Milene Puc Rio (Er) Aula 3

571 views
528 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
571
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Milene Puc Rio (Er) Aula 3

  1. 1. Riscos e Promessas da Transparência Global Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Transparência de Software Prof. Julio Cesar Sampaio do Prado Leite Milene e Maurício
  2. 2. Índice <ul><li>Prefácio </li></ul><ul><li>Capítulo 1 – A Complexidade da Transparência </li></ul><ul><li>Capítulo 6 – Implicações Globais do Crescimento da Transparência </li></ul><ul><li>Conclusão </li></ul><ul><li>Referência </li></ul>
  3. 3. Prefácio Agradecimentos
  4. 4. Capítulo 1 A Complexidade da Transparência
  5. 5. A Complexidade da Transparência – Página 1 (Parágrafo 1) <ul><li>Duas citações: </li></ul><ul><li>[Jamie Metzl] </li></ul><ul><li>“ No government can control the global information environment.” </li></ul><ul><li>Controle da Informação é uma tarefa difícil </li></ul><ul><li>[Christopher Dunkley] </li></ul><ul><li>“ Information, whatever the quantity, is not the same as understanding.” </li></ul><ul><li>Quantidade de Informação x Entendimento </li></ul>
  6. 6. A Complexidade da Transparência – Página 1 (Parágrafo 1) <ul><li>SARS (Síndrome Respiratória Aguda Severa) </li></ul><ul><li>Hoje, devido aos anseios da sociedade por obter informações, o governo vê cada vez mais as informações vazarem mesmo à sua revelia. O governo chinês é citado como exemplo no caso SARS. </li></ul><ul><li>Segundo o autor, as autoridades chinesas foram forçadas a dar respostas, mesmo os oficiais relutando para evitar a divulgação dos números reais de pessoas contaminadas. </li></ul><ul><li>Destaque para o papel da mídia, que se adiantou e divulgou alguns dados não oficiais. </li></ul>
  7. 7. A Complexidade da Transparência – Página 1 (Parágrafo 1) <ul><li>SARS (Síndrome Respiratória Aguda Severa) </li></ul><ul><li>Posteriormente, os dados oficiais reais foram divulgados. O número assustou. Era 10 vezes maior que os divulgados inicialmente pelo governo. </li></ul><ul><li>Curiosidade: </li></ul><ul><ul><li>Uma estudante chinesa disse que não se surpreendeu com a incompatibilidade dos dados. </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Eles não podem continuar “maquiando” os fatos, cobrindo a verdade .” </li></ul></ul>
  8. 8. A Complexidade da Transparência – Página 1 (Parágrafo 2) <ul><li>Quantânamo </li></ul><ul><li>Os dados foram revelados e causaram conflitos e muita violência. </li></ul><ul><li>Esse fato nos reporta para o texto da aula passada: </li></ul>Transparência dos Fatos Altera Opiniões Gera Violência
  9. 9. A Complexidade da Transparência – Página 1 (Parágrafo 3) <ul><li>Duas faces da Transparência Global: </li></ul><ul><li>(1) Governos totalitários tendem a ceder. (Positivo) </li></ul><ul><li>(2) Conflitos e violência tendem a ocorrer. (Negativo) </li></ul>Greate (BOM) Bad (RUIM) X <ul><li>Transparência “BOA” -> Transformações Políticas Internacionais : </li></ul><ul><li> Conhecimento entre as pessoas; </li></ul><ul><li> Segurança Internacional; </li></ul><ul><li> Incerteza, e </li></ul><ul><li> Conflito. </li></ul>
  10. 10. A Complexidade da Transparência – Página 2 (Parágrafos 2 e 3) <ul><li>Benefício Principal: </li></ul><ul><li>Descentralização da força global, quebrando os monopólios governamentais. </li></ul>“ Regulation by Shaming” (Regulação pela Vergonha) <ul><li>Aparecimento de várias Organizações Não-Governamentais (ONGs) </li></ul><ul><li>Construir coalizões para encorajar mudanças políticas, e </li></ul><ul><li>Punir transgressões. </li></ul>
  11. 11. A Complexidade da Transparência – Página 2 (Finalzinho) <ul><li>Cidadãos podem usar informações para mobilizar outros e prover suporte às mudanças. E, até mesmo, exigir mais responsabilidade dos governos autoritários. </li></ul>Transparência BOA Ferramentas Boa Liderança Liberdade Democracia
  12. 12. A Complexidade da Transparência – Página 3 (Parágrafo 1) <ul><li>Previsão mais otimista em relação à transparência: </li></ul><ul><li>Redução dos conflitos causados por desentendimentos, não conhecimento ou não entendimento dos fatos. </li></ul><ul><li>Permissão para as organizações internacionais se defenderem. </li></ul><ul><li>Melhorias na liderança -> mais responsabilidade . </li></ul><ul><li>Exemplos: União Européia, Mercosul e outros. </li></ul>
  13. 13. A Complexidade da Transparência – Página 3 (Parágrafo 2) <ul><li>Previsão mais pessimista: </li></ul><ul><li><<autor volta à destacar os problemas e efeitos da transparência>> </li></ul><ul><li>Mais informações sobre outras sociedades podem revelar valores/interesses conflitantes, bem como o compartilhamento de outros. </li></ul><ul><li>Mais informações sobre a capacidade militar de outros Estados podem mostrar vulnerabilidade e encorajar agressões. </li></ul>Greate (BOM) Bad (RUIM) X Finalmente, “ Transparency sometimes can make conflicts worse.”
  14. 14. A Complexidade da Transparência – Página 3 (Parágrafo 3) <ul><li>Previsão mais pessimista: </li></ul><ul><li>Não necessariamente a transparência boa leva à democracia ou à boa liderança. </li></ul>Realmente, encorajou a revolução democrática do leste da Europa no final da Guerra Fria. Aumentou a legitimidade Entretanto, não leva à democracia ou à derrocada dos regimes autoritários (  ) (  ) (  )
  15. 15. A Complexidade da Transparência – Página 3 (Final) <ul><li>Destaque à complexidade da transparência: </li></ul><ul><li>A tendência à boa transparência é um fenômeno complexo que tem implicações mais complexas ainda. </li></ul><ul><li>Obviamente que a boa transparência vai beneficiar, mas com um CUSTO . </li></ul><ul><li>Depende: </li></ul><ul><li>Do que vai ser revelado ; </li></ul><ul><li>Para quem vai ser revelado ; </li></ul><ul><li>De quem é beneficiado com a revelação , e </li></ul><ul><li>De como as pessoas vão interpretar . </li></ul>Tendência Positiva Tendência Negativa X Paz Guerra
  16. 16. A Complexidade da Transparência – Página 4 (Parágrafo 1) <ul><li>Propósito do livro segundo o autor: </li></ul><ul><li>Prever os efeitos da boa transparência à partir das suposições/hipóteses sobre o que a transparência revela. </li></ul><ul><li>Muitas discussões sobre segurança internacional e conflitos internacionais apontam uma tendência à harmonia e à tolerância. </li></ul><ul><li>Mas o autor argumenta que isso não é verdade. </li></ul><ul><li>TUDO DEPENDE DAS HIPÓTESES/SUPOSIÇÕES. </li></ul>Tendência Positiva Tendência Negativa
  17. 17. A Complexidade da Transparência – Página 4 (Parágrafo 2) A preocupação com a INTERPRETAÇÃO das informações! Informações (  ) (  ) (  ) (  ) Exemplo: EUA X Islã
  18. 18. A Complexidade da Transparência – Página 4 (Parágrafo 3) <ul><li>Conhecimento/Informação é algo poderoso . </li></ul><ul><li>A transparência de informações pode tornar uns poderosos , mas também enfraquecer outros . </li></ul><ul><li>A transparência de informações pode enfatizar o lado BOM , mas pode também enfatizar o lado RUIM . </li></ul><ul><li>Novamente a DUALIDADE : </li></ul>Tendência Positiva Tendência Negativa X Paz Guerra
  19. 19. A Complexidade da Transparência – Página 4 (Parágrafo 4) <ul><li>O autor destaca a natureza humana </li></ul><ul><li>A transparência está ligada ao relacionamento entre as pessoas e a informação. Os valores e as idéias que essas pessoas usam para avaliar essas informações são cruciais para análise dos efeitos da BOA transparência. </li></ul><ul><li>As informações são disseminadas e interpretadas pelas pessoas, então os instintos humanos estão sempre em evidência. As pessoas escolhem como e quando responder às novas informações. </li></ul>
  20. 20. A Complexidade da Transparência – Página 5 <ul><li>A natureza da transparência global </li></ul><ul><li>Vivemos em uma Era de Transparência </li></ul><ul><li>O autor menciona a imprensa e a Internet que reduziram os custos para obtenção de informação. Transmissão de notícias 24 horas por dia , permitindo a divulgação de acordos internacionais, desavenças político-partidárias, inovações tecnológicas, dentre outras informações. </li></ul><ul><li>Resultando: </li></ul>Crescimento da transparência nas democracias ( 2 / 3 dos países do mundo são democracias )
  21. 21. A Complexidade da Transparência – Página 5 (Parágrafo 2) <ul><li>Transparência é uma condição na qual informações sobre prioridades, intenções, capacidades e comportamentos de organizações importantes são avaliadas pelo público (de forma globalizada). </li></ul><ul><li>Entretanto: </li></ul>Transparência Verdade ≠ <ul><li>Não implica em revelar os atores, quem é atingido e quem é beneficiado. Apenas conta o fato. </li></ul><ul><li>A transparência descreve uma avaliação relativa da informação , sem respeitar o conteúdo. Não existe uma preocupação direta com a verdade. </li></ul>
  22. 22. A Complexidade da Transparência – Página 5 (Parágrafo 3 - Final) e Página 6 <ul><li>Fatores que levam à boa transparência: </li></ul><ul><li>Espalhamento das organizações democráticas; </li></ul><ul><li>Crescimento da mídia global; </li></ul><ul><li>Espalhamento de organizações não-governamentais; </li></ul><ul><li>Proliferação de organizações internacionais solicitando que os governos liberem informações. </li></ul><ul><li>Tecnologias da informação estão mais difundidas. </li></ul><ul><li>* * * * * * * * * * * * * * * * * * * </li></ul><ul><li>Os quatro primeiros envolvem organizações e governos para maior divulgação e disseminação das informações. </li></ul><ul><li>O último é uma ferramenta usada por indivíduos ou grupos de indivíduos para disseminar informações. Tecnologias da informação só transmitem, não provêem informação. </li></ul>
  23. 23. A Complexidade da Transparência – Página 6 (Parágrafo 1) <ul><li>Os cinco fatores quando combinados podem reforçar ainda mais à transparência: </li></ul><ul><li>Ex: Pluralidade de fontes </li></ul><ul><li>Quando uma fonte apresenta uma informação de uma forma e outra fonte apresenta de outra forma, isso pode implicar em mais informação . </li></ul><ul><li>* * * * * * * * * * * * * * * * * * * </li></ul><ul><li>Vale lembrar que isso é parcialmente verdade e pode ser refutado. </li></ul>
  24. 24. A Complexidade da Transparência – Página 6 <ul><li>Fator 1 - Espalhamento das organizações democráticas </li></ul><ul><li>Ex: Número de Democracias </li></ul><ul><li>Mais liberdade -> mais informação para o povo e para o mundo. </li></ul><ul><li>* * * * * * * * * * * * * * * * * * * </li></ul><ul><li>Afinal, não tem como falar apenas para o seu povo, pois os outros escutam. </li></ul>Período: 1950 a 2000 Aumento: 22 para 120
  25. 25. A Complexidade da Transparência – Página 6 (Parágrafo 2) Organizações Democráticas X Divulgam mais informações Organizações Não - Democráticas Eleições, mídia, cobrança pública sobre a opinião dos líderes, dentre outros exemplos Ajuda a ficar mais a par dos processos, culturas e histórias das democracias.
  26. 26. A Complexidade da Transparência – Página 7 <ul><li>Fator 2 – Mídia Global </li></ul><ul><li>Nos últimos 20 anos (1980 a 2000) aumentou a cobertura dos meios de divulgação: CNN , BBC e outros canais de notícia 24 horas por dia. </li></ul><ul><li>Essas notícias são transmitidas e “invadem” as casas e os escritórios. Assim, os órgãos oficiais precisam responder rápido para evitar ou mesmo apaziguar crises. </li></ul>Maior Cobrança
  27. 27. A Complexidade da Transparência – Página 7 <ul><li>Fator 3 – Espalhamento das Organizações Não-Governamentais (ONGs) </li></ul><ul><li>Ex: Amnesty International , Greenpeace , dentre outras. </li></ul><ul><li>Mesmo com filosofias diferentes, elas visam promover causas particulares, em prol dos direitos humanos e contra a corrupção, por exemplo. </li></ul><ul><li>Nas últimas décadas, essas organizações cresceram em número e em força. </li></ul><ul><li>Segundo dados da União das Associações Internacionais: </li></ul>Número de ONGs:  15.000
  28. 28. A Complexidade da Transparência – Página 7 <ul><li>Fator 3 – Espalhamento das Organizações Não-Governamentais (ONGs) </li></ul><ul><li>Maior número de coalizões. </li></ul><ul><li>Algumas organizações não-governamentais são pequenas outras são sofisticadas. </li></ul><ul><li>* * * * * * * * * * * * * * * * * * * </li></ul><ul><li>Ao final da página 7, o autor destaca o termo regimes secretos . Isso nos remete às discussões da aula anterior. </li></ul>
  29. 29. A Complexidade da Transparência – Página 7 <ul><li>Fator 3 – Espalhamento das Organizações Não-Governamentais (ONGs) </li></ul><ul><li>A influência dessas organizações cresceu muito e vários resultados foram obtidos. </li></ul><ul><li>Ex: Propaganda do Greenpeace </li></ul>Provoca mudanças nas opiniões Faz as pessoas pensarem Provoca reflexão em relação ao que fazemos todos os dias com o planeta. O autor destaca outros exemplos.
  30. 30. A Complexidade da Transparência – Página 8 <ul><li>Fator 4 –Organizações Internacionais </li></ul><ul><li>Exemplos: </li></ul><ul><li>Organizações para cooperação econômica e de desenvolvimento. </li></ul><ul><li>MARPOL (Convenção Internacional de Proteção aos Mares). </li></ul><ul><li>Nações Unidas. </li></ul><ul><li>Mobilizam seus membros para divulgar informações. </li></ul><ul><li>O curioso é como essas informações, às vezes, retornam aos seus donos e não permitem que o povo cobre responsabilidade dos seus governantes. </li></ul>O autor destaca esse fato.
  31. 31. A Complexidade da Transparência – Página 8 <ul><li>Fator 4 –Organizações Internacionais </li></ul><ul><li>Entretanto, notavelmente, essas organizações estão se tornando mais transparentes, permitindo maior acesso à informação e maior cobrança por parte do povo. </li></ul><ul><li>Exemplos de maior transparência: </li></ul><ul><ul><li>Banco Mundial; </li></ul></ul><ul><ul><li>Fundo Monetário Internacional; </li></ul></ul><ul><ul><li>União Européia. </li></ul></ul>
  32. 32. A Complexidade da Transparência – Página 8 (Final) <ul><li>Fator 5 – Tecnologias da Informação </li></ul><ul><li>Têm revolucionado a comunicação global, tornando mais fácil e mais barato o acesso e o compartilhamento de informação. </li></ul><ul><li>Exemplos de tecnologias da Informação: </li></ul><ul><li>Número de Usuários de Internet no Mundo </li></ul>Período: 2004 a 2005 Aumento: De 940 milhões para mais de 1 bilhão
  33. 33. A Complexidade da Transparência – Página 9 <ul><li>Fator 5 – Tecnologias da Informação </li></ul><ul><li>Exemplos de tecnologias da Informação: </li></ul><ul><li>Número de Usuários de Internet na Rússia </li></ul><ul><li>Desenvolvimento de Aplicações Sem-Fio </li></ul>Período: 1998 a 2000 Aumento: De 1,4 milhões para 7,5 milhões Celulares, PDAs, Smartphones mais baratos para acessar informações em qualquer lugar e a qualquer momento.
  34. 34. A Complexidade da Transparência – Página 9 <ul><li>Fator 5 – Tecnologias da Informação </li></ul><ul><li>Exemplos de tecnologias da Informação: </li></ul><ul><li>Número de Rádios e Televisões no Mundo </li></ul><ul><li>Número de Rádios e Televisões nos EUA </li></ul>Rádios 418 para cada 1000 pessoas Televisões 247 para cada 1000 pessoas Rádios 2.146 para cada 1000 pessoas Televisões 847 para cada 1000 pessoas
  35. 35. A Complexidade da Transparência – Página 9 <ul><li>Fator 5 – Tecnologias da Informação </li></ul><ul><li>Exemplos de tecnologias da Informação: </li></ul><ul><li>Projeção de Crescimento dos Celulares é GRANDE ! </li></ul>2001 727 milhões 2003 1,26 bilhões 2005 1,76 bilhões
  36. 36. A Complexidade da Transparência – Página 9 <ul><li>Fator 5 – Tecnologias da Informação </li></ul><ul><li>O autor seguem dando exemplos: </li></ul><ul><li>Maior Resolução das Imagens obtidas através de Satélites </li></ul><ul><li><<Qualquer um pode obter>> </li></ul>Melhora a análise
  37. 37. A Complexidade da Transparência – Página 9 <ul><li>Cresceu o número de investimentos em países cuja economia é forte. A maior transparência global permite que tenhamos acesso à estabilidade econômica, possibilidade de investimento, dentre outras informações. </li></ul>Quem é seguro Sinônimo de Garantia Transparência GLOBAL Quem não é seguro Quem tem economia estável Quem não tem economia estável Sinônimo de Falta de Garantia BOM para Investir RUIM para Investir
  38. 38. A Complexidade da Transparência – Página 9 (Final) <ul><li>Cada vez mais os valores reforçam que a transparência é: </li></ul><ul><li>MORALMENTE CORRETA </li></ul><ul><li>O autor cita Ann Florine que argumenta: </li></ul><ul><li>“ O mundo está abraçando uma nova conduta.” </li></ul>Regulação pela Revelação “ Regulation by Revelation”
  39. 39. A Complexidade da Transparência – Página 10 <ul><li>À medida que nós temos mais transparência nas organizações importantes, existe uma pressão maior para que organizações fechadas se tornem transparentes, revelando seus segredos. Caso contrário, acredita-se que elas têm algo RUIM a esconder. </li></ul><ul><li>O autor argumenta: “Quando a transparência prevalece, atos de segredos são eles mesmos suspeitos” </li></ul><ul><li>Ex: Presidente George Bush em 2003 </li></ul>Justificou a invasão ao Iraque devido à possibilidade de existir armas de destruição em massa. “ Um País que esconde alguma coisa é um País que tem medo de ser pego”
  40. 40. A Complexidade da Transparência – Página 10 (Parágrafo 2) <ul><li>Moral da discussão até o momento: </li></ul><ul><li>Transparência requer uma avaliação de quem pegou; qual informação; como essa(s) pessoa(s) a interpreta(m), e como reage(m). </li></ul><ul><li>As fontes – mídia, governos democráticos, organizações não-governamentais, organizações internacionais – revelam as informações que, às vezes, podem ser razoáveis para alguns, mas também podem não ser para outros. É uma tarefa de grande RESPONSABILIDADE ! </li></ul><ul><li>Ex: Por que compramos jornais? </li></ul><ul><ul><li>Por que eles filtram as informações para nós. </li></ul></ul>
  41. 41. A Complexidade da Transparência – Página 10 (Tópicos) <ul><li>Exemplos de como as fontes podem afetar </li></ul><ul><li>o nosso entendimento sobre o mundo tanto </li></ul><ul><li>pelas informações que elas revelam como, </li></ul><ul><li>principalmente, pelas informações que elas </li></ul><ul><li>não revelam: </li></ul><ul><li>Documentos retratam sobre casos de distorção de informação feitas pela mídia e atribuem esse tipo de coisa aos fatos: </li></ul><ul><ul><li>(1) Mídia é um negócio; </li></ul></ul><ul><ul><li>(2) Precisam divulgar as atividades do governo mas, ao mesmo tempo, revelar que a fonte é o próprio governo. </li></ul></ul><ul><ul><li>(3) ... </li></ul></ul>Essas decisões são afetadas pelo custo , geografia , Interesses dos leitores e contexto mundial . Outros exemplos são destacados pelo autor.
  42. 42. A Complexidade da Transparência – Página 11 <ul><li>Organizações não-governamentais focam em alguns pontos e”esquecem” de outros. </li></ul><ul><li>A escolha do que será ou não revelado baseia-se em uma série de circunstâncias, tais como: tecnologia, custo, tempo, dentre outras. </li></ul><ul><li>Além disso, as tecnologias de comunicação são limitadas, não atingem todos. </li></ul>
  43. 43. A Complexidade da Transparência – Página 11 (Último Parágrafo) <ul><li>O autor tem uma preocupação com o cognitivo . </li></ul><ul><li>O cognitivo está ligado à interpretação das pessoas; reconhecimento das implicações reais; capacidade de absorção de informações. </li></ul><ul><li>Resumindo: </li></ul>Várias Informações “ Intempéries” Ex: Informações duvidosas  Opinião 1 Opinião 2 Opinião 3 Opinião 4 Comportamento agressivo Comportamento passivo Comportamento passivo Comportamento indiferença
  44. 44. A Complexidade da Transparência – Página 12 (Parágrafo 1) <ul><li>Três fatores chaves afetam a habilidade das pessoas em reconhecer as informações: </li></ul><ul><ul><li>(1) Interpretação correta fica prejudicada pela quantidade de informação disponível, como se fosse um ruído (analogia com sinal de rádio). </li></ul></ul><ul><ul><li>(2) As pessoas têm uma tendência de reconhecer uma informação se eles encontrarem essa informação e se essa não contradizer suas crenças. </li></ul></ul><ul><ul><li>(3) As pessoas reconhecem informações importantes se no ambiente no qual trabalham/freqüentam seus colegas ou superiores não reprimem quando elas se manifestam divulgando ao errado. </li></ul></ul><ul><li>Análise: </li></ul><ul><li>O primeiro fator parece ser o principal. Entretanto, testes controlados de laboratórios mostram que é o menos importante. Os principais são os fatores 2 e 3. </li></ul>
  45. 45. A Complexidade da Transparência – Página 12 (Parágrafo 2) <ul><li>É parte desse processo, a pessoa classificar outras pessoas em AMIGOS ou INIMIGOS. </li></ul> Várias Informações Filtram as informações através dos seus próprios processos cognitivos e de acordo com o contexto. AMIGOS INIMIGO
  46. 46. A Complexidade da Transparência – Página 12 (Parágrafo 2) <ul><li>Assumir ou atribuir uma identidade facilita entender o mundo e prever qual será o comportamento de uma determinada pessoa ou organização. </li></ul><ul><li>Governos também prevêem as ações de outros, mas não isoladamente. E sim usando um histórico de práticas sociais e fatos que ajudem a entender como um determinado governo reagirá diante de uma situação específica. </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>Armas nucleares são ruins. Mas, se vierem do Canadá, os EUA acham menos problemático do que se vierem da China ou do Irã. </li></ul>Analisar o contexto: o histórico, as relações sociais, o regime político, a capacidade militar, ... Decidir pela Lógica
  47. 47. A Complexidade da Transparência – Página 12 (Parágrafo 3) <ul><li>É complicado lidar com as diferentes INTERPRETAÇÕES. </li></ul><ul><li>O Autor apresenta o conceito de framework intelectual e normativo. </li></ul><ul><li>Ex: Nível de poluição que pode ou não ser tolerante. </li></ul>O framework intelectual e normativo é usado por todos nós para interpretar as informações que constantemente envolvem mudanças comportamentais. Se sentiam há um tempo atrás. Alguns não se se sentem seguros hoje. Mas...          
  48. 48. A Complexidade da Transparência – Página 13 (Parágrafo 1) <ul><li>Uma pessoa pode influenciar outra e isso faz da transparência algo ainda mais complexo. </li></ul><ul><li>O processo é muito mais complexo do que simplesmente expor as informações removendo os obstáculos do entendimento ou do acesso à informação. </li></ul><ul><li>Preocupação extra: </li></ul><ul><li>Ações das pessoas </li></ul><ul><li>Quem elas influenciam? </li></ul><ul><li>Quem elas atingem? </li></ul><ul><li>Quem elas protegem? </li></ul>    
  49. 49. A Complexidade da Transparência – Página 13 <ul><li>Por quê a transparência preocupa? </li></ul><ul><li>Porque ela afeta/influencia TUDO : </li></ul><ul><ul><li>Comportamento; </li></ul></ul><ul><ul><li>Políticas governamentais; </li></ul></ul><ul><ul><li>Vida dos cidadãos ao longo do mundo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Segurança das sociedades; </li></ul></ul><ul><ul><li>Sucesso dos esforços cooperativos na redução de conflitos; </li></ul></ul><ul><ul><li>... </li></ul></ul>Especialistas afirmam que a transparência é o caminho para solucionar vários problemas de escopo global. Mas...
  50. 50. A Complexidade da Transparência – Página 14 (Parágrafo 1) <ul><li>(!) Alerta para o lado negativo da transparência </li></ul><ul><li>Dilema da Segurança: </li></ul><ul><ul><li>Ocorrem conflitos e até mesmo guerras porque ninguém sabe as reais intenções dos outros. </li></ul></ul>O autor ainda afirma que a transparência poderia melhorar essa situação caso as intenções fossem claras . Uso de Diplomacia
  51. 51. A Complexidade da Transparência – Página 14 (Parágrafo 2) <ul><li>Dualidade: </li></ul>Controlar Informação Não Controlar Informação X analogia Secreto Transparente X Um verdadeiro dilema ...
  52. 52. A Complexidade da Transparência – Página 15 (Parágrafos 2 e 3) <ul><li>“ Efeito CNN”: </li></ul><ul><li>Pessoas que viram cenas de violência chocantes em suas televisões, pressionam seus governantes para intervir nos conflitos. </li></ul><ul><li>Autor Wriston argumenta: </li></ul><ul><ul><li>“ O vírus da liberdade atinge as pessoas e não existe um antídoto”. </li></ul></ul><ul><li>Exemplo: Big Brother Brasil - BBB </li></ul>Menos autoritarismo Ansiedade pela liberdade
  53. 53. A Complexidade da Transparência – Páginas 15 e 16 <ul><li>Sobre o livro: </li></ul><ul><li>A BOA transparência pode levar ou afetar a política internacional. </li></ul><ul><li>Mas, não reduz o conflito. </li></ul><ul><li>Logo: </li></ul>Transparência não necessariamente gera Cooperação Boa Liderança
  54. 54. A Complexidade da Transparência – Página 16 <ul><li>Análise comparativa sobre os impactos da transparência: </li></ul><ul><li>Primeiramente, análises sobre os impactos da transparência são relativamente raras. </li></ul><ul><li>Especialistas tratam a transparência como parte de um problema particular e, normalmente somente apresentam o lado positivo da transparência. </li></ul><ul><li>Muitas discussões sobre transparência contêm suposições/hipóteses não analisadas e baseadas em conjuntos particulares de valores. </li></ul><ul><li>Algumas discussões sobre transparência focam exclusivamente nas ações deliberativas de abertura, as quais inevitavelmente levam a previsões muito otimistas. </li></ul>Ações Deliberativas Ajudar nas relações internacionais Harmonia pode não significar paz podem mas,
  55. 55. A Complexidade da Transparência – Página 18 (Figura 1) Análise sobre os impactos da transparência: Transparência Descentraliza o poder Conhece os outros melhor Reduz a Incerteza O que a transparência revela Quem mantém o poder Como a informação é interpretada e atacada Objetivos daqueles que mantém o poder Desfecho Positivo Desfecho Negativo
  56. 56. A Complexidade da Transparência – Página 19 <ul><li>Destaca a complexidade do processo de transparência (Figura 1). </li></ul><ul><li>Apresenta os capítulos e sobre o que cada um vai tratar. </li></ul><ul><ul><li>Capítulo 1: A complexidade da Transparência </li></ul></ul><ul><ul><li>Capítulo 2: Transparência e Conflito </li></ul></ul><ul><ul><li>Capítulo 3: Transparência e Violência entre Grupos </li></ul></ul><ul><ul><li>Capítulo 4: Transparência e Intervenção de Conflitos </li></ul></ul><ul><ul><li>Capítulo 5: Transparência e Liderança </li></ul></ul><ul><ul><li>Capítulo 6: Implicações Globais do Crescimento da Transparência </li></ul></ul>
  57. 57. Capítulo 6 Implicações Globais do Crescimento da Transparência
  58. 58. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 115 <ul><li>Duas citações: </li></ul><ul><li>[Pervaiz Iqbal Cheema] </li></ul><ul><li>“ In the context of international relations, transparency means that chances of misinterpretation, whether deliberate or inadvertent, are reduced to a minimum.” </li></ul><ul><li>A transparência reduz as interpretações erradas a um número mínimo. </li></ul><ul><li>[Michael Frayn] </li></ul><ul><li>“ Everyone looking at everyone else. Everyone seeing something diferent.” </li></ul><ul><li>Todo mundo olhando todo mundo e todo mundo vendo alguma coisa diferente. </li></ul>
  59. 59. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 115 Parágrafo 1 O autor desafia a visão convencional da transparência: Visão Tradicional Visão do Autor X “ Tudo são flores” “ Nem tudo é flor” Se a transparência BOA continuar crescendo, ela vai transformar a política internacional, reduzindo a incerteza, ajudando as pessoas a se conhecerem melhor e descentralizando o poder.
  60. 60. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Páginas 115 e 116 <ul><li>“ Transparency has a dark side.” </li></ul><ul><li>Menos incerteza pode tanto encorajar como desencorajar os conflitos internacionais, aumentando ou diminuindo a cooperação. </li></ul><ul><li>Por que? </li></ul><ul><ul><li>Porque quando as pessoas sabem mais sobre as outras - dependendo da interpretação, cultura e entendimento - pode acarretar violência entre grupos com ideologias diferentes. </li></ul></ul><ul><li>Por outro lado, mais informações pode causar intervenção e redução de conflitos. </li></ul><ul><li>A descentralização do poder pode aumentar a força das organizações democráticas. Mas, pode também aumentar a força dos governos autoritários. </li></ul>Tudo depende do que a transparência mostra.
  61. 61. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 116 Parágrafo 1 <ul><li>Usualmente, algumas previsões sobre os efeitos da transparência, baseadas em suposições/hipóteses não analisadas, levam à caracterizar a transparência como harmoniosa e tolerante. </li></ul><ul><li>A BOA transparência pode ser adicionalmente harmônica e tolerante, mas isso depende das condições . </li></ul><ul><li>O autor atribui isso: </li></ul><ul><ul><li>Às suposições/hipóteses; </li></ul></ul><ul><ul><li>Às interpretações; </li></ul></ul><ul><ul><li>Ao contexto; </li></ul></ul>Efeitos BONS Efeitos RUINS X Transparência é condicional <ul><ul><li>Ao que é mostrado e para quem é mostrado; </li></ul></ul><ul><ul><li>À sociedade ser mais liberal ou não; </li></ul></ul><ul><ul><li>À reação das pessoas; e </li></ul></ul><ul><ul><li>À quem ganha e quem perde com isso. </li></ul></ul>
  62. 62. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 116 Parágrafo 2 <ul><li>Idéias e valores são críticos para prever os efeitos da BOA transparência, pois dependem da interpretação, de onde é mostrado, dentre outros fatores. </li></ul><ul><li>Conseqüentemente, os efeitos da transparência mudarão ao longo do tempo. </li></ul><ul><li>Por que? </li></ul><ul><ul><li>Porque idéias e valores são variáveis. </li></ul></ul>Questão Temporal O que faz efeito hoje, no futuro pode não fazer. O que é normal hoje, no futuro pode ser crime. O que é estranho hoje, no futuro pode ser normal. ...
  63. 63. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 116 Parágrafo 3 <ul><li>A BOA transparência pode apresentar aos governos, às organizações não-governamentais e aos indivíduos uma oportunidade de influenciar o relacionamento INDIVÍDUOS - INFORMAÇÕES. </li></ul><ul><li>Por que? </li></ul><ul><ul><li>Porque as pessoas podem mudar o que pensam. </li></ul></ul><ul><li>Os governos, as organizações não-governamentais e os indivíduos podem inclusive influenciar sobre o que as pessoas estão pensando – se é bom ou não; ou ainda sobre a conduta/comportamento das pessoas – se é adequada(o) ou não. </li></ul><ul><li>A habilidade de convencer ou compartilhar valores e idéias é também uma “virtude” poderosa. </li></ul><ul><li>Quando as pessoas concordam com você, compartilham as mesmas idéias e valores, elas também aceitam colaborar mais. </li></ul>Idéias e valores são PODEROSOS! Alcançar os objetivos é mais FÁCIL e o sucesso mais duradouro . “ Arma Política” – Capacidade de Persuadir
  64. 64. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 117 Parágrafos 1 e 2 <ul><li>O que a transparência revela? </li></ul><ul><li>Os efeitos da transparência dependem do que ela revela. Parece óbvio, mas isso costuma ser negligenciado pelos analistas e políticos. </li></ul><ul><li>Falsa idéia: </li></ul><ul><ul><li>A transparência vai resolver todos os problemas do mundo. </li></ul></ul><ul><li>Base: </li></ul><ul><ul><li>A transparência iluminará a cooperação e a amizade. </li></ul></ul><ul><ul><li>A transparência dará suporte aos ideais da democracia. </li></ul></ul><ul><li>Essa conduta tem implicações -> causa insegurança </li></ul>ISSO NÃO É TOTALMENTE VERDADE! É necessária a transparência de Intenção Transparência específica de alguma coisa. Podemos pensar em transparência em vários contextos/ramos - Transparência de Software
  65. 65. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 117 Parágrafo 2 <ul><li>Esse ponto de vista está correto, mas se e somente se a transparência permitir que os governos enxerguem os outros governos como não agressivos . </li></ul><ul><li>Entretanto, se a transparência permitir que os governos enxerguem os outros governos como agressivos, os efeitos da transparência não levarão à paz e sim à guerra . </li></ul>A transparência de intenção ajudaria os governos a evitar comportamentos contra-produtivos e proporcionar mais segurança para as suas nações.
  66. 66. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 117 Parágrafo 3 <ul><li>Transparência nas questões militares: </li></ul><ul><li>Os efeitos da transparência nesse contexto também dependem do que é revelado. </li></ul>Paz Violência X Demonstração de vulnerabilidade Demonstração de estabilidade DUALIDADE presente novamente
  67. 67. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Páginas 117 e 118 Parágrafo 4 <ul><li>Dinâmica Social dos Conflitos: </li></ul><ul><li>A transparência pode reduzir a hostilidade entre os grupos, ajudando as pessoas a se conhecerem melhor. </li></ul> dos sentimentos positivos, facilitando as relações X Se for superficial e deturpada Se for válida e segura DUALIDADE presente novamente (  )  dos desacordos entre os grupos, dificultando as relações (  )
  68. 68. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Páginas 117 e 118 Parágrafo 4 <ul><li>Alguns analistas defendem o livre mercado de idéias , pois leva à correção de erros e de injustiças. </li></ul>Isso pode não ser verdade Tudo depende das informações E se elas forem distorcidas?
  69. 69. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Páginas 117 e 118 Parágrafo 4 <ul><li>A mídia, dependendo da audiência e da venda de jornais, pode distorcer as informações. </li></ul>O problema é quem recebe. Grupos Humanitários Grupos Extremistas X Além disso, mesmo nações democráticas podem apoiar a guerra, de acordo com as atitudes extremistas praticadas pelos governantes de outras nações.
  70. 70. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Páginas 117 e 118 Parágrafo 4 <ul><li>A mídia, dependendo da audiência e da venda de jornais, pode distorcer as informações. </li></ul>O problema é quem recebe. Grupos Humanitários Grupos Extremistas X Além disso, mesmo nações democráticas podem apoiar a guerra, de acordo com as atitudes extremistas praticadas pelos governantes de outras nações.
  71. 71. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 118 Parágrafo 2 <ul><li>Alguns pensadores democráticos reconhecem o potencial abuso da maioria sobre a minoria, mesmo no mercado aberto de idéias. </li></ul><ul><li>Pode chegar ao ponto da tirania da massa prejudicar mais a minoria do que a política de opressão causada pelos governos. </li></ul><ul><li>O autor cita o estudo de conflitos étnicos de Jack Snyder e Karen Ballentine: </li></ul><ul><ul><li>“ Assim como a competição econômica produz resultados sociais benéficos apenas em mercados bem institucionalizados ... o mercado político trará maiores benefícios quando existirem mecanismos para corrigir as imperfeições do mercado.” </li></ul></ul>As sociedades precisam adotar políticas que protejam as minorias A simples abertura oferece proteções insuficientes.
  72. 72. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 118 Parágrafo 3 <ul><li>Em conflitos armados, mais uma vez, a transparência pode levar à discordância ou à harmonia. </li></ul><ul><li>Isso, mais uma vez, pode encorajar ou não a intervenção da comunidade internacional. </li></ul>Diplomacia Preventiva BOA Violência RUIM Transparência X
  73. 73. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 118 Parágrafo 3 TUDO depende do que a transparência revela Se os custos da intervenção forem altos Se a intervenção for muito difícil Indiferença RUIM
  74. 74. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 119 Parágrafo 1 Transparência pode encorajar ou sufocar as ações positivas. Lado Negativo Lado Positivo Ações Mesquinhas Ações virtuosas <ul><li>A gestão de paz tem mostrado resultados positivos. </li></ul><ul><li>Porque a transparência pode causar ciclos virtuosos de cooperação. </li></ul>Ações Deliberativas de Transparência CSBMS (Confidence and Security-Building Measures)
  75. 75. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 119 Parágrafo 1 Entretanto: <ul><li>Palavras ou ações agressivas podem gerar ciclos viciosos de confrontação (Reciprocidade). </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><ul><li>Caso de deportação de brasileiros na Espanha. </li></ul></ul><ul><li>Assim, os governos e grupos medem suas relações. </li></ul>(!) Medidas de segurança podem não ser uma boa forma para começar a resolver um conflito. Tudo depende do contexto!
  76. 76. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 119 Parágrafo 2 Ciclos Virtuosos e Ciclos Viciosos: <ul><li>A transparência pode criar ciclos virtuosos ou ciclos viciosos em relação ao espalhamento das idéias e valores. </li></ul><ul><li>Outras conseqüências: </li></ul><ul><ul><li>Penalidades sociais por não pensar como a massa. </li></ul></ul><ul><ul><li>Questionamentos freqüentes para saber se estão mesmo certos. Afinal, muitos não concordam. </li></ul></ul>Idéias e Valores  Sentimentos de solidariedade Interpretações diferentes Organizações de grupos Discordância em relação aos líderes Paz Guerra X
  77. 77. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 120 Parágrafo 1 Nos olhos do observador <ul><li>As implicações da BOA transparência não são apenas dependentes do que é mostrado, mas também de como é INTERPRETADO. </li></ul><ul><li>Para dar conta do volume de informações recebidas diariamente, as pessoas tendem a interpretar novas informações de acordo com os pontos de vista e valores já existentes , descartando dados contraditórios . </li></ul><ul><li>Quando o peso das evidências cresce, as pessoas ajustam seus pontos de vista. </li></ul>Se necessário, ajustam o conjunto de valores e pontos de vista Nova Informação Conjunto de Valores e Pontos de Vista Tomam decisões Mas isso pode levar tempo ...     
  78. 78. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 120 Parágrafo 1 Entretanto: <ul><li>Com a maior disponibilidade de informação, essas mudanças no conjunto de valores e pontos de vista acontecerão mais rapidamente. </li></ul><ul><li>Por um lado, isso pode permitir que as pessoas se conheçam melhor. </li></ul><ul><li>Mas por outro, pode não ser bem assim. </li></ul>MUITAS INFORMAÇÕES  Conjunto de Valores e Pontos de Vista Conjunto de Valores e Pontos de Vista Conjunto de Valores e Pontos de Vista Conjunto de Valores e Pontos de Vista INTERPRETAÇÃO Ações Mesquinhas Ações virtuosas X
  79. 79. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 120 Parágrafo 2 Outra observação do autor: <ul><li>As pessoas têm uma tendência maior de mudar o que pensam quando as informações são oriundas de fontes confiáveis/seguras. </li></ul><ul><li>Portanto, a força dessas fontes é muito grande. Ao ponto das pessoas ignorarem outras fontes e se aterem ao que é reportado por essas. </li></ul><ul><li>Mas como as pessoas definem se uma fonte é ou não confiável? </li></ul> Reputação da Fonte Se as opiniões condizem com as minhas. Se divulga informações que me interessam. Ex; New York Times Ex; Fox News Ex; The Guardiam X The Independent Jornais (A escolha depende do ponto de vista político de cada indivíduo)
  80. 80. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 121 Parágrafo 1 <ul><li>Logo, as pessoas não acessam as informações apenas com base na credibilidade (reputação) da fonte, mas porque se identificam com o grupo de pessoas envolvidas. </li></ul><ul><li>Como as pessoas têm uma tendência de usar novas informações para confirmar crenças existentes, visões negativas em relação a um grupo podem levar tempo para mudar . </li></ul> Grupos que eu acredito INFORMAÇÕES VERDADEIRAS Grupos “inimigos” INFORMAÇÕES DETURPADAS Questão da Identidade
  81. 81. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 121 Parágrafo 1 <ul><li>As pessoas costumam enxergar a reputação e a identidade como formas de prever o comportamento futuro das pessoas e organizações. </li></ul><ul><li>Exemplo: França precisa reagir em uma questão polêmica. </li></ul> HISTÓRIO DE DEMOCRACIA DA FRANÇA PREVISÃO Então, acredito que a reação será positiva.
  82. 82. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 121 Parágrafo 2 <ul><li>Os papéis da verdade e da identidade afetam: </li></ul><ul><ul><li>(1) Como as pessoas interpretam as notícias sobre os outros (relacionamento social). </li></ul></ul><ul><ul><li>(2) Como as pessoas interpretam os dados que tangem aquelas notícias (relacionamento entre notícias). </li></ul></ul><ul><li>Mas, como a interpretação se dará dependerá: . </li></ul>Se é amigo. Se é certo. Se é parte do meu grupo. Contexto favorável. X Se é inimigo. Se é errado. Se não é parte do meu grupo. Contexto arriscado. INTERPRETAÇÃO POSITIVA AÇÕES VIRTUOSAS INTERPRETAÇÃO NEGATIVA AÇÕES VICIOSAS
  83. 83. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 121 Parágrafo 2 <ul><li>A previsão, as interpretações e as ações são complexas em alguns contextos: </li></ul><ul><li>Exemplo: No contexto das relações militares </li></ul><ul><li>Exemplo: Todos sabem que matar é ruim, </li></ul><ul><li>mas em caráter de defesa é válido e permitido. </li></ul>Líder é amigo. Líder é confiável. Líder é democrático. Contexto favorável. X Líder não é amigo. Líder não é confiável. Líder é extremista. Contexto arriscado. AÇÕES VIRTUOSAS Ex: Diplomacia AÇÕES VICIOSAS Ex: Guerra
  84. 84. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 121 Parágrafo 3 <ul><li>O autor destaca a importância dos relacionamentos sociais na interpretação das informações. </li></ul><ul><li>Exemplo: Na linguagem da Ciência Política </li></ul><ul><li>Exemplo: Depois da formação da União Soviética foi difícil convencer os líderes americanos que a União Soviética formada tinha mudado verdadeiramente e irreversivelmente. </li></ul><ul><li>Por que? </li></ul><ul><li>Com base no histórico, marcado pela incerteza. </li></ul>DIRIGE Incerteza Desconfiança Dilema da Segurança
  85. 85. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 122 Parágrafo 1 <ul><li>Informação e Ação </li></ul><ul><li>As implicações da BOA transparência também dependem de como os atores vão responder às informações. Os valores e as idéias estão em questão e fazem a diferença. </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><ul><li>Os governos têm ferramentas políticas para escolher quais políticas são legítimas e efetivas em um determinado contexto, tais como: </li></ul></ul><ul><ul><li>SANÇÕES UNILATERAIS. </li></ul></ul><ul><li>Esses valores e idéias mudam com o tempo e, às vezes, voltam a ser usados. </li></ul>
  86. 86. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 122 Parágrafo 1 REAÇÕES ESPERADAS: Se arma para atacar. Se arma para defender seu povo. Se arma porque é necessário. Se arma porque é terrorista. Se arma, mas é apenas uma medida de segurança. Se alguém se arma e investe militarmente. Contexto e histórico favorável X AÇÕES VIRTUOSAS Ex: Diplomacia AÇÕES VICIOSAS Ex: Intervenção Militar e Guerra Contexto e histórico não favorável * * * * * * * * * Análise* * * * * * * * * *
  87. 87. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 122 Parágrafo 2 <ul><li>Muitos desacordos entre os Estados Unidos e a Europa são sobre quais medidas são apropriadas para conter diversos conflitos internacionais. </li></ul><ul><li>Exemplo: Guerra contra o IRAQUE </li></ul><ul><li>Antes da guerra, os EUA e seus aliados acreditavam que o Saddam Hussein estava obstruindo esforços de inspecionar as armas do Iraque porque tinha armas de destruição em massa. </li></ul><ul><li>Gerou-se uma polêmica sobre como responder à situação: </li></ul>França e Alemanha X Intervenção Militar AÇÃO RADICAL EUA Nações Unidas deveriam insistir em investigar se tem ou não tem armas de destruição em massa AÇÃO MAIS DIPLOMÁTICA
  88. 88. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 122 Parágrafos 1, 2 e 3 <ul><li>Nesses contextos, a transparência ajudar a espalhar normas sobre as quais alguns tipos de ações são aceitáveis e apropriadas e outras não. </li></ul><ul><li>Entretanto, quando essas normas são confrontadas com outros valores podem causar ou evidenciar diferenças. </li></ul><ul><li>Quando valores se confrontam, as pessoas têm uma tendência a confrontar também as diferenças. Um lado costuma vencer, provocando uma divisão: </li></ul>Transparência como instrumento de regulação Grupo de Dentro Grupo de Fora X RIVALIDADE INTOLERÂNCIA VIOLÊNCIA
  89. 89. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 122 Parágrafo 3 <ul><li>Mas também pode levar a um acordo. </li></ul>Acordo HARMONIA TOLERÂNCIA PAZ Transparência como instrumento de regulação Tudo é relativo, depende dos valores, das idéias, da forma como eles são colocados, de quem eles atingem, de quem é poupado, dentre outros detalhes.
  90. 90. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 123 Vencedores e Perdedores na Era da Transparência Transparência BOA  Organizações Não-Governamentais  Reação Pública DESCENTRALIZAÇÃO DO CONTROLE SOBRE A INFORMAÇÃO Quebra dos monopólios MAIOR ACESSO À INFORMAÇÃO Governos têm poderes, mas as Organizações Não-Governamentais podem ser ainda mais poderosas, pois influenciam e mobilizam uma massa que acredita muito nos seus ideais.
  91. 91. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 124 Parágrafo 1 <ul><li>O fato de existirem pontos de vista fortes pode influenciar outros países e provocar mudanças em outros governos diante da pressão popular. </li></ul><ul><li>Muitos acham isso positivo, mas esquecem de analisar outras hipóteses: </li></ul><ul><ul><li>Quem é beneficiado com a descentralização e quais as intenções dele. </li></ul></ul><ul><li>A BOA transparência pode causar injustiças. Ex: Discriminação </li></ul><ul><li>Logo, é pertinente uma análise da natureza dos grupos que ganham e das atitudes dos mesmos. </li></ul>Transparência BOA RUIM Tudo vai depender da identidade dos vencedores e da natureza dos seus objetivos (  ) (  )
  92. 92. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 124 Parágrafo 2 <ul><li>PODER DO GOVERNO: </li></ul><ul><li>A partir do momento que os governantes sabem muito sobre o seu povo, oferecem ferramentas para que as suas mensagens sejam espalhadas. </li></ul><ul><li>Exemplo: Regimes Totalitários/Autoritários </li></ul><ul><li>Os governos podem gerenciar um sistema de limitada transparência 1 para permitir o acesso à informação para promover mudanças políticas, persuadindo a população para justificar seus atos. </li></ul>Situação de Risco 1 uso do termo “Transparência limitada” comentado na apresentação anterior.
  93. 93. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 125 Parágrafo 1 <ul><li>PODER DO GOVERNO: </li></ul><ul><li>Estados fortes podem negar o acesso à informação. </li></ul><ul><li>Por que? </li></ul><ul><ul><li>Porque, na maioria das vezes, tomam conta dos meios de comunicação, têm tecnologia, dentre outras facilidades. </li></ul></ul><ul><ul><li>Podemos esperar: </li></ul></ul><ul><ul><li>Logo: </li></ul></ul>Situação de Risco Ações Virtuosas Ações Viciosas X Transparência BOA RUIM (  ) (  )
  94. 94. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 125 <ul><li>VISÃO CONVENCIONAL: </li></ul><ul><li>O autor refuta o tempo todo a visão de que a transparência é sempre POSITIVA. </li></ul><ul><li>Mas, se a transparência pode ser tão ruim, temos motivos para festejar? </li></ul><ul><ul><li>SIM </li></ul></ul><ul><li>Quatro motivos: </li></ul><ul><ul><li>(1) Transparência é moralmente correta. As pessoas ficam de olho nos seus governantes. </li></ul></ul><ul><ul><li>(2) Transparência sugere evitar guerra, facilitar a resolução de conflitos, encorajar a cooperação internacional e ajudar a termos mais responsabilidades. </li></ul></ul><ul><ul><li>(3) Ações deliberativas de transparência, algumas vezes, são mais reveladoras que as próprias informações reveladas. Nos ambientes internacionais atuais, a transparência deliberativa é percebida como um sinal de intenções, identidades e verdades. </li></ul></ul><ul><ul><li>(4) Transparência permite que o povo exija responsabilidade das autoridades diante das suas ações, e desencoraja a corrupção e outras atividades e práticas ilegais. </li></ul></ul>
  95. 95. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 125 <ul><li>AÇOES DELIBERATIVAS: </li></ul><ul><li>Devo esconder ou revelar? </li></ul><ul><li>Espera-se ações: </li></ul>Dualidade Transparente Secreto X Virtuosas Viciosas X “ AMIGOS” “ INIMIGOS” Comportamento inerente ao mundo moderno
  96. 96. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Páginas 125 - 126 <ul><li>AÇOES DELIBERATIVAS: </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><ul><li>A Líbia optou por compartilhar informações sobre seu programa de armas nucleares. </li></ul></ul><ul><ul><li>Essa ação representou uma mudança política clara em relação à orientação política (regime político). </li></ul></ul><ul><li>De qualquer forma, é sempre uma decisão difícil saber se deve: </li></ul><ul><li>Exemplo: O Saddam Hussein optou por esconder. Outros líderes fizeram uma análise. O Iraque foi invadido por tropas americanas. </li></ul>Dualidade Revelar Esconder X Esconder Desconfiança de que tem algo errado Uso da força INTERPRETAÇÃO
  97. 97. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 126 Parágrafo 3 <ul><li>TRANSPARÊNCIA NÃO É ALGO SEMPRE DELIBERATIVO: </li></ul><ul><li>Estados fortes podem negar o acesso à informação. </li></ul>Transparência Voluntária X Transparência Planejada Pode ter mais benefícios EXEMPLOS: Evitar violência; Evitar injustiças; Evitar corrupção; ... Se as interpretações forem ruins EXEMPLOS: Violência; Injustiças; Corrupção; ...
  98. 98. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 126 Parágrafo 3 <ul><li>EXEMPLO DE UMA INICIATIVA PARA EVITAR CORRUPÇÃO: </li></ul><ul><li>2003 – Iniciativa de Transparência das Indústrias Extrativas </li></ul><ul><li>O autor lista uma série de outros exemplos. </li></ul>Indústrias Extrativistas Publicaram voluntariamente alguns dados IDÉIA Evitar a corrupção de oficiais na comercialização de recursos naturais de países em desenvolvimento.
  99. 99. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 127 <ul><li>DIPLOMACIA NA ERA DA TRANSPARÊNCIA </li></ul><ul><li>Afirmação do autor: “ A transparência complica a diplomacia” . </li></ul><ul><li>Argumentos: </li></ul><ul><ul><li>Governos competem por mais e mais fontes de informação independentes. </li></ul></ul><ul><ul><li>Governos exercem uma influência substancial na Era da Transparência. </li></ul></ul><ul><ul><li>Comumente, os governos detêm um link natural com a mídia. </li></ul></ul><ul><ul><li>Governos podem falar e ter acesso à população, privilégio esse que outras organizações não têm. </li></ul></ul>
  100. 100. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 128 Parágrafos 1 e 2 <ul><li>O OUTRO LADO: </li></ul><ul><li>Os governos estão com problemas para justificar suas ações, suas políticas e escolhas. </li></ul><ul><li>Logo, a preocupação principal é disseminar a informação mas de forma que alguns recebam a verdade manipulada, acreditem que é verdade e aceitem que é correto agir daquela forma. </li></ul><ul><li>A idéia é gerar um: </li></ul><ul><li>A habilidade de influenciar como a informação será interpretada pode representar um poder GIGANTE. </li></ul>Clima de verdade Boa Conduta (!) Alerta de Risco
  101. 101. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 128 Parágrafo 3 <ul><li>A ação de informar, influenciar a opinião pública, é conhecida como DIPLOMACIA PÚBLICA. </li></ul><ul><li>A DIPLOMACIA PÚBLICA é um fator crítico na Era da Transparência. </li></ul><ul><li>Comportamento característico: </li></ul><ul><li>Vários tipos de exemplos podem ser citados, mas um que ficou clássico foi a INVASÃO DO IRAQUE. </li></ul>Se a política de um País é negativa OPINIÃO PÚBLICA É NEGATIVA NÃO VAMOS AJUDAR
  102. 102. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 129 <ul><li>REGRAS PARA DIPLOMACIA PÚBLICA </li></ul><ul><li>Algumas delas são: </li></ul><ul><ul><li>(1) Assumir que qualquer coisa que você diga ou faça se tornará pública, em todos os lugares; </li></ul></ul><ul><ul><li>(2) Reconhecer que a hipocrisia mina a credibilidade e perder a credibilidade tem um custo; </li></ul></ul><ul><ul><li>(3) Esperar que os outros percebam inconsistências e as usem para tirar vantagens; </li></ul></ul><ul><ul><li>(4) Não deixar que outros definam as suas mensagens; </li></ul></ul><ul><ul><li>(5) Encontrar mensageiros com credibilidade; </li></ul></ul><ul><ul><li>(6) Conversar com o público e não apenas com as elites; </li></ul></ul><ul><ul><li>(7) Criar um clima de confiança e boa vontade; </li></ul></ul><ul><ul><li>(8) Encontrar e destacar valores em comum; </li></ul></ul><ul><ul><li>(9) Para entender o ponto de vista de outros, analisar onde eles obtém as informações deles e a base dos seus valores; </li></ul></ul>
  103. 103. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 129 Parágrafo 2 <ul><li>REGRAS PARA DIPLOMACIA PÚBLICA </li></ul><ul><li>O governo precisa ser cauteloso para agir. </li></ul><ul><li>Qualquer informação errada, pode causar problemas sérios. </li></ul><ul><li>O governo pode perder credibilidade com o vazamento indevido de informações. </li></ul>Vazamento Indevido de Informações Interpretações negativas por parte dos outros Relações internacionais prejudicadas HOJE e no FUTURO (histórico negativo).
  104. 104. Implicações Globais do Crescimento da Transparência – Página 129 Final da Página <ul><li>OUTRAS IMPLICAÇÕES POLÍTICAS </li></ul><ul><li>Em conflitos: </li></ul><ul><ul><li>A transparência pode prejudicar. </li></ul></ul><ul><ul><li>Às vezes, não é bom ser transparente </li></ul></ul><ul><ul><li>Pode demonstrar insegurança, instabilidade, vulnerabilidade e outras deficiências. </li></ul></ul><ul><ul><li>Pode encorajar abusos, injustiças e guerra. </li></ul></ul>Transparência por si só não leva à democracia.
  105. 105. Conclusão
  106. 106. Conclusão (Página 130) <ul><li>Transparência não é um antídoto para os problemas do mundo; </li></ul><ul><li>Transparência é um fenômeno complexo com efeitos BONS e RUINS; </li></ul><ul><li>Transparência precisa ser entendida pelos governantes para que uma política pública adequada seja definida; </li></ul><ul><li>Transparência não resolve todos os problemas do mundo, mas é moralmente correta. </li></ul><ul><li>Transparência é arriscada, mas promete mudanças importantes. Portanto, merece ter uma chance. </li></ul><ul><li>O segredo, particularmente na democracia, costuma ser NEGATIVO: </li></ul><ul><ul><li>Exemplo: Os EUA mesmo sendo uma democracia não está imune de abusos de poder e os segredos colaboram com esses abusos. </li></ul></ul><ul><li>Na Era da Transparência, não se deve construir política com mentiras. </li></ul>
  107. 107. BRASIL e a Mídia Sugestão de leitura: &quot;Na sociedade contemporânea, a mídia constitui um dos fatores fundamentais na formação do que é comumente conhecido como opinião pública. (...) quando se aplica a um assunto que apresenta uma fraca tradição de pesquisa no Brasil, como é o caso da questão das drogas, (...) os conteúdos das reportagens da mídia têm a permissão de reinar sozinhos (...) o que é visto, lido e ouvido, através da mídia, no que se refere às drogas, tende a se tornar a única medida padrão de verdade para a grande maioria da população brasileira.“ Fonte: Beatriz Carlini-Cotrim; José Carlos F. Galduróz; Ana R. Noto, Ilana Pinsky - “ A mídia na fabricação do pânico: um estudo no Brasil ”
  108. 108. Referência
  109. 109. Referência <ul><li>Capítulos 1 e 6 do livro: </li></ul><ul><ul><li>[Lord 2006] Lord, Kristin M. “ The Perils and Promise of Global Transparency: why the information revolution may not lead to security, democracy, or peace ”. Published by State University of New York Press, Albany, N.Y., 2006. </li></ul></ul>

×