Pesquisa meio ambiente para linha de base do prodetur
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Pesquisa meio ambiente para linha de base do prodetur

on

  • 373 views

 

Statistics

Views

Total Views
373
Views on SlideShare
354
Embed Views
19

Actions

Likes
0
Downloads
2
Comments
0

2 Embeds 19

http://observatorio.turismo.ba.gov.br 18
http://www.prodeturbahia.turismo.ba.gov.br 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Pesquisa meio ambiente para linha de base do prodetur Pesquisa meio ambiente para linha de base do prodetur Presentation Transcript

  • Pesquisa Diagnóstica para Linha de Base do Prodetur Nacional Situação ambiental dos municípios da BTS
  • Metodologia  A pesquisa foi realizada entre 20 de agosto e 10 de setembro de 2012.  Foram pesquisados 17 municípios da BTS, através da aplicação de questionário com o responsável pela área de MA de cada município, abordando questões relativas a aspectos variados relacionados ao meio ambiente, incluindo as condições ambientais dos municípios.  Por conta da dimensão de Salvador, a capital baiana será objeto de outra sondagem.
  • Aspectos pesquisados  Estrutura administrativa destinada ao MA  Articulação institucional  Recursos financeiros e despesas por função  Legislação ambiental  Condições do Meio Ambiente  Principais causas (pressão)  Instrumentos de gestão ambiental (medidas mitigadoras)  Unidades de conservação da natureza
  • Estrutura administrativa  Do universo pesquisado, 14 municípios possuem Secretarias de Meio Ambiente, 01 possui um órgão específico e 02 não mantém nenhuma estrutura (São Félix e Aratuípe).  Das 14 que possuem Secretaria, somente 02 tratam unicamente de Meio Ambiente.  As demais estão associadas a Planejamento, Serviços Públicos, Turismo, Esporte e Cultura, Infraestrutura, Obras, Rural e Agricultura.  Ainda entre os 14 municípios com Secretarias de MA, 05 possuem entre 01 a 05 funcionários específicos para as questões de Meio Ambiente; 03 entre 10 a 15 funcionários; 04 com mais de 15 funcionários e 02 não informaram.
  • Sim: 14 Não: 03 Municípios com Secretarias de MA
  • Sim: 02 municípios Não: 12 municípios Municípios que possuem Secretarias unicamente para MA
  • Entre 1 a 5: 05 municípios Entre 10 e 15: 03 municípios Mais de 15: 04 municípios NI: 02 municípios Número de servidores exclusivo para MA
  • Articulação Institucional  Do universo pesquisado, 11 municípios mantêm Conselho Municipal de Meio Ambiente e 06 ainda não estruturaram o Conselho.  Dos que possuem Conselho, 07 têm caráter consultivo e deliberativo, 02 apenas consultivo, 01 deliberativo e 01 não soube informar. Entretanto, todos mantiveram reuniões periódicas nos últimos 24 meses.  Dos 17 municípios pesquisados, 13 participam de comitês de bacias hidrográficas
  • Sim: 11 Não: 06 Municípios que possuem Conselho Municipal de MA 02: Consultivo 01: Deliberativo 07: ambos 01: NI
  • Participam: 13 Municípios Não Participam: 04 Municípios Municípios que participam de comitês de bacias hidrográficas
  • Articulação Institucional  0ito municípios informaram que mantêm algum tipo de protocolo com a União e/ou Estado com vistas a transferir para o município atribuições na área ambiental.  Desses oito, apenas 03 transferiram atribuição de licenciamento ambiental; 01 de fiscalização e gestão dos recursos naturais; e 03 de fiscalização e combate a poluição de recursos hídricos e sonora; e 01 de gestão dos recursos naturais.
  • Recursos financeiros e despesas por função  Nenhum município pesquisado se beneficiou de recursos específicos para o Meio Ambiente nem possuem fontes próprias de recursos financeiros, seja Fundo Municipal ou Lei de Compensação.
  • Legislação ambiental  Dos 17 municípios pesquisados, 13 possuem legislação específica para tratar de questões ambientais.  Dos que possuem, a legislação ambiental está prevista em capítulos e/ou artigos específicos da Lei Orgânica, Plano Diretor, Código de Zoneamento Ecológico Econômico regional, entre outras.
  • Sim: 13 Municípios Não: 04 Municípios Municípios que possuem legislação específica para tratar de questõe ambientais
  • Condições do Meio Ambiente  Do universo pesquisado, 06 municípios relataram a ocorrência de algum tipo de alteração ambiental nos últimos 24 meses.  Foram eles: Candeias, Madre de Deus, São Francisco do Conde, Maragojipe, Santo Amaro e São Félix.  Ocorrências relatadas: Contaminação de rio, nascente, água subterrânea e do solo, deslizamento de encosta, poluição do ar, poluição sonora, presença de esgoto a céu aberto, desmatamento, redução de estoque pesqueiro, ocupação irregular e desordenada do território, tráfego pesado em vias limítrofes à área urbana, e presença de lixão na proximidade de área de ocupação humana.
  • Sim: 6 Não: 11 Municípios em que ocorreu algum tipo de alteração no MA Ocorrências relatadas: Contaminação de rio, nascente, água subterrânea e do solo Deslizamento de encosta Poluição do ar Poluição sonora Presença de esgoto a céu aberto Desmatamento, Redução de estoque pesqueiro Ocupação irregular e desordenada do território Tráfego pesado em vias limítrofes à área urbana Presença de lixão na proximidade de área de Ocupação humana
  • Condições do Meio Ambiente  Contaminação das águas: Candeias, Madre de Deus, São Francisco do Conde, Santo Amaro e São Félix  Contaminação do solo: Madre de Deus e São Francisco do Conde  Contaminação de nascente /água subterrânea: São Francisco do Conde  Deslizamento de encosta: Candeias, Santo Amaro e São Félix  Poluição do ar: Candeias, Madre de Deus, São Francisco do Conde e Santo Amaro  Poluição sonora: Candeias, Madre de Deus, São Francisco do Conde e Santo Amaro  Presença de esgoto a céu aberto: Candeias e São Francisco do Conde
  • Condições do Meio Ambiente O Desmatamento/queimadas: Madre de Deus, São Francisco do Conde, Santo Amaro O Escassez de água: São Félix O Redução de estoque pesqueiro: Madre de Deus , São Francisco do Conde e São Félix O Ocupação irregular e desordenada do território: Madre de Deus, São Francisco do Conde O Tráfego pesado em vias limítrofes à área urbana: Madre de Deus, São Francisco do Conde e São Félix O Presença de lixão na proximidade de área de ocupação humana: Maragojipe O Assoreamento: Cachoeira, São Félix, Maragojipe e São Francisco do Conde O Alteração na paisagem: São Félix, Muritiba, Vera Crus, Nazaré, Muniz Ferreira, Candeias, Maragojipe O Não houve nenhuma ocorrência: Itaparica, Salinas e Aratuípe
  • Principais causas (pressão)  Contaminação das águas: despejo de esgoto doméstico, resíduos sólidos, industriais, óleo e graxa, vinhoto, ocupação irregular em áreas de recarga de lençóis subterrâneos.  Contaminação do solo: Chorume, destinação inadequada de esgoto doméstico, disposição de resíduos de unidades de saúde e industriais com materiais tóxicos e metais pesados, atividade pecuária.  Contaminação de nascente ou água subterrânea: despejo de esgoto doméstico, resíduos sólidos, industriais, óleo e graxa, vinhoto, ocupação irregular em áreas de recarga de lençóis subterrâneos  Deslizamento de encosta: ocupação irregular  Poluição do ar: atividade industrial e veículos automotores  Poluição sonora: ausência de legislação pertinente  Presença de esgoto a céu aberto: falta de saneamento básico
  • Principais causas (pressão)  Desmatamento/queimadas: atividade agrícola e pecuária  Escassez de água: o município não soube informar  Redução de estoque pesqueiro: contaminação das águas por resíduos industriais e por esgoto doméstico, pesca predatória, alteração no regime hidrográfico, assoreamento do corpo d’água, atividades de extração mineral, degradação das matas ciliares e dos manguezais.  Ocupação irregular e desordenada do território: invasões  Tráfego pesado em vias limítrofes à área urbana: falta de regulação no tráfego  Presença de lixão na proximidade de área de ocupação humana: ausência de gestão de resíduos sólidos  Assoreamento: Degradação das matas ciliares, desmatamento, erosão e deslizamento de encostas, expansão da atividade agrícola e pecuária, aterro de margens, ocupação urbana.  Alteração na paisagem: Obras de infraestrutura viária, empreendimentos imobiliários, obras de infraestrutura, atividade de mineração, ocupação irregular do solo, erosão do solo, desmatamentos
  • Principais medidas mitigadoras  Controle da Poluição: Fiscalização e combate ao despejo inadequado de resíduos domésticos é a principal medida para o controle da poluição. Medida Nº de Municípios Fiscalização e combate ao despejo inadequado de resíduos domésticos 13 Fiscalização e combate ao despejo inadequado de resíduos industriais 7 Fiscalização e controle à poluição de veículos automotores 7 Implantação de aterros sanitários 7 Fiscalização ou controle de atividades extrativas (mineral e vegetal) 6 Fiscalização, controle ou monitoramento de atividades industriais potencialmente poluidoras 5 Gestão de resíduos tóxicos 5 Programa de coleta seletiva de lixo 2 Reciclagem de lixo 1 Fiscalização e combate à poluição sonora e pesca ilegal 1
  • 13 7 7 7 6 5 5 2 1 1 Fiscalização e combate ao despejo inadequado de resíduos domésticos Fiscalização e combate ao despejo inadequado de resíduos industriais Fiscalização e controle à poluição de veículos automotores Implantação de aterros sanitários Fiscalização ou controle de atividades extrativas (mineral e vegetal) Fiscalização, controle ou monitoramento de atividades industriais potencialmente poluidoras Gestão de resíduos tóxicos Programa de coleta seletiva de lixo Reciclagem de lixo Fiscalização e combate à poluição sonora e pesca ilegal Controle da poluição
  • Principais medidas mitigadoras  Gestão dos Recursos Hídricos: Implantação e/ou melhoria do tratamento de esgoto sanitário é a medida de gestão dos recursos hídricos mais utilizada, adotada por 7 municípios. Medida Nº de Municípios Implantação e/ou melhoria do tratamento de esgoto sanitário 7 Ampliação e/ou melhoria da rede geral de esgoto sanitário 6 Dragagem e/ou limpeza de canais para o escoamento das águas 6 Fiscalização de postos de gasolina 6 Despoluição dos recursos hídricos 5 Fiscalização e/ou controle da contaminação oriunda de criações de animais 2 Implantação/operação de estação de monitoramento da qualidade de algum dos recursos hídricos do município 2 Ampliação e/ou melhoria do sistema geral 1
  • 7 6 6 6 5 2 2 1 Implantação e/ou melhoria do tratamento de esgoto sanitário Ampliação e/ou melhoria da rede geral de esgoto sanitário Dragagem e/ou limpeza de canais para o escoamento das águas Fiscalização de postos de gasolina Despoluição dos recursos hídricos Fiscalização e/ou controle da contaminação oriunda de criações de animais Implantação/operação de estação de monitoramento da qualidade de algum dos recursos hídricos do município Ampliação e/ou melhoria do sistema geral Gestão de recursos hídricos
  • Principais medidas mitigadoras  Gestão de recursos florestais ou de unidades de conservação: Fiscalização em áreas protegidas e combate às atividades ilegais ali praticadas é a medida mais utilizada seguida por Contenção de encostas em áreas de risco, adotadas respectivamente por 9 e 8 municípios. Medida Nº de Municípios Fiscalização em áreas protegidas e combate às atividades ilegais ali praticadas 9 Contenção de encostas em áreas de risco 8 Controle do desmatamento 7 Recomposição de vegetação nativa, inclusive de matas ciliares e manguezais 6 Controle de queimadas e incêndios florestais 3 Criação e/ou gestão de Unidade de Conservação da Natureza 3 Plantação de Seringal (EBDA) 1
  • 9 8 7 6 3 3 1 Fiscalização em áreas protegidas e combate às atividades ilegais ali praticadas Contenção de encostas em áreas de risco Controle do desmatamento Recomposição de vegetação nativa, inclusive de matas ciliares e manguezais Controle de queimadas e incêndios florestais Criação e/ou gestão de Unidade de Conservação da Natureza Plantação de Seringal (EBDA) Gestão de recursos florestais ou de unidades de conservação
  • Principais medidas mitigadoras  Gestão de recurso solo: A medida de Controle do uso e limites à ocupação do solo é utilizada por 9 municípios sendo assim a medida mais freqüente. Medida Nº de Municípios Controle do uso e limites à ocupação do solo 9 Introdução de práticas de desenvolvimento rural sustentáveis 5 Combate e/ou controle a processos erosivos 4 Incentivo à promoção e práticas de agricultura orgânica 3 Fiscalização e/ou controle do uso de fertilizantes e agrotóxicos 2 Recuperação de áreas degradadas pela mineração ou agropecuária 2 Recuperação e/ou combate a áreas em processo de desertificação 1 Fiscalização da ocupação informal do solo 1
  • 9 5 4 3 2 2 1 1 Controle do uso e limites à ocupação do solo Introdução de práticas de desenvolvimento rural sustentáveis Combate e/ou controle a processos erosivos Incentivo à promoção e práticas de agricultura orgânica Fiscalização e/ou controle do uso de fertilizantes e agrotóxicos Recuperação de áreas degradadas pela mineração ou agropecuária Recuperação e/ou combate a áreas em processo de desertificação Fiscalização da ocupação informal do solo Gestão de recurso solo
  • Principais medidas mitigadoras  Gestão da atividade pesqueira: Nove dos 14 municípios pesquisados utilizam como medida de gestão da atividade pesqueira A fiscalização ou controle de pesca predatória. Medida Nº de Municípios Fiscalização e/ou controle de pesca predatória 9 IBAMA 1 Curso de especialização em pesca (UNEB), Programa de educação ao pescador, Qualificação prática de pesca. 1
  • 9 1 1 Fiscalização e/ou controle de pesca predatória IBAMA Curso de especialização em pesca (UNEB), Programa de educação ao pescador, Qualificação prática de pesca. Gestão da atividade pesqueira
  • Principais medidas mitigadoras  Outras ações de caráter ambiental: Ações Nº de Municípios Programa de Educação Ambiental 10 Controle de vetores de doenças (mosquitos, ratos, barbeiros, caramujos, etc.) 9 Incentivo ao Turismo Ecológico 7 Controle, monitoramento e/ou licenciamento da ocupação urbana 6 Cassação ou não da renovação da licença de funcionamento de atividades poluidoras 5 Medidas judiciais e/ou administrativas obrigando a recuperação de áreas degradadas 5 Aplicação de multas 4 Elaboração de plano de Gestão e Zoneamento Ecológico-Econômico 4 Suspensão temporária do funcionamento de atividades poluidoras 4 Impedimento de participação de firmas em processos licitatórios 3 Auditorias em empresas públicas e privadas 2 Impedimento de obtenção de incentivos fiscais a atividades poluidoras 1 Promoção do controle biológico de pragas 1
  • 10 9 7 6 5 5 4 4 4 3 2 1 1 Programa de Educação Ambiental Controle de vetores de doenças (mosquitos, ratos, barbeiros, caramujos, etc.) Incentivo ao Turismo Ecológico Controle, monitoramento e/ou licenciamento da ocupação urbana Cassação ou não da renovação da licença de funcionamento de atividades poluidoras Medidas judiciais e/ou administrativas obrigando a recuperação de áreas degradadas Aplicação de multas Elaboração de plano de Gestão e Zoneamento Ecológico-Econômico Suspensão temporária do funcionamento de atividades poluidoras Impedimento de participação de firmas em processos licitatórios Auditorias em empresas públicas e privadas Impedimento de obtenção de incentivos fiscais a atividades poluidoras Promoção do controle biológico de pragas Outras ações de caráter ambiental
  • Principais medidas mitigadoras  Central ou posto de recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos: Entre os municípios pesquisados Maragojipe é o único que possui Central ou posto para recebimento dessas embalagens.  Destino para embalagens vazias de agrotóxicos:  A quantidade de agrotóxicos aplicada não é significativa: Madre de Deus, Jaguaripe, Muritiba e Muniz Ferreira  Aterro Sanitário no próprio município: Vera Cruz  Incineração: Vera Cruz  Posto de recebimento localizado em outro município: São Félix  Lixo domiciliar: Cachoeira  Práticas Isoladas: Nazaré  Não informou: Saubara, Candeias, Simões Filho, São Francisco do Conde e Santo Amaro
  • Principais medidas mitigadoras  Existência de aterro industrial para disposição de resíduos tóxicos ou perigosos em seu limite territorial: Os municípios de Candeias, São Francisco do Conde e Muritiba são os únicos entre os 14 pesquisados que possuem aterro industrial.  Destino dado para os resíduos tóxicos ou perigosos produzidos no município:  A quantidade produzida não é significativa: São Félix, Muniz Ferreira, Nazaré e Jaguaripe  Aterro sanitário em outro município: Madre de Deus  Vazadouro a céu aberto (lixão) em outro município: Simões Filho  Coleta Particular: Vera Cruz  Não existe resíduos tóxicos: Saubara  Não informou: Santo Amaro, Cachoeira e Maragojipe
  • Unidades de conservação da natureza  Entre os municípios pesquisados, aqueles que possuem unidades de conservação da natureza são: Simões Filho, Santo Amaro e Vera Cruz.  Vera Cruz possui 04 unidades, Santo Amaro 03 e Simões Filho possui 01.  As Unidades de Conservação da Natureza desses municípios são:  Vera Cruz: Apa das Pinaúnas, Manguezais, My Friends (Berlinque / Cacha Pregos)  Santo Amaro: Paulo Frei, Fazenda Pitinga – Assentamento Eldorado e Cânion do Rio Subaé  Simões Filho: Fonte Nossa Senhora da Guia
  • Sim: 03 Municpios Não: 14 Municípios Municípios que possuem unidades de conservação da natureza