Your SlideShare is downloading. ×

Mat geometria analitica 001

13,646

Published on

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
13,646
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
141
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Geometria Analítica JORGE OLIVEIRA -1- 7. (Unesp)A figura representa uma elipse.? Geometria Analítica: Cônicas (Elipse, Hipérbole e Parábola) Testes de Vestibulares I A partir dos dados disponíveis, a equação desta elipse é a) (x2/5) + (y2/7) = 1. b) [(x + 5) 2/9] + [(y - 7) 22/16] = 1.1.(Cesgranrio) A excentricidade da curva de equação c) (x - 5)2 + (y - 7)2 = 1.32x2 + 16y2 = 16 é: d) [(x - 5)2/9] + [(y + 7)2/16] = 1.a) 1/2 b) 1/6 c) 2 / 2 d) 2 /3 e) 2/3 e) [(x + 3) 2/5] + [(y - 4) 2/7] = 1.2. (Unirio) A área do triângulo PF1F2 onde P(2,-8) e F1 e 8. (Unirio) A distância focal da elipse 25x2 + 9y2 = 225 é:F2 são os focos da elipse de equação x2/25 + y2/9 = 1, é a) 10 b) 8 c) 6 d) 4 e) 2igual a: 9. (Unirio) A reta de menor coeficiente angular, que passaa) 8 b) 16 c) 20 d) 32 e) 64 por um dos focos da elipse 5x2 + 4y2 = 20 e pelo centro da circunferência x2 + y2 – 4x – 6y = 3, tem equação:3. (UFPE) Considere dois pontos distintos A e B de um a) 3x - y - 3 = 0 b) 2x - y - 1 = 0 c) x - 3y - 7 = 0plano. O lugar geométrico dos pontos P deste plano tal d) x - 2y - 4 = 0 e) x - y + 1 = 0que a soma das distâncias de P aos pontos A e B éconstante, é uma curva denominada:a) circunferência b) parábola c) hipérbole 10. (Unirio) As equações x2 - 9y2 - 6x - 18y - 9 = 0, x2 + y2 - 2x + 4y + 1 = 0 e x2 - 4x - 4y + 8 = 0d) elipse e) reta representam, respectivamente, uma: a) hipérbole, uma elipse e uma parábola.4. (Cesgranrio) A equação 9x2+ 4y2 – 18x – 27 = 0 b) hipérbole, uma circunferência e uma reta.representa, no plano cartesiano, uma curva fechada. A área c) hipérbole, uma circunferência e uma parábola.do retângulo circunscrito a essa curva, em unidades d) elipse, uma circunferência e uma parábola.apropriadas, vale: e) elipse, uma circunferência e uma reta.a) 36 b) 24 c) 18 d) 16 e) 12 11. (PUC) Os gráficos das curvas x2 + y2 = 2 e y = x2 se5. (UECE) A área do quadrilátero cujos vértices são as interceptam nos pontos A e B. Os valores das abscissas deinterseções da elipse 9x2 + 25y2 = 225 com os eixos A e B são:coordenados é igual, em unidades de área, a: a) -1 e 0 b) 0 e 1 c) -1 e 1a) 30 b) 32 c) 34 d) 36 e) 40 d) 1 e 2 e) -1 e -26. (PUC) O gráfico da curva de equação 12. (Cesgranrio) Determine o comprimento do segmento(x2/4) - (y2/9) = 1 é uma: cujos extremos são os pontos de intersecção do círculoa) circunferência. b) elipse c) hipérbole. d) parábola. x2 + y2 = 2 com a parábola y = x2. a) 1 b) 2 c) 3 d) 5 e) 6 Av. Edson Ramalho – 99 – Manaíra – 30428282 1 www.matematicacomjorgeoliveira.com.br
  • 2. Geometria Analítica JORGE OLIVEIRA -2-13. (UFPE) O valor do parâmetro m para o qual a reta GABARITOy - 1 = m (x - 1) é tangente à parábola y = x2 é: 1.C 2.D 3.D 4.B 5.A 6.C 7.B 8.Ba) -2. b) -1/2. c) 0. d) 1/2. e) 2. 9.E 10.C 11.C 12.B 13.E 14.E 15.D 16.D 17.C 18.A 19.E 20.C14. (UFF) As equações y – 2x = 0, y + x2 = 0 ey2 – x2 + 1 = 0 representam no plano, respectivamente:a) uma reta, uma hipérbole e uma parábola Testes de Vestibulares IIb) uma parábola, uma hipérbole e uma retac) uma reta, uma parábola e uma elipsed) uma elipse, uma parábola e uma hipérbole 1. (Sta.Casa) Dadas as afirmações abaixo, podemose) uma reta, uma parábola e uma hipérbole concluir:15. (Fatec) As intersecções das curvas de equações I) A reta de equação 3x – y – 7 = 0 passa pelo pontox2 + y2 - 7x - 9 = 0 e y2 = x + 2 são vértices de um (2, –1) e é perpendicular à reta determinada pelospolígono. A equação da reta traçada pela intersecção das pontos (1, –1) e (2, –4).diagonais desse polígono, e paralela à reta de equação 2x - II) Se uma circunferência tangencia os dois eixosy + 3 = 0, é cartesianos OX e OY, as coordenadas (a, b) do seu centroa) x + 2y - 2 = 0 b) x + 2y + 2 = 0 são sempre iguais.c) 2x - y + 4 = 0 d) 2x - y - 2 = 0 III) x² + y² + 2x + 4y + 1 = 0 é a equação dae) 2x - y + 2 = 0 circunferência de centro (–1, –2) e de raio 2.16. (ITA) Tangenciando externamente a elipse E1, tal que a) as proposições I ou II estão corretas.E1: 9x2 + 4y2 – 72x – 24y + 144 = 0, considere uma elipse b) as proposições I e III estão corretas.E2 de eixo maior sobre a reta que suporta o eixo menor de c) as proposições II e III estão corretas.E1 e cujos eixos têm a mesma medida que os eixos de E1. d) as proposições estão corretas.Sabendo que E2‚ está inteiramente contida no primeiro e) nenhuma proposição está correta.quadrante, o centro de E2‚ é:a) (7, 3) b) (8, 2) c) (8, 3) d) (9, 3) e) (9, 2) 2.(UFCE) Sejam C1 e C2 as circunferências respectivamente.17. (UFPI) O gráfico da equação x2 – y2 = 4 representauma hipérbole. Os focos dessa hipérbole são:a) (1/2, 0) e (-1/2, 0) b) (2, 0) e (-2, 0) ( ) ( ) ( ) ( ) yc) 2 2 , 0 e −2 2, 0 d) 0, 2 e 0, − 2 Pe) (0, 1/2) e (0, -1/2) C1 C2 R S18. (UFF) Uma das retas tangentes à hipérbole xλ: x2 – y2 = 1 que são paralelas à reta r: y = 2x: Qa) y = 2x + 3 b) y = 3x – 1 c) y = 2x2 - 3 P(0, 2) e Q(0, –2) são os pontos comuns a C1 e C2, R é intersecção de C2 com o eixo x e S intersecção de C1 comd) y = 3x + 6 e) y – x + 2 o eixo x. Analise as afirmativas abaixo: 01 – A curva formada pelos arcos PSQ de C1 e QRP de C2 é uma elipse cujo eixo maior mede 4.19. (UFF) A reta r intercepta o eixo das ordenadas em  3 y = 2 e a parábola p em seu vértice. Se a equação de p é 02 – O ponto  , 7/3 pertence a C1.y = 3x2 – 6x + 8, então r intercepta o eixo das abcissas no    3 ponto: 04 – Se um ponto qualquer (x, y) está sobre C1, então oa) (3/4; 0) b) (2/5; 0) c) (0; 0) ponto (–x, y) está sobre C2.d) (-1/2; 0) e) (-2/3; 0) 08 – C1 e C2 são interiores a x² + y² = 3. 16 – Se um ponto qualquer (x, y) está sobre C1, então o20. (PUC) O número de pontos de intersecção das duas ponto (–x, –y) está também sobre C1.parábolas y = x2 e y = 2x2 – 1 é: 2 a) 0. b) 1. c) 2. d) 3. e) 4. 32 – O centro de C2 é o ponto  3 , 0  . 3  A soma dos números associados às afirmativas corretas é: a) 14 b) 20 c) 21 d) 24 e) 38 Av. Edson Ramalho – 99 – Manaíra – 30428282 2 www.matematicacomjorgeoliveira.com.br
  • 3. Geometria Analítica JORGE OLIVEIRA -3-3. (Cegranrio) O valor de b para o qual a reta y = x + b 13. (FEI) Ache as equações das circunferências com raio 1não intercepta os ramos da hipérbole x² – y² = 1 é: e centros na reta y = x.a) 2 b) 2 c) 1 d) 0 e) – 1 a) ( x − a )2 + ( y + a )2 = 1, a ∈ ¡4. (FCC) A parábola y = ax² + bx + c passa pelos pontos b) ( x + a )2 + ( y − a )2 = 1, a ∈ ¡(0, –3), (–3, 0) e (2, 5). O valor de a + b + c é: c) ( x − 2a )2 + ( y − a )2 = 1, a ∈ ¡a) – 2 b) – 1 c) 0 d) 1 e) 2 d) ( x − a )2 + ( y − a )2 = 1, a ∈ ¡5. (Mack) Os pontos P(x, y) do plano cartesiano tais que e) n.d.a.x + y = x²+ y² são representados pela reunião da origemcom: 14. (Mauá) Sejam A e B as intersecções entre aa) uma circunferência de centro na origem. parábola y = x² e a reta y = 1, referidas a um sistema deb) uma elipse de centro no ponto (1, 1). coordenadas cartesianas ortogonais cuja origem é O.c) uma circunferência de centro no ponto (1, 1). Escreva as equações das retas AO e BO e determine od) um conjunto de arcos de circunferências. ângulo por elas formado.e) as bissetrizes dos quadrantes. a) y = x , y = − x e 90° b) y = x , y = − x e 45° c) y = x , y = 2x e 90° c) y = x , y = − x e 30°6. (UFF) A equação da reta que passa pelo ponto e) y = x , y = − x e 60°extremo de y = 8x – x² e intercepta o eixo dos x no pontode abscissa 2 é: 15. (UDF) Qual das equações apresentadas a seguira) y = 2x + 4 b) y = 2x – 4 c) y = x + 2 representadas uma circunferência de raio 4 e centro nod) y = 2 – x e) y = 4 – 2x ponto (–1, 2)? a) x² – y² + 2x – 4y = 11 b) x² + y² – 2x + 4y = 117. (Mack) Sendo A a área da região do plano xOy limitada c) x² + y² + 2x – 4y = 11 d) x² + y² + 2x + 4y =– 11pela parábola y = x² e pela reta y = 1, pode-se afirmar que: e) n.d.a. 1 1 1a) A < b) A = c) < A < 1 d) A = 1 e) 1 < A < 2 2 2 2 16.(UFSC) Num sistema cartesiano ortogonal no plano, a circunferência que passa pela origem e tem C(–1, –5) como8. (Mack) Das equações abaixo, a que representa uma coordenadas do centro tem por equação:parábola de eixo coincidente com a reta y = 0 é: a) (x + 1)² + (y + 5)² = 26 b) (x – 1)² + (y – 5)² = 26a) y = x² + 1 b) x = y² + 1 c) y – x² = 0 c) (x² + y²) = 26 d) (x – 1)² + (y – 5)² = 24d) x² – y² = 1 e) x = 1 +3 e) (x + 1)² + (y + 5)² = 24 y9. (UFRJ) A distância entre os focos da 17. (Mack) O maior inteiro de k para que acônica 3x² – y² – 9 = 0 é: equação x² + y² + 4x – 6y + k = 0 represente umaa) 3 b) 2 3 c) 4 3 d) 6 3 e) 8 3 circunferência é: a) 10 b) 12 c) 13 d) 15 e) 1610. (Taubaté) A equação x² – y² = 0 representa:a) retas paralelas aos eixos coordenados. 18. (UnB) A equação da circunferência tangente à retab) uma circunferência. t: x – 1 = 0 e de centro na intersecção das retas r: y – 9 = 0c) bissetrizes dos quadrantes pares e ímpares. e s: x – 5 = 0 é:d) uma única reta. a) (x + 5)² + (y + 9)² = 16e) um ponto. b) (x – 5)² + (y – 9)² = 64 c) x² + y² – 10x – 18v + 90 = 011.(UFRS) O centro da circunferência x² + y² – 6x – 16 = d) x² – 8x + y² + 18y + 72 = 00 é o ponto: e) x² + y² – 10x – 18y + 42 = 0a) (–3, 0) b) (0, 3) c) (6, 0) d) (3, 0) e) (0, 0) 19. (OSEC) Num sistema cartesiano ortogonal no plano, a12. (FEI) Determine o centro e o raio da circunferência equação da circunferência de centro C(3, 2) na qual estáde equação x² + y² = 2(x – y) + 1. inscrito um quadrado de lado a é: a) (x – 3)² + (y – 2)² = 4a² b) (x – 3)² + (y – 2)² = 2a²a) (1, −1) e 3 b) (1,1) e 3 c) ( −1, −1) e 3 c) (x – 2)² + (y – 3)² = a² d) ( x − 3 ) ² + ( y − 2 ) ² = a 2 / 2d) (1, −1) e 2 e) (1, −1) e 5 e) ( x − 3 ) ² + ( y − 2 ) ² = a 2 / 4 Av. Edson Ramalho – 99 – Manaíra – 30428282 3 www.matematicacomjorgeoliveira.com.br
  • 4. Geometria Analítica JORGE OLIVEIRA -4-20. (UFMG) Num sistema de coordenadas cartesianas b) x² + y² + 2x – 4y + 1 = 0ortogonais no plano, a equação 4x² + y² = 1 representa: c) 3x² + 3y² – 2x + 8y + 3 = 0a) uma circunferência de centro na origem. d) x² + y² – 2x + 4y + 1 = 0b) uma parábola de vértice na origem. e) n. d. a.c) uma circunferência de raio 1/2d) uma elipse cujo eixo maior é o dobro do eixo menor. 28. (UFB) Os círculos x² + y² – 4x = 0 e x² + y² – 2y = 0e) uma elipse cujo eixo maior é o quádruplo do eixo são:menor. a) tangentes. b) concêntricos. c) secantes. d) coincidentes. e) ortogonais.21. (ITA) Num sistema de coordenadas cartesianasortogonais, uma das retas tangentes à circunferência 29. (Mack) O lugar geométrico dos pontos P(x, y) dode equação x² + y² + 2x + 4y – 20 = 0, passando pelo plano cartesiano, cujas coordenadas são soluções doponto P0 (–2, 5), tem por equação: x ² − 9 = 0a) 3x – y + 1 = 0 b) x + y – 3 = 0 c) x + 3y – 13 = 0 sistema   é: ( xy ) ² + x ² ≥ 0 d) 4x – 3y + 23 = 0 e) n.d.a a) o plano todo. b) uma circunferência. c) uma reta. d) um par de retas. e) uma par de semi-retas.22. (FAAP) Calcular o coeficiente angular m paraque a reta y = mx seja tangente à circunferência 30. (ITA) Num sistema de coordenadas cartesianasx² + y² – 10x + 16 = 0.a) m = ±3 / 4 b) m = ±3 / 5 c) m = ±1 / 4 ortogonais a equação da circunferência que passa pelos pontos P1(0, –3) e P2(4, 0), e cujo centro está sobre a retad) m = ±7 / 4 e) m = ±3 / 7 x + 2y = 0, é: a) 5(x² + y²) + 2x + 3y = 023. (PUC) A equação de uma circunferência é b) 5(x² + y²) – 14x + 7y – 24 = 0x² + y² = 16. A equação da reta que possui uma corda, c) x² + y² + 4x – 2y – 15 = 0cujo ponto médio é (3, 2), é: d) x² + y² – 2x + y + 5 = 0a) 2x + 3y – 13 = 0 b) 3x + 2y – 13 = 0 e) nda.c) 2x + 3y + 13 = 0 d) 3x + 2y + 13 = 0e) 3x – 2y + 13 = 0 31. (Cesgranrio) Uma pérola perfurada de um colar é 3 enfiada em um arame fino com o formato da parábola24. (Fuvest) A reta y = x é tangente a uma 3 y = x² – 6. Do ponto P de coordenadas (4, 10) deixa-se acircunferência de centro (2, 0). O raio da circunferência é: pérola deslizar no arame até chegar ao ponto Q dea) 3 b) 2 c) 3 d) 1 e) 1/2 ordenada – 6. A distância horizontal percorrida pela conta (diferente entre as abscissas de P e Q) é:25. (UFSC) A equação da circunferência de raio 3, a) 12 b) 4 c) 6 d) 3 e) 5tangente ao eixo dos y e com centros sobre a reta y = 2x, é:a) x² + y² – 12x – 6y + 36 = 0 32. (Mack) O segmento de extremidades P(2, 8) eb) x² + y² + 6x + 12y + 36 = 0 Q(4, 0) é diâmetro de uma circunferência cuja equação é:c) x² + y² – 6x – 12y + 36 = 0 a) (x + 13)² + y² = 289 b) (x + 5)² + (y – 2)² = 85d) x² + y² + 12x + 6y + 36 = 0 c) (x + 1)² + (y – 3)² = 34 d) (x – 7)² + (y – 5)² = 34e) x² + y² – 12x – 6y – 36 = 0 e) (x – 3)² + (y – 4)² = 1726. (UFES) A equação da circunferência que tem como 33. (PUC-Camp) Em relação circunferência dediâmetro o segmento AB, A(a – c, b + c) e B(a + c, b – c), equação x² + y² + 5x – 7y – 1 = 0, a reta de equaçãoé: y = 2x – 1 é:a) x² + y² – 2ax – 2by – a² – b² – 2c² = 0 a) externa. b) tangente. c) secante.b) x² + y² + 2ax – 2by + a² + b² – 2c² = 0 d) contém a origem. e) contem P(1, 4).c) x² + y² – 2ax + 2by + a² + b² – 2c² = 0d) x² + y² – 2ax – 2by – a² + b² – 2c² = 0 34. (CESCEA) A parábola y = –x² + 8x – 15 intercepta oe) x² + y² – 2ax – 2by + a² + b² – 2c² = 0 eixo dos x nos pontos A e B; o vértice da parábola é C. A área do triângulo ABC é:27. (UFGO) Sejam A(1, 0) e B(0, 1) dosi pontos do plano. a) 1 b) 2 c) 2 d) 3 e) 1A equação do lugar geométrico dos pontos P(x, y) do 2plano, tais que o quociente entre a distância de P e A e 35. (CESCEM) A área do disco de equaçãoa distância de P a B é igual a 2, é: x ² + y ² − 4 x + 6y + 8 ≤ 0 é:a) 3x² + 3y² + 2x – 8y + 3 = 0 a) 5π b) 8π c) 10π d) 25π e) 64π Av. Edson Ramalho – 99 – Manaíra – 30428282 4 www.matematicacomjorgeoliveira.com.br
  • 5. Geometria Analítica JORGE OLIVEIRA -5-36. (Cesgranrio) Para delimitar um gramado, um jardineiro e) n.d.atraçou uma elipse inscrita num terreno retangular de 20 mpor 16 m. Para isto, usou um fio esticado, preso por suas 45. (Fuvest) Determine a intersecção das curvas noextremidades M e N, como na figura. A distância entre os ¡ x ¡ dadas por x³ – x² = 0 e y³ – y² = 0.pontos M e N é: S a) (0, 0), (0, –1), (1, 0) e (1, 1). b) (0, 0), (0, 1), (1, 0) e (–1, 1). M N c) (0, 0), (0, 1), (–1, 0) e (1, 1). d) (0, 0), (0, 1), (1, 0) e (1, 1).a) 10 m b) 12 m c) 12,5 m d) 15 m e) 18 m e) (0, 0), (0, 1), (2, 0) e (1, 3).37. (UFBA) O lugar geométrico dos pontos de 46. (FEI) A distância da origem O(0,0) ao vértice V dacoordenados (x, y) do R², tais que (x – 2)² + (y + 3)² = 1, é parábola y = x² – 6x + 10 é:uma: a) 5 b) 10 c) 7 d) 13 e) 10a) circunferência situada no 4° quadrante.b) circunferência situada no 1° quadrante.c) circunferência que contem a origem. 47. (FAAP) A equação 2x² + 3y² + 4x + 120= 0 no ¡ 2d) parábola. representa:e) elipse centrada na origem. a) reta b) parábola c) elipse d) hipérbole e) ∅38. (PUC) A cônica representada pela equação3x² – 4y² + 8y – 16 = 0 é: 48. (UFPE) Em um plano é dada uma circunferência e uma) parábola. b) hipérbole. c) elipse. ponto A pertencente a ela. O lugar geométrico dos pontosd) circunferência. e) duas retas. do plano eqüidistantes da circunferência e do ponto A é uma:39. (Mack) A reta y = kx é tangente à a) reta. b) circunferência. c) elipse.circunferência x² + (y – 2)² = 4. O valor de k é: d) semi-reta. e) parábola.a) indeterminado. b) 4 c) 2 d) 1 e) 0 49. (ITA) Seja xOy um sistema de coordenadas cartesianas40. (Mack) Se A(10, 0) e B(–5, y) são pontos de uma elipse ortogonais. Com referencia a este sistema consideremoscujos focos são F1(–8, 0) e F2(8, 0), o perímetro do um ponto P = (2, 0) e uma reta r cuja equação é x – 1 = 0.triângulo BF1F2 é: Qual o lugar geométrico dos pontos do plano cujasa) 24 b) 36 c) 40 d) 60 e) n.d.a distancias ao ponto P e à reta r são iguais? a) Duas semi-retas, cujas equações são x – y – 1,5 = 041. (Itajubá) Achar um ponto sobre a curva da e x + y – 1,5 = 0, com x ≥ 1,5.função y = x² – 4x + 3, tal que a reta tangente à curva b) Uma circunferência com centro no ponto (3, 0) e raioneste ponto seja paralela à corda que passa pelos pontos 1,5.A(1, 0) e B(4, 3). c) Uma parábola, cuja equação é y = 2x² – 3. 5 3 1 3 5 3 5 1 d) Uma parábola, cuja equação é y² = 2x – 3.a)  , −  b)  , −  c)  ,  d)  ,  e) n.d.a. e) Nenhuma das anteriores. 2 4 2 4 2 4 2 4 50. (MAUÁ) A equação da elipse que, num sistema de42. (FEI) A equação da circunferência que passa peloponto A(1, 1), com centro C(2, 1). eixos ortogonais, tem focos em F1 ( −3, 0) e F2 ( 3, 0 ) e passaa) (x – 2)² + (y + 1)² = 1 b) (x – 2)² + (y – 1)² = 1 5  pelo ponto P  , 2 3  é:c) (x + 2)² + (y – 1)² = 1 d) (x – 2)² + (y – 3)² = 1 2 e) (x – 2)² + (y – 1)² = 5 a) x ² + y ² = 1 b) x ² + y ² = 1 c) x ² + y ² = 1 25 16 25 9 25 2043. (FEI) A equação da reta tangente à circunferência x² y² x² y² d) + =1 e) − =1x² + y² + 4x + 2y – 8 = 0 no ponto A(1, 1) é: 9 16 25 16a) 3x + y – 5 = 0 b) 3x + 2y – 5 = 0 c) 3x + 2y – 8 = 0d) 2x + 2y – 5 = 0 e) 5x + 2y – 5 = 0 51. (MACK) Considerado-se as afirmações abaixo, assinale a alternativa correta:44. (OSEC) A equação da circunferência que passa porA(6, 0) e é tangente à reta x + y = 0 na origem é: I) As equações 2x = 3y e 4x² = 9y² não representam oa) (x – 3)² + (y + 3)² = 18 b) (x + 3)² + (y – 3)² = 18 mesmo lugar geométrico.c) (x – 3)² + (y – 3)² = 18 d) (x + 3)² + (y + 3)² = 18 II) A equação x2 – y2 = 0 representa duas retas no plano. Av. Edson Ramalho – 99 – Manaíra – 30428282 5 www.matematicacomjorgeoliveira.com.br
  • 6. Geometria Analítica JORGE OLIVEIRA -6-III) A cônica da equação x² – y² = k, k > 0, possui 60. (UFMG) A região hachurada da figura é descritaexcentricidade 2. analiticamente por:a) somente as afirmações I e II são verdadeiras. yb) somente as afirmações II e III são verdadeiras. y = x2c) somente as afirmações I e III são verdadeiras. y=xd) todas as afirmações são verdadeiras.e) nenhuma é verdadeira.52. (PUC) Um ponto P da elipse 4x 2 + 9y 2 = 36 dista 2 deum dos focos. Qual é a distancia de P ao outro foco daelipse?a) 2 b) 3 c) 4 d) 5 e) 7 x53. (Sta.Casa) A equação 4x² + 16y² – 8x + 64y + 4 = 0representa uma elipse. As coordenadas de seus focos são:a) (1, 2 + 2 3 ) e (1, 2 − 2 3 ) b) (1, 2 3 ) e (1, −2 3 ) y= – xc) (1 − 2 3 , 2) e (1 + 2 3 , 2) d) ( 2 3 , 2) e ( −2 3 , 2)e) n.d.a { } a) ( x ,y ) ∈¡2 y ≥ x 2 e y ≤ x .54. (PUC) A circunferência com centro na origem e b) {( x ,y ) ∈¡ y ≤ x e y ≤ x}. 2 2tangente à reta 3x + 4y = 10 tem equação:a) x² + y² = 1 b) x² + y² = 2 c) x² + y² = 3 { c) ( x ,y ) ∈¡2 y ≥ x e y + x ≥ 0 . }d) x² + y² = 4 e) x² + y² = 5 { d) ( x ,y ) ∈ ¡2 y ≤ x 2 e y ≤ x . }55. (Mack) A reta x – y + k = 0 é tangente à e) {( x , y ) ∈ ¡ 2 y ≥ x2 . }circunferência x² + y² = 32, se:a) k = – 1 b) k = 4 2 c) k = 0 d) k = 1 e) k = 8 61. (Ulbra) De um trinômio do 2° grau y = x² + bx + c56. (UFF.) Para que a parábola de equação que passa na origem, possui ordenada do vértice igual a –1y = ax² + bx – 1 contenha os pontos (–2, 1) e (3, 1), os e possui raiz positiva, podemos concluir que:valores de a e b são respectivamente: a) b = – 1 e c = 0 b) b = 0 e c = – 1 c) b = 1 e c = 1 1 1 1 1 1 d) b = – 2 e c = 0 e) b = 4 e c = 0a)3 e – 3. b) e − . c) 3 e − . d) e − 3. e) 1 e . 3 3 3 3 3 62. (UFPE) Dadas as equações:57. (UFC) A circunferência de centro (10, –6), tangente ao (I) 2x² + 3y² = 1eixo dos y, intercepta o eixo dos x nos de abscissa: (II) 2y = x² + 2x – 7a) 6 e 14. b) 5 e 15. c) 4 e 16. d) 3 e 17. e) 2 e 18. (III) 4x² – 9y² – 16x + 18y = 3358. (FCC) O raio e o centro da circunferência de Podemos afirmar que:equação x² + y² + 4x – 1 = 0 são, respectivamente: a) (I) e (III) são elipses e (II) é parábola.  3 1 b) (I) é circunferência, (II) é hipérbole e (III) é parábola.a) 9 e (0, 2) b) 10 e  − ,  c) 3 e (–3, –1) c) (I) é elipse, (II) é parábola e (III) é hipérbole.  2 2 d) (I) é circunferência, (II) é parábola e (III) é hipérbole. 3 7 e) 5 e ( −2, 0 ) 3d) 2e  ,  e) (I) é hipérbole, (II) é elipse e (III) é parábola. 2  2 2 63. (ITA) Um projétil é lançado com uma velocidade59. (Cesgranrio) Os valores de b para os quais a inicial V0 formando um ângulo de 30° a horizontal,parábola y = x² + bx tem um único ponto em comum descrevendo um movimento parabólico. Determinecom a reta y = x – 1 são: graficamente (valor aproximado) a altura máxima atingidaa) –1 e 3 b) –1 e 2 c) –3 e –1 d) 0 e –1 e) 0 e 2 pelo projétil, sendo dados: AB: 6 800 metros (metade do alcance do projétil); F: foco da parábola; d: diretriz da parábola; Av. Edson Ramalho – 99 – Manaíra – 30428282 6 www.matematicacomjorgeoliveira.com.br
  • 7. Geometria Analítica JORGE OLIVEIRA -7-escala: 1 cm = 2 000 metros.a) 1 150 metros b) 2 000 metros c) 2 500 metrosd) 2 750 metros e) 3 000 metros64. (FAAP) Que condições deve satisfazer t (t ∈ ¡ ) paraque a equação x² + y² – 2tx – 4(t + 1)y + 3t + 14 = 0represente uma circunferência?a) t < – 2 ou t > 1 b) t < – 3 ou t > 4c) t < – 2 d) t > 1e) t < – 2 ou t > 7GABARITO1.E 2.E 3.D 4.C 5.D 6.E 7.E 8.B9.C 10.C 11.D 12.A 13.D 14.A 15.C 16.A17.B 18.C 19.D 20.D 21.D 22.A 23.B 24.D25.C 26.E 27.A 28.C 29.D 30.B 31.B 32.E33.C 34.A 35.A 36.B 37.A 38.B 39.E 40.B41.A 42.B 43.B 44.C 45.D 46.E 47.E 48.D49.D 50.A 51.D 52.C 53.E 54.D 55.E 56.B57.E 58.E 59.A 60.A 61.D 62.C 63.B 64.A Av. Edson Ramalho – 99 – Manaíra – 30428282 7 www.matematicacomjorgeoliveira.com.br

×