A Internacional <br />De pé, ó vitimas da fomeDe pé, famélicos da terraDa idéia a chama já consomeA crosta bruta que a sot...
A internacional
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

A internacional

172

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
172
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A internacional

  1. 1. A Internacional <br />De pé, ó vitimas da fomeDe pé, famélicos da terraDa idéia a chama já consomeA crosta bruta que a soterra<br />Cortai o mal bem pelo fundoDe pé, de pé, não mais senhoresSe nada somos em tal mundoSejamos tudo, ó produtores<br />Bem unidos façamosNesta luta finalUma terra sem amosA Internacional<br />Senhores, Patrões, chefes supremosNada esperamos de nenhumSejamos nós que conquistamosA terra mãe livre e comum<br />Para não ter protestos vãosPara sair desse antro estreitoFaçamos nós por nossas mãosTudo o que a nós nos diz respeito<br />Bem unidos façamosNesta luta finalUma terra sem amosA Internacional<br />O crime de rico, a lei o cobreO Estado esmaga o oprimidoNão há direitos para o pobreAo rico tudo é permitido<br />À opressão não mais sujeitosSomos iguais todos os seresNão mais deveres sem direitosNão mais direitos sem deveres<br />Bem unidos façamosNesta luta finalUma terra sem amosA Internacional<br />Abomináveis na grandezaOs reis da mina e da fornalhaEdificaram a riquezaSobre o suor de quem trabalha<br />Todo o produto de quem suaA corja rica o recolheuQuerendo que ela o restituaO povo só quer o que é seu<br />Bem unidos façamosNesta luta finalUma terra sem amosA Internacional<br />Nós fomos de fumo embriagadosPaz entre nós, guerra aos senhoresFaçamos greve de soldadosSomos irmãos, trabalhadores<br />Se a raça vil, cheia de galasNos quer à força canibaisLogo verás que as nossas balasSão para os nossos generais<br />Bem unidos façamosNesta luta finalUma terra sem amosA Internacional<br />Pois somos do povo os ativosTrabalhador forte e fecundoPertence a Terra aos produtivosÓ parasitas deixai o mundo<br />Ó parasitas que te nutresDo nosso sangue a gotejarSe nos faltarem os abutresNão deixa o sol de fulgurar<br />Bem unidos façamosNesta luta finalUma terra sem amosA Internacional<br />

×