Vulcanismo

23,412 views
22,980 views

Published on

Published in: Business
3 Comments
31 Likes
Statistics
Notes
  • por que vc desabilito o download ¬¬
    odio de vc
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • relativamente ao comentário sobre o contraste com o fundo...
    quando se publica material no slideshare, por vezes, as apresentações desconfiguram, q foi o q aconteceu com esta.
    Como é óbvio, o que se vê aqui não corresponde ao ficheiro original que foi utilizado na sala de aula....
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • As caldeiras (tal como está descrito na apresentação, formam-se devido à queda do aparelho vulcânico. Quando um vulcão sofre erupções sucessivas (geralmente do tipo explosivo), a câmara magmática pode esvaziar e o cone vulcânico fica sem suporte. A falta de sustentabilidade pode originar o colapso do cone vulcânico, formando-se uma depressão muito maior do que a cratera - CALDEIRA. A Caldeira pode reter a água das chuvas originando uma LAGOA.
    Pode ver o vídeo sobre a formação do lago cratera nos E.U.A - http://www.youtube.com/watch?v=EyqJpXDQG7k
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
23,412
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
17
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
3
Likes
31
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Vulcanismo

  1. 1. Consequências da Dinâmica Interna da Terra
  2. 2. COMO É CONSTITUÍDO UM VULCÃO?
  3. 3. LEGENDA 1. Câmara magmática 2. Chaminé Principal 3. Chaminé Secundária 4. Nuvem Ardente 5. Piroclastos 6. Cratera Principal 7. Cratera Secundária 8. Cone Secundário 9. Lava 10. Cone Vulcânico Principal 11. Magma
  4. 4. DISTRIBUIÇÃO DE VULCÕES NO MUNDO • Anel de fogo do Pacífico • Faixa Mediterrânica • Dorsal médio-atlântica Ver animação
  5. 5. VULCANISMO EM PORTUGAL • Arquipélago dos Açores – vulcanismo activo • Arquipélago da Madeira – vulcanismo extinto há 1,7 M.a. Erupção do vulcão dos Capelinhos, Açores O vulcão manteve-se activo por 13 meses . (27/Set/1957 a 24/Out/1958)
  6. 6. CAPELINHOS - AÇORES • Vulcão dos Capelinhos no Açores – O farol marca o antigo limite de terra firme antes da erupção em 1957.
  7. 7. ERUPÇÕES VULCÂNICAS Etna 2006 - Sicília Piton de la Fournaise – 2 de Abril de 2007 Kilauea - Havai
  8. 8. LOCALIZAÇÃO Etna Piton de la Fournaise Kilauea
  9. 9. COMO SE FORMA UMA CALDEIRA? 1. Esvaziamento da câmara magmática. 2. O cone vulcânico torna-se instável e cai. 3. Surge uma depressão na parte superior do vulcão, muito maior do que a cratera – CALDEIRA. 4. A Caldeira retém água das chuvas formando uma lagoa.
  10. 10. CALDEIRAS ORIGINAM LAGOAS… Lagoa do Fogo - Açores Lagoa das Sete Cidades - Açores
  11. 11. COMO SE FORMA UMA CALDEIRA? • Fazer a actividade da página 144. • Correcção da actividade: 1.1. 1 – Câmara Magmática 2 – Chaminé vulcânica 3 – Cratera 4 – Cone Vulcânico 5 – Piroclastos (produtos da actividade vulcânica)
  12. 12. COMO SE FORMA UMA CALDEIRA? • 1.2. A erupção fissural corresponde ao esquema II pois aqui os produtos da actividade vulcânica são libertados através de fissuras e não de uma cratera. • 1.3.1. Erupção vulcânica: expulsão de materiais vulcânicos de composição química diversa e em diferentes estados físicos . • 1.3.2. Câmara magmática: local, no interior da Terra, onde se armazena o magma.
  13. 13. COMO SE FORMA UMA CALDEIRA? • 1.3.3. Magma: é o nome que se dá à substância que existe dentro da câmara magmática, que se encontra em estado de fusão devido à temperatura elevada. É uma substância rica em gases. • 1.4. I – Erupção vulcânica (vulcão com cone) II – Erupção fissural III – Formação de uma caldeira
  14. 14. COMO SE FORMA UMA CALDEIRA? 1.5. Ver slide anterior 1.6. B – D – A – C - E
  15. 15. MATERIAIS LIBERTADOS PELOS VULCÕES Página 145
  16. 16. LAVA • Encordoada • Aa ou escoriácia • Pillow lava Lava encordoada
  17. 17. LAVA Lava aa ou escoriácea Pillow lava
  18. 18. MATERIAIS GASOSOS • Vapor de água • Dióxido de Enxofre • Dióxido de Carbono • Outros Vulcão do Mte. Sta. Helena, 1980
  19. 19. MATERIAIS SÓLIDOS: PIROCLASTOS
  20. 20. CINZAS VULCÂNICAS
  21. 21. LAPILLI
  22. 22. BOMBAS VULCÂNICAS
  23. 23. EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO • Actividade página147 • 1.1. A – Gases B – Lava C – Lapilli D – Bombas E – Cinzas 1.2. Os piroclastos resultam da solidificação do magma ou de outras rochas arrancadas da chaminé quando o magma sobe à superfície.
  24. 24. EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO • 1.3. E – C – D • 1.4. O magma é o material rochoso fundido e rico em gases , encontrando-se armazenado na câmara magmática. • A lava é material rochoso, no estado de fusão, resultante do magma empobrecido em gases, encontrando-se no exterior do vulcão.
  25. 25. TIPOS DE ERUPÇÕES VULCÂNICAS • São condicionadas pela temperatura e composição química do magma: – Magma mais ou menos viscoso; – Expulsão de gases mais ou menos intensa.
  26. 26. ERUPÇÃO EFUSIVA • Emissão tranquila e silenciosa de lava • Formam-se escoadas de lava longas – rios de lava • O cone vulcânico é baixo.
  27. 27. ERUPÇÃO EXPLOSIVA • A lava é muito ácida e viscosa. • As escoadas de lava são muito curtas. • Grande emissão de gases • Piroclastos: cinzas, lapilli e bombas.
  28. 28. ERUPÇÃO MISTA • Aspectos intermédios entre os descritos anteriormente.
  29. 29. TIPOS DE ERUPÇÕES VULCÂNICAS -RESUMO CaracterísticasCaracterísticas ERUPÇÃOERUPÇÃO EFUSIVAEFUSIVA ERUPÇÃO MISTAERUPÇÃO MISTA ERUPÇÃOERUPÇÃO EXPLOSIVAEXPLOSIVA Viscosidade da lava Muito fluida Fluida Viscosa Conteúdo em gases Pobre Médio Rico Materiais sólidos e líquidos Rios de lava Escoadas longas Sem piroclastos Escoadas curtas Lapilli e bombas Escoadas muito curtas Cinzas, lapilli e bombas Aparelho Vulcânico
  30. 30. VULCANISMO SECUNDÁRIO • São fenómenos vulcânicos que ocorrem entre erupções vulcânicas ou após uma erupção vulcânica. • Vulcanismo primário = Erupção vulcânica
  31. 31. VULCANISMO SECUNDÁRIO • Fumarolas • Nascentes Termais • Géisers
  32. 32. FUMAROLA • Os gases que se libertam nas erupções vulcânicas continuam a ser expulsos, mesmo após a erupção ter terminado, pelas fissuras existentes no aparelho vulcânico. • Se forem ricas em enxofre, designam-se sulfataras. • Se forem ricas em dióxido de carbono, tomam o nome de mofetas. Fumarola nas Furnas, São Miguel, Açores
  33. 33. NASCENTES TERMAIS • Águas aquecidas que surgem em fracturas ou falhas da superfície terrestre. • São utilizadas para tratamento e/ou prevenção de certas doenças (pele, ossos, aparelho respiratório, aparelho digestivo,...)
  34. 34. GÉISERS • Fontes termais que expulsam, em intervalos, jactos de água e vapor. • A temperatura da água do géiser ronda os 90ºC.
  35. 35. Riscos e Benefícios da ActividadeRiscos e Benefícios da Actividade VulcânicaVulcânica RISCOSRISCOS  Catástrofes naturais, com perdas de vidas e alterações climáticas (efeito de estufa, chuvas ácidas,...), destruição de colheitas e edifícios BENEFÍCIOSBENEFÍCIOS  Solos férteis  Materiais valiosos (ouro, ferro, enxofre, diamantes,...)  Atracção turística (paisagem, vegetação)  Produção de energia eléctrica (conversão de energia geotérmica)  Bem para a saúde (termas,...)Como minimizar os riscos?
  36. 36. COMO PREVER ERUPÇÕES VULCÂNICAS? • Monitorização da temperatura do cone por um satélite equipado com sensores de infravermelhos, que detectam a mais leve mudança de temperatura.
  37. 37. COMO PREVER ERUPÇÕES VULCÂNICAS? • Registo da actividade Sísmica através de sismógrafos
  38. 38. COMO PREVER ERUPÇÕES VULCÂNICAS? • Análise das emissões de gás
  39. 39. COMO PREVER ERUPÇÕES VULCÂNICAS? • Detecção de deformações no solo do cone vulcânico

×