Your SlideShare is downloading. ×
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Plataforma de Governo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Plataforma de Governo

639

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
639
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores” Administração 2013/2016; Desenvolvimento papel da administração/sociedade Saúde; Atendimento prioritário ao cidadão com necessidades urgentes; Educação; Emprego; Cultura; Esporte e lazer; Qualidade de vida; Juventude; Habitação; Fomento econômico; Classe rural; Turismo; IPTU; Assistência social; Urbanização Segurança Desfecho. 1
  • 2. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores”ADMINISTRAÇÃO 2013 / 2016 Temos antes de tudo nessa vida agradecer a por nos ofertar aconsciência, pois, somos os únicos seres capazes de pensar, sentir emoções e amarneste planeta, e, Deus é o centro de nossa vida, Àquele a quem devemos esta dádivaque é a “vida”, a família vem em seguida. A família é a base primordial e essencial parao desenvolvimento humano consciente. Quando ocupamos algum cargo no qual temoscondições de melhorar a vida do próximo, temos que atuar com dignidade ehonestidade, preceitos essenciais de um ser humano bem intencionado. Governar Dores de Campos é, além de uma grande honra para qualquerdorense, um enorme desafio. Se as dificuldades que teremos pela frente serãograndes, não as temo, porque estamos certos de poder contar com a participação e asolidariedade de todas as forças vivas de nossa sociedade. E mais, com uma equipe deprofissionais competentes para fazer o melhor para a municipalidade. Cumpre aogovernante identificar os problemas e apontar as diretrizes para as respectivassoluções, que possa auscultar os diversos segmentos da população. O governo por sisó, não é capaz de, isoladamente, superar todos os desafios deste novo tempo. Éimprescindível associar-se à sociedade organizada para, em um permanente processode consulta e interação, implementar as diversas políticas públicas hábeis e permitir odesenvolvimento de nossa cidade. O primeiro passo nesta direção é a apresentação desta Plataforma de Governo,para sua discussão no curso da campanha eleitoral. Para que chegássemos a este documento, foram ouvidos muitos segmentos dasociedade, mas certamente não todos, pelo que pretendemos aperfeiçoar seuconteúdo no curso da campanha, nos encontros, nas reuniões e, nas sugestões queserão acolhidas e analisadas com certeza integrarão esta Plataforma. Devem, pois, receber esta Plataforma como um documento dinâmico, sempreem elaboração, suscetível a um permanente processo de aperfeiçoamento, com oacréscimo de sugestões que vier a receber de toda população dorense. As ideias serãoagregadas na medida em que os debates forem avançando, de forma compor, ao finalda campanha, um documento consolidado, hábil para ser executado no Governo. A Plataforma compõe-se de prioridades, estratégias, diretrizes e objetivos. Istorevela o nosso compromisso com as ideias que integram o documento, com suaspremissas, de forma expressar nosso comprometimento com esta concepção de 2
  • 3. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores”Governo, estribada na participação, no diálogo e, em especial, no papel de liderançareservado ao nosso município no cenário nacional. Faremos crescer nossa querida Dores de Campos, portanto, nossa gloriosatarefa de juntos, inaugurarmos um novo tempo, um tempo de esperança, dedesenvolvimento, de segurança e de PROGRESSO. Um tempo de prosperidade: Doresde Campos a caminho do desenvolvimento. Não podemos ficar esperando com pratos nas mãos, temos que lutar e, juntoschegarmos ao auge, pois, o maior patrimônio de Dores de Campos são os Dorensesque alavancam esta cidade rumo ao progresso. Nesse limiar de um novo tempo, os desafios com que se defrontam Dores deCampos são imensos. Depois de muitos anos, vamos juntos renovar e crescer,desenvolver para o bem comum. Uma parcela da população ainda encontra-se oprimida e sem perspectivas deum futuro melhor, com melhores condições de vida, e nós, vamos proporcioná-losdignidade, investiremos maciçamente no campo da educação, não apenas comnúmeros de alunos, mas, com qualidade de ensino, que, é o primordial paraalcançarmos êxito em nossas metas estabelecidas. Teremos uma nova administração, voltada especificamente para o povoDorense fazendo com que, sejamos respeitados quando nos apresentamos para ocenário nacional. Dores de Campos é uma cidade que contribui de maneira especial para odesenvolvimento nacional. Somos o maior polo de fabricação de artigos de selaria. Deforma que, com esses atributos exigiremos respeito e, em seguida investimento demaneira mais eficaz. Para tanto, o Administrador liderará um amplo processo de diálogo com todosos Dorenses. Agiremos de forma uníssona, serão ouvidas todas as forças do município,este será o administrador do futuro. O diálogo culminará em ações conjuntas onde, todos serão responsáveis pelosresultados conseguidos, estes não serão mérito apenas do administrador direto, mas,do conjunto, povo/administrador. Portanto, aquele escolhido pelo povo em sufrágio não pode ser mandatário,mais, amigo e sobre tudo ouvinte dos reclames e clamores da população, pois, é estapopulação que realmente governa e exprime sua vontade. 3
  • 4. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores” Há obstáculos a curto e médio prazo, digo, de um (1) a dois (2) anos, parasuperarmos, contudo, podendo contar com o auxílio do povo dessa terra chegaremosa um denominador comum, onde, todos serão beneficiados com o progresso. Esse esforço conjunto Administrador/sociedade abrirá novos horizontes para odesenvolvimento, evitando a exclusão de grupos, seremos unidos em prol domunicípio. DESENVOLVIMENTO, PAPEL DA ADMINISTRAÇÃO/SOCIEDADE Com a clara compreensão das limitações de recursos financeiros, a Plataformade Governo da coligação “Renova Dores” enfatiza não as políticas do passado, mas, asiniciativas novas, com a parceria administrador/sociedade, coordenação, oplanejamento, a indução e a busca de maior cooperação com as várias instâncias daadministração, as empresas o setor privado e as várias formas de organização dasociedade. Trata-se de estabelecer novo paradigma de desenvolvimento e de atuaçãoadministrativa em que, a filosofia empregada será a baseada na liderança exercidapela união e a satisfação dos habitantes de nossa terra. Não significa que o administrador está renunciando ao papel ativa de busca doprogresso e do bem-estar para sua gente. Ao contrário, as carências sociais não podemser resolvidas se não haver uma integração/união, onde, o povo leva até oadministrador as necessidades surgidas, e, este por sua vez elabora um plano parasolução do problema, sendo este, em conjunto, cujas metas serão alcançadas commaior facilidade. Está provado pelos países mais desenvolvidos do planeta que desenvolvimentonão se consegue solitário, mas, com união e trabalho conjunto, onde todos sãoouvidos e, ao final colocam-se em ordem as necessidades e inicia o trabalho parasolução dos problemas apresentados. Certo é que não podemos só ficar implorando aos políticos do escalão maisalto, porque estes só ouvem os lamentos dos grandes centros, devemos sim, buscarnossos direitos como município de todos os convênios previstos para somar aosesforços de nossa comunidade, além é claro, de trabalhar e, com um plano de trabalhorevolucionário conforme o que apresentarei em seguida, levar nossa cidade ao 4
  • 5. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores”desenvolvimento jamais visto, assim sendo, o mérito não é do administrador somente,mas, administrador/sociedade, é do conjunto. Não devemos nos ater ao passado, aquele que não renova e buscaaprimoramentos modernos, fica em defasagem e prejudica seu povo tornando seumunicípio subdesenvolvido, não conseguindo sair do fundo poço. Digo mais, novas mentes pensando na modernidade e no futuro em que todosdeverão conquistar seu lugar de destaque vivendo dignamente sem necessidade deimplorar ou rogar lamuriosamente, porque UM ADMINISTRADOR NÃO ÉPROPRIETÁRIO DA CIDADE, CUMPRE-LHE APENAS ADMINISTRAR POR VONTADE DOPOVO OS BENS PERTENCENTES A ESSE MESMO POVO. Nosso propósito é cercar-se de profissionais com visão de gestão, para emmuitas ocasiões fazer do pouco o muito para toda comunidade Dorense. SAÚDE O Programa de Governo da coligação “Renova Dores” para essa área da saúdeé estrutura-se em torno de uma meta mobilizadora de um princípio ordenador daspolíticas públicas de saúde e dos projetos conforme segue:ATENDIMENTO PRIORITÁRIO AO CIDADÃO COM NECESSIDADES URGENTES Estes serão de forma regulamentada e de acordo com a necessidade dosusuários. Devemos manter na Policlínica, médico para atendimento vinte e quatro (24)horas/dia inclusive sábados, domingos e feriados. Conforme explicitadoanteriormente, não esqueçamos que será realizado de forma conjunta, portanto, como auxílio da população. Devemos parar de lamentar e buscar meios para que esteserviço funcione efetivamente, não podemos ficar ajoelhados esperando cair do céu asolução, temos que aplicar nossos meios e, de maneira eficaz solucionar estaproblemática que aflige nossa população há mais de trinta (30) anos. Com certeza absoluta conseguiremos êxito nessa tarefa. Melhorar oatendimento médico na Policlínica inserindo médicos em horários preestabelecidospara que a população não fique desprovida de atendimento nessa área que é aprincipal. 5
  • 6. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores” Temos projetos na área de distribuição de remédios, e como conseguirabastecer a farmácia da Policlínica através de convênios junto aos governos Estadual eFederal. Remédio é prioridade e, o cidadão não está provido de recursos para arcarcom a doença que surge de forma repentina. Temos que priorizar a saúde do cidadão ebuscar formas de que não faltem remédios e atendimento eficaz àquele que vai até asunidades buscar atendimento. Com relação à área rural criaremos a “Saúde no Campo”, onde faremos comque tenham atendimento médico nos Postos, na falta destes, nas escolas municipais,no mínimo 1 (uma) vez por semana. O princípio da equidade funda-se no valor da justiça social, expresso em duasdimensões fundamentais: a garantia de um tratamento igual perante as necessidadessemelhantes e a busca permanente de uma melhor distribuição dos recursos da saúde.Isso significará que todas as políticas públicas de saúde serão exercitadas de forma adiscriminar positivamente as regiões e as populações mais pobres. Iremos priorizar os PSF´s (Programa de Saúde da Família), pois, antes de tudo aprevenção é o melhor remédio. Queremos alcançar uma cobertura de 99% dapopulação. Não basta apenas expandir o PSF, é necessário, também, melhorar eprofissionalizar a qualidade no atendimento. O aumento da população urbana, a falta de recursos de muitas famílias temfeito com que o atendimento de urgência e emergência constitua um grande desafioda saúde pública. A solução para este problema está em estruturar e reorganizar osatendimentos de ambulâncias, e, isto com certeza faremos de forma vital, para que oatendimento, quando solicitado, não ultrapasse a marca dos 5 (cinco) a 10 (dez)minutos após o registro da chamada, em casos de urgência. A assistência farmacêutica básica alcançou algum progresso, contudo, nãopodemos esperar a boa vontade e a indulgência dos governantes das esferassuperiores. Implantaremos um programa para buscar os recursos no atendimento dafarmácia onde teremos um responsável trabalhando incansavelmente na obtençãodesses recursos, tenham certeza, meios há, e, nos vamos usá-los. Faremos com que o responsável pela Secretária de Saúde participeefetivamente das discussões relativas à área junto ao CMS (Conselho Municipal de 6
  • 7. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores”Saúde), não omitindo e não eximindo sua responsabilidade para tal. Exigiremos umesforço concentrado, até porque, saúde é uma das prioridades em nosso governo. Sendo a água e esgoto uma questão de saúde pública, buscaremos soluçõespráticas para erradicar todo e qualquer risco para a população, trabalhando aeliminação de todo e qualquer esgoto a céu aberto, além de criar um atendimentorápido para todos os fatos ocorridos nesta área. EDUCAÇÃO Educação é a riqueza das nações. Em todos os períodos da história foram ospovos educados os que melhores condições reuniram para superar obstáculos nabusca do desenvolvimento. Entre nós, entretanto, só muito recentemente o Paísacordou para a importância da educação e seu significado para o progresso e a justiçasocial. A Constituição de 1988 fez da educação um dos direitos do cidadão e um dospilares da cidadania. Em Dores de Campos não será diferente, investiremos maciçamente naeducação de crianças, jovens e adultos. Incentivaremos todos os que desejam ter maisconhecimento a buscarem nas escolas. O passo fundamental no nosso governo, - quando digo nosso, é porque somostodos nós que gerenciaremos o governo -, é qualidade de ensino. Não queremosquantidade, mas, qualidade para que nossas crianças, jovens e demais estudantes aoatingirem o último grau existente em nossa cidade, com certeza tenha conhecimentotal que, não terá problemas quando for frequentar outras salas em graus maiselevados. Mas a despeito da enorme expansão do ensino fundamental, a educaçãoescolar ainda não incorporou, em números expressivos, a população de jovens eadultos com escolaridade incompleta que não se beneficiaram, na infância, dasoportunidades hoje existentes. As salas de aula não podem conter mais que 25 crianças por sala, o queinviabiliza o aprendizado e deixa muito a desejar. Investiremos corretamente as verbasda educação em educação, para as crianças e demais beneficiados. Proporcionaremoscondições para que os professores da rede pública participem de simpósios, cursos deaperfeiçoamento, enfim, tudo que trouxer benefício para dentro da sala de aula, 7
  • 8. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores”consequentemente, para o aluno. Temos que ter mente voltada para o futuro e ofuturo já chegou. Buscaremos juntamente com as entidades associativas do município apossibilidade de ministrar cursos profissionalizantes, sendo eles de fundamentalimportância para o desenvolvimento e o aumento da autoestima de nossos futurosprofissionais. É uma forma de lançar no mercado de trabalho indivíduos maiscompetentes, e com conhecimento mais apurado. A formação cultural e artística das crianças é ponto preponderante no nossogoverno. Não podemos deixar nossa cultura esvair-se, perder-se, temos que fazer comque torne sempre presente na vida de nossos cidadãos. A cultura de um povo é suahistória, representa seu passado vivido no presente e relembrado no futuro, de formaque, não podemos jamais esquecermos de nossa cultura. Metas simples que ajudarão o desenvolvimento educacional em Dores deCampos:  Melhor capacitação e valorização do corpo docente;  Estimular a adoção de novas tecnologias;  Levar o computador para escola, mas, não como simples divertimento, levar com eles professores para ensinar nossos alunos o uso correto dessa ferramenta;  Adaptar a escola as necessidades do alunado;  Acompanhar através de mecanismos específicos, o aprendizado na escola; dessa forma verificando possíveis falhas e corrigindo-as;  Introduzir juntamente ao ensino de jovens e adultos, um ensino de natureza profissionalizante;  Com uma aliança com a comunidade, reduzir o analfabetismo em nosso município;  Estimular permanentemente a evolução do ensino infantil com novas técnicas e tudo que dispusermos para tal.  Não permitir que ultrapasse 24 alunos por classe, de outra forma o professor se sente incapaz para ministrar as aulas, não prestando um atendimento eficaz às nossas crianças.  Criar cursos técnicos em parceria com Governos Estadual e Federal; 8
  • 9. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores”  Buscar parceria com Sebrae para capacitação do pequeno e médio empresário, para torná-lo mais conhecedor de todo mercado e gestar de sucesso no mundo corporativo;  Buscar parceria com Senai para incentivar nossos adolescentes a frequentar cursos profissionalizantes, dando-lhes uma formação e visão de futuro;  Buscar parceria com o Governo Estadual na implementação de Programas de Incentivo ao primeiro emprego, como o pró-jovem e outros. Sendo assim, trabalhando junto com a comunidade, com líderes decomunidade, líderes de escolas, líderes de pais e alunos, atingiremos o sucesso, e,evidentemente, chegaremos ao ponto desejado que é, a supremacia na educação. EMPREGO Com a união das entidades de classe, filantrópicas e associações conseguiremoslevar nossos jovens e adultos a profissionalização, consequentemente, ao primeiroemprego. Nossa preocupação é de reciclar o trabalhador através de cursos que osinserirão no mercado com mais capacidade e maior probabilidade de não perder oemprego ora conseguido. Fazer com nossos jovens e adultos tenha uma profissãoatravés desses cursos, melhorando assim, a qualidade dos empregos já existentes.Uma parcela considerável dos ocupados concentra-se no chamado emprego informalda economia, compreendendo tanto os trabalhadores por conta própria quanto osempregados sem carteira de trabalho assinada. A todos esses daremos a oportunidadede participar e aprender novas técnicas através da profissionalização. Um profissional é desejado por qualquer empresa, pois, além de conhecimentoo rendimento será preciso e certo, por isso a necessidade de levar até nossostrabalhadores, sejam eles informais ou não, cursos de capacitação e profissionalização. CULTURA A cidade desde sua fundação é uma produtora de cultura. Cabe-lhe o papel deestimuladora, difusora e facilitadora do acesso aos bens culturais. Não obstante, a importância econômica da cultura está exigindo uma políticaequivalente à praticada para os demais setores produtivos. 9
  • 10. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores” Além dos benefícios intrínsecos que o acesso à cultura proporciona ao bem-estar dos cidadãos, não se podem perder de vista que indústria cultural gera renda eemprego. Visando incrementar o setor cultural, o nosso governo não poupará esforçospara: 1. incentivar a Cultura em todos os aspectos; 2. estimular a produção cultural com apoio irrestrito; 3. viabilizar a volta do município à Trilha dos Inconfidentes com participação efetiva e membro com participação em todas as reuniões da Trilha; 4. implementar medidas que fortaleçam a integração cultura/turismo e incentivar o turismo cultural; 5. apoiar a realização de festivais, seminários, fóruns, encontros de bandas e ciclo de palestras que visem à circulação de eventos e o debate produtivo das questões culturais; 6. implementar políticas de valorização do artesanato Dorense; 7. auxiliar o Conselho Municipal do Patrimônio, se não possuirmos, incrementar sua criação, visando um processo continuado de conscientização da comunidade sobre a necessidade de preservação de bens culturais móveis e imóveis; 8. estimular a criação de Leis de incentivo Municipal à Cultura; 9. buscar recursos do FAT para cursos de formação e/ou aprimoramento de recursos humanos na área cultural no município. 10. buscar outros recursos disponíveis para emprego nas questões culturais. ESPORTE E LAZER O Esporte além dos benefícios que proporciona à saúde contribui para aformação do cidadão e é fator de integração de população. A oportunidade da práticade esporte, principalmente para os jovens das camadas mais humildes, combate a 10
  • 11. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores”ociosidade e constitui poderoso instrumento de prevenção do crime, da droga e damarginalidade. Uniremos todas as quadras entre si, havendo responsáveis para cuidar dasequipes que serão formadas. Algumas metas pré-estabelecidas, contudo, como já mencionado no início,estamos elaborando um projeto para ser apreciado por todos, portanto, com o auxílioda comunidade.  Recuperaremos as quadras existentes, construiremos vestiários para que possam ser usadas para competições, masculinas e femininas;  Apoiaremos toda associação ou outra entidade interessada em promover o esporte nessas quadras, competições como fator motivador, revelando talentos;  Faremos um programa com objetivo de modernizar, sistematizar e planejar o esporte em Dores de Campos, contribuindo efetivamente para competições entre bairros, e até em cidades vizinhas;  Cobriremos a quadra na área central para promoção de eventos e jogos estudantis e comunitários. Inclusive, incentivaremos a criação de uma organização/conselho/associação para organizar e promover os jogos, assim mais, cuidar para que a integridade das quadras uma vez recuperadas, possam ser usadas ao longo dos anos sem depredações ou vandalismos;  Faremos uma política de conserva e recuperação das quadras danificadas;  Criaremos diversas equipes que competirão entre si, e, ao final serão condecorados com medalhas e certificados como forma de motivação;  Colocaremos a disposição das equipes veículos para transporte quando necessitarem, facilitando assim a integração entre as quadras da área urbana com a área rural e vice-versa, ainda, para competições em cidades vizinhas. TERCEIRA IDADE – MELHOR IDADE Para as pessoas da terceira idade, ou seja, a melhor idade daremos apoio e,criaremos juntamente com alguns responsáveis, programas destinados a essas pessoasque já trabalharam e estão agora com descanso merecido. 11
  • 12. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores” As pessoas da terceira idade não podem ficar ociosas ou estacionadas, devemter estímulo para vida, exercitarem participar de jogos direcionados à idade, atividadescerebrais e muitos outros programas surgirão no decorrer do período. QUALIDADE DE VIDA Os campos de vivência humana têm perpassado a noção de qualidade de vida.Os segmentos populacionais mais fragilizados quer por condições culturais, históricas,econômicas ou mesmo biológicas tornam-se mais evidentes. O Poder Público pode e deve mobilizar recursos para atendimento àscomunidades mais carentes. Existem meios específicos para alocar recursos doGoverno Federal, cujo destino são as comunidades mencionadas acima. Há que terconhecimento para fazer esta alocação. Uma vez conseguidos os recursos, estes devem ser totalmente empregadospara a finalidade especificada no programa, atendimento único e exclusivamente aosmenos favorecidos. Outro aspecto de fundamental importância é auxiliar a população que detémmenos informação a terem acesso à justiça, de modo a garantir a efetividade de seusdireitos individuais e coletivos. JUVENTUDE Os jovens atualmente encontram-se sem opção de lazer e área de esportetímida. E, sem incentivo ao esporte e lazer os jovens tornam-se presas fáceis doalcoolismo, crime e marginalidade e muitas vezes se envolvem com outros tipos dedrogas. No nosso governo, esses jovens serão assistidos, levaremos todos à prática dealgum esporte ou qualquer outra tarefa que os tire da possibilidade de envolvimentocom o mundo do crime. Qualquer ação de nosso governo abrangerá toda a zona ruraldo Município. Os compromissos que temos com a juventude é o contido no título esporte elazer e, alguns mais que venham a nos serem apresentados no decorrer destacampanha que será inserido no programa e desenvolvido no decorrer do período. 12
  • 13. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores” HABITAÇÃO Será uma prioridade em nosso governo o auxílio à habitação, pois, existemprogramas federais e estaduais que propiciam a construção de casas, ou ainda, arecuperação das já erguidas que encontram-se em fase de acabamento. Ter uma casa aconchegante é o desejo de todo ser vivente, e, há que dar umaimportância vital a este item, sendo ainda um direito previsto na Constituição Federal.Portanto, buscaremos convênios específicos na construção de casas populares paradar moradia digna à população mais carente. FOMENTO ECONÔMICO Nossa cidade possui uma riqueza inestimável que é o artesanato em couro eoutros artigos. Aqueles que visitam nossas fábricas ficam extasiados com os produtosapresentados e, não faltam elogios. Contudo, as empresas produtoras desses artigos não estão sendo reconhecidascomo deveriam ser, ainda, por serem a alavanca do progresso de nossa cidade. As proposições para formulação de uma política que auxilie nossas empresasdevem partir de alguns pressupostos:  Aprimoramento em caráter de urgência do parque de exposição para abrigar as festividades relacionadas à Cultura de nossa terra;  Por sermos polo produtor de artigos para pecuária, apoiaremos toda e qualquer atividade voltada ao desenvolvimento de nossa subsistência;  Nesse parque promoveremos rodeios, apresentação de animais da pecuária e a FAIDEC que jamais pode ser extinta do calendário de festividades de nossa cidade, por ser uma vitrine para exibição dos produtos fabricados artesanalmente por mãos de gênios;  Formaremos uma equipe/comissão que organizará todas as festividades de forma a dar maior segurança ao expositor;  No parque teremos um salão para rodas de negociações entre visitantes e expositores com a finalidade de proporcionar vendas dos nossos produtos, levando assim o nome de nossa Dores de Campos a outros rincões;  Em uma integração Associação Comercial/Prefeitura poderemos erguer cada vez mais a FAIDEC. Podem fazer parte também desse projeto outras 13
  • 14. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores” entidades interessadas no desenvolvimento de nossa cidade. Abriremos um amplo leque de diálogo até chegarmos em consenso que favoreça a todos sem distinção.  Apoiaremos toda ação, cujo horizonte é o desenvolvimento e o progresso de nossa terra, consequentemente, de nossos cidadãos. CLASSE RURAL Somos sabedores que a classe ruralista é responsável pelo abastecimento dascidades com gêneros alimentícios, bovinos, suínos, galináceos e outros, sendo umimportante vetor de desenvolvimento. Em nosso governo, vamos incrementar o atendimento a esses que vivem nazona rural, no intuito de que, permaneçam nas suas terras e produzam. Existem no Governo Federal recursos que podem ser alocados para auxílio aomicro e pequeno produtor rural, evitando dificuldades na hora de obtenção decréditos e, auxiliando na compra de implementos agrícolas. Nessa tarefa, teremos umacomissão no sentido de organizar os plantadores – aqueles que trabalham a terra -,para seu sustento e possível venda do que colhem a mais. Até a atualidade não foi criado nenhum mecanismo de auxílio para o homemdo campo e, como consequência estão migrando para o centro urbano perdendo suahistória deixando para trás sua cultura. A agricultura com sua simplicidade aparente está sendo alvo de avanço nospaíses de primeiro mundo, porque viram na agricultura a saída para as crises internas. Fazendo com o homem continue em sua casa de campo, sua famíliapermanecerá fazendo dessa forma com que, as cidades parem de inchar, e, estehomem continuando fixado em suas terras, produz e auxilia o desenvolvimento dopaís. Buscar apoio junto a órgãos como Emater e outros para ensinar eprofissionalizar nosso homem do campo, dando-lhe todo suporte técnico necessáriopara extrair de forma rentável a produção no campo. No nosso governo, daremos prioridade à estradas da zona rural, pois, é delasque o homem necessita de estarem em bom estado de conservação para sua 14
  • 15. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores”locomoção. Não pouparemos esforços para atender a todos, até porque, nossomunicípio é pequeno, juntos trabalharemos e chegaremos ao ponto ideal. TURISMO Exige ações específicas e objetivas, quando pensar em desenvolvimentoturístico, que passam pelo estímulo às discussões visando ao aperfeiçoamento deideias e o envolvimento da comunidade que, no momento, se exercitam positivamentequanto ao setor turístico. Exige também cuidados constantes com o meio ambiente,investimento na qualificação profissional e empresarial, busca na excelência naqualidade de prestação de serviços, estímulo ao empreendedorismo e ao investimentona área. Existem no Governo Federal recursos suficientes para empregar no Turismo,há que ter o conselho eficaz e um Prefeito envolvido e atuante, principalmente quenão julgue toda ação como despesa, mas tenha olhos voltados para o progresso e, vejatudo como investimento.METAS PRIORITÁRIAS:  Realizar a FAIDEC todos os anos como incentivo e principalmente divulgação do potencial na área do artesanato, envolvendo a pecuária;  Juntamente com entidades competentes, fazer uma ampla divulgação através de folders e outros, propagandas televisivas, demonstrando sermos um polo produtor de artesanato em couro;  Dar possibilidade de trabalho ao Conselho Municipal de Turismo apoiando-o sempre no que for necessário para o bom desempenho de suas funções;  Voltar a atuar na Agência de desenvolvimento Trilha dos Inconfidentes;  Criação de um programa com insígnia de: “Dores artesanal”, para ser distribuído entre todos os turistas que aqui vierem;  Montagem de um calendário dos eventos que ocorrem no município durante o ano para distribuição e divulgação;  Criar um site municipal com divulgação dos produtos produzidos em nossa cidade, como forma de divulgar e incentivar a venda para todos.  Organizar e promover o turismo rural. 15
  • 16. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores” O propósito deste foco do Plano é estabelecer alianças estratégicas com ossetores, associações e entidades diretamente envolvidos com o turismo. O Turismo é um grande gerador de rendas, cuja mão de obra humana éinsubstituível. IPTU Estaremos enviando à Câmara Municipal Projeto de Lei de renegociação dasdívidas de IPTU que os cidadãos dorenses têm para com o Município. Constará no Projeto de Lei, isenção para os carentes e desfavorecidosfinanceiramente, e negociação ampla com os devedores de longa data. O Projeto seráelaborado de maneira que favorecerá todo dorense sem distinção, em contra partida omunicípio arrecadará um volume que será investido diretamente em melhorias para apopulação. ASSITÊNCIA SOCIAL A Assistêcia Social atua na formulação e controle da execução da política deAssistência Social. Os conselhos de Assistência Social deliberam sobre o planejamentolocal de assistência social resultando no Plano Municipal de Assistência Social.Fiscalizar o Fundo Municipal de Assistência Social. Propor medidas para oaperfeiçoamento da organização e funcionamento dos serviços prestados na área deassistência social. Examinar propostas e denúncias sobre a área de assistência social.Somarem-se ao Poder Executivo na consecução da política de descentralização daassistência social. Atuar na politíca de assistência social e não na política partidária.Acompanhar e avaliar os serviços prestados, a nível local, na área da assistência social.Fiscalizar os órgãos públicos e privados componentes do sistema municipal deassistência social. Portanto, se trata de um Conselho que verifica como esté sendo empregado asverbas destinadas à atenção nessa área. Nossa cidade necessita urgentemente de um administrador eficaz de olhosvoltados para o futuro, deixando o passado de subdesenvolvimento buscandojuntamente com os cidadãos dessa terra futuro melhor, próspero e de real progresso. 16
  • 17. Coligação DEM – PT – PSDB “Renova Dores” Desta forma, estaremos todos nós desfrutando da maravilhosa força que traz oprogresso e uma administração austera, contudo, atendendo aos anseios de umapopulação que almeja um futuro promissor, onde tenham paz e saibam que asprincipais áreas trampolins para o desenvolvimento estejam bem cuidadas sendo elas,saúde e educação. Disse um Senador: “PREFEITO, QUALQUER CIDADEZINHA, POR MAIS PACATAQUE SEJA, POSSUI; AGORA, ADMINISTRADOR PÚBLICO É PRIVILÉGIO DE POUCAS”. Assim sendo, deixamos expresso nosso desejo de administrar Dores deCampos, se assim Deus nos permitir e os cidadãos dessa terra nos honrarem. 17

×