Partograma

27,295 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
10 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
27,295
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
13
Actions
Shares
0
Downloads
577
Comments
0
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Partograma

  1. 1. Partograma Profa. Carla Vitola Gonçalves Faculdade de Medicina Universidade Federal do Rio Grande Curso de Capacitação “ Atendimento a Gestante e Humanização do Parto”
  2. 2. Partograma <ul><li>Partograma – representação gráfica do trabalho de parto (TP) </li></ul><ul><ul><ul><li>Seu uso melhora a qualidade da assistência ao parto, permitindo corrigir precocemente os partos disfuncionais. </li></ul></ul></ul>
  3. 3. Partograma <ul><ul><ul><li>OMS – estudo multicêntrico (Indonésia, Tailândia, Malásia) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Eficaz e de baixo custo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Redução TP > 18h (50%) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Redução taxa cesáreas (5,2% para 3,7%) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Redução hemorragia pós-parto </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Redução rotura uterina </li></ul></ul></ul>
  4. 4. Partograma <ul><ul><li>Descrito por Friedman em 1954 </li></ul></ul><ul><ul><li>Aperfeiçoado por Philpott em 1972 </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Linha de alerta – melhor observação médica </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Linha de ação – intervenção médica </li></ul></ul></ul>
  5. 5. Partograma <ul><li>A abertura do partograma deve ocorrer na fase ativa do trabalho de parto </li></ul><ul><li>Em caso de duvida realizar 2 toques com intervalo de 1h, se a dilatação for de 1cm/h iniciar partograma </li></ul>
  6. 6. Partograma <ul><li>BCF – 30/30 min </li></ul><ul><li>Membranas e liquido aminiótico </li></ul><ul><ul><li>BI – bolsa integra </li></ul></ul><ul><ul><li>BRA – Bolsa rota artificial </li></ul></ul><ul><ul><li>BRE – Bolsa rota espontânea </li></ul></ul><ul><ul><li>Bossa – 0, +/++++ </li></ul></ul><ul><ul><li>LCCG – líquido claro com grumos </li></ul></ul><ul><ul><li>LCSG – líquido claro sem grumos </li></ul></ul><ul><ul><li>MEC – mecônio (+/++++) </li></ul></ul><ul><ul><li>LS – líquido sanguinolento </li></ul></ul>
  7. 7. Partograma <ul><li>A dilatação cervical é marcada no ponto correspondente no gráfico com um ▲e ou X </li></ul><ul><ul><li>Linha de alerta – traçada na hora seguinte </li></ul></ul><ul><ul><li>Linha de ação – traçada 4h após a linha de alerta </li></ul></ul>
  8. 8. <ul><li>Dinamica – 30/30 min </li></ul><ul><ul><li>Frequência </li></ul></ul><ul><ul><li>Intensidade </li></ul></ul>Partograma
  9. 9. Parto funcional <ul><li>A curva da dilatação se mantém a esquerda da Linha de alerta ou com discreto desvio a direita </li></ul><ul><ul><li>Primiparas </li></ul></ul><ul><ul><li>Período de dilatação pode durar até 12 horas </li></ul></ul><ul><ul><li>Multípara </li></ul></ul><ul><ul><li>Período de dilatação pode durar até 7 horas </li></ul></ul>
  10. 10. Parto funcional
  11. 11. Parto disfuncional <ul><li>A curva da dilatação se mantém a direita da Linha de alerta </li></ul><ul><ul><li>Fase prolongada da dilatação e da descida: tem como causa a contração uterina insuficiente </li></ul></ul><ul><ul><li>Parada secundária da dilatação e da descida: há bloqueio no canal de parto </li></ul></ul>
  12. 12. Parto disfuncional <ul><li>Fase ativa prolongada – dilatação < que 1,0 cm/h ou a dilatação passa 2h a direita da linha de alerta </li></ul>
  13. 13. Parto disfuncional Fase ativa prolongada
  14. 14. Parto disfuncional <ul><li>Manejo ativo </li></ul><ul><ul><li>Toques vaginais a cada hora nas primeiras três horas, e a cada 2 horas no período subseqüente </li></ul></ul><ul><ul><li>1º toque feito 1 hora após a admissão, se dilatação não progrediu 1cm, realizar amniotomia. A amniotomia reduz a duração do TP em 1 a 2 horas, reduz a chance de Apgar abaixo de 7 no 5º minuto e reduz a necessidade de ocitocina </li></ul></ul><ul><ul><li>2º toque feito 1 hora após amniotomia: se não houver progressão de pelo menos 1 cm, iniciar com uso de ocitocina </li></ul></ul>
  15. 15. Período pélvico prolongado BRE Parto disfuncional
  16. 16. Período pélvico prolongado
  17. 17. Parto disfuncional <ul><li>Parada secundária da dilatação </li></ul><ul><ul><li>diagnosticada por apresentar a mesma dilatação cervical em dois toques sucessivos, com intervalo de 2 horas ou mais, em fase ativa do trabalho de parto, ultrapassa a linha de alerta e, por vezes, a linha de ação </li></ul></ul>
  18. 18. Parto disfuncional DCP Parada secundária da dilatação
  19. 19. Parada secundária da dilatação
  20. 20. Parada secundária da descida DCP Parto disfuncional
  21. 21. Parada secundária da descida
  22. 22. Parto Taquitócico Duração<3h Parto disfuncional
  23. 23. Referências <ul><li>Martins-Costa SH, Ramos JGL, Brietzke E. Assistência ao Trabalho de Parto. Projeto Diretrizes. Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina , 2001. </li></ul><ul><li>Brasil. Ministério da Saúde. Parto, aborto e puerpério: assistência humanizada à mulher. Brasília, 2001. </li></ul><ul><li>Camano L, Souza E. Assistência ao Parto e Tocurgia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia , 2002. </li></ul>

×