, realizar-se no universo de cada um deles, respeitando seus interesses, despertando a criatividade, dando-lhes a mesma oportunidade de tentar novas experiências que resultem em aprendizado, através da fala ou da escrita para assim, poder integrar-se no contexto social em que vivem. OBJETIVO GERAL
  5. 5. Estimular nos alunos o gosto pela leitura, ampliando o repertório através da linguagem, e envolver toda a organização escolar no referido projeto. OBJETIVOS ESPECÍFICOS • Incentivar a leitura e a criatividade, visando desenvolver as potencialidades de comunicação, o prazer de ouvir e fazer leitura de livros infantis. • Promover o desenvolvimento da escrita, criatividade para contar e recontar, produzir e reproduzir histórias. • Ampliar o universo da leitura e escrita, desenvolvendo o hábito da leitura de diversos portadores de texto: • Textos informativos; • Textos literários • Cantigas de roda; • Poemas... • Estimular a leitura de vários livros paradidáticos acompanhados de atividades diversificadas que propiciam momentos de reflexão e laser, despertando o gosto pela leitura.
  6. 6. METODOLOGIA Promover um aprendizado ativo, onde os conceitos que necessitam de uma memorização possam ser identificados nos próprios envolvidos. Portanto, selecionando conteúdos e escolhendo metodologias coerentes é possível envolver o aluno e desenvolver as competências e habilidades que lhe permitem as atividades. Montar o cantinho da leitura de forma organizada e acolhedora, construindo assim condições que motivam as crianças e facilitando a apropriação do conhecimento. Serão feitos horários de leitura, desenhos sobre a história lida e ouvida, dramatização, adivinhações, interpretações de textos, onde o livro será analisado nas partes mais sensacionais. Serão feitos também teatros com fantoches, explosão de idéias, imitações de personagens fazendo com que a criança entre no mundo da história como coadjuvantes. Todo o trabalho será desenvolvido por meio de dinâmicas e atividades pedagógicas. Esses recursos serão oferecidos: • Textos de Literatura Infantil, ficção e não ficção; • Jornais e revistas; • Poesias, prosa, versos, trava língua; • Música; • Álbuns de poesia; • Murais, avisos e cartazes; • Dvd, com filmes Infantis; • Tv, e som; • Fantoches.
  7. 7. CRONOGRAMA DE TRABALHO ATIVIDADES DIAS HORA PERÍODO DE REALIZAÇÃO Montagem do Cantinho da Leitura Escolha do Livro e Leitura Leitura e comentário Desenhos Trabalho com jornais e revistas Montagem do Mulral Assistir filmes Comentários (Filme,linguagem oral e escrita) Montagem de Teatros Fazer fantoches e roupas Decoração do espaço de apresentação Visita ao Cinema em Primavera do Leste Encerramento com apresentações e participação da comunidade escolar. ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO
  8. 8. A tentativa consiste em envolver o aluno no processo do estudo e do fazer, do aprender, do crescer como cidadão. Serão avaliados os avanços e não os tropeços, através de exercícios de verificação da escrita, produções de textos, oralidade, atividades em grupos, desenhos, debates, participação e envolvimento nas atividades propostas. REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS
  9. 9. • ARIES, Philippe. História social da criança e da família ( Tradução Dora Flaksman). 2ª ed. Rio de Janeiro: LCT. 1981 • BETTELHEM, Bruno, A psicanálise dos Contos de Fadas. 8ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra 1980. • CAGNETI, Sueli de Souza. Livro que te quero livre. Rio de Janeiro: Nórdica. 1986. • COELHO, Nelly Novaes. Literatura Infantil: teoria, análise, didática. 1ª ed – São Paulo: Moderna 2000. • REVISTA PERSPECTIVA, Florianápolis. USFC/CED. Nº. 4. 1995. • VALENTE, José Armando, Informática da Educação: conformar e transformar a escola. In. • ZILBERMAN, Regina. A Literatura Infantil na Escola. São Paulo: Global. 198.

×