Moçambique e portugal   duas realidades diferentes
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Moçambique e portugal duas realidades diferentes

on

  • 2,588 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,588
Views on SlideShare
1,411
Embed Views
1,177

Actions

Likes
0
Downloads
6
Comments
0

17 Embeds 1,177

http://tantosapatoseudescalco.blogspot.pt 535
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.com.br 449
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.com 156
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.nl 16
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.co.uk 3
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.ie 3
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.jp 3
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.com.es 2
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.ru 2
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.in 1
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.de 1
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.fr 1
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.ca 1
http://www.tantosapatoseudescalco.blogspot.com.br 1
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.ae 1
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.com.ar 1
http://tantosapatoseudescalco.blogspot.hu 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Moçambique e portugal   duas realidades diferentes Moçambique e portugal duas realidades diferentes Presentation Transcript

  • FRANCISCO LUCAS ----- 12º Ano – Turma C – Nº 11 Maio 2013MOÇAMBIQUE E PORTUGAL – Duas realidades diferentes
  • MOÇAMBIQUEOficialmente República de Moçambique (10 -27’ S, 30 -41’ O), é um país localizado na costaoriental da África Austral, limitado a norte pelaTanzânia, a noroeste pelo Malawi e Zâmbia, aoeste pelo Zimbábue, a leste pelo Canal deMoçambique e Oceano Índico, e a sul esudoeste pela África do Sul e Botswana. NoCanal de Moçambique, tem fronteirasmarítimas com as Comores, Madagáscar, acomunidade departamental francesa deMayotte e as ilhas Juan de Nova, Bassas daÍndia e Ilha Europa, pertencentes às IlhasEsparsas das Terras Austrais e AntárticasFrancesas.O clima em Moçambique, influenciado pelas monções do Oceano Índico e pela corrente quente do Canalde Moçambique, é de uma maneira geral tropical e húmido, com uma estação seca que, noCentro/Norte, varia de quatro a seis meses enquanto no Sul, com clima tropical seco, se prolonga por seisa nove meses. As chuvas ocorrem entre Outubro e Abril. Nas montanhas, o clima é tropical de altitude. Astemperaturas médias são da ordem dos 20º no Sul, enquanto a Norte esse indicador ronda os 26º.A sua área total é de 801 590 km².
  • A disposição do relevo Moçambicano é de certa formadesconfigurada, variando de região para região mas comtemperaturas medias de 25 graus, sendo que na região sul deMoçambique há predominância de planícies e na região sul enorte caracterizada por planaltos e montanhas.Quase todos os rios de Moçambique correm de Oeste paraLeste, dada a diminuição da altitude, do interior até ao OceanoÍndico.O rio Zambeze é o mais importante, percorrendo cerca de 850km em território moçambicano. É navegável em metade dopercurso. Nele foi construído o maior complexo hidroeléctricode África, a Barragem de Cahora Bassa. São ainda importantesos rios Limpopo e Save.Existem três lagos muito importantes em Moçambique: OAmaramba e o Chiuta no sul da província do Niassa; o Niassano vale do Rift.A vegetação de Moçambique é tropical apresentando formasdiversas. Densas florestas cobrem as montanhas e os planaltos.À medida que a chuvas diminuem aparece a floresta emgaleria, a savana e a estepe, formação herbácea que tem, comoem Angola, o nome de capim. As árvores mais típicas são opau-ferro, o pau-preto, o mogno, o ébano o Sândalo africano, obambu, o mangue e as palmeiras.
  • 2000Taxa de natalidade(nascimentos/1.000 habitantes)2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012País37,99 37,2 36,41 38,2 36,06 35,79 35,18 38,54 38,21 37,98 37,8 39,62 39,34Moçambique2000Taxa de mortalidade (mortes/1.000 habitantes)2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012País23,29 24,21 25,13 30,04 23,86 20,99 21,35 20,51 20,29 20,07 19,83 13 12,79Moçambique
  • 2000Taxa de crescimento natural %2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012País1,47 1,3 1,13 0,82 1,22 1,48 1,38 1,8 1,79 1,79 1,8 2,44 2,44MoçambiquePirâmide Etária de MoçambiqueEsperança média de vida ànascença (em anos): 52,4Fonte: Instituto Nacional de Estatística deMoçambique / Ano: 2011
  • 1995Taxa de alfabetização %1998 2003 2010País40,1 42,3 47,8 56,1MoçambiqueNB: Taxa de analfabetismo (em %): 50,4 Fonte: Instituto Nacional de Estatística de Moçambique | Censo 2007 / Ano: 20072000Taxa de mortalidade infantil (mortes/1000 nascimentos normais)2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012País139,86Moçambique 139,2 138,55 199 137,08 130,79 129,24 109,93 107,84 105,8 103,82 78,95 76,85
  • Em Moçambique, o número de casos de tuberculose continua a crescer. De 2007 a 2010,registou-se um aumento significativo de 38.044 para 46.174 novos casos de tuberculose, dos quais20.097 representam os casos mais graves da doença.Fonte - www.portaldogoverno.gov.mz (Notícias – Março 2011)2001Casos de Sida2002 2003 2004 2005 2006País1.200.000Moçambique 1.546.000 1.100.000 1.300.000 1.300.000 1.300.0002007Casos de Sida2008 2009 2010 2011 2012País1.300.000Moçambique 1.300.000 1.500.000 1.500.000 1.400.000 1.400.000
  • 2000Taxa de fecundidade (bebés nascidos/mulher)2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012País4,93 4,82 4,71 4,87 4,78 4,7 4,62 5,29 5,24 5,18 5,13 5,46 5,4MoçambiqueTotal da População em 2011 - 23 049 621 HabitantesFonte: Instituto Nacional de Estatística de Moçambique / Ano: 2011
  • Cerca de 45% do território moçambicano tem potencial para a agricultura, porém 80% dela é desubsistência. Há extração de madeira das florestas nativas. A reconstrução da economia, após o fim daguerra civil em 1992 e das enchentes de 2000, foi dificultada pela existência de minas terrestres nãodesactivadas.Principais produtos agrícolas: Algodão, Cana-de-açúcar, Chá, Tabaco, Sisal, Castanha-de-caju, Copra(polpa do coco) e Mandioca.Pecuária: Bovinos (1,9 milhões), Suínos (193 mil), Ovinos (122 mil).Pesca: A cifra oficial de capturas era de 30,2 mil toneladas em 1996. O camarão é um dos principaisprodutos de exportação.Minérios: Os principais recursos minerais incluem carvão, sal, grafite, bauxita, ouro, pedras preciosas esemipreciosas. Possui também reservas de gás natural e mármore.Indústria: É pouco desenvolvida, mas auto-suficiente em tabaco e bebidas (cerveja). Em 2000, foiinaugurada uma fundição de alumínio que aumentou o produto interno bruto em 500%. Para atrairinvestimentos estrangeiros, o governo criou os "corredores de desenvolvimento" de Maputo, Beira eNacala, com acesso rodoviário, suprimento de energia eléctrica, e com ligação ferroviária até aos paísesvizinhos.Turismo: O país tem um grande potencial turístico, destacando-se as praias e zonas propíciasao mergulho nos seus mais de dois mil quilómetros de litoral, e os parques e reservas da natureza nointerior do país.
  • 1999Produto Interno Bruto (PIB) (bilhões $)2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011País18,7 19,1 17,5 19,2 21,23 23,38 26,18 29,17 17,64 18,94 20,19 21,81 24,19Moçambique1999Produto Interno Bruto (PIB) - Taxa de Crescimento Real (%) -Ajustado pela inflação2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011País10 3,8 9,2 8 7 8,2 7,5 7,9 7,3 6,5 6,3 7 7,1Moçambique
  • 1999Produto Interno Bruto (PIB) per capita (US$)2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011País1000 1000 900 1000 1200 1200 1300 1500 800 900 900 1000 1000MoçambiqueO ritmo de crescimento económico em 2010 deverá ter-se situado próximo de 8%, superando uma vez mais asexpectativas.Em comparação com os seus pares, Moçambique surge também bem posicionado: o FMI estima um crescimento doPIB na região da África subsaariana na ordem dos 4.9%, enquanto os países da região costeira, com economias poucodependentes de recursos naturais, deverão ter registado uma expansão de 3.5%.O dinamismo da actividade económica foi transversal a todos os sectores, destacando-se contudo o contributo dosector agrícola.A recuperação da economia global, reflectiu-se também na retoma das exportações e no maior contributo da produçãodos designados mega-projectos, destacando-se o alumínio, a energia eléctrica e também o gás natural.A taxa de inflação deverá ter-se situado em 12.7% em 2010, próxima das estimativas oficiais mas acima dos níveis doano anterior (2009: 3.3%).Fonte - www.bci.co.mz/Mocambique_Fev2011.pdf
  • Na última década aumentaram os cuidados primários de saúde nas zonas rurais e cresceram o número deingressos nas escolas primárias e a taxa de analfabetismo foi reduzida. Está em processo, um programapara a reabilitação dessas infraestruturas, com particular atenção para escolas, postos de saúde e vias decomunicação que tinham sido destruídas pela guerra. Embora tenham baixado a taxa de mortalidadeinfantil e se mantenha elevada a taxa de fecundidade, continuam a ser elevadas as taxas de mortalidade ede doenças infecciosas.
  • A economia moçambicana é basicamente agrícola (80%), assentaem grande medida na produção familiar camponesa. Aliberalização da economia e o fim da guerra melhoraram asituação da produção alimentar mas não resolveram osconstrangimentos que impedem o crescimento e expansão destaactividade, bem como do comércio rural. A indústria tem aindauma base frágil. Tem-se verificado um nítido crescimento doProduto Interno Bruto.O relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) coloca Moçambique(185º lugar) na lista dos países com mais baixo Índice do Desenvolvimento Humano (IDH), muitoabaixo dos países de países considerados falhados como Guiné-Bissau (178º lugar), República CentroAfricana (180ª posição) e Chade (184º posto).Os dados do PNUD mostram que abaixo de Moçambique só há dois dos 187 países analisados,nomeadamente a República Democrática do Congo (dilacerado pela guerra) e o Níger, o último openúltimo classificados, respectivamente.Com base no documento, percebe-se que o país é o pior ao nível das nações de língua portuguesa.Comentando o relatório, a coordenadora-residente da ONU e Representante do PNUD em Moçambique,Jennifer Topping, disse que o país teve um índice inicial baixo (legado do prolongado conflito), daí queo IDH de 2012 continua relativamente baixo (0.327).Apesar desta baixa classificação, o crescimento robusto do IDH nas décadas recentes, adicionado àsexperiências de muitos países em desenvolvimento sublinhadas no relatório devem servir deencorajamento para que Moçambique acelere os esforços sobre os investimentos direccionados àredução da pobreza, protecção social, acesso à educação e saúde. Moçambique continua a ser um paísem desenvolvimento, mas com enormes fragilidades a todos os níveis
  • Localização absoluta38° 43 N 9° 9 OPortugal, oficialmente República Portuguesa, um país soberanounitário localizado no Sudoeste da Europa, cujo território se situana zona ocidental da Península Ibérica e em arquipélagos noAtlântico Norte. O território português tem uma área total de 92090 km²,8 sendo delimitado a norte e leste por Espanha e a sul eoeste pelo oceano Atlântico, compreendendo uma partecontinental e duas regiões autónomas: os arquipélagos dosAçores e da Madeira. Portugal é a nação mais a ocidente docontinente europeu.PORTUGALPortugal tem um clima mediterrânico, é um dos países europeusmais amenos: a temperatura média anual em Portugal continentalvaria dos 13 °C no interior norte montanhoso até 18 °C no sul, nabacia do Guadiana. Os Verões são amenos nas terras altas donorte do país e na região litoral do extremo norte e do centro. OOutono e o Inverno são tipicamente ventosos, chuvosos e frescos,sendo mais frios nos distritos do norte e centro do país, nos quaisocorrem temperaturas negativas durante os meses mais frios.Normalmente, os meses de Primavera e Verão são ensolarados eas temperaturas são altas durante os meses secos de Julho eAgosto, podendo ocasionalmente passar dos 40 °C em boa partedo país, em dias extremos, e com maior frequência no interior doAlentejo.Área Total - 92 0902 km²
  • Como se pode ver nos mapas abaixo, Portugalapresenta vários contrastes ao nível das formas derelevo, destacando-se as diferenças entre o Norte eo Sul.A Norte do Rio Tejo há umapredominância de áreasmontanhosas e planaltos. Oponto mais alto do continente éa Serra da Estrela, com 1993metros de altitude. Pelocontrário, a Sul encontramosvastas planícies (LezíriaRibatejana e Alentejo) epequenas elevações(Arrábida, Monchique, ...).Quanto às regiõesautónomas, destaca-seo Pico (Açores), com 2351metros de altitude, sendo amaior elevação portuguesa. Ailhada Madeira é, também, bastante acidentada, como se pode verno mapa.
  • A rede hidrográfica é rica, ganhando caudal e importância riosnascidos em Espanha, como os rios Minho, Douro, Tejo eGuadiana que desaguam no Oceano Atlântico. As fozes do Douroe do Tejo constituem importantes ancoradouros, tendo garantido ànação portuguesa uma importante plataforma natural para umaexistência vocacionada para o comércio atlântico e ultramarino.O clima e a diversidadegeográfica moldaram a floraportuguesa. No que dizrespeito às florestasportuguesas estão muitodifundidos, por razõeseconómicas, o pinheiro(especialmente as espéciesPinus pinaster e Pinus pinea),o castanheiro (Castaneasativa), o sobreiro (Quercussuber), a azinheira (Quercusilex), o carvalho-português(Quercus faginea) e oeucalipto (Eucalyptusglobulus).
  • 2000Taxa de crescimento natural %2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012País0,18 0,18 0,18 0,17 0,41 0,39 0,36 0,33 0,31 0,28 0,24 0.21 0,18PortugalSaldo natural negativoO crescimento natural da população traduz adiferença entre nados-vivos e óbitos (a outra formade crescimento demográfico está associada àpopulação migratória). Nos últimos anos, explicaLeston Bandeira, "o saldo natural tem vindo areduzir-se" e a tendência que se esboça para ofuturo é que Portugal possa vir a seguir o que jáestá a acontecer noutros países europeus eapresente um saldo natural negativo.
  • Estrutura etária portuguesaEsperança média de vida - De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística(INE) sobre a mortalidade no período 2009/2011, o valor da esperança média de vida à nascença foiestimado em 79,45 anos para ambos os sexos, sendo de 76,43 para os homens e de 82,30 para as mulheres.
  • 2003Taxa de alfabetização %2010País93,3 95,2Portugal2000Taxa de mortalidade infantil (mortes/1000 nascimentos normais)2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012País6,05Portugal 5,94 5,84 5,73 5,13 5,05 4,98 4,92 4,85 4,78 4,72 4,66 4,6
  • Em Portugal, A incidência da tuberculose em geral diminuiu cerca de seis por cento em 2012,apesar da descida global do número de casos, Portugal continua ainda acima da fasquia dachamada baixa incidência (20 casos por 100 mil habitantes). Os dados provisórios de 2012parecem apontar para uma redução de cerca de 6,1%, relativamente à taxa de incidência definitivade 2011.Fonte -DGS / Março 20132001Casos de Sida2002 2003 2004 2005 2006País36.000Portugal 36.000 27.000 27.000 22.000 22.0002007Casos de Sida2008 2009 2010 2011 2012País22.000Portugal 22.000 34.000 34.000 42.000 42.000
  • 2000Taxa de fecundidade (bebés nascidos/mulher)2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012País1,47 1,47 1,48 1,49 1,46 1,47 1,47 1,48 1,49 1,49 1,5 1,5 1,51PortugalTotal da População em 2013 - 10,784,164 HabitantesFonte: www.por7ugal.net -Maio/2013
  • A agricultura em Portugal baseia-se em pequenas propriedades familiares. No entanto, o sector tambéminclui maior escala de produção intensiva orientadas para a exportação O país produz uma grandevariedade de culturas e produtos animais, incluindotomates, cítricas, verduras, arroz, milho, cevada, azeitonas, sementesoleaginosas, nozes, cerejas, mirtilo, uvas de mesa, cogumelos comestíveis, laticínios, aves e carnebovina.A floresta tem desempenhado um papel económico importante entre as comunidades rurais e daindústria.Portugal teve uma forte tradição no sector da pesca e é um dos países com maior consumo de peixe percapita.A indústria é diversificada, variando de automóvel, aeroespacial, eletrônicos e têxteis, acomida, produtos químicos, cimento e celulose.Indústrias de base tecnológica não tradicionais modernos, como aeroespacial, biotecnologia e tecnologiada informação, têm sido desenvolvidos em vários locais em todo o país. Alverca, Covilhã, Évora e Pontede Sor são os principais centros da indústria aeroespacial portuguesa.O turismo continua a ser extremamente importante para Portugal. Está entre os 20 países mais visitadosno mundo, recebendo uma média de 13 milhões de turistas estrangeiros a cada ano. Turismo estádesempenhando um papel cada vez mais importante na economia de Portugal, contribuindo para cerca de5% do seu Produto Interno Bruto (PIB).Os setores bancário e de seguros teve um bom desempenho até que a crise financeira final da década de2000 , e isso, em parte, reflete um rápido afundamento do mercado em Portugal.interior do país.
  • 1999Produto Interno Bruto (PIB) (bilhões $)2000 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011País151,4 159 182 181,8 188,7 200,6 210,1 232,3 236,5 240,9 247 252,2Portugal1999Produto Interno Bruto (PIB) - Taxa de Crescimento Real (%) -Ajustado pela inflação2000 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011País3,2 2,7 0,8 -1,3 1,1 0,4 1,3 1,8 0,1 -2,6 1,4 -1,5Portugal
  • 1999 2000 2002 2003 2004 2005País15.300Portugal 15.800 18.000 18.000 17.900 19.0002006 2007 2008 2009 2010 2011País19.800Portugal 21.800 22.200 22.500 23.000 23.700Produto Interno Bruto (PIB) per capita (US$)Produto Interno Bruto (PIB) per capita (US$)Actualmente a população portuguesa tem vindo a aumentar, mas com um crescimento natural(natalidade menos a mortalidade) cada vez menor, levando a que o país se encontre envelhecido e nãoexista renovação de gerações. Por outro lado, a esperança média de vida tem vindo a aumentar, tantonos homens como nas mulheres, o que tem sido crucial para este envelhecimento populacional. O maiorcrescimento da população tem-se verificado nos distritos costeiros principalmente Setúbal, Porto, Aveiroe Braga, mas continua a diminuir nos distritos do interior.
  • Em termos económicos a forte crise internacional e as estratégias levadas a cabo pelos últimosgovernos, tem conduzido a população portuguesa a viver cada vez com maiores dificuldades, sujeita auma elevada taxa de desemprego, a um constante aumento de impostos e a uma diminuição e perda deapoios sociais.No relatório deste ano das Nações Unidas, sobre o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), osnúmeros da educação, rendimento, saúde, e igualdade mostram que, entre 2005 e 2012, houve algunsvalores que diminuíram.Portugal aparece este ano na posição 43 e no ano passado estava na 41, tendo baixado uma décima napontuação em relação aos últimos dois anos.Mesmo assim, é considerado um país de desenvolvimento humano muito elevado.Não obstante, aparece classificado muito atrás da Espanha e da Grécia, numa tabela que tem aAlemanha e a Irlanda no Top 10.A esperança de vida portuguesa, de 79,7 anos, é menor que nestes quatro países.A média de anos de escolaridade, 7,7 é também menor em Portugal, entre 3 e 5 anos, em relação a essesparceiros europeus.A principal nota portuguesa vai para a igualdade de género, com a décima sexta posição.Mas no geral, desde o ano 2000, Portugal está cada vez mais longe da média dos países da OCDEe dos chamados países desenvolvidos.
  • Bibliografia:www.visitmozambique.net/pt/Sobre-Mocambique/Relevowww.turismomocambique.co.mzwww.qsl.net/c91bwwWww.indexmundi.com/…mbique/taxa_de_mortalidade.htmlFonte: Instituto Nacional de Estatística de Moçambique / Ano: 2011Fonte: Instituto Nacional de Estatística de Moçambique | Censo 2007 / Ano: 2007www.cipsocial.org/index.php?option=com_content&task...id...www.portaldogoverno.gov.mz › NOTÍCIAS › Saúde › Março 2011observatorio-lp.sapo.pt/…/ligacoes/paises-cplp1/...Fonte - www.bci.co.mz/Mocambique_Fev2011.pdfportugaljoaomatheus.blogspot.com/2011/06/hidrografia.htmlwww.publico.pt/.../populacao-portuguesa-entrou-em-crescimento-natural-n...www.publico.pt/portugal/.../novos-casos-de-tuberculose-diminuem-262742...www.por7ugal.netwww.tsf.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=3108690www.opais.co.mz › Sociedade › Sociedadewww.dw.de › PROGRAMAS › África › Moçambique