Workshop Gestão de Pessoas-Caso Prático Mip Engenharia

1,161 views

Published on

Caso Prático II: MIP Engenharia
Apresentadora: Eliane Guimarães Rangel Silva | Gerente de SGI

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,161
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
21
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Workshop Gestão de Pessoas-Caso Prático Mip Engenharia

  1. 1. WORKSHOP – GESTÃO PARA EXCELÊNCIA PESSOAS
  2. 2. • Fundação em 1961 no setor de montagens eletromecânicas. • Primeira obra realizada em 1961 com a montagem da Laminação de Placas da Usiminas, em Ipatinga. HISTÓRICO
  3. 3. ONDEESTAMOS M Projeto Salobo - Expansão Montagem Eletromecânica Vale – Carajás/PA Consórcio MIP-MONTCALM Montagem Eletromecânica da Adutora Maravilhas II Vale – Itabirito/MG MM Projeto Vargem Grande Montagem Eletromecânica do Pacote II Vale – Itabirito/MG M Montagem Eletromecânica da 3ª Usina em Germano e da Estação de Bombas VII em Matipó Samarco – Ouro Preto, Mariana e Matipó/MG Consórcio MIP-MILPLAN M Projeto Vargem Grande Montagem Eletromecânica do Pacote III Vale – Itabirito/MG Montagem Eletromecânica Das Balanças Dosadoras e Adequação do Espessador Vale – Nova Lima/MG M M Montagem Eletromecânica das Unidade de Acidulação e Granulação, da Planta de Fosfato Bicálcico, e da Planta de Desfluorização e Dessulfatação de Ácido Fosfórico Vale Fertilizantes – Uberaba/MG
  4. 4. CERTIFICAÇÕESSGI NBR ISO 14001:2004 OHSAS 18001:2007 NBR ISO 9001:2008 Certificada desde 1999.
  5. 5. RECONHECIMENTOS-BUSCADAEXCELÊNCIA
  6. 6. PMQ – Prêmio Mineiro da Qualidade SUA IMPORTÂNCIA NA GESTÃO DA MIP ENGENHARIA
  7. 7. “Com este prêmio... A MIP demonstrou o seu grau de maturidade, em termos de gestão da Empresa, comprovando que está no caminho da excelência e que a Empresa está em constante desenvolvimento, destacando-se por suas ações voltadas para a melhoria da gestão de seus processos, tornando-se, cada vez mais competitiva...” Fonte: Informativo MIP Dezembro/2011. João Bosco Varela Cançado Diretor Presidente da MIP
  8. 8. O que ganhamos em participar do PMQ...  Maior conhecimento da nossa empresa;  Reconhecimento e valorização interna de nossas boas práticas de gestão;  Identificação de práticas que requerem ações de melhoria e adequação;  Reflexão de nossa gestão em relação ao MEG.
  9. 9. SISTEMAS DE TRABALHO - MIP COMO É ESTRUTURADO...
  10. 10. Mescla Estrutura Tradicional com poucos níveis hierárquicos com... ESTRUTURA ORGANIZACIONAL
  11. 11. ...Estruturas Dinâmicas criadas para a gestão de empreendimentos específicos. ...Neste modelo os tomadores de decisão estão bem próximos dos níveis operacionais.
  12. 12. GRUPOS MULTIDISCIPLINARES PROJETOS ESPECIAIS, CONTIGENCIAIS E ESTRATÉGICOS
  13. 13. É uma prática que tem permitido a integração das competências de seus colaboradores... Estimula a Criatividade e o Trabalho em Equipe... ALGUNS PROJETOS  PMQ – Ciclo 2011;  PMO – 2012 e 2013  Mobilização e Desmobilização – 2012  Melhoria de Produtividade - 2013
  14. 14. ESTIMULO A PARTICIPAÇÃO E A INOVAÇÃO
  15. 15. “MAS O QUE É UMA BOA IDEIA???  Reduzir custos;  Aumentar produtividade;  Melhorar qualidade dos produtos e serviços;  Reduzir perdas de material, energia e tempo;  Melhorar a segurança no trabalho;  Proteger Meio-Ambiente;
  16. 16. Quem pode dar uma Ideia? Todas as pessoas, desde que sejam capazes de indicar o problema e a solução O que acontece após a implantação? O RH realiza a premiação e a ideia concorre a premiação especial de fim de ano Premiação especial de fim de ano A Diretoria oferece reconhecimento especial a Melhor Ideia implementada no Ano COMO FUNCIONA?
  17. 17. COMO SELECIONAMOS AS NOSSAS PESSOAS
  18. 18. PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Em função do seu modelo de organização do trabalho o processo apresenta particularidades entre o realizado em sua Sede e o realizado nas Obras...
  19. 19. PROCESSO SELETIVO SEDE NECECESSIDADE IDENTIFICADA PERFIL RECRUTAMENTO INTERNO RECRUTAMENTO EXTERNO
  20. 20. PROCESSO SELETIVO OBRAS NECECESSIDADE IDENTIFICADA PERFIL MÃO DE OBRA DE OUTROS PROJETOS MÃO DE OBRA LOCAL RECRUTAMENTO EXTERNO
  21. 21. PROGRAMAS DE CAPTAÇÃO DE JOVENS E INCLUSÃO DE MINORIAS
  22. 22. PROGRAMA DE ESTÁGIO PROGRAMASDECAPTAÇÃO Programa de Estágio da MIP tem como Objetivo buscar nas Instituições de Ensino Superior, alunos que tenham perfil para no futuro ocuparem cargos dentro da MIP. Após a graduação desses alunos, os mesmos podem passar a integrar o Programa Trainee da MIP.
  23. 23. PROGRAMA TRAINEE Programa Trainee MIP iniciou em 2008, com Objetivo de captar jovens profissionais que se destacam pelo seu potencial de aprendizagem, liderança e desenvolvimento profissional. Ao final do programa (Duração de 2 anos) o trainee assumirá funções específicas na empresa. Em 3 anos de implantação do Programa Trainee a MIP identificou e incluiu em seu programa 34 Trainees, sendo que 24 foram efetivados. Evolução do seu processo de formação de lideranças e captação de profissionais no mercado...
  24. 24. PROGRAMASDECAPTAÇÃO PROJETO DE INCLUSÃO DE JOVENS APRENDIZES
  25. 25. AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO Para Promoção da Melhoria
  26. 26. PERFIL DE COMPETÊNCIAS Utiliza-se a metodologia DISC (Dominância / Influenciabilidade / Estabilidade / Conformidade a Regras), para traçar o PPA e HJA CRIPDI GESTÃO DE DESEMPENHO DIRETORES E GERENTES
  27. 27. COMPETÊNCIAS  Produção  Competência Técnica  Qualidade do Trabalho  Iniciativa / Criatividade  Cooperação  Segurança do Trabalho  Equilíbrio Emocional  Relacionamento Interpessoal PLANO DE MELHORIA REUNIÃO DE FEEDBACK LIDERANÇAS - SEDE E OBRAS AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO
  28. 28. PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO
  29. 29.  Perfil x Manual de Cargos;  Resultados da Avaliação de Desempenho  Capacitação Operacional  Mudanças de Função  Requisito Legal  Implantação de Novas Tecnologias  Plano de Desenvolvimento de Dirigentes IDENTIFICA AS NECESSIDADES LNT RH Gerencia
  30. 30. POLÍTICA DE REMUNERAÇÃO E RECONHECIMENTO Estímulo na caminhada a Gestão de Excelência
  31. 31. Política Salarial compatível com o seu mercado de atuação. Benefícios Reconhecimento Incentivos ...Bom ambiente de trabalho e clima organizacional que estimulem a busca pela obtenção de resultados de Excelência. BUSCA EQUILIBRAR...
  32. 32. PLR MIP PALAVRA COM O PRESIDENTE PROGRAMASEAÇÕESDE RECONHECIMENTOEINCENTIVO
  33. 33. FORMAÇÃO PARA EXCELÊNCIA Formação de Auditores Workshop SMS Workshop Excelência Participação Feira - Alemanha
  34. 34. QUALIDADE DE VIDA
  35. 35.  Vídeo SMS  Vídeo Institucional  Treinamento Admissional – NR18  O SGI da MIP  Treinamento uso de TI  Cartilha Institucional  Cartilha Regras Seção de Pessoal  Programa Inove com Boas Ideias  Programa Anual de T&D  Treinamento em Procedimentos  Apresentação do Funcionário INTEGRAÇÃO
  36. 36. A Gestão da Segurança e Saúde está fundamentada no conhecimento dos perigos e definição de medidas para eliminar ou minimizar os riscos das atividades. Compromisso em preservar a integridade física e o bem estar de seus colaboradores.
  37. 37. Atividades/Perigos Análise dos Riscos Medidas de Controle Gerenciamento de Riscos de SST OHSAS 18001:2007 X Sede Obra Nº Rev Nº 4 Aprovado por: Data 10/1/2008 Severidade do Risco Moderado Moderado Avaliação de Origem ESCRITÓRIOS - ADMINISTRATIVO Leitura e escrita em local com baixa luminosidade Lesão nos olhos Prejuízo quanto a integridade física, à saúde, à propriedade, ao meio ambiente, ou a uma combinação destes. Utilização de microcomputador com mobiliário ou postura inadequado Utilizar cadeiras reguláveis com apoio para os braços, ajustador de altura para o monitor. Consultar a NR-17. José Carlos Savassi Lombalgias, fadiga,dores musculares e nas articulações Leitura e escrita Fadiga visual Efetuar o levantamento da iluminação. Substituir lâmpadas queimadas. Inspeção de iluminação. Avaliação de Riscos de Segurança e Saúde Ocupacional - SIMPLIFICADO Atividade Perigo Dano Controles Executados ARSSO-SADM-003 Elaborado por: Área: Jefferson Risco Desconfortos por postura inadequada Perigo Fonte ou situação com o potencial para provocar danos em termos de lesão, doença, dano à propriedade, dano ao meio ambiente do local de trabalho, ou uma cominação destes (OHSAS 18001). Manuseio de Microcomputador Dano Combinação da probabilidade de ocorrência e da(s) consequências de um determinado evento perigoso (OHSAS 18001).Risco ARSSO + APR
  38. 38. PROGRAMASEAÇÕESDESMS PCMAT – PGR – PCMSO - CIPAPROGRAMA DE ERGONOMIA Workshop Regional de SMS
  39. 39. Projeto Estratégico Cultura em Segurança e Proatividade Disseminar a Cultura de Segurança e promover o maior comprometimento de sua força de trabalho com a segurança e saúde no trabalho...
  40. 40. Workshop SMS Pesquisa de Cultura em SMSPrograma Acode Vídeo SMS Manual de SMS
  41. 41. AVALIAÇÃO DAS NECESSIDADES E SATISFAÇÃO DOS COLABORADORES
  42. 42. A melhor forma de conhecer as necessidades e a satisfação dos colaboradores é ouvi-los... A Pesquisa de Clima é realizada desde 2005...
  43. 43. COMISSÃODEFUNCIONÁRIOS A comissão de funcionários, criada em 1995, tem papel importante no diálogo com a Direção da MIP. Atua na identificação das necessidades de expectativas da força de trabalho, as quais são levadas a Alta Direção para avaliação e implementação das ações pertinentes.
  44. 44. PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA PRINCIPAIS PROGRAMAS E AÇÕES DESENVOLVIDAS
  45. 45.  Curso de Idiomas;  Subsídio Educacional;  Seguro de Vida;  Assistência Médica;  Folga de Campo;  Previdência Privada. Política de Benefícios Eventos Culturais Ações Sociais Festas de Confraternização e Aniversário
  46. 46. OBRIGADO... Eliane Guimarães Rangel Silva Gerente de SGI erangel@mip.com.br Juliana M. M. Cecconello Gerente de Recursos Humanos Juliana.cecconello@mip.com.br

×