0
Seis Pontos Críticos de Newsletters
Cassio	
  Poli)	
  
Os seis pontos críticos
Obje)vos	
  
Ferramenta	
  
Mailing	
  
Conteúdo	
  
Disparo	
  
Resultados	
  
1º	
  ponto	
  crí)co:	
  definir	
  o	
  papel	
  da	
  newsleCer	
  no	
  programa	
  de	
  content	
  
marke)ng.	
  
3	
...
4	
  
Anotação #1
Antes de qualquer decisão, responda:
por que ter uma newsletter?
5	
  
Objetivos mais frequentes
E-­‐mail	
  
Awareness	
  
Relacionar-­‐
se	
  
Geração	
  de	
  
tráfego	
  
Conversão	
 ...
2º	
  ponto	
  crí)co:	
  escolher	
  uma	
  boa	
  ferramenta	
  (gratuita	
  ou	
  paga)	
  de	
  envio	
  de	
  
e-­‐ma...
7	
  
Anotação #2
Contratar uma ferramenta profissional
faz toda a diferença para quem
trabalha com base de e-mails.
5. Ferramentas de disparo
Alguns	
  serviços	
  conhecidos.	
  
iContact	
  
Interspire	
  (servidor	
  à	
  parte)	
  
Lo...
9	
  
Anotação #3
Saiba quais funcionalidades básicas e
avançadas esperar da ferramenta.
Funcionalidades
Usuários	
  que	
  abriram	
  e-­‐mail	
  (lista	
  e	
  totais)	
  
Quem	
  clicou	
  nos	
  links	
  (li...
3º	
  ponto	
  crí)co:	
  construir	
  uma	
  base	
  legí)ma.	
  
11	
  
Mailing
12	
  
Anotação #4
Comprar ou obter um mailing de
terceiros é o caminho mais certeiro
para a caixa de SPAM.
Bons geradores de e-mails
13	
  
Site	
  
Formulário	
  
Pop-­‐up	
  
Hello	
  bar	
  
Eventos	
  
Workshops	
  
Webinars	...
14	
  
Anotação #5
No formulário de inscrição na
newsletter, colha apenas
os dados cadastrais que
lhe sejam realmente útei...
15	
  
Anotação #6
O crescimento esperado de usuários
ativos oscila entre 5% e 15%.
Crescimento dos usuários ativos
Taxa	
   Interpretação	
  
Acima	
  de	
  15%	
  por	
  mês	
   Excelente	
  
5%	
  a	
  1...
17	
  
Anotação #7
Segmentação básica é demográfica.
Segmentação avançada é por hábitos
e comportamentos dos usuários.
Segmentação
Demográfica	
  
Região	
  
Faixa	
  etária	
  
Gênero	
  
Cargo	
  
Empresa	
  
etc.	
  
Histórico	
  
A)vo	
  ...
4º	
  ponto	
  crí)co:	
  bom	
  conteúdo.	
  
19	
  
Conteúdo
20	
  
Anotação #8
Empresas que constroem personas
têm taxa de abertura até 14% maior.
Personas
	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
hCp://tracto.me/videopersonas	
  
21	
  
22	
  
Anotação #9
O assunto do e-mail é crucial
para o sucesso da newsletter.
5º	
  ponto	
  crí)co:	
  disparo	
  asser)vo.	
  
23	
  
Disparo
24	
  
Anotação #10
Descubra os horários
de pico do seu público.
25	
  
Anotação #11
O volume de conteúdo e o nível de
desgaste da base determinarão a
frequência do disparo.
Frequência
Periodicidade	
   Perfil	
  ideal	
   Risco	
  de	
  desgaste	
  
Diário	
   Hard	
  news	
   Alto	
  
Semanal	
...
27	
  
Anotação #12
Se a sua taxa de bloqueio e retorno for
superior a 2%, investigue as causas.
Causas frequentes de bloqueio
Bloqueio	
  
Uso	
  excessivo	
  
de	
  imagens	
  
Ausência	
  de	
  
opt-­‐out	
  
Palavra...
Retorno de e-mail
Taxa	
   Interpretação	
  
Abaixo	
  de	
  1%	
   Excelente	
  
De	
  1%	
  a	
  2%	
   Na	
  média	
  
...
6º	
  ponto	
  crí)co:	
  análise	
  e	
  interpretação.	
  
30	
  
Resultados
31	
  
Anotação #13
Espere resultdos acima das médias
globais, que são: 20% de taxa de
abertura e 5% de taxa de cliques.
Aberturas e cliques
Taxa	
  de	
  opt-­‐out	
  
0,3%	
  (bases	
  poluídas)	
  e	
  perto	
  de	
  0%	
  (bases	
  limpas)...
Aberturas e cliques - exemplo
Quantos	
  pedem	
  para	
  se	
  descadastrar	
  
30	
  (bases	
  poluídas)	
  e	
  perto	
...
Abertura de e-mails
Taxa	
   Interpretação	
  
Acima	
  de	
  25%	
   Excelente	
  
15%	
  a	
  25%	
   Na	
  média	
  
Ab...
35	
  
Anotação #14
É desejável que uma matéria
(em geral, a manchete)
obtenha em cliques o equivalente a
10% do total de ...
Análise do conteúdo
Quantos	
  pedem	
  para	
  se	
  descadastrar	
  
30	
  (bases	
  poluídas)	
  e	
  perto	
  de	
  0	...
Análise do conteúdo
Matérias	
  com	
  o	
  índice	
  dos	
  10%	
   Interpretação	
  
2	
  ou	
  mais	
  matérias	
   Exc...
38	
  
Anotação #15
A taxa de opt-out não
deve ser superior a 0,1%.
4. Bloqueio e retorno
Taxa	
  de	
  opt-­‐out	
   Interpretação	
  
Abaixo	
  de	
  0,1%	
   Na	
  média	
  
Acima	
  de	
...
Contatos
Cassio	
  PoliA	
  
@tractoBR	
  
cassio.poli)@tracto.com.br	
  
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Seis pontos críticos de newsletters

3,144

Published on

Webinar realizada pela Tracto em 3/7/2012. Ministrante: Cassio Politi.

Published in: Education
2 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
3,144
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
198
Comments
2
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Seis pontos críticos de newsletters"

  1. 1. Seis Pontos Críticos de Newsletters Cassio  Poli)  
  2. 2. Os seis pontos críticos Obje)vos   Ferramenta   Mailing   Conteúdo   Disparo   Resultados  
  3. 3. 1º  ponto  crí)co:  definir  o  papel  da  newsleCer  no  programa  de  content   marke)ng.   3   Objetivos
  4. 4. 4   Anotação #1 Antes de qualquer decisão, responda: por que ter uma newsletter?
  5. 5. 5   Objetivos mais frequentes E-­‐mail   Awareness   Relacionar-­‐ se   Geração  de   tráfego   Conversão   em  vendas   E-­‐mail  marke)ng  
  6. 6. 2º  ponto  crí)co:  escolher  uma  boa  ferramenta  (gratuita  ou  paga)  de  envio  de   e-­‐mails.   6   Ferramenta
  7. 7. 7   Anotação #2 Contratar uma ferramenta profissional faz toda a diferença para quem trabalha com base de e-mails.
  8. 8. 5. Ferramentas de disparo Alguns  serviços  conhecidos.   iContact   Interspire  (servidor  à  parte)   Locaweb   MailChimp   SendBlaster  (servidor  à  parte)   UOL  Host   VirtualTarget  
  9. 9. 9   Anotação #3 Saiba quais funcionalidades básicas e avançadas esperar da ferramenta.
  10. 10. Funcionalidades Usuários  que  abriram  e-­‐mail  (lista  e  totais)   Quem  clicou  nos  links  (lista  e  totais)   E-­‐mails  retornados  (estacs)cas  e  eliminação)   Segmentação  do  mailing   Link  para  opt-­‐out   Gestão  de  opt-­‐out  e  bounce   Landing  page  de  assinatura  
  11. 11. 3º  ponto  crí)co:  construir  uma  base  legí)ma.   11   Mailing
  12. 12. 12   Anotação #4 Comprar ou obter um mailing de terceiros é o caminho mais certeiro para a caixa de SPAM.
  13. 13. Bons geradores de e-mails 13   Site   Formulário   Pop-­‐up   Hello  bar   Eventos   Workshops   Webinars   Downloads   E-­‐books   Relatórios  
  14. 14. 14   Anotação #5 No formulário de inscrição na newsletter, colha apenas os dados cadastrais que lhe sejam realmente úteis.
  15. 15. 15   Anotação #6 O crescimento esperado de usuários ativos oscila entre 5% e 15%.
  16. 16. Crescimento dos usuários ativos Taxa   Interpretação   Acima  de  15%  por  mês   Excelente   5%  a  15%  por  mês   Na  média   Abaixo  de  5%  por  mês   Ruim  
  17. 17. 17   Anotação #7 Segmentação básica é demográfica. Segmentação avançada é por hábitos e comportamentos dos usuários.
  18. 18. Segmentação Demográfica   Região   Faixa  etária   Gênero   Cargo   Empresa   etc.   Histórico   A)vo   Ina)vo   Abriu  e-­‐mail  nos   úl)mos  ‘X’  meses   Não  abre  há  mais   de  ‘X’  meses  
  19. 19. 4º  ponto  crí)co:  bom  conteúdo.   19   Conteúdo
  20. 20. 20   Anotação #8 Empresas que constroem personas têm taxa de abertura até 14% maior.
  21. 21. Personas                     hCp://tracto.me/videopersonas   21  
  22. 22. 22   Anotação #9 O assunto do e-mail é crucial para o sucesso da newsletter.
  23. 23. 5º  ponto  crí)co:  disparo  asser)vo.   23   Disparo
  24. 24. 24   Anotação #10 Descubra os horários de pico do seu público.
  25. 25. 25   Anotação #11 O volume de conteúdo e o nível de desgaste da base determinarão a frequência do disparo.
  26. 26. Frequência Periodicidade   Perfil  ideal   Risco  de  desgaste   Diário   Hard  news   Alto   Semanal   Revista   Moderado   Mensal   Profundidade   Baixo  
  27. 27. 27   Anotação #12 Se a sua taxa de bloqueio e retorno for superior a 2%, investigue as causas.
  28. 28. Causas frequentes de bloqueio Bloqueio   Uso  excessivo   de  imagens   Ausência  de   opt-­‐out   Palavras   cpicas  de   SPAM  
  29. 29. Retorno de e-mail Taxa   Interpretação   Abaixo  de  1%   Excelente   De  1%  a  2%   Na  média   Acima  de  2%   Ruim  
  30. 30. 6º  ponto  crí)co:  análise  e  interpretação.   30   Resultados
  31. 31. 31   Anotação #13 Espere resultdos acima das médias globais, que são: 20% de taxa de abertura e 5% de taxa de cliques.
  32. 32. Aberturas e cliques Taxa  de  opt-­‐out   0,3%  (bases  poluídas)  e  perto  de  0%  (bases  limpas)   Taxa  de  cliques   5%   Taxa  de  abertura   20%   Taxa  de  recebimento   83%  no  início  e,  mais  adiante,  perto  de  100%  
  33. 33. Aberturas e cliques - exemplo Quantos  pedem  para  se  descadastrar   30  (bases  poluídas)  e  perto  de  0  (bases  limpas)   Quantos  clicam  em  pelo  menos  1  link   500   Quantos  abrem   2.000   Quantos  recebem   8.300  no  início  e,  mais  adiante,  perto  de  10.000   10.000  emails  
  34. 34. Abertura de e-mails Taxa   Interpretação   Acima  de  25%   Excelente   15%  a  25%   Na  média   Abaixo  de  15%   Ruim  
  35. 35. 35   Anotação #14 É desejável que uma matéria (em geral, a manchete) obtenha em cliques o equivalente a 10% do total de aberturas.
  36. 36. Análise do conteúdo Quantos  pedem  para  se  descadastrar   30  (bases  poluídas)  e  perto  de  0  (bases  limpas)   Quantos  clicam  em  pelo  menos  1  link   500   Quantos  abrem   2.000   Quantos  recebem   8.300  no  início  e,  mais  adiante,  perto  de  10.000   10.000  emails   Quantas  matérias   recebem  em  cliques   pelo  menos  10%   desse  número.   Ou  seja,  200  cliques.  
  37. 37. Análise do conteúdo Matérias  com  o  índice  dos  10%   Interpretação   2  ou  mais  matérias   Excelente   1  matéria   Na  média   Nenhuma   Ruim  
  38. 38. 38   Anotação #15 A taxa de opt-out não deve ser superior a 0,1%.
  39. 39. 4. Bloqueio e retorno Taxa  de  opt-­‐out   Interpretação   Abaixo  de  0,1%   Na  média   Acima  de  0,1%   Ruim  
  40. 40. Contatos Cassio  PoliA   @tractoBR   cassio.poli)@tracto.com.br  
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×