Donizete

345 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
345
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
39
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Donizete

  1. 1. Alterações climáticas e sua influência na cafeicultura: Calor e Seca - implicações na fisiologia e produção do cafeeiro Alterações climáticas e sua influência na cafeicultura: Calor e Seca - implicações na fisiologia e produção do cafeeiro Prof. José Donizeti Alves Universidade Federal de Lavras jdalves@dbi.ufla.br 35 3829-1346 XVI Encontro Sul-Mineiro de Cafeicultores - 2014 XVI Encontro Sul-Mineiro de Cafeicultores - 2014
  2. 2. Situação das lavouras – maio 2014 Aspecto Vegetativo: Lavouras jovens  Ruim a bom Lavouras adultas  Bom
  3. 3. Aspecto vegetativo
  4. 4. Vista de longe: # bom aspecto: folhagem verde e carregada de frutos
  5. 5. Depoimento de um cafeicultor: “Como nós não tivemos um processo regular de chuvas, a árvore não teve suficiente condições para encher o fruto na hora de granar, na hora da formação do grão. Então você pegando esse fruto, você abre e vê que não tem o caroço dentro” Maier Prado, Marília – SP - Globo Rural ... Situação das lavouras – maio 2014
  6. 6. Café bom vai para o fundo Café de qualidade duvidosa boia Vistosos por fora ... mas vazios por Julgamento pela água: # coqueluche nas regiões produtoras de café
  7. 7. ... Situação das lavouras – abril 2014 Frutos: Grãos maduros misturados a outros mal granados ou chochos. Em um único ramo é possível ver frutos secos, verdes, maduros, tamanho variável e mal formados
  8. 8. Mais grãos para encher uma saca
  9. 9. Causas: - Calor e seca extremamente altas: Na fase de enchimento do fruto  formação da semente - Diferenças dessa seca com as de anos passados: # Aconteceu em diferente fase # Problemas nos frutos são em número e grau, EXTREMAMENTE ELEVADOS. CONCLUSÃO A situação da cafeicultura brasileira é extremamente grave. Anormalidades Meteorológicas Anormalidades Meteorológicas Anormalidades Fisiológicas
  10. 10. Sumário I. Efeitos sobre a safra de 2014:  frutos atuais II. Efeitos sobre a safra de 2015   crescimento dos ramos III. Possíveis efeitos sobre a safra de 2016
  11. 11. Safra de 2014 Observar os frutos
  12. 12. Observei essas AFs em de 10 a 45% dos frutos
  13. 13. Pergunta a ser respondida: 1.Porque os frutos estão pequenos e chochos? 2. Esses frutos pequenos ainda podem crescer em tamanho e os chochos se tornarem mais pesados? Resposta: NÃO
  14. 14. Causas: # Calor e seca aceleraram a maturação dos frutos # Temperaturas durante o dia continuam altas: inibe o crescimento dos grãos # Temperaturas a noite estão baixas: reflete no outro dia # Seca continua  reserva de água no solo ainda não foi recuperada # Temperaturas de dia e de noite tendem a cair: Paralisa tudo na planta
  15. 15. Respostas Tamanho -Mesmo que as chuvas voltem, não haverá tempo para o “enchimento dos frutos”  frio Chochos - O espaço vazio, observado quando se corta os frutos transversalmente, não será mais preenchido Conclusão  safra 2014 Haverá perda de rendimento na colheita  10 a 45%
  16. 16. Safra de 2015 Observar os ramos
  17. 17. Ramos: # 1 a 3 pares de folhas a menos  perda média de 4 milhões de saca
  18. 18. Prejuízo no desenvolvimento vegetativo dos cafeeiros # 5 a 7 pares de folhas no lugar de 12 a 14  diminuirá proporcionalmente o nº de rosetas produtivas CONCLUSAO: Florada em setembro / outubro de 2014 # ambiente de extrema secura com consequências previsíveis  Há quem diga: probabilidade de perda acima de 50%
  19. 19. Floração e Início da frutificação Floração e Início da frutificação 20142014
  20. 20. 2014 Problema: chuva não vai ser suficiente para normalizar o nível de água no solo Fundação Procafé Efeitos: Desfolha, seca de ramos, abortamento de flores, queda de frutos (chumbinho)
  21. 21. Respostas Safra de 2015 perdas de até quatro milhões de sacas Conclusão geral * Safra de 2015 será menor que a esperada. * Perdas maiores ou menores: # Resposta da lavoura # Clima entre setembro a dezembro
  22. 22. Safra de 2016 Difícil previsão
  23. 23. Síntese # Haverá perdas nas safras de 2014 e 2015. - O nível de dano está ligado aos fatores: -Cultivar -Idade da lavoura; -Região; -Microclima; -Irrigação; -Sombreamento; -Face de exposição do terreno; -Espaçamento # Safra de 2016 é de difícil previsão  Cafeeiro é extremamente responsivo. # Verão de 2014  aquecimento global
  24. 24. Prof. José Donizeti Alves Universidade Federal de Lavras jdalves@dbi.ufla.br 35 3829-1346 Obrigado pela atenção !!!

×