Construção Europeia - Joana e rosa

3,957 views
3,846 views

Published on

Trabalho sobre a construção europeia

Realizado por: Joana Oliveira e Rosa Santos

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,957
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
606
Actions
Shares
0
Downloads
91
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Construção Europeia - Joana e rosa

  1. 1. CRONOLOGIA DA CONSTRUÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA
  2. 2. Introdução Com 27 Estados Membros e uma população de perto de quinhentos milhões de habitantes, a União Europeia é hoje em dia uma grande potência comercial.
  3. 3. CRONOLOGIA 1945-1959 1960-1969 1970-1979 1980-1989 1990-1999 A Partir de 2000
  4. 4. Início da Cooperação As raízes históricas da União Europeia remontam à Segunda Guerra Mundial. Os europeus queriam assegurar-se de que tal loucura assassina e tal vaga de destruição nunca mais se repetiria.
  5. 5. A seguir à guerra, a Europa foi dividida entre Leste e Oeste e assistiu-se ao início da «guerra fria», que durou 40 anos. As nações da Europa Ocidental criaram o Conselho da Europa em 1949.
  6. 6. Tratou-se de um primeiro passo para uma cooperação que seis desses países desejavam aprofundar.
  7. 7. 9 de Maio de 1950 Robert Schuman, ministro francês dos Negócios Estrangeiros, apresenta o seu plano para uma cooperação aprofundada. O dia 9 de Maio passou a ser o «Dia da Europa».
  8. 8. 18 de Abril de 1951 Seis países - Alemanha, a Bélgica, a França, a Itália, o Luxemburgo e os Países Baixos, assinam em Paris o Tratado que institui a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA), que entra em vigor em 23 de Julho de 1952, por um período de 50 anos..
  9. 9. 25 de Março de 1957 Encorajados pelo êxito do tratado sobre o carvão e o aço, os Seis alargam a sua cooperação a outros sectores económicos. Assinam o Tratado de Roma, que cria a Comunidade Económica Europeia (CEE), ou «mercado comum», cujo objectivo é a livre circulação das pessoas, das mercadorias e dos serviços entre os Estados-Membros.
  10. 10. Um período de Crescimento Económico
  11. 11. 4 de Janeiro de 1960 Por iniciativa do Reino Unido, a Convenção de Estocolmo cria a Associação Europeia de Comércio Livre (EFTA), que reúne vários países europeus que não fazem parte da CEE.
  12. 12. Agosto de 1961 As autoridades comunistas da Alemanha Oriental constroem um muro em Berlim para impedir que a população fuja para Oeste em busca da liberdade.
  13. 13. 31 de Julho de 1962 Lançamento da PAC, que confere aos Estados-Membros o controlo comum da produção alimentar.
  14. 14. 1963 A década de 60 é caracterizada pela emergência de uma “cultura jovem”. Grupos como The Beatles, atraem multidões de jovens por onde quer que passem, contribuindo para lançar uma verdadeira revolução cultural. O mês de Maio de 68 tornou-se famoso pelas manifestações de estudantes em Paris, tendo muitas mudanças na sociedade e a nível dos comportamentos ficado para sempre associadas à denominada “geração de 68”.
  15. 15. Maio de 1968 Em França, as manifestações violentas dos estudantes e dos operários em Maio de 1968 abalam as fundações do próprio Estado.
  16. 16. Uma comunidade em expansão A Dinamarca, a Irlanda e o Reino Unido aderem à União Europeia em 1 de Janeiro de 1973.
  17. 17. 10 de Dezembro de 1974 Em sinal de solidariedade, os dirigentes da CEE criam o Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, que assegura a transferência de recursos financeiros das regiões ricas para as regiões pobres, para melhorar as estradas e as comunicações, atrair investimentos e criar emprego.
  18. 18. 1974 A queda do regime de Salazar em Portugal em 1974 e a morte do general Franco em Espanha em 1975 põem fim às últimas ditaduras de extrema direita na Europa. Os dois países empenham-se na instituição de governos democráticos, o que constitui um passo importante para a adesão à Comunidade. .
  19. 19. 7 a 10 de Junho de 1979 Primeira eleição por sufrágio universal directo do Parlamento Europeu. Os seus deputados, que provinham até então dos parlamentos nacionais, não estão organizados por delegações nacionais, mas por grupos políticos . A sua influência é cada vez maior.
  20. 20. A queda do Muro de Berlim A queda do muro de Berlim simboliza o desmoronamento do comunismo na Europa Central e Oriental, que começou na Polónia e na Hungria. Antes da sua queda, houve grandes manifestações em que, entre outras coisas, se pedia a liberdade de viajar. Confrontado com a fuga da sua população para o Ocidente, o Governo da Alemanha Oriental abre as suas fronteiras. E é a uniao da Alemanha após mais de 40 anos de separação
  21. 21. 1 de Janeiro de 1981 Foi neste ano que a Grécia entrou para a comunidade europeia. Depois da queda do seu regime militar e do restabelecimento da democracia em 1974, já podia entrar para a Uniao Europeia. Assim os Estados-Membros passaram a ser: Alemanha, Bélgica, Dinamarca, França, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos e Reino Unido.
  22. 22. 1 de Janeiro de 1981 Espanha e Portugal aderem à Comunidade Económica Europeia. Os 12 novos Estados-Membros: Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, França, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Portugal e Reino Unido.
  23. 23. 15 de Julho de 1987 A CEE lança o programa Erasmus que concede bolsas aos estudantes universitários que desejam estudar noutro país europeu por um período de 3, 6 e 12 meses. Mais de dois milhões de jovens beneficiaram já do programa Erasmus ou de programas similares.
  24. 24. 7 de Fevereiro de 1992 Assinatura do tratado da União Europeia em Maastricht. O Tratado de Maastricht foi um marco significativo no processo da união europeia, pois permitiu o lançamento da integração política. . A "Comunidade Europeia" é formalmente substituída pela "União Europeia".
  25. 25. 1 de Janeiro de 1991 A Áustria, a Finlândia e a Suécia aderem à UE. Com a reunificação da Alemanha em Outubro de 1990, a antiga Alemanha de Leste foi integrada na União Europeia. Os 15 Estados-Membros: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Reino Unido, Portugal, Países Baixos e Suécia
  26. 26. 1 de Janeiro de 1993 de 1992 Criação do mercado único e das suas quatro liberdades: a livre circulação das mercadorias, dos serviços, das pessoas e dos capitais torna-se uma realidade. Estas quatro liberdades não representam apenas direitos fundamentais, são também responsáveis por um conjunto de benefícios económicos. Esses benefícios, traduzem-se, basicamente, em: •Aumento do PIB da UE; •Aumento do nº de postos de trabalho criados na EU; •Criação de mais prosperidade; •Uma Europa muito mais atractiva para os investidores estrangeiros.
  27. 27. 26 de Março de 1995 de 1992 O Espaço Schengen permite a livre circulação de pessoas dentro dos países, sem a necessidade de apresentação de passaporte nas fronteiras. Porém, é necessário ser portador de um documento legal como, por exemplo, o Bilhete de Identidade. O Espaço Schengen não se relaciona com a livre circulação de mercadorias. Os acordos de Schengen entram em vigor em sete Estados-Membros: Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Luxemburgo, Países Baixos e Portugal. Outros países viriam a aderir posteriormente ao espaço Schengen
  28. 28. 17 de Junho de 1997 A assinatura do Tratado de Amestersão, baseia-se nas conquistas do Tratado de Maastricht. Inclui disposições destinadas a reformar as instituições europeias, a dar mais peso à Europa no mundo e a consagrar mais recursos ao emprego e aos direitos dos cidadãos. Este veio criar um "espaço de liberdade, segurança e justiça" O Tratado da Amsterdão conferiu ainda maiores garantias em matéria de direitos fundamentais, tendo entrado em vigor a 1 de Maio de 1999.
  29. 29. 1996 Em 1996, cientistas Escoceses conseguem clonar uma ovelha a partir de uma única célula de outra ovelha de seis anos. Foi uma descoberta capital no domínio da genética. A "Dolly" é a cópia conforme da sua "mãe
  30. 30. 1 de Janeiro de 1999 Adopção do Euro foi unicamente para as transacções comerciais e financeiras. As moedas e as notas serão introduzidas mais tarde. Os países da zona Euro são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos e Portugal. (A Grécia só se juntou ao Eruo em 2001) A Dinamarca, o Reino Unido e a Suécia decidiram de momento não participar.
  31. 31. 11 de Setembro de 2001 de 1992 Os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, chamados também de atentados de 11 de setembro de 2001, foram uma série de ataques suicidas contra alvos civis nos Estados Unidos, estes ataques form atribuídos à organização fundamentalista islâmica Al-Qaeda. Na manhã deste dia, dois aviões comerciais foram sequestrados, sendo propositalmente, lançados contra as torres do World Trade Center em Manhattan, Nova York. Fazendo cerca de 3 000 vítimas. Os países da UE apoiam firmemente os Estados Unidos na luta contra o terrorismo internacional.
  32. 32. 1 de Janeiro de 2002 Introdução das moedas e notas em euros, cuja impressão, cunhagem e difusão implicaram uma operação logística de grande envergadura. Mais de 80 mil milhões de moedas e de notas são colocadas em circulação. As notas são as mesmas em todos os países, mas as moedas têm uma face comum, com indicação do valor, e uma face com um símbolo nacional. Todas circulam livremente: pagar um bilhete de metro em Madrid com um euro Portugês tornou-se banal.
  33. 33. 1 de Maio de 2004 Oito países da Europa Central e Oriental (Estónia, Eslováquia, Eslovénia, Hungria, Letónia, Lituânia, Polónia e República Checa) aderem à União Europeia, pondo termo à divisão da Europa. Chipre e Malta aderem igualmente. Os 25 novos Estados-Membros: Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa e Suécia.
  34. 34. 29 de Outubro de 2004 Os 25 Estados-Membros assinam um Tratado que estabelece uma Constituição para a Europa com vista a simplificar o processo de decisão democrática e o funcionamento de uma Europa com 25 membros e mais. O Tratado, prevê a criação do cargo de ministro europeu dos Negócios Estrangeiros, mas só poderá entrar em vigor se for autenticado pelos 25 Estados-Membros.
  35. 35. 16 de Fevereiro de 2005. Protocolo de Quioto, é um tratado internacional com compromissos mais rígidos que visa limitar o aquecimento global para reduzir as emissões de gases com efeitos de estufa, considerados de acordo com a maioria das investigações científica. A UE constitui um exemplo na luta contra as alterações climáticas. Os Estados Unidos não ratificaram o Protocolo.
  36. 36. 29 de Outubro de 2004 Mais dois países da Europa Oriental, a Bulgária e a Roménia, associam-se à União Europeia, aumentando o número dos Estados-Membros para 27. A Croácia, a Antiga República Jugoslava da Macedónia e a Turquia também são países candidatos à adesão. Os novos 27 Estados-Membros: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Roménia e Suécia.
  37. 37. 13 de Dezembro de 2007 Os 27 Estados-Membros da UE assinaram o Tratado de Lisboa, que modifica os Tratados anteriores. O seu objectivo é aumentar a democracia, a eficácia e a transparência da UE, deste modo, torná-la capaz de enfrentar desafios globais tais como as alterações climáticas, a segurança e o desenvolvimento sustentável. Antes da sua entrada em vigor, o Tratado de Lisboa deverá ser ratificado por cada um dos 27 Estados-Membros.

×